[CAERN] Templo da Justiça

Página 1 de 19 1, 2, 3 ... 10 ... 19  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[CAERN] Templo da Justiça

Mensagem  Narrador em Qua Set 04, 2013 6:51 am

Local onde são realizados os julgamentos. No subsolo ficam os calabouços do Caern.




avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Madame Satã - Julian - William - Meet

Mensagem  João Maria de Sant'Anna em Sex Out 04, 2013 3:34 pm

A comida de rabo de Wolfhere é tão feia que Madame resolve seguir com os outros até o tal templo da justiça calado. O Roedor na verdade não sabia ao certo que tipo de julgamento viria, mas tinha plena certeza de que sua vida corria perigo. Era como quando os policiais invadiam o morro atrás de traficantes e quando não achavam metiam bala no primeiro preto que viam alegando que ele era o tal traficante ou que estava armado.

Sua mão direita ainda doía muito, apesar de não estar lá. Se perguntava se seu querido e protetor Alpha a engolira ou apenas a arrancara por prazer. Tinha certa noção que sua matilha já o estava julgando antecipadamente e isso o deixava meio triste, já que apenas queria viver sem estas coisas de Gaia e lobisomens. Depois que veio se apresentar sua vida havia virado um inferno. Claro que antes não era algo melhor, mas pelo menos não saíam lhe metendo a garra no pescoço e os dentes na mão.

Apenas seguiu o grupo até o tal juiz, em completo silêncio. Era perceptível a tristeza que se apoderava de Madame Satã ao olhá-lo.

_________________
Madame Satã - Cliath - Hominídeo - Philodox - Roedores de Ossos
Cicatriz de batalha no pescoço advindo de uma mordida e falta da mão direita
Carisma - 03
Aparência - 03
Fúria - 03
Magnetismo Animal
avatar
João Maria de Sant'Anna

Mensagens : 100
Data de inscrição : 21/02/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Julian Kraken ''Esquecido'' (Crinos) - Meet / Willian / Madame

Mensagem  Julian Escott em Sex Out 04, 2013 8:23 pm

* Julian segue em silencio junto com o grupo que rumava ao aclamado ''templo da justiça'' e, sinceramente, nao fazia a menor ideia se o templo faria jus ao nome. As ultima palavras de wolfhere ainda ecoavam na mente de Esquecido, e a repreensao dada ao seu irmao Roedor pareciam carregadas de um mau agouro pulsante. julian, tendo tempo para refletir, lembra-se de ter pensado: *

''Por mim o negao pode rir, se quiser.. Se pah ele num vai ter muitas chances de faze isso depois.. ''

* Nao era pessimismo, era apenas o conhecimento de que o mundo nao era um lugar justo para ninguem, muito menos para as minorias e para os menos afortunados. Faria o que pudesse para evitar uma injustiça, no entanto. Estava convencido de que, por mais que nao tivesse ouvido a historia completa, o descontrole do Roedor nao deveria ser punido com a morte. A playboyzada gritava pedindo sangue na comunidade mortal e os Garous playbas faziam o mesmo, entoando o coro da pena de morte ao inves de reintegraçao. Quantas vezes nao havia ouvido o brado tao conhecido do ''bandido bom eh bandido morto? Quantas vezes nao testemunhara que muitos julgavam que a intolerancia, por ser o caminho mais imediatista, era o melhor? Incontaveis.. No entanto, incontaveis tambem eram as vezes que Julian havia sido forçado a sobreviver da maneira que pudesse junto a sociedade mortal. Talvez fosse assim em qualquer lugar. Fosse como fosse, sabia que aquele julgamento tinha grande probabilidade de acabar em uma puta injustiça. Como os demais nao haviam falado mais nada, apenas entra no templo em silencio sabendo que a primeira palavra nao caberia a ele mas sim aos acusadores. Pega o celular no bolso e nota que havia ali uma mensagem. Le o texto estampado no visor e lembra-se de pensar que talvez ainda houvesse esperança. *

_________________
Julian Escott Kraken - "Esquecido"
Alfa da Esquadrão da Fúria e líder dos Roedores de Ossos da Seita
Ahroum - Roedor de Ossos - Adren

Aparência 5 (-2, cicatriz na face)
Fúria 6
Raça-Pura 0

Características notáveis:

- Uma série de cicatrizes de batalha que se evidenciam em seu peito, costas e ombro, sendo a mais notável um corte profundo que percorre sua face.
avatar
Julian Escott

Mensagens : 221
Data de inscrição : 16/02/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

William MacLeod (Hominídeo) - Todos no local

Mensagem  Will MacLeod em Sex Out 04, 2013 10:47 pm

O acompanha Julian e Madame Satã, tentando não parecer muito avoado.... estava relembrando tudo o que acontecera desde que entrara na matilha. Ele abre um sincero sorriso para Julian, ainda que carregado de uma tristeza que o Roedor não estava acostumado a ver no Fianna, mas não tem tempo de lhe responder antes que Madame Satã consiga se enroscar mais... William suspira diante do fato, mas nem precisa falar nada porque o líder o caern o faz. Era uma pena que as coisas fossem como eram... Mas as coisas que precisava fazer, por menos que o agradassem, deveriam ser feitas. E se ele era o cara que tinha a responsabilidade...bom, pior para ele.

Quando chegam no Templo da Justiça, o Galliard procura o Juiz com o olhar, mas antes de continuar até ele, volta-se para os dois Roedores que estavam perto de si... e para quem mais estivesse por ali para ouvi-los, se desejasse:

- Sabe... Eu prefiro ser  a piada do que o acusador. Por isso troquei a profissão de advogado para a de marido... Mas eu vou fazer o que meu augúrio manda, a despeito do que meu coração deseje ou o que minha mente acredite, seguindo as leis de Gaia e da Nação... Não sou juiz para dar uma sentença e preferiria dar o cu na esquina antes de ser philodox, eu não sirvo pra isso, mas estou aqui para fazer valer a justiça através de fatos... que é o que posso fazer. O que eu quero dizer é que...bem...boa sorte. Que Gaia ilumine esta noite sombria...e que todos possamos aprender com o que aconteceu hoje para que nada igual se repita.

E com um menear de cabeça e um tapinha no ombro de Julian, o Fianna assume sua forma racial e segue até o Juíz da Seita, com a expressão séria - ainda que amigável - e uma postura tranquila que contrariava o que realmente sentia. Era a pior parte...e quem dissesse o contrário estava errado ou mentindo: Por mais que William adorasse ser o que era, um menestrel e um bardo, era impossível evitar aquela sensação de aperto no peito sempre que a vida de alguém dependia de suas palavras. Não importava o que fosse acontecer, William sabia, tinha certeza, que passaria muito tempo até que ele parasse de se perguntar se fizera o correto naquela noite...

_________________
"Já dizia o Raul: Vá e faz o que queres... Para beber eu prefiro cerveja, mas pra comer eu prefiro as mulheres!"
Coração-da-Tempestade
Raça Pura: 5
Aparência: 5
Fúria: 4
Voz Encantadora + Voz do Rouxinol
avatar
Will MacLeod

Mensagens : 81
Data de inscrição : 30/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sagittarius | Maverick - Esquecido | Madame-Satã | Herança-Selvagem | Canção-da-Tempestade

Mensagem  Narrador em Sab Out 05, 2013 10:08 am

Já havia alguns poucos Garous ali. A maioria Roedores de Ossos que tinham ido assistir ao julgamento. O Juiz da Seita conversava com Sem-Nome, especificamente e quando nota a chegada dos demais termina o assunto. Sem-Nome se junta aos outros quatro Roedores que estavam ali para acompanhando a situação. Outro que se fazia presente era o Senhor das Sombras Duas-Caras, irmão de Kor.

Os roedores se juntam em um banco que havia na lateral do templo em silêncio enquanto o Senhor das Sombras permanece em pé, próximo à porta. Quando os Garous passam por ele, o Ragabash olha dentro de cada um no fundo dos olhos e depois fica acompanhando o caminhar dos mesmos.

Logo depois da chada do grupo, chega um outro Garou que se aproxima de Meet imediatamente e diz ao Presas de Prata:

'- Por favor...'

Estendia os braços para pegar o corpo de Lúcia ao passo que o Juiz da Seita diz:

'- Deixe que ele pegue, ela era a líder do campo dele.'

Em seguida, o Juiz olha para o trio e fala:

'- Eu sou Sagittarius, novo juiz da Seita e já soube pelos que chegaram antes de vocês não apenas que um crime aconteceu, como também com ele foi reportado. Eu lhes aviso que ninguém irá violar a Honra deste templo e, para poupar o tempo de todos nós, que todos que pretendem participar desse julgamento se apresentem me dando na apresentação um bom motivo para que eu permita o direito a voz e argumentação ao longo do julgamento. E se houver entre vocês um Galliard que tenha precenciado todo o ocorrido que este faça a apresentação do fato que leva a esse julgamento.'

Sem mais nada a declarar, todos ficam olhando para o centro do templo onde um julgamento iria se iniciar.



(Sagittarius)


(Papo-Reto)


(Silent-Bob)


(Carcará)


(Duas-Caras)


(Maverick)
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Madame Satã - Julian - Meet - Willian - Sagitarius - Pessoal no Templo da Justiça

Mensagem  João Maria de Sant'Anna em Seg Out 07, 2013 11:16 am

Todos estavam em silêncio até chegarem na entrada do Templo da Justiça. Willian é o primeiro a falar. Ele diz algumas coisas que parecem ser dirigidas a Madame Satã, mas na realidade ele dizia aquilo para si mesmo e para Julian. Madame permanece quieto e vê que Will parte em sua forma racial na direção do tal juiz, deixando João e Julian juntos por um momento e aproveita para falar com Julian:

-Me desculpa Julian. Eu....não queria matar a Lúcia. Desculpa sujar o nome da nossa tribo.

Dá um sorriso sem graça, era possível perceber a tristeza de Madame por seus atos. Então, tudo acontece muito rápido e o Juiz da seita se mostra, pedindo que todos aqueles interessados em participar do julgamento que se apresentassem e também que um Galliard que tivesse presenciado tudo se apresentasse também. Esta era a deixa de Willian. Nem prestara muita atenção na olhada que um dos garous da seita deu para Madame. Não o conhecia e não queria arrumar mais problemas.

Madame passa os olhos por todos os presentes e não reconhece ninguém ali. Com o segundo dia no Caern ele não teve tempo de conhecer todos os garous da seita e pelo visto nem teria mais tempo nenhum. Saggitarius parecia direto sem lenga-lenga o que poderia denotar que Madame estava condenado. Seu Alpha o chutara, arrancara sua mão e o acusava sem nem ao menos ter conhecimento do que ocorrera. Willian parecia inclinado a acusá-lo também. O único, por enquanto que o defendera foi Julian. Mas era porque ele era um Roedor como Madame. João se culpa por não ter ido ao terreiro uma última vez e cumprimentado as mãos de santo que foram uma mãe para ele e sua “família”, além de beber uma brejas com Charlie, seu verdadeiro e único pai.

_________________
Madame Satã - Cliath - Hominídeo - Philodox - Roedores de Ossos
Cicatriz de batalha no pescoço advindo de uma mordida e falta da mão direita
Carisma - 03
Aparência - 03
Fúria - 03
Magnetismo Animal
avatar
João Maria de Sant'Anna

Mensagens : 100
Data de inscrição : 21/02/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Herança-Selvagem (Crinos) - Andarilho desconhecido / Todos

Mensagem  Convidado em Seg Out 07, 2013 9:15 pm

A lassidão dos movimentos em que se dirigia ao Templo denunciavam bem o estado de espírito de Meet, resultado de um conjunto desastroso de acontecimentos, como costuma acontecer vez ou outra na vida de qualquer um.

Embora enfrentasse naturalmente tais fases com forte ânimo e postura inalterada, o recente falecimento de seu pai somado com o assassinato daquela que podia ser considerada a mais próxima de uma amizade verdadeira no Caern inteiro, bem como as verdades arrotadas em sonho de veras real na noite mais sangrenta de sua vida haviam de fato abalado o forte espírito guerreiro de Meet. A caminhada para o julgamento apenas agravava a situação, mas servia para uma profunda reflexão, feita inteiramente ela com os olhos grudados no cadáver fétido de sua ex Beta.

De frente para o Templo, Meet admirou a construção apenas pelo tempo entre uma passada e outra, temendo o que lhe aguardava por dentro daquelas paredes revestidas com a vida da própria Mãe. “Foda-se... esse traste merecia muito mais!” Espantou o temor prontamente, agitando-se pelas entranhas.

Dentro do Tempo da Justiça, alguns estranhos, bem como outros meramente conhecidos se acomodavam enquanto Meet assistia a aproximação de alguém. O indivíduo parecia querer tomar Lúcia em seus braços, o que inicialmente não despertava a simpatia do Ahroun, embora não demonstrasse agressividade. Os músculos de seus braços estavam exaustos, seus pelos manchados de sangue e tripas, que eram constantemente visitadas por insetos insistentes atraídos pelo fedor que mesmo não sendo intenso, já chamava atenção de animais mais sensíveis, mesmo assim preferia não ter de se desfazer dos restos mortais da Andarilho naquele momento. Com as palavras do Juiz entretanto, Meet estende o cadáver como quem se desfaz de uma boa quantia de dinheiro, pesaroso, diz fitando o homem: “Eu... Queria ter feito algo para impedir...” Pensou em rogar pelo perdão do estranho, como se precisasse que alguém aliviasse sua culpa, mas, preferiu calar-se.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

William MacLeod (Hominídeo) - Sagittarius / Galera no muquifo

Mensagem  Will MacLeod em Seg Out 07, 2013 10:18 pm

O Fianna espera sua deixa, ainda mantendo a sua postura séria que tão pouco lhe parecia natural... e só quando tem a deixa, ele fala com o novo juiz da seita:

- Hm...Senhor, eu quero falar na assembléia, se me permitir. Sou o Galliard da matilha Titãs...estava lá quando aconteceu. E acabei de me juntar à eles, de modo que minha narrativa há de ser sem qlqr apego emocional à ninguém em específico, imparcial tanto quanto minha lua permite... Me comprometo a dar minha opinião apenas caso a queira...

_________________
"Já dizia o Raul: Vá e faz o que queres... Para beber eu prefiro cerveja, mas pra comer eu prefiro as mulheres!"
Coração-da-Tempestade
Raça Pura: 5
Aparência: 5
Fúria: 4
Voz Encantadora + Voz do Rouxinol
avatar
Will MacLeod

Mensagens : 81
Data de inscrição : 30/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sagittarius | Maverick - Esquecido | Madame-Satã | Herança-Selvagem | Canção-da-Tempestade

Mensagem  Narrador em Ter Out 08, 2013 7:55 am

Maverick assente com a cabeça às palavras de Meet e leva o corpo para uma espécie de maca que havia ali no Templo da Justiça. Lá, ele cobre todo o corpo com um pano branco e volta para o local do julgamento. Nada além de uma atitude de respeito. William começa a falar e Sagittarius o responde de imediato:

'- Faça seu relato da melhor forma possível Galliard. Deixe suas opiniões ao final, primeiro me diga os fatos que trazem vocês ao Templo da Justiça.'
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

William MacLeod (Hominídeo) - Todos

Mensagem  Will MacLeod em Ter Out 08, 2013 10:33 pm

O Fianna concorda em silêncio e aguarda que ele lhe dê o aval para começar o relato, esperava para ver se alguém mais iria querer se pronunciar...

_________________
"Já dizia o Raul: Vá e faz o que queres... Para beber eu prefiro cerveja, mas pra comer eu prefiro as mulheres!"
Coração-da-Tempestade
Raça Pura: 5
Aparência: 5
Fúria: 4
Voz Encantadora + Voz do Rouxinol
avatar
Will MacLeod

Mensagens : 81
Data de inscrição : 30/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sagittarius - Esquecido | Madame-Satã | Herança-Selvagem | Canção-da-Tempestade

Mensagem  Narrador em Qua Out 09, 2013 6:13 am

Já impaciente após suas duas deixas terem sido ignoradas, o Juiz da Seita olha para Willam e fala:

'- E está esperando o que, Galliard? Já te dei duas deixas para falar! Não temos a noite toda!'

Olha para todos os ali presentes e diz:

'- E quanto a vocês, silêncio. Após o Galliard contar a história, eu quero que quem tiver algo a acrescentar que se manifeste pois quando eu começar a falar e a julgar, só vai se manifestar quem eu convidar a falar. Então, falem o que tiverem de importante para falar após o Galliard e antes de mim.'

Sem mais nada a dizer, Sagittarius aguarda que William relate os fatos.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Madame Satã - Julian - Meet - Willian - Sagitarius - Pessoal assistindo a prévia do julgamento

Mensagem  João Maria de Sant'Anna em Qua Out 09, 2013 12:12 pm

Madame Satã apenas observava em silêncio o decorrer do relato de Willian, que não veio. Sagittarius pareceu ficar irritado com isso e dá uma comida de rabo no galliard e abre uma prévia para qualquer um que quiser se pronuciar apenas depois do que Will falasse, e se ninguém quisesse falar absolutamente nada, seria a vez de Sagitarius e ninguém mais.

O Juiz parecia ser muito direto e grosseiro, o que dava mais medo em Madame. Não queria morrer, mas isso parecia completamente inevitável.

_________________
Madame Satã - Cliath - Hominídeo - Philodox - Roedores de Ossos
Cicatriz de batalha no pescoço advindo de uma mordida e falta da mão direita
Carisma - 03
Aparência - 03
Fúria - 03
Magnetismo Animal
avatar
João Maria de Sant'Anna

Mensagens : 100
Data de inscrição : 21/02/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Águia-Real | High-Tech | Bardo-Forasteiro | Herança-Selvagem | Asa-Solitária | Todos no Caern

Mensagem  Narrador em Sab Out 12, 2013 9:48 am

O uivo de Wolfhere é ouvido por todos na Clareira Central:

'- INIMIGO DA WYRM E ALFAS DAS MATILHAS VINGADORES, ARAUTOS DO TROVÃO, ESQUADRÃO DA FÚRIA E TITÃS, OS ESPERO NA SAÍDA LESTE PARA PARTIDA IMEDIATA EM MISSÃO OFICIAL DA SEITA.'

Nada mais é dito, já estava na hora de partirem e Wolfhere tinha pressa.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sagittarius - Esquecido | Madame-Satã | Herança-Selvagem | Canção-da-Tempestade

Mensagem  Narrador em Sab Out 12, 2013 9:51 am

Visto que William não começava a explicação, o Juiz, começando a se mostrar impaciente, olha para todos ali e diz abrindo para a fala de Meet antes que ele se retirasse:

'- Bom, já que o Galliard ficou mudo e o líder da seita está convocando-o, Herança-Selvagem, se quiser lhe autorizo a se manifestar enquanto seu Galliard pensa nas palavras que vai usar para me relatar os fatos que os trouxe até aqui.'

O silêncio seguia no local. O clima era muito pesado dentro do Templo da Justiça.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Madame Satã - Julian - Meet - Willian - Sagitarius - Pessoal assistindo a prévia do julgamento

Mensagem  João Maria de Sant'Anna em Seg Out 14, 2013 5:44 am

Madame fica quieto diante da convocação de Wolfhere e diante das palavras do Juiz da Seita. Ele apenas olha seu Alpha e espera que ele acabe de vez com as chances mínimas da qual Madame tinha para ficar vivo. Já que o Roedor imundo acabara com sua Beta.

_________________
Madame Satã - Cliath - Hominídeo - Philodox - Roedores de Ossos
Cicatriz de batalha no pescoço advindo de uma mordida e falta da mão direita
Carisma - 03
Aparência - 03
Fúria - 03
Magnetismo Animal
avatar
João Maria de Sant'Anna

Mensagens : 100
Data de inscrição : 21/02/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Meet(crinos) - Sagittarius - Todos

Mensagem  Convidado em Seg Out 14, 2013 12:21 pm

Meet meneia a cabeça em afirmação, fitando Sagittarius com um semblante seco e face erguida, dá um passo à frente, não sem antes remeter rápida olhadela para o Galliard, sempre tão engraçado e de repente, mudo: “Peço desculpas pelo Galliard, e embora não seja meu forte, resumirei tudo que aconteceu, com especial foco em mim mesmo, já que sou parte do julgamento.” Faz breve pausa onde  decide começar pelo fim: “Bom, admito que cheguei alterado na seita, e peço minhas sinceras desculpas aos que não precisavam presenciar meu descontrole. Fui descontrolado ao comunicar os problemas e ao lidar com eles, pois que arranquei a mão que este infeliz usou para matar minha beta! Sim, eu perdi o controle, por mais de uma vez... e não vou justificar isso dizendo o quanto me afetou ver este Roedor de Ossos a quem eu vinha buscando entender e defender de outros membros da matilha, assassinar e se alimentar das tripas de um dos membros da matilha a quem eu mais considerava. O descontrole foi meu, e estou pronto para arcar com as consequências... E quero aproveitar o momento para dizer que não tenho absolutamente nada contra essa tribo, que inclusive criou o meu pai!”

O Presas de Prata engole em seco, lembrando-se dos fatos dos últimos dias, como numa retrospectiva fúnebre: “Fomos todos confrontados com nossas verdades quando a Philodox Lúcia ditou seu veredicto sobre uma confusão entre este Roedor e outro membro da minha matilha. Mas ele, ou ela, não sei que porra de aberração é essa...” Dizia, começando a demonstrar irritação enquanto uma baba de sangue se desprendia do seu focinho. Ao perceber a alteração da própria voz, entretanto, levantou uma das mãos como quem se desculpa novamente: “Ele foi o único que não aguentou e assassinou Lúcia para comer suas tripas em seguida! E eu arranquei sua mão quando ele não podia se defender para não ter de mata-lo... senti a necessidade de feri-lo!  Mas não podia matar porque ainda dependemos dele para dizer tudo que sabe sobre uma amizade que ele tem com um sanguessuga, que por sinal atacou a mesma componente da Titãs com quem ele esteve se atracando! E é claro, tudo isso teria sido evitado se ao menos ele tivesse obedecido minha ordem... quando mandei que se retirasse imediatamente para se encontrar com tal vampiro!” Recuou então um passo, se calando e esperando o veredicto enquanto fitava a saída, ansioso por encontrar Wolfhere.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Madame Satã - Julian - Meet - Willian - Sagitarius - Pessoal assistindo a prévia do julgamento

Mensagem  João Maria de Sant'Anna em Ter Out 15, 2013 6:14 pm

E o que Madame pensava acontece. Seu Alpha acaba de vez com as possíveis chances de Madame sair "ileso" daquele problema.

"Como ele não sabe que porra eu sou? Falei em alto e bom som que eu sou homem, ele é surdo ou está se fingindo de desentendido. Falei quando o sumido Canção de Balder apareceu na matilha.....agora minha opção sexual me define como não sei o que ele é? Tenho um pau que nem ele e tenho certeza que uso melhor que ele."

Madame resolveu ficar calado já que não queria mais queimar seu filme, ainda mais diante do Juiz sério e carrancudo que se mostrava ali. Olhou para Julian e depois voltou a atenção a seu "Alpha".

_________________
Madame Satã - Cliath - Hominídeo - Philodox - Roedores de Ossos
Cicatriz de batalha no pescoço advindo de uma mordida e falta da mão direita
Carisma - 03
Aparência - 03
Fúria - 03
Magnetismo Animal
avatar
João Maria de Sant'Anna

Mensagens : 100
Data de inscrição : 21/02/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Todos no Templo da Justiça

Mensagem  Narrador em Qua Out 16, 2013 10:10 am

Mais uma vez, o uivo de Wolfhere é ouvido por todos:

'- ÚLTIMA CHAMADA AOS ALFAS DAS MATILHAS TITÃS, ESQUADRÃO DA FÚRIA E VINGADORES. HIGH-TECH, HERANÇA-SELVAGEM E ASA-SOLITÁRIA DEVEM SEGUIR IMEDIATAMENTE PARA A ENTRADA LESTE DO CAERN. PARTIREMOS EM INSTANTES.'
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sagittarius - Esquecido | Madame-Satã | Herança-Selvagem | Canção-da-Tempestade

Mensagem  Narrador em Qua Out 16, 2013 11:21 am

O Juiz da Seita ouve cada palavra de Meet com atenção. Ele não para de olhar nos olhos do Presas de Prata um segundo sequer e, após o término da fala dele, apenas diz:

'- Reconhecer os erros é o primeiro passo para não cometê-los novamente, Herança-Selvagem. O Líder da Seita lhe chama. Após cumprir a missão que cumprirá junto dele, se apresente a mim para que possamos conversar e decidir o que será feito sobre os erros que você assume ter cometido.'

E então, após dispensar Meet, o olhar frio do juiz cai em cima de Madame-Satã e Julian, olhando para os dois e dizendo:

'- Vocês podem se manifestar.'

Olha para William:

'- Assim como o Galliard, caso este esteja pronto.'

Sagittarius olha ao trio e diz:


'- Quero ouvir tudo que tens a me dizer logo, não quero alongar esse julgamento. Digam o que for relevante para que eu possa indagá-los de algo se necessário e anunciar o quanto antes meu veredicto.'
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Madame Satã - Julian - Meet - Willian - Sagitarius - Pessoal assistindo a prévia do julgamento

Mensagem  João Maria de Sant'Anna em Sex Out 18, 2013 9:24 am

”Então o Juiz da seita gosta de que a gente reconheça seus erros? Tenho uma chance para sobreviver? Veremos.”

Madame Satã ouve o que Saggittarius tem a dizer e quando dispensa Meet e diz que Julian e Madame poderiam se pronunciar, João engole em seco com medo do que poderia acontecer a partir daquele momento. Madame sentia que o peso do mundo estava sob suas costas e que ele não conseguiria aguentar por muito tempo. Olha para Julian e dá um sorriso meio sem jeito, dando um passo a frente logo em seguida.

-Obrigado pela oportunidade que me dá para falar Juiz da Seita.

Madame olha para o Juiz e continua seu relato:

-Devo confessar que nunca participei de um julgamento na seita antes e que se tiver fazendo alguma coisa errada perante as tradições que me interrompa. Bem...

Era possível ver que Madame estava tenso. Seus músculos pareciam rígidos e sua mão direita ainda insistia em pingar sangue aqui e ali, mas em menor frequência do que anteriormente. Seu corpo estava bem debilitado e ferimentos podiam ser vistos aqui e ali.

-Para quem não sabe quem sou, me chamo João Maria de Sant’Anna, hominídeo, Cliath, Philodox dos Roedores de Ossos.

Madame observa todos os presente. Não conhecia nem cinco garous ali e depois de apresentar-se, continua falando:

-Estou aqui hoje, pois estou sendo acusado de matar Lúcia Dwight, Links Aleatórios, a Beta de minha matilha.

Qualquer um ali poderia perceber a dor na voz de Madame quando ele profere o nome de Lúcia. Era perceptível que João sofria com o ocorrido:

-Irei relatar o que me lembro do que aconteceu. Me lembro apenas de uma briga com Sarah Pulsen, membro da minha matilha. Devido a preconceitos que ela tem contra minha pessoa. Lembro de enfrentá-la e de que quando tudo acabou Lúcia falara sobre as atitudes das pessoas ali, minhas atitudes, atitudes de Sarah e de todos os outros membros da matilha. E depois disso lembro apenas que Sarah me golpeara no pescoço contra o chão da cozinha do ponto de encontro da matilha e um cheiro muito forte de sangue pairava no ar. Havia muita confusão e com o golpe de Sarah desmaiei acordando aqui no Caern, com o chute do Alpha Herança Selvagem e sem minha mão direita.

Madame abaixa a cabeça e fita seus pés descalços e sujos pela terra do local e pode sentir a energia de Gaia que emanava daquele local que ele defendera do ataque da noite anterior. Ele respira fundo e absorve o cheiro de folhas secas, árvores e ar puro que aquele local oferecia e ao pensar em Lúcia seus olhos se enchem de lágrimas, mas ele consegue fazer com que as lágrimas não caiam e olha nos olhos de Saggittarius, terminando seu relato:

-Juiz da Seita, Saggittarius, se eu matei Lúcia.....porque não consigo me lembrar de nada? Como eu mataria uma garou que eu tinha como exemplo para meu augúrio? Ela era um exemplo de justiça e bom senso para mim.....seria possível que eu, em sã consciência acabasse com a vida de uma guerreira que luta a favor de Gaia?

Ele limpa as lágrimas que insistiam em tentar cair com as costas da mão esquerda e termina seu relato:

-Peço desculpas pelo meu.....descontrole....mas queria entender realmente o que houve. E isso é tudo que eu me lembro do que acontecera....sobre eu ter comido as entranhas de Lúcia, ter matado ela.....infelizmente não tenho nada a dizer, pois não lembro nada disso.

Madame se cala e tenta segurar as lágrimas, em vão, que rolam pelo seu rosto.

_________________
Madame Satã - Cliath - Hominídeo - Philodox - Roedores de Ossos
Cicatriz de batalha no pescoço advindo de uma mordida e falta da mão direita
Carisma - 03
Aparência - 03
Fúria - 03
Magnetismo Animal
avatar
João Maria de Sant'Anna

Mensagens : 100
Data de inscrição : 21/02/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

William MacLeod (Hominideo) - Todos

Mensagem  Will MacLeod em Sex Out 18, 2013 11:21 pm

William estivera, literalmente, escolhendo palavras e tentando recobrar cada detalhe que julgava ser importante... O juiz era apressado e fala para Meet e os outros falarem antes, se quisessem, e Will respeita isso, agradecendo intimamente a chance de se organizar melhor antes de fazer seu papel. E só depois que Madame-Satã faz suas perguntas idiotas, o Fianna começa a falar....Era incrível o quão diferente a seriedade o deixava, mas até seu olhar parecia outro...mais maduro e mais adulto, distante das brincadeiras. A porra estava séria.

- Se me permitem, antes do Juíz tomar a palavra.... vou começar agora meu relato e irei omitir minha opinião pessoal conforme desejar, Sagittarius:

Ele faz uma pequena pausa para receber o consentimento de Sagittarius, e então começa a falar, em um ritmo envolvente e intenso, inconscientemente denotando sentimentos em sua fala...como se não pudesse evitar ser o que era, um Menestrel.

- Meu relato começa ontem, quando eu ingressei na matilha Titãs durante a noite, após o último Galliard desertar diante da Seita... Quando eu entrei na matilha estava acontecendo uma discussão entre o aqui acusado, Madame-Satã, Roedor de Ossos Philodox, e a Theurge Cria de Fenris conhecida como Vingança-de-Freya... esta discussão se dava, de acordo com o que constatei,  a Theurge Cria de Fenris não gostava de correr ao lado de um Travesti e o Travesti, por sua vez, não aceitava ser destratado pela Theurge... Esta briga continuou no dia de hoje, pouco depois da Cria de Fenris chegar após ter sido atacada por um "Vampiro".

Outra pausa, desta vez apenas para tomar um ar e dar um suspense, rapidamente o Fianna continua:

- Este vampiro, segundo Vingança-de-Freya, manipulava de alguma forma espíritos e esse era o motivo pelo qual ela estava tão ferida... Madame-Satã revelou conhecer o sanguessuga e nosso alpha, Herança-Selvagem, quis que ele usasse isso a favor de Gaia antes de matarmos o maldito...Eu mesmo sugeri uma tática, para armarmos contra o Vampiro e então Asa-da-Morte, Vingança-de-Freya e eu começamos uma leve discussão sobre a abordagem que deveríamos usar. Lembro da Cria de Fenris usar o termo "amiguinho" para definir Madame-Satã com relação ao tal vampiro...e aparentemente isto foi o suficiente para recomeçar a briga dos dois...

William termina esta última frase dando uma alongada no tempo, para deixar a reflexão aberta sobre as motivações... Parando para lembrar, o uso daquela palavra foi o motivo mais imbecil para uma briga entre dois Garous que ele já vira. E olha que ele tinha dois irmãos Garou e eles brigavam até pelo controle remoto da TV...

- Madame-Satã começou a ameaçar a Theurge dizendo que iria "terminar de arrebentá-la", mandou-a calar a boca porque ela o estava irritando e levantou a questão de que "se ela fosse mesmo irmã de matilha dele..." e de que ela seria uma "pau no cu".... a Cria de Fenris disse que aceitava o desafio e, enquanto eu processava a informação e Asa-da-Morte tentava contê-los, a Madame-Satã tentou chutara Theurge, que deu um soco nele e aí foi indo até que ela o derrubou e parecia que tudo havia terminado. 

William faz uma pausa breve, falando com outra cadência de fluidez, como se o fizesse apenas para constar nos autos aquela passagem intrigante:

-Aqui eu vou abrir um adendo, porque não entendi muito bem...Herança-Selvagem, que havia ido fazer sei lá o que, voltou e perguntou para a Philodox se havia tido algum desrespeito dos dois PARA COM ELE... E a Lúcia, coitada, fez o que lhe foi pedido... deu seu parecer sobre as coisas que haviam acontecido. 

E só nesta hora o Galliard ameaça deixar alguma emoção transparecer, mas seu engasgo é breve e ele já continua...

- Resumindo tanto quanto a memória permite me lembrar, a Beta disse que o desrespeito não foi com o alpha, mas com a matilha. Disse que o Roedor começou a agressão pq não respeitava a Cria e a Cria não respeitava o Roedor e sobre como os dois não respeitaram quem estava ali... Disse que Madame-Satã era culpado por manter relações com a Wyrm e de desrespeitar as ordens do alpha...e Culpou Vingança-de-Freya, por não respeitar os inferiores e causar desarmonia por conta de seus preconceitos... Falou da postura do nosso alpha e disse que queria que alguém de fora pudesse julgar Madame-Satã e Vingança-de-Freya, para dar uma punição se necessário. Teve um leve momento de desculpas, Herança-Selvagem, eu...e no meio disso tudo, o negão... Madame-Satã... atacou a Beta! Ele foi pra cima, em frenesi, babando verde, transtornado e enlouquecido, acertou a cabeça dela e...por Gaia... quando ela caiu, ele continuou e começou a... ele pegou seus órgãos e...ele....

William novamente para...desta vez, não tinha como evitar: a lembrança era forte demais para o Fianna e ele tentava escolher as palavras, visivelmente transtornado por aquela experiência.

- Cara, ele começou a comer ela. Baço, fígado, intestino...tudo. Ele abriu a barriga dela e começou a puxar, um por um, mastigava um pouco e engolia... E enquanto fazia isso....ele olhava para Sarah.

Novamente uma pausa, para ele tentar se recobrar...desta vez, mais longa que as anteriores. Quando volta a falar, depois de visitar este lugar especialmente macabro de sua memória recente, ele continua falando, só que com uma voz mais forte, mais decidida e muito, muito mais séria.

- O lupino tentou pará-lo...mas foi a Sarah quem o fez. Depois acho que ela entrou em choque porque, depois de ter desmaiado o Philodox  ela só ficou lá, estática olhando para a Lúcia e chamado por controle... Asa da Morte o colocou sobre a mira da arma, o alpha foi lá e arrancou a mão de Madame-Satã. Eu tentava segurar a Theurge, para ela conseguir o controle que ela precisava e não dar ruim para todo mundo.... Lembrei o alpha que ele precisava ser levado ao juiz da seita antes de qualquer coisa.... E foi isso o que fizemos. Chegamos aqui, carregando o corpo da Lúcia e Madame-Satã desmaiado...o alpha, como ele mesmo disse, chegou aqui de cabeça muito quente e falamos brevemente com Falcão de Prata e o líder dos Roedores de Ossos, Esquecido,  para relatar o que houve... agora aqui estamos, e esse é o que eu tenho para contar. Se desejar e me permitir, gostaria de expor minha opinião pessoal sobre o caso...

_________________
"Já dizia o Raul: Vá e faz o que queres... Para beber eu prefiro cerveja, mas pra comer eu prefiro as mulheres!"
Coração-da-Tempestade
Raça Pura: 5
Aparência: 5
Fúria: 4
Voz Encantadora + Voz do Rouxinol
avatar
Will MacLeod

Mensagens : 81
Data de inscrição : 30/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Madame-Satã | Esquecido | Herança-Selvagem | Coração-da-Tempestade

Mensagem  Narrador em Sab Out 19, 2013 10:50 am

Sem esboçar uma reação sequer, Sagittarius olha para Julian, João, William e Meet (que ainda estava ali) e diz para o grupo:

'- Alguém tem algo a acrescentar? A partir de agora, permito que exponham vossas opiniões pois já estou começando a decidir meu veredicto. Estou dando a última chance para alguém falar algo antes de que eu tome minha decisão, portanto, quem quiser falar mais algo, que fale.'

Papo-Reto, um Roedor de Ossos, olha para William que havia feito o relato mais preciso e diz:

'- Porra! O Cara é humilhado, xingado, ofendido e vocês ainda não querem que ele entre em Frenesi na noite do Ahroun? Senhor Juiz, se me permite, é um erro esse julgamento com essa pompa toda. Madame Satã errou, mas quantos Garous de Gaia já não erraram? Perdemos uma Garou, uma lástima, mas vamos perder mais um agora? Na atual situação?'

Duas-Caras é outro que pede a palavra dizendo:

'- O descontrole não pode ser desculpa para um assassinato passar impune. A lua do Ahroun é sangrenta, mas dede cedo somos instruídos a manter o autocontrole, Papo-Reto. Seu irmão de tribo além de ir contra a criação sendo o que é, mantém relações com a Wyrm, com um membro da Wyrm que tentou atacar um membro da matilha pelo que foi dito aqui e assassinou, sendo corrompido pela profanadora, uma irmã de matilha. É uma vergonha para a Nação. Mas antes que qualquer cosia aconteça com ele, eu peço ao Juiz da Seita que me dê o direito a interrogar o réu. Se ele tem relações com a Wyrm, elas tem que ser extraídas dele antes de qualquer coisa. Por bem, ou por mal.'

Fala em tom frio, olhando para Julian ao final e dizendo:

'- Não leve-me a mal, Esquecido, mas seu irmão de tribo é um porco assassino e como tal deve ser tratado.'

Carcará, que também estava presente, apenas comenta após a fala de Duas-Caras:

'- Vai se fuder, Senhor das Sombras do caralho. Veio aqui pra quê? Pra sua tribo continuar fodendo com a vida dos Roedores de Ossos? O que diabos vocês tanto querem na porra do Abrigo pra ficar armando pra cima da gente seus bastardos. Eu vou...'

E Silent-Bob intervém, pegando Carcará pelo pescoço e tirando ele do templo antes que partisse pra cima de Duas-Caras. Maverik, então calado, apenas olha pra Madame-Satã e diz:

'- Eu só queria saber se esse assassino ainda quer ficar vivo depois de saber todas as atrocidades que cometeu. Não é uma afronta à criação por não aceitar o sexo que a Mãe lhe deu, é uma aberração por se envolver com vampiros, ceder à Wyrm e assassinar Garous.'

O Clima estava pesado. Era hora das últimas manifestações.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Madame Satã - Julian - Meet - Willian - Sagitarius - Pessoal assistindo a prévia do julgamento

Mensagem  João Maria de Sant'Anna em Seg Out 21, 2013 10:24 am

Willian se pronuncia logo depois de Madame. Ele dá um relato bem direto do que acontecera e confirma que Madame havia comido as entranhas de Lúcia. Instintivamente ele leva seu “toco” direito a boca e sente ânsias gritantes. Seu estômago revirava e parecia que ele colocaria tudo para fora ao ouvir o relato de Willian. Madame não poderia colocar tudo para fora ali, no meio de seu julgamento e consegue se segurar por pouco. Consegue até sentir o vômito preso em sua garganta.

O Juiz parecia estar chegando a um veredito, segundo havia dito. E pergunta se alguém tinha mais algo a acrescentar. Alguns garous ali presentes tenta defender Madame enquanto outro tenta ferrá-lo, como um outro havia dito e é retirado arrastado do local. É então que outro desconhecido por Madame o indaga se ele desejava ficar vivo depois de saber tudo que havia feito. Madame, ainda com lágrimas no rosto o encara e responde:

-Quero ficar vivo sim. Quero tentar pelo menos compensar, nem que seja só uma pequena parte os erros que fiz, não quero compensar a morte de Lúcia, porque isso é impossível.... mas queria continuar ajudando este Caern e ajudando Gaia a prosperar. E se me permite juiz...

Ele se vira na direção do juiz e explica a situação com o vampiro:

-Este vampiro que vocês dizem....que me aliei a ele...não é nada mais do que meu pai. Ele me criou. Ele me acolheu quando fui abandonado ainda bebê. Vocês o estão acusando por um ataque a um membro da minha matilha e independente do resultado deste julgamento.....se eu tiver a oportunidade, gostaria de ir falar com ele para saber o que aconteceu para que ele a atacasse. Charlie nunca atacaria um garou.....tenho certeza.

Dizia com convicção a última parte.

_________________
Madame Satã - Cliath - Hominídeo - Philodox - Roedores de Ossos
Cicatriz de batalha no pescoço advindo de uma mordida e falta da mão direita
Carisma - 03
Aparência - 03
Fúria - 03
Magnetismo Animal
avatar
João Maria de Sant'Anna

Mensagens : 100
Data de inscrição : 21/02/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Meet - Todos

Mensagem  Convidado em Seg Out 21, 2013 7:36 pm

Assim que o Juiz libera Meet do julgamento, o Presas de Prata meneia positivamente, embora não esboçasse satisfação alguma, já que não estava contente com a própria situação. Fita por fim o assassino, depois William, e passa mais uma olhadela nos demais presentes antes de cair nas quatro patas, e caminhar em ritmo crescente para fora do templo.

Ao passar pela entrada, Meet acelera ainda mais, passando agora a correr pela mata em direção ao uivo que havia ouvido a pouquíssimo tempo.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

William MacLeod (Hominideo) - Todos

Mensagem  Will MacLeod em Ter Out 22, 2013 9:28 pm

O Fianna ouve tudo o que o Juiz da seita tinha para falar...e escuta as manifestações dos demais pacientemente. Vê Meet se despedir e ouve Madame Satã continuar defendendo uma criatura da Wyrm e isso faz com que William solte um suspiro de frustação: tem gente que não aprende nunca mesmo.

Quando o Philodox abre espaço para ele falar, Will se adianta novamente, tomando a palavra logo depois das falas de Madame-Satã...

- Respondendo à pergunta do colega ali e, expondo minha opinião... Não só eu espero que um Garou de Gaia consiga controlar-se sob quaisquer circunstâncias - e, eu como Fianna, sei quão difícil isso pode ser -  como também responda por seus atos. Também espero poder confiar nos membros das minha matilha inquestionavelmente, confiar que não façam nada estúpido e que não devorem.... denotativa e conotativamente... uns aos outros nas primeiras oportunidades. 

William faz uma pausa, olhando firmemente para seus interlocutores, mas passando uma calma fora do normal...

- Eu poderia considerar que ser chamado de amigo de vampiros era o suficiente para ser inocentado de puxar uma briga em noite de Lua Cheia não se importando com as consequências desse ato, se... e deixo claro o SE.... o escolhido por Luna para zelar pelas tradições da Nação não insistisse em defender uma criatura da Wyrm e duvidar, publicamente, de uma irmã de matilha.

Fala de forma convicta, logo continuando...

- Eu respeito os Roedores de Ossos. Quando os primeiros Fiannas vieram para a América, os Roedores de Ossos estavam no mesmo barco... corremos juntos pelo novo Mundo. Meu melhor amigo é um Roedor de Ossos...e eu prefiro por meu cu na rifa antes de falar mal da tribo que acolheu o Rei da nossa Nação... E é por isso mesmo que eu acredito que não podemos nivelar nossos irmãos em Gaia por baixo, aceitando em seu meiouma corja aliada de seres da Wyrm e assassinos de Garou, usando a desculpa de que Gaia pode aceitar qlqr um mesmo que isso coloque em risco outros...

Dá uma última pausa, escolhendo bem suas últimas palavras, e encerra com o tom de voz sombrio:

- Eu posso não gostar de um Garou que renegue a natureza que Gaia lhe deu ao fazê-lo nascer homem... mas posso lidar com isso. O que não consigo lidar é em ter na mesma matilha  alguém capaz de causar o assassinato brutal de inocentes, não ficaria tranquilo em deixar aqueles que amo próximos das garras de um lunático que pode ceder à Wyrm em qlqr provocação...E Nem vocês deveriam conseguir.

_________________
"Já dizia o Raul: Vá e faz o que queres... Para beber eu prefiro cerveja, mas pra comer eu prefiro as mulheres!"
Coração-da-Tempestade
Raça Pura: 5
Aparência: 5
Fúria: 4
Voz Encantadora + Voz do Rouxinol
avatar
Will MacLeod

Mensagens : 81
Data de inscrição : 30/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [CAERN] Templo da Justiça

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 19 1, 2, 3 ... 10 ... 19  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum