Arquipélago das Cagarras

Página 6 de 10 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Narração - TODOS QUE ESTÃO NA CLAREIRA CENTRAL

Mensagem  Narrador em Dom Mar 24, 2013 1:10 pm

Kathya dá um tiro e com isso o combate entre Dançarinos e Rokeas começam. Ou melhor, o massacre dos Dançarinos tem início. Era nítido que eles estavam em maior número e, distraídos pelo combate nem percebem Darkness voando. Os dançarinos não vêem, mas o dispositivo que a Theurge instalava, sentindo a aproximação do Lupino dispara um raio que atinge bem em cheio ao Fenris, jogando-o longe, no meio do mato, no mesmo local de onde ele veio, com seu corpo queimando pela PRATA em forma de raio de energia disparada pela tecnologia da Wyrm.

O golpe é disparado pela parte de cima do dispositivo que é instalado pela Theurge que sequer olha na direção. Era algum tipo de sensor inteligente, para os que entendiam de tecnologia. Darkness cai desmaiado próximo à Ingrid e à Justiceira-Implacável que, por sua vez, sem entender o que houve corre para ver se Darkness ainda está vivo e exclama ao ver que sim:

- Ele está vivo! Ele está vivo!

A Fenris olha para a Theurge e diz:

- Cuide dele Theurge, eu vou acabar com esses malditos.

E, no melhor estilo Kamikaze, a Fenris uivando em Fúria avança para começar a lutar ao lado dos Rokeas contra o exército de Dançarinos.


OFF GAME: Darkness toma 4 de dano agravado não passíveis de absorção por ser dano por prata. Darkness ganha a Cicatriz de Batalha Danos à Espinha.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ingrid - Darkness

Mensagem  Ingrid Reis em Dom Mar 24, 2013 1:35 pm

Darkness pega a ideia de Ingrid, ignora as apromirações que ela faria (como ficar invisível) e salta por cima dos Dançarinos. Um raio de prata atinge o Fenris e, incrédula, a Theurge exclama:

- NÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃO!

A Uktena vê tudo em câmera lenta e, enquanto a outra Fenris vai na direção de Darkness, Ingrid comenta para si:

- Lobo estúpido. Lá vou eu gastar minha preciosa Gnose de novo.

A Fenris então diz para Ingrid que Darkness está vivo e, Impulsiva, como só um Fenris, a outra suicida sai andando para cair no combate de frente com um verdadeiro exército. Ingrid, por sua vez analisa Darkness e nota a fratura em sua coluna. Fenris não gostavam que lhes removessem suas cicatrizes mas Ingrid não estava nem aí:

- Desculpa bonitão, mas você é mais útil à minha segurança inteiro do que partido ao meio, então fodam-se os seus valores tribais...

E com as mãos massageia a coluna do Fenris, fechando todos os ferimentos e removendo a cicatriz. Darkness pode acordar com os últimos toques da Theurge em suas costas. Assim que sente que tudo voltou para o lugar, Ingrid se levanta e dá dois passos para trás e indaga:

- Darkness. Você tá bem?

Todos os ferimentos de Darkness e a cicatriz de danos à espinha haviam sido completamente curados pela Theurge.
__________________________________________________
2 Pontos de Gnose usados no Toque da Mãe
1 para Curar
1 para Remover a Cicatriz de Batalha
avatar
Ingrid Reis

Mensagens : 394
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Darkness (Crinos) - Justiceira-Implacável - Ingrid

Mensagem  Convidad em Dom Mar 24, 2013 3:38 pm

O Ahroun entra em um pesadelo, e sua mente vaga por horizontes desconhecidos, era como tentar acordar de um transe. Após o impacto contra o solo ele agoniza a beira da morte, com o corpo destruído. Sua coluna cervical estava partida e ele mal conseguia se mover, era melhor estar morto.

Porém como uma imagem espiritual, ele observa um ser de luz que se aproximava de seu corpo. A energia era conhecida, ele já havia experimentado aquilo naquele mesmo dia, e mentalmente só um nome vem em sua mente:

*Ingrid!*

Em um verdadeiro estalo o Cria de Fenris acorda de seu sono. Sua reação é a de um combatente ferido em guerra, onde desperta repentinamente já no automático pronto para o combate. Seu corpo revira-se e de pé com os olhos arregalados ele lança suas garras contra o vento ao seu redor, a Fúria queimava ainda mais sua alma...

"-AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAARRRRRRRGGGGGGGG!!!"

Percebendo que não havia ninguém, a não ser Elo-Espiritual que o olhava afastada, ele começa a restabelecer sua razão, enquanto mantém uma respiração profunda, bem ofegante.

"-Unf... Unf... Unf... Darkness estar bem Theurge! Quanto tempo Lobo perdeu? Onde está Justiceira, onde estão inimigos? Darkness vai destruir eles um a um!"

Ter o corpo dilacerado e demonstrar uma aparência calejada pelos inúmeros combates era uma honra para o Fenris, porém carregar uma anomalia, uma disfunção que o tornaria um fardo para a sua Matilha e sua Tribo, era com certeza algo que não estava em sua mente, preferia perder a vida. Em seu íntimo agradecia pela Theurge estar presente naquele momento; ela havia feito um excelente trabalho e agora o Ahroun estava completamente recuperado para o combate final.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Kor Yance - Garra Vermelha / Faro-Fino / Todos

Mensagem  Kor Yance McDonell em Dom Mar 24, 2013 10:10 pm

Kor ao se deparar com aquela situação sente-se aterrorizado e incrédulo com o que estava vendo, 18 Dançarinos prontos para entrar em combate contra 8 rokeas não lhe fazia bem. Sentiu um frio percorrendo sua espinha dorsal e uma angústia pressionando seu peito.

" CARALHO! Que tanto de Dançarino... e esses são fortinhos... É negada, FODEU!!!"

Ver aquela quantidade de inimigos prontos para combate não era uma das coisas que Kor estava acostumado ver. Apesar do terror momentaneo e angústia, tinha em sua consciencia que aquilo era temporário. Mais do que nunca precisava de uma estratégia de combate. Dá dois passos para trás para ficar longe da vista dos inimigos e recorre aos seus parceiros que estavam camuflados na mata.

- Arauto-da-Morte, Faro-Fino, Cadê vocês?! Estão vendo isso?! Alguma estratégia de combate em mente?! Se não tiverem, acho melhor pensarem em uma, se não estamos fudidos...


Kor nesse momento encontrava-se preocupado com a situação, e mais do que preocupado, praguejava todos os Deuses disponíveis por estar vendo aquilo com tão poucos amigos de matilha. Não sabia o que estava acontecendo com os demais, mas deseja estar com eles.

" Mas que porra o resto da matilha tá fazendo?! Caralho, viu... Será que é só eu que to vendo isso?! "

Nesse momento, após praguejar com força aquela situação calaminosa, escuta um forte uivo de desespero e dor vindo de Ingrid. O uivo era pesado, com um sentido entristecedor de morte e mais angústia ainda. Sentiu mais uma vez uma forte dor no peito. Dúvidas era o que mais tinha na cabeça de Kor nesse momento.

" Puta que pariu!! Ingrid... O que tá acontecendo, porra!?"

De alguma forma, o uivo de Ingrid alimentou a raiva que Kor estava sentindo e isso fez com que tivesse mais forças para que pudesse lutar. Tais forças só aumentaram ao ver a Lua brotando no céu. Pelo menos alguma pouca sorte disponível diante de tantos problemas.

Tentando descobrir alguma forma de quebrar aquela formação de guerra inimiga, Kor resolve dar mais uma olhada na clareira central quando repara que atrás daquela formação tinha um Dançarino da Espiral Negra fazendo desenhos estranhos no chão. Mais estranho ainda era a máquina de prata que ele estava manuseando.

" Eita macumbeiro filho da puta!! Só faltou um litro de pinga e a vela preta ali... Isso sem dúvida é coisa do Tinhoso..."

Referia-se a Wyrm por estar fazendo esse ritual maligno. Nesse momento, enquanto observava toda aquela situação, vê um objeto voando pelo céu tentando atravessar aquela barreira de inimigos, não demorou muito para perceber que era o Darkness pulando tão alto quanto podia para adentrar na batalha, porém antes de tocar no chão, um raio saí da máquina de prata acertando em cheio Darkness fazendo com que voltasse de onde havia saltado. Pode ver uma certa fumaça saíndo de Darkness após receber o raio.

" EITA PORRA!! Se o Darkness não morreu agora, não morre nunca mais! "

Falava isso com pesar. Logo mais escutou um tiro e a batalha inimiga começando. O que também deixou Kor espantado, pois se Darkness que era um guerreiro nato não conseguiu penetrar o campo de batalha voando, o único meio era por terra derrotando todos os inimigos, o que também para Kor era bem impossível sem ajuda, devido a quantidade de tantos inimigos, mas estava definitivamente disposto a entregar sua vida por essa causa. Estava sedento por sangue e batalha. Não tinha medo de encarar situações difíceis como essa.

Esperava que o Arauto-da-Morte e o Faro-Fino expressasem suas opiniões antes de entrar em combate. Era a única certeza que tinha, certeza de que precisava parar com aquele ritual, mesmo que isso custasse o mesmo e possível fim que Darkness teve.


______________________________________
A imagem representa o local que Kor se encontrava entre as matas e a lua observando o ínicio da batalha na clareira central da ilha.
avatar
Kor Yance McDonell

Mensagens : 325
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 27
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Anjo-Guardião | High-Tech | Semblante-de-Aquiles | Esquecido

Mensagem  Narrador em Seg Mar 25, 2013 3:36 am

Os Garous não tem dificuldades em passar adiante. Os Rokeas agradecem a ajuda e curam Esquecido e Iurd, deixando os dois sem nenhum dano para seguir em frente.

Andando um pouco mais à frente, os Garous se deparam com uma batalha campal. Muitos Dançarinos lutavam em campo aberto com Rokeas e com uma Fenris, que parecia muito mais forte que todo mundo ali. A batalha era sangrenta e acontecia ao som da batida de dois Tambores da Wyrm.

Ao fundo, uma Theurge fazia o ritual em uma máquina.


OFF GAME: Ryan ainda não postou, mas já rolou os dados portanto podem considerar a cena como sendo apta para seguir adiante, visto que Ryan matou o Dançarino que faltava.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - TODOS QUE ESTÃO NA CLAREIRA CENTRAL

Mensagem  Narrador em Seg Mar 25, 2013 3:56 am

Da mata, o Garra Vermelha sai e olhando para Kor, diz:

'- Ragabashs e Theurges ficar de tocaia. Meia-Luas, Galliards e Ahrouns vão pra batalha com Honra.'

E, dizendo isso, o Garra Vermelha assume a forma Crinos e parte para a batalha, como a Fenris tinha feito. Faro-Fino dispara um tiro e acerta um dançarino, mas continuava na mata fechada.

A batalha era dura. Não tinha como saber quem estava se dando melhor e o único desempenho que chamaria atenção era o da Meia-Lua Justiceira-Implacável que se mostrava ali uma grande guerreira.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kor Yance - Garra Vermelha/ Todos que estão na Clareira Central.

Mensagem  Kor Yance McDonell em Seg Mar 25, 2013 12:43 pm

Kor estava observando a clareira central quando saí o Garra-Vermelha lhe dizendo o que fazer. Confiava em suas palavras, pois era um Ahroun, e um Ahroun sabe o que tem que fazer em um campo de batalha, pelo menos na teoria. Não estranhou muito sua decisão, visto que se voasse por cima dos inimigos igual Darkness, acabaria sendo eletrecutado com Patra e isso não era boa coisa.

Olhou com atenção para o campo de batalha para ver qual de fato seria os inimigos mais fáceis para atacar e derrubar, fazendo assim diminuir o número de dançarinos. Mas sem sorte, não obteve o resultado que queria. A batalha estava muito confusa e o negócio tava feio. A confusão era grande e Kor teve a consciência por um monte que este poderia ser o dia da sua morte se não estivesse com sorte.

" É companheiro, FODEU!! Hoje pelo jeito é um bom dia para se morrer... E se eu tiver que morrer, vou morrer com estilo... FODA-SE!! VAMO EMBORA! "

Viu o Garra-Vermelha se transformando em Crinos e partindo pra batalha e então percebeu-se que era hora de ir com ele pra cima dos malditos. Pelo menos teria alguém pra cobrir sua retaguarda e seria melhor que lutar sozinho naquele rebuliço todo. Partiu em disparada para acompanhar o Garra Vermelha ficando atrás dele no intuito de cuidar da retaguarda dele como havia feito com Ryan.

- TÁ NO INFERNO, ABRAÇA O CAPETAAAA!!! VAMOOO BORAAA Garra-Vermelha... Tô na sua retaguarda!!
Vamo destruir esses malditos sem nenhuma dó!!


Nesse momento esqueceu tudo de ruim que precisava esquecer e focou apenas na batalha. A raiva e o ódio agora eram seus aliados. Estava indignado com a situação de poucos lutarem contra muitos, e mais puto ainda por isso ser coisa da Wyrm. E por ser coisa da Wyrm, perder sua vida lutando contra ela, seria uma honra da qual gostaria de ter. Sentiu seu sangue ferver por dentro, sua adrenalina corria forte em suas veias e sentiu que era hora de usar sua fúria. Só precisava achar o inimigo certo, e assim partiu para a batalha acompanhando o Garra-Vermelha.


_____________________________________
OFF Game:
A imagem representa o momento que Kor enche sua mente de obscuridades e vê o Garra-Vermelha se transformando em Crinos partindo para a batalha.
avatar
Kor Yance McDonell

Mensagens : 325
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 27
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kathya - Dançarinos

Mensagem  Kathya Campbell em Seg Mar 25, 2013 2:05 pm

A batalha começa. Darkness tenta voar sobre todos e é acertado por um feixe de energia. Uma Fenris se envolve junto à batalha, assim como o Garra Vermelha. Ambos da matilha de apoio. A Presas de Prata, que não tinha mais contato visual/auditivo com Kor, continua se preparando para atirar. A Ragabash confere seus tiros e dispara um deles, mas erra por completo o alvo. Fora o pior tiro de Kathya desde que pisara na ilha:

- Maldição!

Após disparar o tiro, Kathya novamente muda de posição, se escondendo na mata e tentando ficar longe de ser rastreada pelos inimigos. Quisera ela sua arma fosse capaz de disparar mais tiros em menos tempo, isso a ajudaria muito a dar um fim rápido nesse bando de Dançarinos.
avatar
Kathya Campbell

Mensagens : 62
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ingrid - Darkness

Mensagem  Ingrid Reis em Seg Mar 25, 2013 2:49 pm

A Uktena nota que Darkness acorda querendo mais batalha. O que ela poderia esperar de um Fenris? Nada além disso. Apenas com o olhar, a Uktena aponta para a direção de onde estavam todos lutando e diz para o Lupino:

- Você perdeu pouco, a batalha mal começou e tem um monte de Daçarino uivando pra Luna pedindo para encontrar a morte final nas suas Garras.

Abre um sorriso e então, ela mesma se preparando para seguir diz para o Garou:

- Só toma mais cuidado da próxima vez, minha Gnose já está perto do fim.

Diz séria, embora sem demonstrar muita preocupação. Sabia que pelos seus ferimentos provavelmente não ia resistir ao combate, mas estava deterinada a seguir em frente com ele. Ingrid dá passos curtos, seguindo na direção e pensando como faria para agir. A Theurge não era lá muito forte fisicamente, mas tinha que dar um jeito de chegar e impedir o ritual que acontecia.

Sem ideias que não fosse uma tentativa de passar furtivamente rodeando o combate e sabendo que isso não seria fácil sem a invisibilidade, Ingrid segue se preparando para a batalha. Não atacaria antes de Darkness atacar, a entrada de um Ahroun em combate era a distração que Ingrid precisava para tentar passar sem chamar muita atenção. Enquanto andava, a Theurge falava:

- Temos que ser rápidos. Eu preciso chegar naquela ritualista. Quando você entrar pro combate, eu vou tentar passar sorrateiramente pelos cantos até contornar a região da batalha e chegar na maldita. Não sei se vai dar certo, mas não vejo outra maneira. Não podemos mais perder 1 segundo sequer.

Fala e já para perto da clareira onde rolava o combate. Esperaria pela decisão de Darkness para decidir, de fato, o que faria.
avatar
Ingrid Reis

Mensagens : 394
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ryan - Iurd / Pergrino / Feiticeiro-Ancestral / Arthur / Rokeas

Mensagem  Ryan McDougall em Seg Mar 25, 2013 6:05 pm

* Ryan observa seus companheiros se juntando à batalha, cada qual buscando um alvo diferente. Fixa seus olhos inicialmente em Arthur que, mesmo ferido, ainda lutava. Era bom saber que mais um de seus companheiros de matilha ainda continuava firme e lutando. Observa também um Crinos absolutamente branco e desconhecido a lutar com outro dos Dançarinos. Sabia que ele não era da matilha de apoio e, portanto, não conseguia entender de onde o cara havia saído.. de qualquer forma, não importava. Os Dançarinos caiam um a um. Sangue jorrava e Gaia ia vencendo sua batalha. *

* Preparava-se para juntar-se também à carnificina quando ouve um uivo que preenche seu coração de dor e tristeza. Ingrid uivava mas o motivo era desconhecido. Preferia não tirar conclusões precipitadas mas dessa vez era dificil não pensar que algum companheiro havia tombado em combate. Indignado com a perspectiva e tendo o peito explodindo em fúria, o Andarilho investe com violência contra o Dançarino que lutava contra os dois Rokea. Num golpe em arco com as garras, atinge a garganta do inimigo e o derruba ao chão, banhando-se no sangue conspurcado que espirra. Estava atento quando o corpo caído se ergue do mundo dos mortos apenas para novamente sentir a dor da morte. Ryan segura o Dançarino no pescoço com a mão esquerda, forçando-o contra o chão, ao passo que, num golpe extremamente violento, usa as garras para perfurar e atravessar a barriga do desgraçado. *

* Assiste a vida do Dançarino se esvair e percebe o momento em que sua alma (se é que tinha alguma) deixa o corpo. Somente então retira o braço de dentro do corpo moribundo e levanta-se, olhando ao redor em busca de novos inimigos até que ouve o discurso inspiracional de Iurd. Concordando com suas palavras e motivado pelo discurso, Ryan uiva sua fúria para que todos pudessem ouvir, anunciando que aquela escaramuça estava terminada mas que ainda teriam batalhas pela frente. *

______________________________________________________

O conteúdo desse post se relaciona aos fatos e acontecimentos de antes da atualização de hoje. Farei outro post com as novas informações.
avatar
Ryan McDougall

Mensagens : 134
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 27
Localização : São Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Darkness (Crinos) - Ingrid - Justiceira-Implacável - Rokeas / Vingadores

Mensagem  Convidad em Ter Mar 26, 2013 10:50 am

Elétrico o Fenris escuta o resumo dos fatos vindos da boca de Ingrid, ele já se aproxima da trilha para avistar abaixo o combate que era travado entre os Dançarinos, os Rokeas e Justiceira-Implacável. Estava afoito para entrar em combate e a "pilha" colocada pela Uktena era mais do que o suficiente para empolgá-lo ainda mais, mas não poderia deixar de prestar atenção em Elo-Espiritual e sua condição física. Olhando-a com um semblante sério, escapando um pouco de preocupação, ele diz:

"-Nós precisar de Theurge viva quando outro cair, e Theurge morre assim! Darkness não aceitar isso! Darkness quer que fique aqui e espere até cada Maldito estar enfrentando um, pra ninguém poder se virar contra ocê. Theurge ser nossa linha de defesa e não de ataque, e é graças a ocê que Lobo ta vivo."

Darkness porém, conhecia a teimosia da mulher, e não iria perder tempo com discussões sem sentido, sabendo que isso poderia acontecer, já que ela era uma Adren e ele um mero Cliath, apesar de ser Ahroun e estarem em um campo de batalha. Por isso avança com tudo pela mata antes que ela pudesse lhe responder, esperando que ela não interpretasse aquilo como uma afronta.

Novamente o Cria de Fenris aparece no campo de batalha, correndo nas quatro patas como um rinoceronte desgovernado. Seus olhos eram agora focados como os de um lobo, seguido apenas pelos seus instintos mais primitivos. Transbordando em Fúria ele parece uma máquina de matar, em menos de 3 segundos (média de um turno), ele joga um pro alto com as garras e finaliza rasgando-o ao meio com uma segunda garrada antes que ele caísse no chão, mordendo em seguida brutalmente outro Dançarino que estava ao lado por três vezes; deixando-o a beira da morte.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

OFF

-A parte GRIFADA pode ser vista por todos que já avistam o Centro do Caern.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Kor Yance - Garra-Vermelha/ Dançarino

Mensagem  Kor Yance McDonell em Ter Mar 26, 2013 11:38 am

Logo que o Garra-Vermelha saí em disparada, Kor saí atrás. Havia pensando que já que estava na chuva, era pra se molhar, e que se fosse assim, se molharia com estilo. Saiu correndo velozmente para lutar ao lado do Arauto-da-Morte conseguindo acompanhar sua velocidade e ficar pareado com o mesmo. Não queria saber de brincadeira. Estava sério e focado na escolha de um inimigo para dar seu primeiro ataque mortal, porém tinha em mente que não era qualquer inimigo que estava na sua frente, era os mais fortes. Correndo ao lado do Garra-Vermelha, apenas lhe passou um recado.

- Vou tentar te dar cobertura nos meus ataques, se for possível, faça o mesmo!!

Cobertura de batalha era importante nesse momento, uma vez que eram muitos inimigos e vários poderiam atacar de uma vez. Quando Kor estava se aproximando dos inimigos, escolheu mais pra esquerda no intuito de que eliminasse a opção de várias atacando ao mesmo tempo. Deu uma finta de corpo veloz para a esquerda, fazendo com que ficasse bem próximo do inimigo. Deu um salto e fez três sequência de ataques rápidos. Esperava que com aquilo pudesse matar o disgraçado. Pelo menos eliminaria um pouco da sua raiva por aquele ser errante.

Acertou uma garrada no peito do inimigo e para não dar chance ao azar, mordeu seu trápezio bem próximo ao pescoço fazendo com que sangue voasse. Kor como não havia se contentado com sua fúria, desferiu mais uma garrada nas costas do inimigo retalhando-o na transversal. Sangue havia espalhado, muito dele ainda havia ficado em suas garras e em sua mandíbula. Afastou-se do inimigo vendo ele cair por terra. Ficou em pé por um instante olhando a situação gravíssima do disgraçado e não acreditando no que estava vendo. O desgraçado ainda estava vivo, meio-morto mais vivo ainda por conta de algum milagre divino.

- Tá conseguindo respirar ainda, vadia?! Tá sentindo gosto de sangue na garganta, tá?! Vou lhe dar o destino que você merecia antes de ter nascido, sua biscate!

Kor preparava um último ataque enquanto jogava ao vento suas palavras de ódio e vingança alheia.


__________________________________________________
OFF GAME:
1º Ataque (Garra): 03 de dano agravado.
2º Ataque (Mordida): 01 de dano agravado.
3º Ataque (Garra): 02 de dano agravado.
Total: 06 de dano agravado. ( Sim... ele não morreu! Shocked )

A imagem representa o momento que Kor termina o ataque e vê o Dançarino caindo lentamente no chão. Kor sorria maquiavelicamente nesse instante.
avatar
Kor Yance McDonell

Mensagens : 325
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 27
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ryan - Iurd, Arthur, Matilha de Apoio

Mensagem  Ryan McDougall em Ter Mar 26, 2013 8:29 pm

* O grupo segue em direção ao local onde o som de batalha se fazia ouvir. Os olhos do Andarilho percorrem o local enquanto se estreitam e ganham ar de extrema seriedade. Inúmeros Dançarinos, inspirados por batidas incessantes de tambor, combatiam uns poucos Rokea. O resultado era obvio.. chacina étnica. *

* Sem tirar os olhos do campo de batalha, Ryan fixa sua atenção em uma Garou corrompida do outro lado do terreno. Qualifica a vadia como a líder daquela ação da Wyrm e nota imediatamente a tentativa da mesma em terminar algum tipo de ritual junto à uma maquina. Soube instintiva e imediatamente que deviam impedi-la ou tudo estaria perdido. Comenta com ninguém em especial, mas fixa os olhos em Iurd indicando subjetivamente que o incumbia primariamente daquela tarefa: *

- Quero a cabeça daquela puta.

* Metamorfos caiam, metamorfos davam seus gritos de guerra, metamorfos sangravam. Ao longe, Ryan visualiza o momento em que Darkness deixa a mata numa corrida louca e desenfreada, rasgando inimigos à esquerda e à direita. Não tinham mais tempo. Volta-se para seus companheiros com o semblante furioso e fechado. Assumindo seu papel de Alpha, dá o comando: *

- Os filhos da puta não vão terminar o que vieram fazer aqui! Não enquanto restar um Garou vivo nessa ilha! Luna veio assistir esses desgraçados morrerem, e é isso que eles farão!

* Faz uma pausa e olha cada um dos Garous presentes diretamente nos olhos. Todos podiam sentir a confiança e determinação do Andarilho que, grita por fim, liberando-os todos para tomar seus respectivos lugares naquela dança macabra: *

- MATEM OS DESGRAÇADOS! LUTAMOS POR GAIA E É HOJE QUE AQUELA PUTA RANÇOSA DA WYRM VAI SANGRAR!!

* Dito isto, rosna seu ódio e parte numa investida brutal em direção ao campo de batalha. Sabia que seus irmãos o acompanhariam e sabia que eles matariam como se não houvesse amanha. Não precisaria dizer-lhes o que fazer, confiava que os Garous estraçalhariam até o ultimo dos desgraçados, evitando pensar nas perdas que poderiam vir a ocorrer. Não havia escolha.. tinham de fazer isso. *

* Rosnava enquanto corria e se choca contra o primeiro oponente cortando com as garras furiosamente, sem nunca deixar de avançar. Dois cortes se abrem no torax do inimigo que gania de dor enquanto sangue espirrava. De alguma forma, o Dançarino ainda consegue se esquivar de um ultimo ataque mas isso não interromperia Ryan, que segue adiante gritando: *

- VINGADORES!!!
avatar
Ryan McDougall

Mensagens : 134
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 27
Localização : São Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Arthur Macleon - Matilha Vingadores

Mensagem  Arthur Macleon em Ter Mar 26, 2013 9:12 pm

O Fianna seguia com os demais membros de sua matilha assim que todos os Dançarinos haviam sido esquartejados. Ao reencontrar Iurd o Galliard acena com a cabeça para ele e volta a caminhar sempre um passo atras do Alpha.

Quando finalmente avistam uma nova chance de combate o Fianna sente seu coração inflamar de raiva. Aquele dia com certeza a Wyrm iria chorar de raiva pela derrota que iriam ter naquela ilha.

Arthur uiva em sinal de comemoração e de vitória, pois diante deles a Wyrm não teria a menor chance. Deixando que Ryan fizesse o primeiro ataque o Fianna se aproveita da tatica "fatiou passou" que ele sente achava valida naquelas situações. Ele avança com um salto sobre o Dançarino logo apos a investida do Alpha e acerta-lhe com bastante força no peito, mas o mesmo nada faz alem de caminhar para trás depois do golpe.

O Galliard não perde chance e cravalhe a garra na altura do peito, fazendo com que o Dançarino instintivamente levasse as mãos para segurar o braço de Arthur na vã tentativa de manter-se vivo. Assim que o maldito desfalece o Fianna retira o braço deixando o corpo cair sobre o chão e logo volta a posição, ficando atras do Alpha para se preparar para um novo ataque.

Off:

-1 de furia

1º ataque = 0 de dano
2º ataque = 7 agravados (dançarino morto)
avatar
Arthur Macleon

Mensagens : 170
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 29

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arquipélago das Cagarras

Mensagem  Iurd Byron em Ter Mar 26, 2013 11:13 pm

Iurd - Todos / Narração

O grupamento de garous facilmente passa por aquela luta e como agradecimento os metamorfos ali presentes curam as feridas de Iurd e do tal Esquecido e eles estavam novos em folha para seguir a frente.

Seguindo o caminho os garous se deparam com uma batalha que não estava muito agradável, um bandão de dançarinos prontos para aniquilar alguns Rokeas e uma Fenris, esta parecia bastante forte, se destacava bastante entre todos ali e os tambores continuavam batendo enquanto sangue era espalhado por aquela terra.

Eles se concentravam na batalha e Iurd estava pronto para partir para o combate quando Ryan diz querer a cabeça de uma certa garou, Anjo Guardião segue a direção do olhar do Alfa e mantem seus olhos fixos a ela, como um caçador a sua presa. Ele não ouvia mais as palavras ditas ali a sua volta, quando os gritos de Ryan o despertam. O Presas de Prata uiva assim que seu alfa termina de falar e queimando a fúria de seu coração ele parte num choque sangrento contra um Dançarino com um porte um pouco maior que o seu.

Seus ataques são poderosos e certeiros. Com sua garra direita ele rasgava o peito do garou, este por sua vez recuava enquanto soltava um urro de dor e descontentamento, em seguida Iurd tenta novamente acertar o peito do garou, dessa vez um golpe de baixo para cima em diagonal, esse não faz quase estrago mas contnuava fazendo o sangue do maldito espirrar, após seu terceiro golpe o garou vai ao chão. Iurd se preparava para mandar o próximo para o inferno, porém seu oponente reativa, sem pensar duas vezes, o Presas de Prata une seus dedos e num golpe extremamente poderoso, ele enfia suas garras pelo abdomen do Dançarino e rasga toda a pele e carne até separar o coração do corpo e quase partir o garou em dois.

A chuva de sangue manchava os pêlos de Iurd, que prosseguiria matando todos os inimigos que aparecessem na sua frente e que tentassem impedir que o garou chegasse até seu alvo, o alvo dado por seu alfa.
avatar
Iurd Byron

Mensagens : 329
Data de inscrição : 27/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Julian Kraken "Esquecido" - Iurd / Ryan / Arthur / Matilha de Apoiio

Mensagem  Julian Escott em Qua Mar 27, 2013 3:05 am

* Julian assiste os demais Dançarinos serem dilacerados já tendo tomado sua parte no massacre. Como agradecimento, as Sardinhas Gigantes curam ele e Anjo Guardião. Agradece o gesto com um curto aceno de cabeça e segue com os demais em direção ao local onde agora ocorria uma batalha em larga escala. Assovia e murmura enquanto observa a cena: *

- Putaqueopariu.. Tem mais Dançarino aqui do que em bar de strip gay!

* A batalha já havia se iniciado. Em meio a um mar de corrompidos, avista uma Garou muito forte se destacando em combate e arrebentando tudo que via pela frente. Pensa imediatamente: *

" Melhor continuar xavecando Theurges e Ragabashs.. essa ai é meio macho demais, rs.. "

* Nota o exato momento em que Darkness se junta à matança, correndo numa fúria tão frenética quanto a de uma prostituta cocalera que acaba de tomar calote. O Fenris fazia sangue jorrar pelo caminho e Julian torna-se subitamente ansioso para juntar-se aquela orgia de sangue e morte. Dentre todas as criaturas da Wyrm, odiava mais os Dançarinos. Desejava faze-los pagar por todas as vezes que teve seus sonhos invadidos por imagens viscerais de uma caçada sem fim em que ele era a presa e os Dançarinos os Caçadores. Esperava que Iurd fosse fazer um discurso qualquer, tendo em vista que o cara era o mais graduado ali.. para sua surpresa, acontece o oposto. Um Garou de Aspecto jovem, desconhecido até então, toma a palavra e dá o comando de batalha. *

" As coisas mudaram por aqui.. pelo menos as minas da matilha continuam gostosas.. "

* As palavras haviam sido suficientes para despertar a fúria nos presentes e Julian não se sente diferente. Assim que o primeiro Garou do grupo improvisado avança, o Roedor faz o mesmo. Corre pesadamente de encontro à um dos desgraçados e salta sobre ele deixando sua garra direita rasgar o peito do infeliz num golpe de cima para baixo. Ato continuo, gira sobre o próprio corpo numa manobra rápida que termina com suas garras dilacerando a face do Dançarino. Lança ainda uma mordida adicional que é esquivada. Sangue jorrava, ossos se partiam, o focinho e a orelha se tornavam uma massa disforme. Apesar da brutalidade dos golpes, o Dançarino se agarra à vida e permanece vivo, embora estivesse visivelmente no limiar entre a vida e a morte. *

* Ouvia os gritos ecoarem por todos os lados. Ouvia outros Garous rasgando inimigos e uivando sua fúria. Ouvia gritos enaltecendo a matilha Vingadores e sente vontade de gritar também. Sem saber a qual matilha pertencia agora, grita furiosamente a primeira palavra que lhe vêm à mente enquanto avança, fazendo seu grito de batalha ecoar pelo local em homenagem à grande musa que lhe daria a força necessária para destroçar mais e mais filhos da puta: *

- GRETCHEN!!!
avatar
Julian Escott

Mensagens : 221
Data de inscrição : 16/02/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Elo-Espiritual | Brilho-Prateado

Mensagem  Narrador em Qua Mar 27, 2013 11:40 am

Ingrid e Kathya, ainda fora do campo de batalha, podem ver uma batalha campal se desempenhando. A Theurge podia notar que seja o ritual que fosse, tinha sido feito e envolvia a máquina que, parecia ser regulada pela outra Theurge de algum modo. Kathya nota que ainda existem pessoas demais entre ela e a Theurge para que ela possa lhe acertar um tiro.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

ATUALIZAÇÃO DAS AÇÕES DA MATILHA DE APOIO E DOS ROKEAS

Mensagem  Narrador em Qua Mar 27, 2013 11:51 am

A Fenris JUSTICEIRA-IMPLACÁVEL é a membro da matilha de apoio com melhor desempenho em combate. Depois de decaptar um Galliard com apenas um golpe com as garras, a Philodox derruba um outro Dançarino com dois golpes bem dado com suas garras. O Presas de Prata ALMA-INQUIETA também tem um desempenho bom, que chama a atenção para um Forsten. No mano a mano com um Garou muito mais forte ele parece estar levando a melhor, mas ainda não o derrubou de forma defintiiva já que ele começava a levantar em Frenesi.

O Forsten ARAUTO-DA-MORTE, Ahroun dos Garras Vermelhas, lutava contra um outro Garou que parecia muito mais forte que ele e estava levando a melhor. O Garou que lutava contra Arauto-da-Morte estava com uma espécie de Klaive da Wyrm na mão e já havia acertado dois golpes no Garra Vermelha que ainda não o havia atingido. Para evitar a queda do irmão de matilha, o Theurge FEITICEIRO-ANCESTRAL se apressa em se aproximar dele e curá-lo.

Ainda em tocaia, FARO-FINO, cliath dos Roedores de Ossos, dispara dois tiros que acabam acertando um Dançarino que havia acabado de matar um Rokea. O Philodox ARAUTO-DE-OSÍRIS luta contra um inimigo de porte físico semelhante. Em uma luta bastante equilibrada, os dois já haviam se ferido, mas pareciam ainda com disposição para seguir lutando.

Outros três Rokeas são mortos por um mesmo Dançarino. Os demais seguiam na batalha que não era nem um pouco equilibrada. Era nítido que os Rokeas eram fracos fora da água e estavam tomando uma verdadeira surra dos Dançarinos que enfrentavam eles com vantagem numérica. Os tambores continuavam a ser batidos e o ritual seguia sendo feito.

OFF GAME: Restam, 6 Rokeas
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Sopro-da-Tempestade

Mensagem  Narrador em Qua Mar 27, 2013 12:08 pm

Apesar de ferido, o Dançarino que lutava contra Kor buscava forças em seu íntimo. Ele usava da Força de Vontade para ignorar seus ferimentos e tenta, primeiro, uma mordida no ombro de Kor. O Galliard, no entanto se esquiva. Uma outra mordida é tentada e, dessa vez, acerta o pescoço de Kor mas não causa nenhum dano. Somente a baba fica no pescoço do lua gibosa.

Irritado, o Espiral avança mais uma vez, agora com garras, em uma ação rápida que Kor, por muito pouco esquiva mas fica totamente à mercê do seu inimigo que vai com toda ferocidade acertar um golpe que tudo indicava que seria fatal, mas que sequer arranha o corpo do Crinos da tribo dos Senhores das Sombras.


OFF GAME: O Dançarino não causou nenhum dano nos dois golpes que acertou.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Wolf-Darkness

Mensagem  Narrador em Qua Mar 27, 2013 12:22 pm

Com muitos ferimentos, o Dançarino que lutava com Darkness respira ofegante e busca na sua Força de Vontade a maneira de prosseguir atacando. O Garou tenta investir com uma mordida contra o Lupino que se esquiva sem dificuldade.

Errando a primeira mordida, o Garou tenta a segunda e acerta, mas não é capaz de causar danos. Irritado, o Dançarino avança para tentar morder de novo Darkness, mas o Lupino já lê o golpe de antemão e esquiva.

Porém, o quarto golpe, uma girada rápida com as garras, acerta a barriga de Darkness, mostrando que o Dançarino ainda não estava totalmente derrubado pelo Fenris.


OFF GAME: Darkness tem que absorver 1 de dano agravado.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - High-Tech | Semblante-de-Aquiles | Anjo-Guardião

Mensagem  Narrador em Qua Mar 27, 2013 12:48 pm

Os Dançarinos haviam caído para os três Garous, mas ainda havia um mar de gente batalhando entre eles e o grupo que tinha a Theurge ritualista e os dois Galliards batendo tambor. Os três vêem os Rokeas sendo mortos e seus companheiros em batalhas bem difíceis. Não havia espaço para passar sem ser percebido até o grupo, um caminho teria que ser aberto na marra pelos três que já se encontravam no meio da confusão, sem ter como sair da mesma sem lutar. Nesse momento eles não haviam sido atacados, mas tinham sido notados e podiam notar que alguns Dançarinos rasgavam os Rokeas em seu caminho buscando chegar nos três Garous.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Esquecido

Mensagem  Narrador em Qua Mar 27, 2013 1:01 pm

Usando da sua Força de Vontade, o Dançarino avança para cima de Julian. O primeiro golpe é com as garras, na altura do rosto, mas Julian escapa. O Segundo uma mordida que acerta o pescoço de Julian mas não causa algum dano. O Dançarino parecia ficar irritada. Rosnava e babava enquanto avançava mais uma vez com as garras e, mesmo com um golpe que Julian podia ver que beirava à perfeição, não acerta o Roedor que esquiva com maestria. Aproveitando da esquiva de Julian, o Dançarino tenta morder seu braço e o acerta com força, tentando em seguida já cortar Julian com as garras mas, outra vez, esbarra na agilidade do Roedor que desvia do golpe.

OFF GAME: Julian tem que absorver 1 de dano agravado.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kathya - Todos

Mensagem  Kathya Campbell em Qua Mar 27, 2013 5:45 pm

A Theurge ou similar que fazia algo e era protegida por muitos era o alvo de Kathya. Estava muito longe para atirar nela e precisava chegar mais perto. Seus dons de Ragabash estavam ativos. Ela não emitia cheiros. Ela não podia ser vista com facildiade pois sua forma estava um tanto embaçada. Passar em meio ao campo de batalha sem ser notada seria um grande feito e é nisso que Kathya iria se por a fazer. Chegaria até a Theurge e daria um fim nela com um tiro bem no meio da fuça da desgraçada.

A Ragabash guarda sua arma dedicada e assume a forma lupina, ficando ainda mais ágil e, nessa forma sai da mata e começa a se esgueirar pelo campo de batalha. Primeiro, passa por baixo das pernas de um Dançarino. Após, salta por sobre um Rokea que estava caído e rapidamente vai para o lado antes de se chocar com um de seus companheiros. Kathya estava avançando em meio àquela batlha. Era difícil, mas Kathya já havia percorrido mais da metade do caminho e sentia que podia chegar na Theurge.
__________________________________________________________________________
Zero mandou eu acumular 10 sucessos em Destreza + Furtividade com dificuldade 8.
Total desse turno (com uso de 1 de Força de Vontade em cada teste) = 7 / 10
1 de Fúria para ação extra
avatar
Kathya Campbell

Mensagens : 62
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ingrid - Todos

Mensagem  Ingrid Reis em Qui Mar 28, 2013 6:34 am

A Uktena, ainda na forma Crinos, não avança para a clareira. Esperaria até poder usar sua última cura para entrar de cabeça naquele combate que podia ser seu último. O cheiro e o gosto da morte estavam na boca de Ingrid e isso incomodava muito a Theurge que se mantém observando uma batalha que, pelo caminho que tomava, seria vencida pelos seus pares.
avatar
Ingrid Reis

Mensagens : 394
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Julian Kraken "Esquecido"

Mensagem  Julian Escott em Qui Mar 28, 2013 2:33 pm

* Julian havia deixado o Dançarino que confrontava em um estado lastimável. Ainda assim, o mesmo de alguma forma avançava. Prevê o momento em que as garras do maldito vinham em sua direção e inclina o corpo para o lada com agilidade, evitando o golpe. Recebe a seguir uma mordida na base do pescoço que não é capaz de romper sua pele e apenas arranha. O Dançarino babava furiosamente, visivelmente nervoso e o Roedor, ganhando confiança, sorri satíricamente, provocando ainda mais: *

- Continua assim! Eu gosto de brincar com as princesas antes de foder com elas!

* O corrompido estava beirando o descontrole e Julian adorava lutar assim. Um golpe perfeito vem em sua direção mas agora Esquicido lutava o tipo de batalha que mais gostava e, com desprezo e precisão incrivel, torce seu corpo num giro 180º sobre o próprio eixo, imitando um toureiro que evita um touro. Ainda ria e desdenhava quando seu braço é mordido, mas novamente o golpe não ultrapassa sua pele. Brincando, dá um salto para trás no exato instante em que garras atingiriam sua barriga e comenta, em troça: *

- Cansei de brincar.

* O Dançarino ainda tentava recuperar o equilibrio pelo golpe esquivado quando Julian lança suas garras com violencia em direção ao pescoço do inimigo, que tomba babando sangue e com o pescoço mutilado. Já estava partindo para o proximo inimigo quando o corrompido se levanta dos mortos uivando de raiva e dor. Julian vira-se depressa demais para confronta-lo e tenta finaliza-lo com uma rapida mordida, mas erra. Ainda assim, provoca: *

- Veio tomar mais surra de pica!?
avatar
Julian Escott

Mensagens : 221
Data de inscrição : 16/02/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arquipélago das Cagarras

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 6 de 10 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum