[CAERN] Clareira Central

Página 5 de 40 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6 ... 22 ... 40  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ryan McDougall "High-Tech" (Crinos) - TODOS NO CAERN / Vingadores

Mensagem  Ryan McDougall em Qua Jul 03, 2013 4:58 pm

* Ryan atravessa a película na altura da Clareira Central e chega ao plano material apenas para visualizar o cenário de destruição absoluta em que o Caern se transformara. Gasta alguns instantes atônito, apenas observando aquele local puro que havia se tornado um campo de morte, cinzas e dor. Reconhece alguns rostos ao redor. Avista Benção-de-Gaia caído, aos cuidados de outros Garous. Não sabia o que havia acontecido ali, não sabia por quanta dor e sofrimento aqueles Garous haviam passado, mas sabia de uma coisa: haviam vencido. Com perdas e pesares, mas haviam vencido. *

"Conseguimos.. mas o preço sempre parece ser alto. Alto demais.."

* O grande Crinos de pelos castanhos abandona suas divagações e se atém ao importante. Cumpre as formalidades que, em um cenário tomado pela guerra, se tornavam ainda mais necessárias. Com um uivo alto e forte, anuncia a todos: *

- VINGADORES ENTRANDO NO CAERN! RESGATAMOS BRILHO-PRATEADO, OBJETIVO CONCLUÍDO!

* Apesar de toda a mortandade e sofrimento, sente um orgulho imensurável do feito alcançado por sua matilha. Sabia que haviam atuado de forma implacável. Naquela noite, haviam sido a maquina de guerra de Gaia e a Wyrm não pôde fazer nada além de se chocar contra a formação dos filhos do Guaxinim e morrer. Quem olhasse para Ryan, veria um Crinos grande e de aspecto ágil, com o braço esquerdo completamente dilacerado.  A carne do antebraço de Ryan estava completamente rasgada, de modo que a região estava banhada em sangue e pele solta.. mas não era isso que chamava atenção, havia algo mais.. havia metal. Ao invés de ossos quebrados encharcados em sangue, havia toda uma estrutura metálica que faiscava. Como num curto-circuito, o ferimento chiava com o típico som de mal contato elétrico. *




_________________
Ryan McDougall - "High-Tech"
Ahroum - Andarilhos do Asfalto - Alfa da Vingadores - Cliath

Aparência 5
Fúria 6
Raça-Pura 0
avatar
Ryan McDougall

Mensagens : 134
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 28
Localização : São Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Jake "Visões-do-Abismo" (Hominídeo) - ARAUTOS DO TROVÃO

Mensagem  Jake Carter em Qui Jul 04, 2013 8:27 am

* Jake Carter desperta subitamente e corre os olhos ao redor rapidamente como quem antevia que seria atacado. O ataque, no entanto, nunca chega. Estava confuso, confuso o suficiente para não entender como subitamente todos aqueles grandes espíritos da Wyrm não assolavam mais o cenário do Caern. Esforça-se para extrair algum sentido de suas memórias recentes mas não conseguia alcança-las com clareza. Lembrava-se da batalha generalizada.. de inimigos por todo o lado.. de espíritos corrompidos erguendo-se aos céus.. de fogo, muito fogo.. e da escuridão. Levanta-se e, num gesto displicente ante ao cenário caótico, limpa a sujeira da calça. Só então percebe o corpo absolutamente incinerado que jazia no chão, ao seu lado: *

"Forjador-de-Histórias.."

* Lembrava-se com mais clareza agora.. a visão do corpo enegrecido e encolhido pelo fogo trazia a sua mente de volta ao momento em tentavam alcançar a matilha Arautos do Trovão e foram rodeados pelas chamas. Seu semblante não demonstrava dor, mas o respeito por aquele que tombara ao seu lado, talvez até em seu lugar, era evidente: *

- Segue em paz, Forjador. Que você encontre conforto nos braços de Gaia..

* Olha para o corpo incinerado ainda por mais um instante. Havia alguma indignação em seu peito, mas a sensação era branda, afinal a guerra nunca é bela. Num momento o Fianna jazia orgulhoso, enfrentando e destruindo o que quer que entrasse em seu caminho. No outro, havia se tornado cinzar e restos humanos irreconhecíveis, encolhidos pelo toque violento do fogo. *

"A vida é algo realmente mesquinho.."

* Sem saber praonde ir, e tendo perdido de vista seu objetivo primário, segue para a clareira central a tempo de assistir o Theurge Benção-de-Gaia se esforçando para dizer algo antes de cair ao chão cuspindo sangue e sem forças no processo. Se interessa pelo que estava sendo dito imediatamente. Havia algo em seu peito que sempre o arrastava de em direção ao que ainda estava para ser explicado.. Jake buscaria as informações restantes com a mesma avidez que um antigo prisioneiro demonstraria ao ser libertado e ter a oportunidade de fornicar novamente. *

" E durante o Ritual no qual fiz esse processo... ?! "

* O jovem theurge dá de ombros, sabendo que descobriria o final da história em breve, e finalmente focaliza as pessoas que estava procurando. Reconhece o homem que Forjador-de-Histórias havia apresentado com um nome engraçado e, um instante depois, reconhece o alfa, Bardo-Forasteiro. Segue a passos firmes mas sem pressa até o grupo da matilha que sabia ser a correta. Se aproxima, ainda em hominídeo, notando o semblante cabisbaixo de alguns e sentia o clima pesado que os envolvia. Não sabia se algo realmente grave se passara, mas eventualmente tomaria conhecimento. Junta-se ao grupo sem pudor aparente, coloca-se na frente de Danniel e solta suas palavras: *

- Espero não estar interrompendo e peço desculpas se estiver.

* Olha para aquele que sabia ser o Alpha, e havia apenas confiança em sua fronte: *

- Sou Jake, Visões-do-Abismo, Theurge cliath dos Uktena, e fui designado como reforço para matilha Arautos-do-Trovão.

* Olha agora ao redor, reconhecendo os semblantes que o rodeavam e adicionando quando novamente volta a encarar o Alpha: *

- Tentei me juntar a vocês ao longo da batalha.. mas na guerra nem tudo sai como planejado.


* Via semblantes cansados e alguns realmente abatidos. Mas quem olhasse para Jake veria um jovem de aproximadamente 20 anos, coberto por uma autoconfiança latente, olhos negros e cabelos igualmente escuros. Suas roupas estavam parcialmente queimadas em alguns pontos e seu rosto estava chamuscado, mas isso não diminuía em nada a aparência impressionante do Uktena (aparência 5/ Magnetismo Animal), que chamava atenção mesmo diante daquele cenário caótico. Havia cumprido seus deveres, agora apenas aguardava a recepção daqueles que viriam a ser sua nova matilha. *

_________________
Jake Carter - "Visões-do-Abismo"
Theurge - Uktena - Hominídeo - Cliath

Aparência 5
Raça-Pura 5
Fúria 2

Características notáveis: Magnetismo Animal
avatar
Jake Carter

Mensagens : 18
Data de inscrição : 28/06/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mayra (Crinos) - Esquadrão da Fúria

Mensagem  Mayra Hildebrand em Qui Jul 04, 2013 9:33 am

Mayra sai da umbra e chega ao Plano Físico. Imediatamente ela segue até a Pedra da Lua e deixa a outra pedra ali, ao lado da mesma já que aquele com certeza era um dos locais mais bem guardados do Caern. Logo em seguida, a Fianna volta ao local de onde saíra da Penumbra na esperança de reencontrara Julian. Sua prioridade, naquele momento, era para com o Roedor e nada mais.

_________________
Mayra Hildebrand - Voz de Taranis
Hominídeo / Fianna / Ahroun / Tuatha de Fionn
(Aparência 5 / Fúria 7 / Raça Pura 5)
**** Voz do Rouxinol ****
**** Magnetismo Animal ****

Cicatrizes de Batalha
* Cegueira dos Dois Olhos (provocada por um Rastejante Nexus)
* Cicatriz Profunda na altura do abdômen (provocada por um Ancião dos Dançarinos da Espiral Negra)
avatar
Mayra Hildebrand

Mensagens : 429
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kiba Valentine (Crinos) - Todos no Caern / Ryan / Balik

Mensagem  Kiba Valentine em Qui Jul 04, 2013 9:34 am

Poucos instantes depois de Ryan surgir no plano físico um outro rasgo na película se torna visível não muito longe dele. Quase que em um piscar de olhos Kiba surge pela fenda aberta e se afasta da mesma para dar espaço para os demais membros da matilha.

Por um instante seu olhar percorre o local e o cenário é caótico. Se não fosse pelo uivo que ouviu quando estavam chegando ao Caern teria imaginado que o Caern tinha caído. Muitos Garous passavam de um lado para o outro ajudando a recolher mortos.

Uma sensação de angustia toma o coração do Ahroun que temia pela segurança de seu filho. Seu instinto lhe faz farejar o ar em busca de seu cheiro, mas o sangue, queimado e podridão são odores muito mais fortes do que qualquer outro presente ali.

Kiba fecha os punhos com força pelo que a Wyrm causou ali. Iram pagar, todos eles, mas essa não era a hora. Com um rápido inflar de pulmões ele lança um uivo anunciando sua chegada:

- ASA SOLITÁRIA, AHROUN, CLIATH, DOS PRESAS DE PRATA E ALFA DA MATILHA ESQUADRÃO DA FÚRIA CHEGANDO AO CAERN! MISSÃO CUMPRIDA!

Dito isso o Presa de Prata respira profundamente para recuperar o fôlego e avista Balik não muito longe deles. Acena para o irmão de matilha e diz:

- Bom trabalho meu amigo...

_________________
Hominídeo - Ahroun - Presa de Prata - Anjos Guardiões - Inimigos da Wyrm - Cabana da Lua
Cicatrizes: Cicatriz profunda em forma de "/" no tórax e cicatriz superficial na altura do coração.
Carisma 03
Aparência 04
Raça Pura 05
Fúria 07
Idade: 17 anos
Altura: 1,70
Peso: 76kg
avatar
Kiba Valentine

Mensagens : 585
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Caern de Cura da Floresta da Tijuca

Mensagem  Amir Su'ud Al em Qui Jul 04, 2013 10:19 am

Interações com todos.
Em Crinos
Em um outro rasgo, Amir aparece próximo de onde Kiba e dos outros membros que viam da Umbra naquele momento. Pisar no Caern seria um alívio, se não fosse a cena de destruição que se alastrava por todos os lados que o Theurge olhasse. Realmente, a invasão havia ocorrido e, por Gaia, eles haviam vencido. Aquilo sim era um alívio!

Amir observa Mayra, que também já havia rasgado a película e atravessado, colocar a Pedra junto da atual que dava forças ao Caern. O Andarilho permanece ao lado do Presas de Prata, que havia localizado o Wendigo. Esperava, agora, que o Alpha passasse as próximas coordenadas para a ação da matilha..
________________________________________________________________________________________________________
.

_________________
Amir Su'ud al - Mãos que Curam - Aparência 4 - Raça Pura 0 - Fúria 2
Cliath - IHominídeo - Theurge- Andarilhos do Asfalto
avatar
Amir Su'ud Al

Mensagens : 148
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 27
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sylvia (Humana) - Arautos do Trovão

Mensagem  Sylvia Capuleto em Qui Jul 04, 2013 10:22 am

Benção de Gaia tenta mais algumas palavras e não consegue. Sylvia ficara curiosa para saber de que se tratava mas, então, Danniel começa a falar. E a fala de Danniel faz com que ela tivesse que sair de sua inércia. Com a expressão pesada e triste, Sylvia se junta aos demais. Seu olhar primeiro busca Bruno, em seguida John, logo após Danniel e segue por cada membro da matilha até voltar novamente para Danniel para quem Sylvia diz:

- Danniel, não se culpe. Todos enfrentamos nossas fraquezas e creio que alguns estão mais abalados que outros, mas que há abalo em cada um de nós. Agora, o que não nos mata, nos fortalece. E vamos crescer com isso. Você, crescer como líder. Cada um de nós, crescer como Garous e todos nós crescermos enquanto uma matilha.

Após dizer isso, um desconhecido chega. Ele emanava bastante Raça Pura e parecia se apresentar como um outro Theurge para a Arautos do Trovão. Um Theurge dos Uktenas. Sylvia, ainda sem humor para raciocínios lógicos apenas encara ele por alguns instantes esperando a reação de Danniel ao mais novo membro da matilha.

_________________
Sylvia Capuleto "Feiticeira das Sombras"
Adren / Hominídeo / Theurge / Senhores das Sombras
Voz Encantadora / Magnetismo Animal
Aparência 05
Raça Pura 05
Fúria 02
avatar
Sylvia Capuleto

Mensagens : 408
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ingrid (Crinos) - Vingadores

Mensagem  Ingrid Reis em Qui Jul 04, 2013 10:38 am

Ao sair da umbra, Ingrid apoia Kathya em um tronco e deixa ela ali. A Uktena fica ao lado do corpo da Ragabash enquanto espera que sua matilha reagrupe para poder dar as sugestões sobre o despertar da Presas de Prata que seguia profundamente adormecida mas que, pela dedução da Uktena, deveria acordar a qualquer momento após o uso do poder de Benção de Gaia.

_________________
Ingrid Reis - Elo Espiritual
Impura - Athro - Theurge - Uktena - Devoradores de Demônios
Deformidade de Impura -> Propensa à Crueldade
Qualidades -> Magnetismo Animal
Raça Pura 4
Aparência 5
Fúria 2
avatar
Ingrid Reis

Mensagens : 394
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Madame Satã (hominídeo) - Titãs - Todos na parte onde o Wendigo lutara

Mensagem  João Maria de Sant'Anna em Qui Jul 04, 2013 11:45 am

Tudo ocorre muito rapidamente. Benção de Gaia pretendia dizer mais alguma coisa, mas acaba desmaiando e João fica muito impressionado com isso. O que ocorria com Benção de Gaia afinal? Ele estava morrendo? Isso seria possível? Ur-Rashid então toma a palavra e explica o que ocorria. A coisa era bem séria e Madame fica preocupado demais.

Herança Selvagem informa que ninguém era obrigado a ajudar com os mortos, mas o Philodox não acha que isso seria digno de sua parte. Muitos morreram para que eles estivessem vivos. Isack deu uma resposta neutra, diferente das habituais palhaçadas que ele fazia, o que intrigou um pouco Madame.  Seguia junto de Meet na direção onde o Wendigo matara um filhote, eles encontram um campo de batalha desolado, muitos mortos, alguns deles filhotes e outros garous dos quais o Philodox ainda não conhecia.

De repente ouvem o uivo de que a Vingadores havia retornado com Brilho Prateado. Outra missão bem sucedida, mas a troco de quantas vidas? Logo depois Asa Solitária informava que chegavam ao Caern e que outra missão fora bem sucedida. Madame passa os olhos, na forma lupina,  pelo campo de batalha e lembra de mortes que ocorreram no morro durante sua estada e porque ele era fraco demais para protegê-los.

”Isso nunca mais vai acontecer. Nunca mais. Serei mais forte, mais sábio e mais honrado na próxima vez e vou evitar muitas mortes. Prometo Gaia, prometo que serei mais poderoso.”

Madame muda de Lupina para Hominídeo e começa a se aproximar de alguns corpos sem vida. Pegava um filhote meio destroçado no colo como se desejasse embalá-lo e algumas lágrimas chegavam a seu rosto. Perder um filhote, tanto no morro quanto no Caern era horrível demais. João se controla para não deixar transparecer sua fraqueza e continua a caminhar pelo local, recolhendo mais um corpo aqui, mais outro ali. O problema era que Canção de Balder desaparecera com seu filhote.

_________________
Madame Satã - Cliath - Hominídeo - Philodox - Roedores de Ossos
Cicatriz de batalha no pescoço advindo de uma mordida e falta da mão direita
Carisma - 03
Aparência - 03
Fúria - 03
Magnetismo Animal
avatar
João Maria de Sant'Anna

Mensagens : 100
Data de inscrição : 21/02/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Lúcia (Humana) - Olhos que Riem

Mensagem  Lucia Dweight em Qui Jul 04, 2013 12:24 pm

Lúcia mantinha uma expressão séria e quando Meet revê suas ordens e decide que não era obrigatório o envolvimento de todos da matilha no recolhimento dos mortos, Lúcia sente um pequeno alívio pois ainda estava tentando reestabelecer o equilíbrio total de suas emoções e lidar com mortos não iria ajudar nesse processo.

A meia lua aproveita a liberação para se acomodar em um tronco, não muito distante de onde estavam. Tinha uma expressão calma e reverte para sua forma racial visto que não haviam mais motivos para se manter na forma guerreira. A Philodox desliga todos os seus sensores interligados mas mantém as ordens para que Zeus seguisse patrulhando via satélite a região para não haver nenhum imprevisto.

Quieta, no seu canto, Lúcia aguardava para ver como que os membros da sua matilha iriam se comportar. Com os olhos, no entanto, encontra a Lupina Olhos que Riem e, mesmo sem conhecê-la muito bem, resolve aproveitar a deixa para lhe chamar a uma conversa:

- Lupina, chega mais perto, por favor.


Falava, apesar de com a voz cansada, tentado ser simpática e completa:

- Quero aproveitar o tempo livre para conversar com você e entender melhor tudo que aconteceu...


Lúcia então olha para Meet que se deslocava para sair. Não sabia se ele tinha ouvido sua ação e esperava que, se tivesse ouvido, a entendesse. A Philodox queria, acima de tudo, saber exatamente o que aconteceu que levou um Wendigo e uma Serpente de Fogo a quase destruírem uma parte do Caern.

_________________
Lúcia Dweight "Links Aleatórios"
Forsten (Posto 2) / Hominídea
Philodox / Andarilhos do Asfalto
Interruptores Aleatórios
Aparência: 5 / Fúria: 4
Raça Pura: 0
avatar
Lucia Dweight

Mensagens : 98
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ellen (Humana) - Esquadrão da Fúria

Mensagem  Ellen Salt em Qui Jul 04, 2013 12:41 pm

A Roedora de Ossos sai na forma Hispo e, dentro do Caern começa a farejar para ver se sentia algum cheiro estranho. Sente muito cheiro de sangue e odor da morte que ainda pairava no ar e com isso seus pelos se eriçam. Ellen olha para os lados. Benção de Gaia debilitado sendo cuidado. Matilhas se agrupando e lambendo suas feridas. A batalha havia passado por ali também e a roedora apenas comenta com seus irmãos de matilha:

- Parece que a Wyrm tentou atacar o Caern enquanto estávamos fora...


Não diz nada além disso pois essa era a única coisa que a Galliard poderia concluir em uma visão superficial do cenário no qual se encontravam. Percebendo, no entanto, que a batalha havia acabado e que não haviam maiores riscos, a Impura usa da sua Fúria e assume a forma hominídea para melhor se comunicar.

_________________
Ellen Salt - Lírio Selvagem - Aparência 5 - Raça Pura 0 - Fúria 4
Cliath - Impura - Galliard - Roedores de Ossos - Delatores
Qualidade: Magnetismo Animal
Deformidade de Impura: Sentidos Hiperaguçados
avatar
Ellen Salt

Mensagens : 105
Data de inscrição : 28/01/2013
Localização : Por aí...

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Helene (Crinos) - Arautos

Mensagem  Helene Rios em Qui Jul 04, 2013 1:01 pm

As palavras de Danniel eram pertinentes, embora exageradas. Helene ouve como o alfa se condenava por seus erros e fica satisfeita de ouvir essas palavras. Sem hesitar, após o comentário feito por Sylvia isentando Danniel, a Fúria Negra apenas diz:

- Não abaixe a cabeça, Bardo Forasteiro. Essa cobrança que você coloca sobre você mesmo apenas demonstra que você tem plena noção do peso que carrega sobre os ombros. Essa matilha ainda está dando os primeiros passos. Todos nós vamos cometer nossos erros juntos e vamos acertar juntos também. Estamos na mesma estrada e vamos sair mais fortes disso tudo.

Falava em um tom sério. Ainda tinha imagens pesadas em sua mente, ainda sentia uma dor que lhe assolava a alma, mas tudo isso teria que ser vencido. A vida havia ensinado Helene a superar adversidades e agora não seria diferente. Era hora de canalizar todo esse ódio para enfrentar os servos da Wyrm e descontar neles toda a aflição que causaram aos que lutavam em defesa daquele Caern.

_________________
Helene Rios - Ira de Ártemis
Adren - Mulher - Ahroun
Fúrias Negras - Amazonas de Diana
Aparência - 5
Fúria - 6
Raça Pura - 4
avatar
Helene Rios

Mensagens : 107
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kathya (Hominídea) - Vingadores / ?

Mensagem  Kathya Campbell em Qui Jul 04, 2013 6:38 pm

A cabeça ainda doía. Sua boca tinha um gosto amargo. Seus olhos, ainda pesados, não se abriam mas era possível notar que ela começava a despertar dado os pequenos movimentos de seu corpo. Primeiro são os dedos da mão esquerda que se mexem tentando segurar algo que não existe. Depois a outra mão começa a dar sinais de vida ao mesmo tempo que o pé esquerdo se move de modo a coçar o calcanhar esquerdo. Tudo é bem lento, nada coordenado, mas vai acontecendo até que as pálpebras finalmente começam a se abrir e os primeiros contornos são vistos por Kathya que, antes mesmo de conseguir identificar quem estava ali, perto dela, fala com a voz embriagada:

- O que a-aconte-te-ceu?


A Presas de Prata com muita dificuldade sai da posição deitada e começa a sentar. Não estava em crise, como na Colmeia. Parecia calma, mas bastante confusa e com seu olhar pouco a pouco começa a identificar o local e as pessoas e uma nova pergunta, também dirigida ao esmo, é feita:

- Eu tô no Caern? Mas como?

_________________
Kathya Campbell "Brilho Prateado"
Aparência 5 / Raça Pura 5 / Fúria 3
Adren, Hominídea, Ragabash, Presas de Prata
Casa do Uivo Austero, Cabana do Sol, Renovadores
Cicatriz de Batalha: Infértil (útero destruído)
avatar
Kathya Campbell

Mensagens : 62
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Hrist Thordsvedt (lupina) - Todos

Mensagem  Hrist Thordsvedt em Qui Jul 04, 2013 9:01 pm

Assim que a Fenrir sai da Umbra, ela altera sua forma para a de uma grande e felpuda loba cinzenta...olha para Kathya, acordando, e se sente bem porque ela estava segura. Em seguida, avalia a situação do caern e instintivamente busca com o olhar por seus irmãos.

_________________
Raça pura: 5 (Ascendente Notável: Filha de Gogol Fangs-First)
Aparência: 3 (Cicatriz na face esquerda, cega deste olho)
Fúria: 6
Qualidade Boa reputação (A de ser muito justa, porém muito rígida)

" Vingança não é um motivo valido, vingança é uma resposta emocional. Não, não é vingança: é punição."
avatar
Hrist Thordsvedt

Mensagens : 236
Data de inscrição : 19/04/2013
Idade : 30
Localização : Sampa City

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Olhos que Riem (Lupina) - Titãs / Lúcia

Mensagem  Convidad em Qui Jul 04, 2013 9:18 pm

Novamente em sua forma racial, a lupina estava prestes à seguir com seu alpha para ajudar com os mortos ou - o que era mais provável - observar sua matilha trabalhar, quando a Meia-Lua a chama para conversar. Tranquilamente, a jovem loba se aproxima de onde ela estava, sentando-se na sua frente e olhando em seus olhos o tempo todo, lhe responde com sinceridade, apesar de também parecer bastante confusa...

-... Olhos que Riem não sabe.

E sentindo-se à vontade com a postura da Andarilho, a única que lhe fora amigável além do Roedor e do Fenris que sumira, a Sem Lua deita-se ao seu lado com a cabeça apoiada na pata, enquanto buscava em sua memória tudo o que acontecera para contar à ela com exatidão.

- Conversar com alpha que mandar ir com Theurge Cria de Fenris e fazer uma flecha para atacar inimigos. Olhos que Riem nunca lutar antes. Mas olhos que Riem ir. Dizer para Theurge que nunca lutar, mas que saber morder... Olhos que Riem não sabe o que é flecha. Pedir orientação para ancestral, ele duas patas. Uktena. Sábio Lua Crescente, ancestral ajudar Olhos que Riem quando Olhos que Riem pedir para entender os duas patas.

Era aqui que ficava confuso, porque as suas memórias se misturavam com a do espírito e ela se agita, levantando-se mais uma vez, se aproximando mais de Lúcia e puxando seu braço com a pata, querendo chamar sua atenção e parecendo aflita.

- Olhos que Riem não saber chamar espírito! Olhos que Riem ser Sem Lua! Ancestral sabe, ele Lua Crescente! Olhos que Riem sabe que foi ele, não sabe porque, mas ela queria ajudar... não queria matar filhote, queria fazer flecha e morder Dançarino! Alpha ser malvado, quer entregar Olhos que riem para a Wyrm! E...e....e... Daí Caern pegou fogo! Olhos que Riem presa no fogo!

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Meet - Isack / Titãs / Todos

Mensagem  Convidado em Qui Jul 04, 2013 9:47 pm

De fato, quando se tratava de alguém tão espalhafatoso quanto Isack, não era difícil perceber quando algo não ia bem com o Roedor, que logo ficou sério e monossilábico. Em resposta, Meet apenas arqueou uma das sobrancelhas, como quem realmente não entende o que poderia ter causado a repentina mudança de humor, e após concluir que todos estavam mais sensíveis que o normal, saltou para frente, iniciando a corrida para onde o filhote havia sido devorado.

Lá, onde encontrou tantos outros corpos, algo parecido com tristeza, embora não o fosse, lhe ocorreu por um breve instante antes de imediatamente se por a ajudar. Mudou para a forma crinos, e quando abaixou para recolher o primeiro corpo, fitou o filho daquele Presas de Prata com quem havia estado na reunião, felicitando-se por vê-lo ainda com vida: “Espero que esse Presas de Prata sobreviva!”

Começou então a levar os corpos, um por um, não que não pudesse carregar pelo menos dois corpos em cada viagem, mas por respeito. Não iria trata-los como sacos de batatas, além de querer reservar momento com cada um, para uma oração digna: “Que a grande Mãe o guarde onde for compatível com o tamanho da bravura que se dispôs a defender nosso lar em noite de tanto sacrifício...”

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Bruno - Jake / Arautos do Trovão

Mensagem  Convidado em Qui Jul 04, 2013 10:01 pm

Em meio aos entendimentos que a matilha se punha a ter naquele momento, eis que surge o que parecia ser um novo membro para a matilha, isso após ter percebido uma olhada indecifrável da Senhor das Sombras, a quem retrucou também  com uma olhadela simpática.

Tratáva-se de um segundo Theurge, e melhor, um Uktena. Tribo que Bruno nutria certa curiosidade em conhecer. Mesmo profundamente abalado, esboçou um tímido sorriso para o estranho, cumprimentando-o de longe com um sutil movimento da cabeça, ao inclina-la. Em seguida, percorreu o olhar para Danniel, esperando que tomasse a dianteira da resposta.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Kor Yance McDonell (Crinos) - Ingrid/ Kathya/ Ryan/ Todos/ Vingadores

Mensagem  Kor Yance McDonell em Sex Jul 05, 2013 12:57 am

Kor atravessou a película indo direto para o plano material, bem na clareira central do Caern, onde sua matilha estava. Ao chegar completamente no mundo material, parou estático alguns segundos observando o caos que o Caern tinha ficado. Pelo visto a batalha ali tinha sido muito árdua. Era possível perceber isso somente pela destruição que aquele local sagrado havia ficado. Era inacreditável como a situação tinha sido grave e nem tinha se dado conta. Achou que a batalha que tinha travado pouco tempo atrás na Colméia tinha sido fodástica, mas ao olhar agora, tinha mudado de opinião. Pode ver um pouco mais longe Benção-de-Gaia sendo cuidado por filhotes e alguns Theurges se aproximando para também ajudar do ex-líder da seita. À princípio deduziu que estivesse morto, mas olhou novamente e viu que esse não era o caso. A única certeza era de que estava muito mal e julgando pelo seu estado de saúde, se não fosse por ele, o problema poderia ter ficado mais sério. Não teve dúvidas, se Benção-de-Gaia estava daquela forma, muitas baixas tinha ocorrido.

" Caralho... parece que a porra aqui foi mais séria ainda... Por Gaia...Quase que o Caern vai pro espaço! "

Enquanto analisava a situação em que o Caern tinha ficado, escutou o uivo do Alpha anunciando que a Vingadores estava adentrando e que seu objetivo havia sido concluído. Poderia dizer que se sentia orgulhoso disso. Ryan tinha sido estratégico demais para que o objetivo fosse concluído com êxito. Querendo ou não, a Vingadores teve uma performance excelente. Sem perdas, com alguns danos de batalha, mas com sucesso considerável sobre as demais matilha. Sim, isso era motivo para se orgulhar.

Lembrou-se rapidamente de dar uma resposta para Ingrid sobre o que ela havia dito na Umbra, até porque o que ela havia falado era bem estranho e não era de forma nenhuma condizente com o comportamento de Kor. Estava a pouca distância da Theurge quando a viu colocar Kathya em uma árvore escorada. Antes que Kathya pudesse acordar, se aproximou de Ingrid e disse para a Theurge sem tirar os olhos de Kathya. Avaliava a situação da Presas de Pratas enquanto tentava imaginar a dor da tortura que havia passado na mão da Wyrm.

- Você não tem motivos para se preocupar, Ingrid. Sua privacidade nunca foi e não é da minha conta. Não tenho poder para ler mentes e mesmo se tivesse, não me interesso pela sua. Apenas me senti na obrigação de te dar uma satisfação, já que não consegui realizar seu conselho como deveria.

Diz isso para Ingrid sem demonstrar qualquer tipo de emoção ou sentimento. Dava aquele assunto por encerrado, a não ser que a Theurge tivesse algo a mais para ser conversado. Não fazia sentido continuar com aquele tipo de conversa já que o problema já tinha sido resolvido. Enquanto dava sua resposta para Ingrid, não tirou os olhos de Kathya. Estava curioso para saber como a Presas de Prata se comportaria agora. Sentia um misto de pena, remorsos, sentimento de vingança só de olhar para Kathya. Se lembrava do vídeo que o Carniceiro tinha mandado. Ter Kathya ali foi MUITA sorte. Teve certeza disso. A única coisa que desejava nesse momento, era que a Presas de Prata pudesse se recuperar desse trauma, que provavelmente não seria nada fácil.

Encarava Kathya próximo a Ingrid quando nota alguns movimentos se destacarem no corpo da Garou. Ainda estava encostada na árvore quando seus dedos começaram a se mexer, suas mãos, seus pés, até que abriu lentamente seus olhos perguntando aonde estava, o que tinha acontecido e como. Visivelmente Kathya tinha acordado confusa se perguntando o que tinha acontecido. Kor na intenção de ajudar e passar tranquilidade para Kathya até que Iurd e os outros chegassem, se agachou vagarosamente deixando seus olhos na mesma altura dos de Kathya, já que ela estava sentada encostada na árvore e disse de forma calma, tranquila, passando segurança para a Presas de Prata nesse momento de sintonia para ela.

- Sim, Kathya, você está no Caern. Fique calma. Tá tudo bem agora. O pior já passou. Felizmente chegamos a tempo de te salvar. Você está segura agora. Você está salva. Você tá precisando de alguma coisa? Quer alguma coisa?

Kor ainda agachado olhava para Kathya. Parecia que a garou havia se controlado finalmente. Não sabia quais eram as sequelas que tinha ficado, mas a princípio sua intenção foi acalma-la até que o resto da Vingadores chegasse para lhe confortar.


Última edição por Kor Yance McDonell em Sex Jul 05, 2013 1:43 am, editado 1 vez(es)

_________________
Hominídeo - Galliard - Fostern - Senhor das Sombras - Senhores do Cume - "Sopro-da-Tempestade"
_______________
Aparência 05

Fúria 05
Raça Pura 03

Cicatriz no peito num formato [ / ], cabeça em [ | ] e nas costas em [ Z ].




"Diante de uma larga frente de batalha, procure o ponto mais fraco e, alí, ataque com a sua maior força."
avatar
Kor Yance McDonell

Mensagens : 325
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 27
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

John Montecchio - Todos/ Jakes/ Arautos do Trovão

Mensagem  John Montecchio em Sex Jul 05, 2013 1:34 am

Após Danniel perguntar sobre seu desempenho como líder, John preferiu fazer um discurso positivo afim de ajudar o Alpha nesse momento em que se sentia mal, afinal, não tinha ido tão ruim quanto pensava, mas claro, que como Líder da matilha, ainda tinha que se adequar à algumas coisas. Preferiu pensar que era só uma questão de tempo para que Danniel pudesse pegar o jeito da matilha. Ao terminar de encerrar sua fala, Adan pede a palavra e começa seu discurso. John apenas presta atenção em seu irmão da matilha e vai concordando palavra por palavra. Não demonstrava nenhuma reação, exceto na parte em que Adan cita a situação que havia acontecido entre ele e Mark. Acena a cabeça positivamente sem ninguém em vista, apenas concordando em um sinal de que aquele fato havia sido verídico.

O próximo foi End-Bum, seu irmão tribal do qual havia orgulho em tê-lo na mesma matilha. Bruno parecia fazer um desabafo sobre a situação em que Sylvia havia sido colocada por Danniel. Concordava com aquilo. TODOS, sem exceção, havia sido exposto ao risco de morte e não só Sylvia. Já poderia imaginar aonde essa preocupação excessiva de Danniel pro lado de Sylvia iria dar, porém nada podia confirmar, era apenas uma suposição. Bruno tinha razão, não tinha porque somente Sylvia ser evidenciada naquela conversa uma vez que todos beiraram a morte nessa batalha. Novamente, como tinha feito com a falta de Adan, acena positivamente com a cabeça concordando com o que havia sido falado por seu irmão tribal. Os direitos na matilha deveriam ser iguais entre todos. Ninguém que tivesse peitos suculentos, bunda durinha, uma boca pra chupar e uma genitália que levassem os machos à loucura deveria ser privilegiado, ou tecnicamente, privilegiada.

Nesse momento sua atenção é voltada para Benção-de-Gaia que tenta dizer mais algumas palavras, mas devido ao seu estado grave de saúde, não consegue. Chega até dizer sobre essa Tempestade Espiritual que tinha ocorrido e quando ia explicar o ritual desse processo, acabou desmaiando por causa de sua fraqueza. Filhotes e alguns Theurges rapidamente vão até Benção-de-Gaia para ajuda-lo. Ur-Rashid, líder dos Peregrinos Silenciosos tomou a palavra explicando qual era a situação do ex-líder da seita e que seria melhor esperar Wolfhere chegar. John ficou curioso para saber mais a respeito do que Benção-de-Gaia havia começado a falar, mas não havia nada que pudesse fazer nesse no momento a não ser esperar pela sua recuperação.

Voltou sua atenção novamente para a reunião que estava tendo na matilha. Sylvia e Helene se pronunciaram dando palavras de forças para Danniel sobre sua liderança. Pelo menos agora Danniel sabia que todos estavam ao seu lado. Após Helene ter finalizado sua fala, esperava que alguém da matilha pronunciasse quando um estranho surge no meio da roda parando na frente de Danniel se apresentando e pedindo desculpas pela interrupção.

John encara bem o Theurge, cujo nome era Jake. No momento em que ele passa os olhos em todos, John cumprimenta o garou com uma continência. Aquilo meio que significava "Bem-Vindo". Como a hora não era propícia ainda para apresentações, preferiu manter-se dessa forma até que Danniel fizesse sua parte. No fundo, no fundo, John ficou feliz em saber que havia agora outro Theurge. Pelo menos sua vida agora não dependia somente de Sylvia.

" Humn... outro Theurge... isso é bom... vai facilitar minha vida..."

_________________
Ahroun - Andarilhos do Asfalto - Cliath - Espertinhos

Aparência 05
Fúria 05
Magnetismo Animal / Ambidestria.
Cicatriz no pescoço em formato de "S".[/b]


"Apenas é digno da vida aquele que todos os dias parte para ela em combate."
avatar
John Montecchio

Mensagens : 250
Data de inscrição : 13/04/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [CAERN] Clareira Central

Mensagem  Anksu Nanm em Sex Jul 05, 2013 1:42 am

Saio da Umbra e para ao lado do Alfa e começo a olhar como estava o Caern. Uma guerra das grandes tinha acontecido naquele lugar. A seita realmente tinha passado por maus bocados em qualquer lugar que um membro dela se encontrasse.

_________________
Aspecto-do-Invisível
Hominídeo - Ragabash - Peregrino Silencioso - Cliath
Carisma 1
Aparência 2
Raça Pura 2
Fúria 1
avatar
Anksu Nanm

Mensagens : 106
Data de inscrição : 29/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Todos no Caern

Mensagem  Narrador em Sex Jul 05, 2013 7:35 am

Os corpos iam sendo preparados no cemitério, de onde não se podia enxergar o centro do Caern. Havia muita tristeza. O Fianna Bardo-Forjador era um dos que mais parecia abalado chorando compulsivamente a morte do irmão. Sem-Nome, irmão de Todo-Errado, preparava ele mesmo a cova do irmão em meio às lágrimas. O clima era pesadíssimo mas tudo já estava pronto para as cerimônias que ocorreriam quando da chegada da equipe que ainda atacava a colmeia. Alguns dispersam do cemitério, voltando ao centro do Caern, enquanto outros ali permanecem velando seus mortos. No centro do Caern, o clima estava pesado. Benção-de-Gaia ainda recebia cuidados. Um irreconhecível Ira-de-Thor, apático, olhava para o nada. Apesar da vitória, ninguém sorria. O clima no Caern era pesado como nunca antes fora.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [CAERN] Clareira Central

Mensagem  Iurd Byron em Sex Jul 05, 2013 9:39 am

ANJO GUARDIÃO - VINGADORES / KATHYA

Iurd rompia a película e atravessa para o plano material junto com toda a matilha, assim que chega no caern, encontra o mesmo cheio de tristeza e dor. Poderia facilmente imaginar o que tinha acontecido, só não podia imaginar quem eram as baixas, será que havia perdido mais garous importantes para ele ali?

Ele queria sair dali, ver o que tinha acontecido no resto do caern, mas não iria abandonar a matilha naquele momento. Estava perto de Ingrid e Kathya quando pouco a pouco a Presas de Prata ia acordando, Iurd se abaixa ao lado da garou e após Kor falar ele coloca a mão nas mãos da garou e diz:

-'Tá tudo bem Kathya, você está em casa agora, nós invadimos a colmeia e te resgatamos.'

Iurd falava em um tom bastante calmo e tranquilo, de forma que a garou não se sentisse ameaçada como fora outrora.


Última edição por Iurd Byron em Sex Jul 05, 2013 11:16 am, editado 1 vez(es)

_________________
Hominídeo - Ahroun - Presa de Prata - Anjos Guardiões - Inimigos da Wyrm - Cabana da Lua
Aparência 04
Raça Pura 05
Fúria 07
Características notáveis: Magnetismo Animal, Coragem Infecciosa
Cicatrizes evidentes: Cicatriz profunda em forma de [ / ] no peitoral
avatar
Iurd Byron

Mensagens : 329
Data de inscrição : 27/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sarah (Crinos) - Todos

Mensagem  Sarah Paulsen em Sex Jul 05, 2013 11:13 am

A Fenris, mesmo com a liberação de Meet, segue para ajudar com os corpos. Carrega alguns para o cemitério, ajuda a cavar algumas covas, tenta ser útil de alguma forma não se furtando ao trabalho, seja ele braçal ou não. A Theurge ajuda todos ali com os preparativos para os enterros e, quando estes já estão prontos, apenas faz uma prece silenciosa em honra de todos aqueles mortos e volta ao centro do Caern, ficando próxima dos demais membros de sua matilha.

_________________
*Sarah Paulsen, Vingança de Freya*
Impura - Cliath - Crias de Fenris - Valquírias de Freya
Deformidade: Sentidos Hiperaguçados
Cicatriz: Superficial no Ombro Esquerdo
Aparência: 05
Fúria: 06
Raça Pura: 04
Qualidade: Físico Impressionante
avatar
Sarah Paulsen

Mensagens : 121
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mayra - Esquadrão da Fúria

Mensagem  Mayra Hildebrand em Sex Jul 05, 2013 12:03 pm

Pouco a pouco a matilha se juntava fora da umbra. Julian ainda não havia aparecido. Kiba havia cumprimentado Balik, por quem parecia nutrir algum tipo de predileção pessoal que pouco importava naquele momento para a Fianna. Ellen comenta o óbvio e o restante mantém o silêncio. A Ahroun, cansada por ter carregado a pedra, se encosta em uma árvore e fica olhando para seus irmãos. Em sua mente vagavam diversos pensamentos que ela não conseguia ainda por uma ordem.

A Fianna aproveita os momentos de paz, cada vez mais raros, para olhar os rostos de sua matilha. Ainda mal se conheciam, mas tinham tido um desempenho que a Fianna considerava satisfatório. Ficara preocupada com ter sido exagerada em suas iniciativas, tendo Kiba como Alfa, mas como o Presas de Prata não parecia se incomodar com isso, ela também não tinha porque procurar pelo em ovo.

Sem ter o que fazer naquele momento, a Ahroun apenas fica olhando para o nada, esperando alguém que já deveria ter saído da Penumbra sair e, enquanto espera, volta para sua forma racial.

_________________
Mayra Hildebrand - Voz de Taranis
Hominídeo / Fianna / Ahroun / Tuatha de Fionn
(Aparência 5 / Fúria 7 / Raça Pura 5)
**** Voz do Rouxinol ****
**** Magnetismo Animal ****

Cicatrizes de Batalha
* Cegueira dos Dois Olhos (provocada por um Rastejante Nexus)
* Cicatriz Profunda na altura do abdômen (provocada por um Ancião dos Dançarinos da Espiral Negra)
avatar
Mayra Hildebrand

Mensagens : 429
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kathya (Hominídeo) - Kor / Iurd

Mensagem  Kathya Campbell em Sex Jul 05, 2013 1:49 pm

A Ragabash ouve as palavras de Iurd e de Kor. Por mais que ainda não conseguisse compreender muita coisa dada a confusão que havia em sua mente, sabia que estava em ambiente não hostil. Suas expressões mostravam todo o cansaço e dor que havia sobre seu corpo e, mais calma, a Presas de Prata aproveita para respirar fundo. Não sabia o que havia acontecido para ser resgatada, mas os horrores e a sede de vingança ainda estavam em sua mente.

A Presas de Prata olha para Kor então e diz para o Senhor das Sombras:

- Eu queria um... pouco de água, por favor.

Era tudo que ela queria naquele momento. Seu olhar perdido passa por entre os membros que se deslocavam. Havia algo no clima do Caern, mas na atual situação, ela não era ninguém para se intrometer e adivinhar o que era tão óbvio para todos. Olhando para Iurd, a Ragabash se prepara para falar, mas as palavras lhe faltam e tudo que ela consegue dizer é:

- Obrigada.


Não se sentia plenamente confortável. A mão de Kathya vai ao seu ventre que ela já sabia ser um ventre morto. Seu olhar pesado vai na direção de Iurd e, então se desvia. Busca algo no Caern com seus olhos, mas não sabia o que buscava e se perde no horizonte em pensamentos que ainda lhe eram extremamente confusos.

_________________
Kathya Campbell "Brilho Prateado"
Aparência 5 / Raça Pura 5 / Fúria 3
Adren, Hominídea, Ragabash, Presas de Prata
Casa do Uivo Austero, Cabana do Sol, Renovadores
Cicatriz de Batalha: Infértil (útero destruído)
avatar
Kathya Campbell

Mensagens : 62
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Lúcia (Hominídeo) - Xena

Mensagem  Lucia Dweight em Sex Jul 05, 2013 2:33 pm

A Philodox ouve com atenção todas as palavras da Lupina. Sua verdade de Gaia lhe indica que ela fala a verdade, mas ao mesmo tempo tudo era muito sério. Lúcia não sabia muito bem o que dizer naquela situação mas já que tinha chamado a Garou, algo tinha que ser dito e a Philodox opta por ser sincera e fala com calma:

- Bom, eu acho que não sou a melhor pessoa para lhe falar sobre os riscos do uso dos ancestrais, até porque minha tribo tem pouca relação com os mesmos, mas eu tenho que te alertar para que tome cuidado. Filhotes morreram por conta do espírito que seu ancestral invocou. Quando a dúvida for sobre o mundo dos humanos, a coisa dos humanos, pergunte a um humano antes de perguntar aos seus ancestrais. Nós, sua matilha, estamos aqui para aprender com você e também para te ensinar. Pergunte, tire suas dúvidas conosco, eu acho que assim não apenas você vai conhecer melhor todos nós, como nós também vamos poder te conhecer.

A Andarilho esboça um sorriso e prossegue dizendo:

- Alfa não é malvado. Alfa está nervoso porque um filhote morreu por causa do espírito que foi invocado pelo seu ancestral. Ele falou com raiva. Mas não a raiva que fica, e sim uma raiva que passa. Não se preocupe que ninguém vai entregar ninguém pra Wyrm.

Lúcia faz uma pausa e encerra dizendo:

- No entanto é importante que você consiga controlar o uso dos seus ancestrais para que isso não aconteça de novo. Você é uma sem lua, se seu ancestral ficar tentando invocar espíritos com o seu corpo isso pode causar novas mortes e ninguém quer isso, não é mesmo?


Finaliza e sorri, aguardando para ver como a lupina reagiria.


_________________
Lúcia Dweight "Links Aleatórios"
Forsten (Posto 2) / Hominídea
Philodox / Andarilhos do Asfalto
Interruptores Aleatórios
Aparência: 5 / Fúria: 4
Raça Pura: 0
avatar
Lucia Dweight

Mensagens : 98
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [CAERN] Clareira Central

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 5 de 40 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6 ... 22 ... 40  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum