A Umbra Rasa (Penumbra)

Página 3 de 40 Anterior  1, 2, 3, 4 ... 21 ... 40  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Darkness - Ingrid - Esquecido

Mensagem  Convidad em Seg Mar 04, 2013 11:22 pm

Por breves minutos uma grande paz pode ser sentida pelo Garou. Estava em casa e atravessando um grande oceano. Seus pelos balançavam ao sabor do vento, e ao fechar os olhos o grande lobo conseguia relaxar diante da situação crítica que estavam. Porém, nada é perfeito; e paz é algo que não se desfruta por muito tempo no mundo onde os combatentes de Gaia vivem. Seus olhos se abrem, e o cenário que se desdobrava a frente dos Garous era épico. Se tem uma parte da Litania que os Fenris seguem ao extremo, ao ponto de acabarem cegos é: "Combaterás a Wyrm onde estiver e proliferar". Porém a visão era bizarra demais, e o Ahroun chega a ficar perdido frente ao exército a sua frente.

*Que droga é essa?! Apocalipse...*

A grande serpente atravessa a barreira interposta pelos lacaios da Wyrm, e assim que chegam Darkness ouve a voz de Elo-Espiritual que já abria o portal para o plano físico. Dessa vez não iria contestar a Theurge que devia saber muito bem o que estava fazendo. O grande Crinos passa rapidamente pela fenda; afinal quanto mais tempo demorassem, maior seria o risco para Ingrid...

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Sarah - Hrafn

Mensagem  Sarah Paulsen em Ter Mar 05, 2013 6:40 pm

A Fenris, após ouvir as palavras do espírito, sem hesitar, olha para ele e responde:

- Faciam finem societatis necessitas, Hrafn magna Indica mihi curae est ponere adducam eos!
(Farei o necessário para selar nossa aliança, grande Hrafn! Pode dizer os compromissos que terei que assumir que irei cumpri-los!)

A Fenris mantinha uma postura de respeito e aguardava pela resposta do Espírito enquanto ia decidindo entre os Carcarás e as Formigas para pensar qual rede auxiliar construir já que os corvos, ao que tudo lhe indicava, podiam ser a grande rede da Theurge que começava a, finalmente, dar os primeiros passos para evoluir em questões de Augúrio.

avatar
Sarah Paulsen

Mensagens : 121
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Julian - Ingrid / Darkness

Mensagem  Julian Escott em Ter Mar 05, 2013 8:14 pm

* Julian sorri amplamente ao ouvir as palavras de Darkness e responde imediatamente, ao passo que monta no espirito da serpente: *

- Darkzinho, era pra você me chamar de cavalheiro! E pelo que a nossa theurge linda aqui tá dizendo, tem outros filhos da puta na fila pra perder a cabeça!

* Apesar da situação, o Roedor ria, visivelmente despreocupado. Gostava daqueles dois Garous que tinha encontrado, havia sido integrante da mesma matilha e confiava neles. Seria bom voltar a matar os desgraçados da Wyrm ouvindo os uivos furiosos do lupino e vendo as sádices da theurge. Não tem muito tempo para pensar sobre isso ou falar mais, a serpente rasgava o ar em direção à ilha e a visão que se proporciona desse ato era ao mesmo tempo revigorante e aterradora. Conseguia ver um sem-numero de malditos a espreita. O que quer que os aguardasse, não seria bonito. Ainda em crinos, rosna levemente ante a perspectiva e apenas se segura ainda mais firme conforme o espirito do mar atropela tudo que encontra pela frente. *

* Assim que Ingrid se prontifica a rasgar a película, Julian se prepara. Logo após a travessia de Darkness, faz o mesmo, não sem antes voltar-se para a Uktena e dizer: *

- Te espero do outro lado, coisa linda. Não me faz esperar muito não.

* Sorrindo de sua própria cafagestisse, pisca para Ingrid e atravessa a película. *
avatar
Julian Escott

Mensagens : 221
Data de inscrição : 16/02/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Elo-Espiritual | Wolf-Darkness | Esquecido

Mensagem  Narrador em Qua Mar 06, 2013 6:19 am

Os Garous conseguem atravessar. Ingrid, que ficara por último, começa a ver os espíritos da Wyrm se aproximarem em alta velocidade.

OFF GAME: Quem sair da Umbra pode já postar no tópico das Ilhas Cagarras.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Hrafn, o Corvo - Vingança-de-Freya

Mensagem  Narrador em Qua Mar 06, 2013 6:23 am

O Espírito bate asas e voa mais uma vez. Seu vôo cortava entre as árvores e termina em um galho de altura mediana, de onde ele se coloca a falar novamente:

- Os corvos não são ligados apenas aos Fenris, Theurge. Nós temos uma íntima relação com os Espíritos da Noite e com Avô Trovão. Portanto, eu não quero que você, sendo uma aliada minha, trate os Senhores das Sombras como inimigos apenas pelo que se fala deles. Eu quero, inclusive, que ajude um deles, o Garou de nome Sombra-da-Escuridão, um ex Filho do Corvo, a encontrar seu caminho e seu coração, Filha de Fenris. Não quero vê-la se pautando pelo que dizem, quero que se permita conhecer os filhos de Avô Trovão e ajude esse filho em específico a não sucumbir às emanações da profanadora.

Faz uma pausa e não diz o segundo pedido.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sarah - Hrafn, o Corvo

Mensagem  Sarah Paulsen em Qui Mar 07, 2013 8:37 am

O espírito deixa a Fenris bem confusa. Manda não seguir estereótipos mas fala em ajudar um Senhor das Sombras de sucumbir à Wyrm. Era curiosa a dualidade da frase pois, ao mesmo tempo em que ela mandava a Fenris se despir de preconceitos, o que seria muito difícil, também os reforçava ao mostrar a proximidade de Ethan com a profanadora.

No entanto, por outro lado, na matilha de Sarah, um dos Garous que mais a fazia se sentir à vontade para confiar dada sua praticidade, era Joshua. O Senhor das Sombras era discreto, prático e eficiente. Coisas que a Fenris aprovava e, até que ele se provasse indigno, ele tinha certa confiança da Theurge. A Fenris, então olha para o Espírito e diz, na língua dos espíritos:

- Big cornicem, ego receptum impugnatio, sed non erit difficile boss. Non propter me pauto præjudicia. Sed didici confidere diffisus. Avo filii tonitrui non autem omnibus. Ego sum impurus. Factus est pessimum super viam duram, et cum magna. Avus huius filius tonitrui ego auxiliatus sum ego dignus qui faceret.

(Grande Corvo, eu aceito o desafio, mas ressalto que não será difícil. Não me pauto por preconceitos. Mas aprendi a confiar desconfiando. Não só dos filhos de Avô Trovão, mas de todos. Sou uma Impura. Cresci da maneira mais difícil e vendo o que há de pior na Nação. Eu irei ajudar esse Filho de Avô Trovão, assim como farei com todos que se mostrarem dignos.)

Após falar, a Fenris fica aguardando o que seria o segundo pedido do corvo. E, claro, a reação dele à resposta que ela tinha dado.

avatar
Sarah Paulsen

Mensagens : 121
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Umbra Rasa (Penumbra)

Mensagem  Ingrid Reis em Qui Mar 07, 2013 10:47 am

Imediatamente após Darkness, Ingrid também sai da Penumbra deixando os espíritos da Wyrm a ver navios em sua investida.
avatar
Ingrid Reis

Mensagens : 394
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Hrafn, o Corvo - Vingança-de-Freya

Mensagem  Narrador em Sex Mar 08, 2013 5:47 am

Hrafn olha para Sarah e segue dizendo:

- Muito bem. Temos um acordo. O outro pedido que eu tenho é lealdade aos meus filhos diretos. Quero que não negues ajuda ao meu povo, aos Corax, os Metamorfos Corvos. Eles são poucos nessa cidade, mas eles saberão que tem uma amiga e quero que os trate com o respeito e a disposição em ajudar com a qual tratarás minha ninhada daqui em diante.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sarah - Hrafn

Mensagem  Sarah Paulsen em Sab Mar 09, 2013 8:03 pm

A Fenris, ainda com uma postura de respeito diante do espírito, diz para o Corvo:

- Magna Hrafn agunt omnes filii matris ad filios agatur; Possunt numerare super me. Accipe munus erit honor cooperantur in liberos pro Gaia retis.

(Grande Hrafn,tratarei vossos filhos com todo respeito que os filhos de nossa mãe devem ser tratados! Eles podem contar comigo. Aceito a missão e será uma honra ter vossos filhos em rede para trabalharmos juntos em prol de Gaia.)

Depois de responder ao Espírito, Sarah aguarda para ver a reação dele.
avatar
Sarah Paulsen

Mensagens : 121
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Hrafn, o Corvo - Vingança-de-Freya

Mensagem  Narrador em Seg Mar 11, 2013 7:58 am

O Espírito então passa em volta da Fenris, e ela sente a energia Gaiana do mesmo enquanto ele fala:

- Selamos, aqui, uma aliança Vingança-de-Freya, Theurge dos Fenris. Em meu nome, em nome de Fenris e em nome de Gaia.

Uma onda de energia invade o corpo da Theurge que pisca os olhos profundamente de modo institivo e quando o abre percebe que o corvo não mais estava ali.

A Rede estava formada.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sarah - Carcará

Mensagem  Sarah Paulsen em Ter Mar 12, 2013 1:26 pm

Invadida com toda a enrgia Gaiana que selava a união, Sarah abre um sorriso satisfeita. Sentia, ali, o inventivo para continuar com sua atuação e prosseguir construindo as redes que necessitava. As formigas são descartadas, eram espíritos ligados a Weaver, embora transitassem em regiões da Wyld e, se já tinha os corvos para ações mais noturnas, sabia muito bem qual ave que poderia usar para lidar com o meio urbano durante o dia: alguém forte, devastador, sem frescuras e que entenderia bem a Fenris. O Carcará.

Com uma de suas Garras, a Garou que estava em Crinos começa a desenhar uma série de Runas no chão enquanto diz, em alto e bom som, tentando conjurar assim o espírito de quem pretendia ter a amizade de seus filhos:

- Carcará! Lati sethera, preaddor inimicorum! Ego, Vingança de Freya, vos invocatis praesentia mei pro Gaia et Fenris!
(Carcará! Soberano dos Céus, predador de inimigos! Eu, Vingança de Freya, lhe invoco à minha presença em nome de Gaia e Fenris)

A Garou quando termina de falar as palavras ritualísticas, se coloca bem no centro das Runas e fica aguardando pela manifestação do espírito.
avatar
Sarah Paulsen

Mensagens : 121
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Espírito-Carcará - Vingança-de-Freya

Mensagem  Narrador em Qua Mar 13, 2013 5:58 am

Após algum tempo de concluído o Ritual de Conjuração, o Espírito-Carcará se manifesta diante da Fenris:

- Por que me invocas, Theurge?

avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sarah - Carcará

Mensagem  Sarah Paulsen em Qui Mar 14, 2013 2:03 pm

Na presença do Carcará, uma ave bem mais diurna que os corvos, Sarah faz novamente uma menção de respeito e, olhando sempre para a ave, diz em tom muito sério:

- Carcará, bellator caeli, filius Helios! Ego, Vingança de Freya, in nomine Gaia et Fenris venio, ut proponere societas inter hoc crescentem lunam et filii vestri! Dic, maxima rapax, quae peperit uos faciam foedus!
(Carcará, guerreiro dos céus, filho de Hélios! Eu, Vingança de Freya, em nome de Gaia e de Fenris, venho lhe propor uma aliança entre esta lua crescente e seus filhos! Diga-me, grande predador, o que devo fazer para ter uma aliança com você e sua ninhada!)

Após terminar de falar, Sarah mantém a posição de respeito e fica aguardando a resposta do Espírito Carcará. Sabia que seu ritual tinha sido muito bem sucedido e esperava hospitalidade do mesmo.
avatar
Sarah Paulsen

Mensagens : 121
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Espírito-Carcará - Vingança-de-Freya

Mensagem  Narrador em Sex Mar 15, 2013 10:24 am

O Espírito olha para a Fenris com uma expressão muito séria. Ele dá um rasante, se aproximando ainda mais e fala na língua dos espíritos para a Garou:

'- És forte. Lutas por Gaia. Não tenho motivos para não fazer aliança com Filha de Fenris se esta se comprometer a fazer uma oração antes ou depois de sair para caçar inimigos, oferecendo a carne e a morte destes em honra à ninhada de Carcará.'

Dito isso, o espírito aguarda a resposta de Sarah.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sarah - Carcará

Mensagem  Sarah Paulsen em Sex Mar 15, 2013 8:52 pm

A Fenris, mantendo a postura de respeito, responde ao espírito:

- Mos comprehendo vestrum et nomen vestrum incubatio in laudes meas! Horarei nomen tuum et filii tui! Dedicant ut vos et filii vestri sanguinem inimicos caçaremos! Hunt in honore tuo, potens Carcará! Me honorat, societatem! Humiliter moneo!
(Incluirei seu nome e sua ninhada nos meus louvores! Horarei teu nome e de vossos filhos! Dedicarei à ti e a seus filhos o sangue dos inimigos que caçaremos! Caçarei em tua honra, poderoso Carcará! Honre-me com uma aliança! Eu, humildemente, lhe peço!)

Depois de falar, a Garou aguarda a reação do Espírito Carcará.
avatar
Sarah Paulsen

Mensagens : 121
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kiba Valentine - Lauren

Mensagem  Kiba Valentine em Sab Mar 16, 2013 3:29 pm

O Presa de Prata e a Portadora da Luz Interior atravessam a pelicula e caem na Umbra Rasa, rolando pelo chão alguns centimentos a frente. O Ahroun levanta-se e olha para Lauren que tinha caido um ou dois metros a frente. Ele estende as mãos para que Lauren visse que ele não queria brigar e diz:

- Lauren, fica calma, eu sei que você é mais forte que isso... Vai acabar tudo bem... Só respira fundo...

Ele sabia que provavelmente aquilo não ajudaria em nada, mas precisava ganhar tempo para que pudesse assumir uma forma de combate equivalente a Garou que, mesmo ferida, tinha a vantagem do combate.
avatar
Kiba Valentine

Mensagens : 585
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 29

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Lauren - Kiba

Mensagem  Ellen Salt em Dom Mar 17, 2013 5:47 pm

Lauren estava copletamente tomada pela Fúria. A Portadora da Luz Interior, logo que surge na Penumbra, acerta um violento golpe em Kiba, que rasga-lhe com profundidade todo o peitoral. Em seguida, Lauren tenta acertar outro golpe no Presas de Prata, que esquiva, mas fica à mercê do terceiro golpe de Lauren que rasga do ombro ao peitoral esquerdo do Ahroun.

A Garou, em Frenesi, rosnava e avançava. Lauren não era responsável pelos seus atos

_____________________________________________
Kiba tem que absorver:

- Do primeiro golpe: 10 de dano agravado

- Do segundo golpe: nada, ele esquivou

- Do terceiro golpe: 2 de dano agravado.


Desculpa Sad
avatar
Ellen Salt

Mensagens : 105
Data de inscrição : 28/01/2013
Localização : Por aí...

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ferrugem-dos-Espíritos | Voz-do-Trovão - Vingança-de-Freya

Mensagem  Narrador em Seg Mar 18, 2013 11:09 am

O Carcará responde à Fenris:

- Selamos, pois, uma aliança entre mim, meus filhos e vós, Theurge dos Fenris.

Assim como aconteceu com o Corvo, o Carcará dá uma volta no corpo da Garou Voando e Sarah sente a gnose do mesmo entrar em simbiose com a sua. O Êxtase leva a Garou a fechar os olhos por um instante e, quando ela abre, o Carcará não estava mais ali.

Sem ter nem tempo para pensar em mais nada, a voz de Ferrugem-dos-Espíritos chega ao ouvido de Vingança-de-Freya:

- Sarah! Sarah! Estava lhe procurando por todo o Caern. A Matilha de Apoio já está toda aqui, Meet disse para lhe procurarmos... o que vocês estão precisando? Alguma novidade da Legião?

O Andarilho estava na forma hominídea. Ao lado dele, também em hominídeo, estava o Theurge Fenris, que também era da matilha de apoio, Voz-do-Trovão.


Ferrugem-dos-Espíritos


Voz-do-Trovão
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sarah - Ferrugem dos Espíritos / Voz do Trovão

Mensagem  Sarah Paulsen em Seg Mar 18, 2013 2:47 pm

A Fenris sente-se banhada pela energia gaiana que mais uma vez lhe concedia uma rede. Eram duas grandes vitórias para quem jamias tinha dado um passo importante para ser uma Theurge. Sarah sentia-se mais segura de si e, quando ouve o chamado de Ferrugem, olha para ele.

Estava em Crinos e saúda com um movimento único de cabeça os dois que se aproximavam. Sentia-se muito mais confortável com a presença de um Fenris ali e, diante disso, a Garou comenta com Ferrugem dos Espíritos:

- Não temos muitas novidades. A matilha está toda em campo atrás de informações e é por isso que Meet pediu que eu encontrasse você. Precisamos selar aliança com os espíritos e, com os da Weaver principalmente. Patrulhamos o centro e temos pouca relação com eles e, nesse sentido, achamos que poderíamos contar com a sua ajuda.

A Garou termina de falar e olha com cumplicidade para o outro Fenris enquanto aguardava a resposta de Ferrugem.
avatar
Sarah Paulsen

Mensagens : 121
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kiba Valentine - Lauren

Mensagem  Kiba Valentine em Seg Mar 18, 2013 6:56 pm

O Presa de Prata ja tinha conseguido levar a Portadora para a Umbra, agora precisava pensar rapido em como para-la antes que o pior acontecesse. Mais alguns segundos e poderia mudar para uma forma de batalha equivalente, mas infelizmente esses segundos eram tempo demais.

Lauren parte para cima de Kiba com furia nos olhos, sua reação foi tão rapida que Kiba nada pode fazer a não ser ver seu torax sendo praticamente partido ao meio pelo forte golpe de Lauren que joga o Garou ao chão. Nesse instante, Kiba sente a vista escurecer e toce duas vezes jorrando sangue pela boca.

Tentava, porem não conseguia se mover, estava acabado... Tudo estava acabado. Porem, seu peito que ardia em dor agora ardia em furia, uma furia que até mesmo o Presa de Prata jamais tinha sentido até aquele momento. Logo, o corpo caido começava a ter reações de vida e mudar... Pelos brancos começam a surgir por todo o corpo, uma cauda longa e garras tão afiadas quanto uma espada.

Kiba coloca-se sobre duas patas e urra cheio de odio e dor para a causadora daquele ferimento, porem, não era mais o Presa de Prata que controlava aquele corpo. Tudo que havia restado ali, era odio.

Off:

A pedido do jogador as proximas ações serão feitas pela narração.
avatar
Kiba Valentine

Mensagens : 585
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 29

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ferrugem-dos-Espíritos | Voz-do-Trovão - Vingança-de-Freya

Mensagem  Narrador em Qua Mar 20, 2013 7:08 am

O Andarilho fica pensativo, e olha para Voz-do-Trovão que, por sua vez, toma a palavra e pergunta:

'- Vocês querem que montemos uma rede em conjunto com vocês? É isso? Você tem alguma rede já construída além da que acabamos de assistir Vingança-de-Freya?'

O Andarilho, após as palavras do Fenris, o Andarilho diz:


'- Olha, Sarah, montar uma rede com as aranhas é algo complicado até para nós, Andarilhos, mas posso conseguir fazer um acordo para, pelo menos, grandes alterações serem alertadas para sua matilha negociando com elas, mas precisarei de um bom terminal de computadores para isso. E seria apenas um aviso simples. Algo errado no local tal. As Aranhas não são muito solíscitas em ajudar criaturas que, em sua maioria, querem combatê-las...'
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Umbra Rasa (Penumbra)

Mensagem  Anksu Nanm em Qua Mar 20, 2013 4:29 pm

Ao chegar na Penumbra, caio de joelho em uma sessão de tosse causada pela prata em pó, cuspo um pouco de snagué e coloco novamente a mão no abdômen pois com isso ele sangrou mais um pouco.
Assim que consigo me recompor me levanto e começo a procurar Kiba e Lauren com os olhos...
avatar
Anksu Nanm

Mensagens : 106
Data de inscrição : 29/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Asa-Solitária | Aspecto-do-Invisível | Luz-da-Lua

Mensagem  Narrador em Qua Mar 20, 2013 4:37 pm

Anksu surge na Penumbra apenas a tempo de ver o Crinos Asa-Solitária, completamente tomado pela besta, cravando suas presas de forma profunda no pescoço de Lauren e arrancando um grande pedaço do mesmo. A Garou, em Crinos cospe sangue que fica manchando os pelos brancos de Kiba e inundam sua boca, que já tinha carne e sangue de Lauren. O gosto da Portadora estava na boca do Presas de Prata que, então, recupera a consciência saindo do Frenesi a tempo de ver o último suspiro da Portadora da Luz Interior. Luz-da-Lua, Adren, Galliard dos Portadores da Luz Interior estava morta. Asa-Solitária estava mais solitário do que nunca.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Umbra Rasa (Penumbra)

Mensagem  Anksu Nanm em Qua Mar 20, 2013 10:35 pm

Meu olhos ficaram arregalados quando vejo aquela cena de dilaceração entre companheiros de matilha...
Assim que recupero o folego que havia perdido ao ver aquela cena, corro na direção dos dois dando uma ombrada em Kiba e amparando Lauren nos braços. Rasgo um pedaço da camisa que já estava suja com o meu próprio sangue e tento fazer uma pressão no local para estancar a hemorragia, mais percebo que era tarde demais e não adiantaria nada...
Apenas fecho os olhos dela e sem sair do lugar dou uma olhada em Kiba, balanço a cabeça negativamente, abaixo e fecho os olhos...

Eu não tinha contato com aquela garou, mais o que ela falou de tarde para mim em relação a laços de matilha estava gravado em minha mente, tão acostumado com hierarquia e ela de posto tão elevado em relação ao meu me pediu para tratá-la como igual e isso eu não iria esquecer.
-الباقي في السلام وغايا التي تتلقاها وأنت تستحق ... (Descanse em paz e que Gaia lhe receba como você merece...)
avatar
Anksu Nanm

Mensagens : 106
Data de inscrição : 29/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sarah - Ferrugem dos Espíritos / Voz do Trovão

Mensagem  Sarah Paulsen em Qui Mar 21, 2013 12:42 pm

A Fenris ouve os comentários do Andarilho. No fundo, esperava por eles. Mas, diante da possibilidade envolvendo terminal de computadores, a Theurge responde:

- Nós temos um terminal de computadores. Links Aleatórios que o montou. Pode ser apropriado para o que você fala, Ferrugem dos Espíritos. Eu compreendo todas as dificuldades que temos, mas seria fundamental qualquer tipo de alerta de grande alteração que as Aranhas puderem enviar para a matilha. Você pode nos ajudar nisso.

Em seguida, a Garou olha para seu irmão de tribo para ver se ele ia se manifestar ou se a conversa seria apeans entre ela e o Andarilho do Asfalto.
avatar
Sarah Paulsen

Mensagens : 121
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Umbra Rasa (Penumbra)

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 40 Anterior  1, 2, 3, 4 ... 21 ... 40  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum