Mansão Lyon - Jardim Botânico - Refúgio de Vincent Lyon

Página 5 de 13 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6 ... 11, 12, 13  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Natanael - Rosas e Cravos de Defunto

Mensagem  Natanael Lacerda em Ter Jun 03, 2014 8:18 pm

Natanael se delicia ao ver os Membros se dando tão bem... principalmente Bruno, que foi infeliz no seu comentário com uma hárpia e agora acusava ao Mestre das Hárpias de não ter controle sobre seu domínio. Achou estranha a reação de Guille, mas se restringiu a apenas olhá-lo. Victória quis dar fim àquilo tudo e Natanael se levanta, não sem antes dar sinal para que Vincent tape o bocal do telefone e aguarda que ele faça isso antes de dar prosseguimento. Agora iria falar de coisas sérias:

_Senhores, peço que acalmem seus ânimos. Os chamei aqui apenas para fundar nossa guilda e conhecermos melhor os novos Membros. Infelizmente o senhor Haulot e o senhor Durriex não compareceram e espero que eles estejam bem. No entanto, devemos ser realistas e nos prepararmos para o pior.

Arruma seu paletó e prossegue:

_Estamos decididos. Como o senhor Thomas Haulot não apareceu para reclamar uma competição, sou seu novo Primógeno e farei o possível para representar nosso augusto Clã da melhor maneira possível na cadeira da Primigênie. Nossos queridos senhor Lyon e Senhorita Silva cumprirão a partir de hoje com as funções designadas para as Hárpias e os senhores os tratarão como tal, além de espalhar isso para os demais Membros, por favor. O senhor França agora é o secretário do Clã e podem se reportar a ele quando eu não estiver disponível.

Olha para Vincent que ainda estava ao telefone e se volta aos demais:

_Terei uma reunião com nossa Príncipe ainda hoje e relatarei para ela o pouco que discutimos aqui hoje. O senhor Modenesi tentará juntar informações com seus contatos para saber o que se passou na Cidade de Deus e o senhor França nos manterá informados sobre as ações diretas sobre o Sabá. Além disso, fica determinado que o Clã Toreador tentará manter as boas relações com os demais Clãs e forjar uma aliança com o Clã Ventrue. Tentem procurar por informações sobre eles. Os tablets distribuídos nos ajudarão.

Olha para Vincent, já impaciente:

_Os assuntos políticos estão terminados, deveremos manter contato quando qualquer eventual novidade surgir. Mas agora deixemos isso um pouco de lado, pois nosso anfitrião, muito gentilmente, nos preparou uma agradável surpresa para nos esquecermos de tão maus acontecimentos.

Olha para Vincent esperando que ele reaja e se volta depois para Victoria:

_Se não estiver com muita pressa, minha Senhora, junte-se a nós em nossa primeira comemoração. Se quiser se apresentar à Príncipe Linda, pode vir comigo para o encontro que tenho com ela.

_________________
Natanael Lacerda - Toreador
Aparência 5
Rubor de Saúde

Status 2
Prestígio de Clã 2
Senhor de Prestígio - Victoria Ash


"A poesia é decerto uma loucura." (Sêneca)
avatar
Natanael Lacerda

Mensagens : 152
Data de inscrição : 04/02/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Vincent - Bruno - Francisca - Natanael - Guile - Victoria

Mensagem  Vincent Lyon em Qua Jun 04, 2014 7:33 am

Guille permanecia atento ao que ocorria e chega a deixar Vincent assustado com sua reação repentina. O que poderia estar acontecendo com o irmão de clã? Nada, provavelmente. Não vira absolutamente nada em sua aura que pudesse denotar problemas. Seria prudente ir falar com ele depois da reunião?

Ainda com o celular no ouvido, aguardando a resposta de Bianca, ele se delicia com os latidos de Bruno. Só faltou ele ficar de quatro. Seria hilariante. Bruno, é claro, não gostara muito do que acontecera e destrói o copo de uísque em sua mão, deixando os cacos caírem no tapete, juntamente com o restante de uísque do copo. Ele fala a Vincent sobre sua residência e o pintor profere, mantendo a sua simpatia extrema e educação, deixando Bianca ouvir:

-Realmente monsieur Modenesi. Meu domínio é muito peculiar. A única coisa que não admito é que irmãos de clã tratem os outros com qualquer tipo de desdém, racismo ou discriminação de qualquer cunho. E quando isso ocorre...eu deixo o desdenhado retribuir de alguma forma, como ocorreu aqui.

Olhou para Francisca e depois para Bruno:

-Mais nenhum tipo de agressão será feita aqui no meu refúgio, seja ela velada ou direta. Se acontecer alguma coisa deste tipo serei obrigado a reclamar a tradição do domínio e utilizar de minhas habilidades para que sejam julgados pela príncipe Wilson.....espero não precisar pintar minhas palavras para que entendam.

O tom de repreensão na voz de Vincent era grande, mas ele adorara o que Francisca fizera. Victoria parecia entediada com a reunião. Vincent percebe o olhar de Natanael para que ele tape o bocal do telefone, e desta vez ele o faz. Natanael fala sobre o cçã e dá as diretrizes que deveriam ser tomadas pelos membros. Quando Natanael comenta sobre os Ventrue, Vincent responde, ainda tapando o bocal do telefone:

-Conheço mademoiselle Montecchio da primeira noite. Posso tentar algum contato com ela, se lhe aprouver Primógeno Lacerda. Também conheci mademoiselle Bourbon rapidamente. Infelizmente não percebi nada que indicasse que Price poderia nos trair....uma pena, realmente.

O poeta comenta sobre a surpresa e Vincent sorri. Ele faz um sinal para Alanis. A carniçal iria levar os membros para o salão de festas abaixo da residência para se divertirem com os mortais disponibilizados, caso desejassem. Alanis se dirige a todos:

-Mademoiselles...monsieurs....queiram me acompanhar por gentileza.

Aguardava para conduzir os membros do clã da Rosa para o subsolo.

_________________
Aparência - 5
Carisma - 5
Status na Corte - 3
Prestígio de Clã - 3
avatar
Vincent Lyon

Mensagens : 363
Data de inscrição : 28/10/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Victoria Ash - Natanael Lacerda | Bruno Modesini | Vincent Lyon | Xica da Silva

Mensagem  Narrador em Qua Jun 04, 2014 9:48 am

Com apenas um sorriso Victoria concorda em ficar mais um pouco. Ia falar algo, mas a resposta de Vincent à Bruno faz com que a Toreador olhe para Natanel com uma expressão que ele bem conhecia. Era nítido que sua senhora não estava satisfeita com o que vira do clã até ali, assim como era nítido que o desgosto não era para ele. Com sua peculiar habilidade sorri e quando o faz todos se encantam automaticamente. Se não fossem todos tão conhecedores da presença poderiam jurar que era um uso da disciplina, mas sabiam que não era. O carisma de Victoria era encantador e natural, mas tão forte como algo sobrenatural e com sua bela voz ela apenas comenta:

'- Talvez a comemoração sirva para afastar de nossas mentes o horror que controla a cidade do lado de fora daquela porta... se bem que parece que alguns já se esqueceram da situação da cidade.'

Olha para Xica, em seguida para Bruno e depois para Vincent. Sempre sorrindo com o sorriso que simplesmente impedia que levassem a mal aquelas palavras da anciã que fala com Natanael:

'- Será um prazer lhe acompanhar ao encontro com a Príncipe Wilson, mas eu acredito que o Primógeno deva ter seu momento em particular com a Príncipe não é mesmo, mon cher?'

Sorri para Natanael e na mente dele sua voz ecoa dizendo:


(telepatia)'- Se for para esse bando de imbecis começar a rivalizar e aumentar as rixas uns com os outros, que queimem junto com a maldita criança que ousou lhe ameaçar seu posto. Não precisamos de mais problemas do que já temos...'
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Guille - Toreadores

Mensagem  Guille França em Qua Jun 04, 2014 12:53 pm

Guille vê a reação de Bruno, latindo e depois ficando irritado com o que acontecera, ele reclama com Vincent, e de fato, o refúgio não parecia muito seguro, se aquele rapariga tinha entrado com uma faca ali, poderiam estar todos armados, o Sabá poderia estar ali, ELE poderia estar ali.

O Toreador fica feliz que ninguém notara sua reação extremada, e se mantém atento para não mais agir daquela maneira. Vincent responde falando de preconceitos, racismo, e coisas assim, ele se ligava muito a sua humanidade, e antes de conhecer ELE, Guille estaria feliz de apoiar naquela decisão, mas agora a Rosa lutadora sabia que aquilo não importava, a humanidade estava fadada a ser massacrada por ELE, e por Guille, se ELE assim desejasse, tudo pela sobrevivência.

Natanael fala que o tempo de discussão de política tinha passado, Guille era o Secretário e aquilo era bom, ele podia receber as notícias de antemão ao Primógeno, para garantir que nada os afetaria, garantir a segurança, ele se aproxima de Vincent enquanto seguia seus irmãos para onde o anfitrião os guiava.

"- Senhor Lyon, garanto ao senhor que não haverão mais agressões de mais ninguém, me disporei a garantir a segurança de todos pessoalmente. Espero que não se incomode, mas depois daquilo que aconteceu no Elísio, aparentemente é difícil garantir que estejamos sempre em segurança, ainda mais com os Membros usando seus poderes a torto e a direito, aqui, na Capela Tremere, na Cid... Em todos os lugares."

O Toreador quase deixou escapar que sabia que a Cidade de Deus era um alvo de um ataque Cainita, mas se arrepende a tempo, ou talvez não tão a tempo assim...

_________________
Carisma: 4
Aparência: 3
avatar
Guille França

Mensagens : 293
Data de inscrição : 04/02/2014
Idade : 24
Localização : Sâo Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Vincent - Guile - Toreadores

Mensagem  Vincent Lyon em Qua Jun 04, 2014 4:03 pm

Enquanto Vincent esperava a resposta de Bianca do outro lado da linha e também aguardava os membros serem conduzidos para o salão de festas, Guile se aproxima de Vincent de forma agradável e educada. Sorriu diante das palavras de Guile e o respondeu:

-Secretário França....por gentileza, pode me chamar apenas de Vincent. Não tenhamos formalidades entre nós, afinal, somos irmãos do mesmo clã. E depois do fogo no Elísio....acredito que o laço de união entre nós tornara-se muito mais forte.

Com a mão livre, ele a coloca no ombro do lutador e se dá conta de uma palavra não dita.

-Agradeço sua preocupação quanto a isso.

Olhou em volta, tapando novamente o bocal do celular e proferiu, olhando para os lados como se quisesse esconder as próximas palavras dos outros:

-Secretário França.....também achou que o ataque na Cidade de Deus viera de um cainita? Eu não tenho dúvidas disso.

Seu olhar e suas feições continham preocupação:

-Vi que monsieur ficou um pouco alterado durante as ações de mademoiselle da Silva. Está tudo bem? Precisa de alguma ajuda?

Parecia mais uma conversa privada.

_________________
Aparência - 5
Carisma - 5
Status na Corte - 3
Prestígio de Clã - 3
avatar
Vincent Lyon

Mensagens : 363
Data de inscrição : 28/10/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Natanael - todos

Mensagem  Natanael Lacerda em Qua Jun 04, 2014 9:19 pm

Vincent responde a Bruno à altura. Natanael o olha, sorrindo, quando ele diz que conhece alguns Ventrue. Não podia esperar menos de seu paramour. Estende a mão apontando para Vincent e diz:

_Perfeitamente, senhores, temos já alguém que pode começar com nossas boas relações com os Ventrue. Não esperava menos de nosso anfitrião.

Olhava de forma terna para Vincent, os demais não precisavam ter uma alta empatia para notar. Enquanto isso, Victoria repreende os outros Membros e se dirige a Natanael.

_Sim, querida Victória, creio que Linda irá querer falar comigo em particular, mas uma visita tão ilustre não causará nenhum tipo de empecilho. Linda certamente não tomará sua presença como um desgosto. Mas fica a seu critério.

Sorri para sua Senhora e pisca com o olho esquerdo, enquanto responde a ela mentalmente:

(Telepatia)_Concordo com a senhora e peço desculpas pelo comportamento selvagem deles, ma chérie. Apenas Vincent é completamente digno do Abraço Toreador, pelo o que vi. Espero que Xica também o seja e darei um voto de confiança a Guille França. Quanto a Modenesi, vamos ver agora do que ele é capaz. Afinal, se ele é realmente um Toreador, espero que ele saiba se portar como tal em nossas próximas reuniões.

Oferece o braço a Victoria e segue em direção do caminho apontado pela carniçal. VIncent e Guille conversavam em paralelo e Natanael preferiu deixar que Vincent tomasse conta da situação. Aproveitando-se da deixa, se dirige aos que estavam mais perto:

_Meus queridos, seria de bom tom que pudéssemos apresentar um pouco de nossa arte para os demais Membros de nossa guilda, não acham?

Se volta para Bruno:

_Quer nos dar a honra de fazer uma pequena apresentação de seus talentos, senhor Modenesi?

Sorria sempre impecavelmente. Parecia ter interesse verdadeiro na arte do Toreador bicheiro.

_________________
Natanael Lacerda - Toreador
Aparência 5
Rubor de Saúde

Status 2
Prestígio de Clã 2
Senhor de Prestígio - Victoria Ash


"A poesia é decerto uma loucura." (Sêneca)
avatar
Natanael Lacerda

Mensagens : 152
Data de inscrição : 04/02/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mansão Lyon - Jardim Botânico - Refúgio de Vincent Lyon

Mensagem  Xica da Silva em Qui Jun 05, 2014 8:48 am

Palavras diversas. Mistura de sentimentos e reações. Uns e outros falando cada coisa que vinha à cabeça, ou não. Assim era a reunião de uma guilda toreador. Confusão. Especialmente em meio ao caos que o Rio de Janeiro vivia. Xica da Silva não tinha vindo à cidade esperando um paraíso de tranquilidade, mas também não esperava tamanho descontrole vindo da parte da camarilla. O sabbat parecia ter chegado antes e tomado o espaço de forma que a dificuldade e a lei da selva falariam mais alto. Isso levou a negra a agir como agira. Mas a Arte estava ali para justificar seus gestos, suas ações.

Vincent não deixou o celular. Um sorriso interno, ainda maior que os anteriores, a atingiu. Com quem ser que ele conversasse, alguém fora do círculo toreador saberia do "descontrole" da ex-escrava. Ingenuidade. Era tudo o que poderiam pensar. Ou realmente descontrole emocional. Mas não era essa a essência do clã toreador? A paixão desenfreada pela arte, quaisquer que ela fosse? Poderiam dizer tudo do que ela tinha feito, menos que seus gestos não tinham sido esteticamente planejados.

Provocou uma reação particular em cada um dos presentes. Victoria Ash não demonstrou se preocupar com o que ela tinha feito. Aparentemente não tinha sequer percebido o que Xica tinha feito. Mas os outros... Guile França ficou assustado, de uma forma que ela não pode conceber. Raiva. Isso tomou Modenesi, depois que ele se recuperou da magnífica ordem que Xica tinha lhe dado. O bufão ficara realmente mais interessado latindo como um cãozinho acuado do que com sua falta de etiqueta.

Depois de ver a reação de todos e cada um e a conclusão dos atos políticos uma única coisa lhe chamou a atenção: as palavras de Victoria a respeito do esquecimento do que se passava lá fora. A fama que a precedia parecia ser real. Uma toreador bélica, digna dos antigos luminares da família.

- Monsier Lacerda - ela dirigiu-se a Natanael quando este pediu que demonstrassem sua arte. - Não sou uma virtuose, nem tomada pelas Musas, mas pratico as artes dramáticas. Creio que acabei de demonstrar parte de meus diminutos talentos para a representação.

Enquanto falava, a toreador pegou o punhal que tinha apontado para Modenesi e encaixou-o novamente na bainha. A peça era trabalhada em couro e fios de ouro, com filigramas que representavam a vegetação da região serrana mineira, onde fora produzida. Segurando-a pela ponta, entregou a peça ao primogeno, ainda dizendo.

- Meu caro primogeno, trouxe essa peça como presente de minha cria, o ourives Jacó, para que pudesse oferece-la ao Nobre irmão que ocupasse o cargo de representante das Rosas no Jardim do Rio de Janeiro.

Sem esperar pela reação do primogeno ao ser presenteado, a Rosa Negra voltou-se sorrindo para Bruno Modenesi. O sorriso era radiante e demonstrava toda a luminosidade da dentição perfeitamente alva que contrastava com a pele aveludada de ébano.

- Senhor Modenesi, peço sinceras desculpas por tê-lo usado, sem avisar, como coadjuvante da minha representação.

_________________
Aparência: 5
Carisma: 5
avatar
Xica da Silva

Mensagens : 181
Data de inscrição : 20/02/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Guille - Toreadores/Vincent

Mensagem  Guille França em Qui Jun 05, 2014 10:39 am

A pergunta indiscreta de Vincent tira a preocupação do rosto de Guille, ele percebe que estava um pouco alterado, e devia prestar mais atenção a sua discrição.

"- Tudo na mais perfeita ordem, Vincent, obrigado."

Então rapidamente ele deixa que Vincent se afastasse alguns passos durante a caminhada para o local da comemoração, enquanto ouvia Natanael pedindo que todos demonstrassem sua arte, para isso Guille precisaria de um voluntário, e um sorriso interno aparece quando ele imagina quebrando 'sem-querer' o braço do Primógeno.

Porém ele se dirige a Bruno primeiro, imaginando que poderia torturá-lo socialmente um pouco mais, afinal, isso era o que o Clã da Rosa fazia, era bom saber dar chutes físicos as vezes, o tom de ameaça física somada a ameaça social de ser um Toreador e estar acostumado com isso podia ter bons efeitos nas pessoas.

Então Xica sai por cima dizendo que tinha usado Bruno para uma de suas apresentações dramáticas, e ainda deu aquele belo punhal de prata para Natanael, Guille passa a milímetros de dar uma bufada, aquele pavão com a crista alta nunca saberia o que fazer com tal belo objeto, não como o lutador.

Guille se mantém atento como Bruno se portaria, ele parecia ter contatos interessantes, rezava para que ele não se entregasse na deixa e fizesse feio com o poeta, porque dai ele estaria arruinando qualquer chance de se aliar a Guille para um coup d'estat que estaria planejando, para segurança de todos, é claro.

_________________
Carisma: 4
Aparência: 3
avatar
Guille França

Mensagens : 293
Data de inscrição : 04/02/2014
Idade : 24
Localização : Sâo Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Bruno - "Bulinadores de gordinhos"

Mensagem  Bruno Modenesi em Qui Jun 05, 2014 11:42 am

*- Francisca da Silva de Oliveira...Francisca da Silva de Oliveira..* - Bruno buscava guardar o nome de sua futura mucama.

Ainda sentado Bruno vê o candidato a primógeno reassumir as rédeas da reunião para se declarar primógeno por WO. Ele reafirma a distribuição dos cargos entre os membros do clã e as responsabilidades de cada um dali em diante, cabendo ao bicheiro recolher as informações possíveis sobre o incidente na Cidade de Deus. Ele apenas acena positivamente com a cabeça diante das palavras de Natanael.

O próximo a falar é o anfitrião que acusa Bruno de racismo, machismo ou outra coisa qualquer. Uma verdadeira injustiça para com o bicheiro. Sempre tratou muito bem as mulheres que passaram ou que ainda fazem parte de sua vida. Nunca deixou faltar nada a nenhuma delas e só levantou a voz quando foi necessário para ensinar modos a algumas. Sobre o racismo, como ele poderia? Na verdade, como alguém pode ser racista no Brasil? Isso é coisa de estrangeiro que não conhece nada de nossa terra. O racismo acabou faz tempo por essas bandas. Ele mesmo tem um pé na cozinha já que o primo do cunhado de sua irmã é negro. Nunca descriminara ninguém por ser um pouco mais escurinho. Um exemplo disso é que sempre deu gordas gorjetas para os manobristas e garçons que o atendiam quando saia com suas mulatas. Em resumo, uma acusação absurda.

*- Francisca da Silva de Oliveira...Vicent Lyon...Francisca da Silva de Oliveira...Vicent Lyon... Francisca da Silva de Oliveira...Vicent Lyon...*

Bruno já optara por não criar mais dificuldades e as palavras de Victoria o lembram do que o levara até ali.

Ele vê os demais membros seguindo o anfitrião para o local da apresentação e resolve se levantar e seguir também. Vicent e Guille vão conversando algo que Bruno não consegue ouvir enquanto Natanael, enlaçado com sua senhora, se volta para Bruno pedindo que o bicheiro fizesse uma apresentação. Antes que ele pudesse falar algo, Xica também tira onda com o gordinho. Já recuperado de seu momento canino, Bruno devolve gentilmente o gesto de ambos:

“- Hahahaha...” Ele olha o entorno como quem inspeciona o local e prossegue:“- Claro primógeno, mas por mais aconchegante que seja a residência de Vicent, colocar 4000 pessoas, uma bateria inteira e uns dez carros alegóricos aqui deve ficar um pouco apertado. Que tal esperar o Carnaval chegar. Não tem época melhor para ver minha arte. Até lá estão todos convidados a sambar a noite inteira na quadra da minha escola de samba.  Afinal, o povo daqui diz que quem não gosta de samba bom sujeito não é, é ruim da cabeça ou doente do pé.”

Ele então se vira para Xica e sorrindo complementa:

“- Você também é muito bem vinda, Francisca da Silva de Oliveira. Quem sabe a gente não acha um lugar mais indicado pra você me usar novamente.”

A voz de Bruno é encantadora, sua postura é gentil e ele demonstra levar numa boa todos os espinhos atirados em sua direção. Se sentia numa mesa de bar bebendo cerveja com amigos que gostavam de tirar onda. Nessa situação quem esquentava a cabeça sempre virava o alvo da galera.  Ele era gordinho,não imbecil, e precisaria ter o gingado digno de um malandro da Lapa pra não cair nessa tiração de onda que não tinha nada de amigável.


Última edição por Bruno Modenesi em Qui Jun 05, 2014 2:06 pm, editado 1 vez(es)

_________________
Aparência: 2
Carisma: 5
Voz Encantadora
Vulgar

"O tempo ruge e a Sapucaí é grande"
avatar
Bruno Modenesi

Mensagens : 155
Data de inscrição : 13/04/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Clã Toreador

Mensagem  Narrador em Qui Jun 05, 2014 12:48 pm

O tempo de repente se fecha e uma forte tempestade com raios e trovões começa a cair sobre a cidade. Era uma das maiores tempestade - senão a maior - que todos já tinham visto. E não haviam condições climáticas que indicassem essa mudança repentina de tempo.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Victoria Ash - Clã Toreador

Mensagem  Narrador em Qui Jun 05, 2014 12:51 pm

Victoria dá o braço para Natanael e segue com ele, não diz nada durante o trajeto apenas sorri e observa...
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mansão Lyon - Jardim Botânico - Refúgio de Vincent Lyon

Mensagem  Natanael Lacerda em Qui Jun 05, 2014 1:52 pm

Xica surpreende duplamente a Natanael. Primeiro por dizer que a cena passada havia sido uma improvisação teatral. Esplêndido! Segundo por ofertar ao Primógeno uma peça que misturava a arte com a guerra. Natanael sorri enquanto recebe o presente e o analisa minuciosamente. Acompanhava, com os olhos, a trama dos fios de ouro entre o couro que trazia alguns desenhos que representavam algum tipo de vegetação. Ao ouvir que havia sido feita por um ourives Toreador, seus olhos quase chegaram a brilhar. Melhor seria se toda a adaga fosse feita também de ouro, mas daquele jeito já estava bom.

_Seu talento é inegável, senhorita da Silva, tanto para as artes cênicas quanto para a escolha de um humano digno do abraço Toreador. Desejaria muito conhecer sua cria, Jacó, ele seria bem vindo em nossa guilda. Agradeço muito pelo presente e o aceito de muito bom grado.

A arma era perfeita para alguém que tinha a língua afiada como seu principal instrumento bélico, afinal, o poeta não chegou aonde chegou agindo como um Brujah, muito pelo contrário, parte de sua fortuna foi feita com a habilidade marcial aliada à sua capacidade de ser discreto. Era uma qualidade que poucos conheciam, já que Natanael preferia se deixar ser subestimado...

Então Modenesi o responde. Sua arte era a confecção de carros alegóricos? Fantasias para as mulheres desfilarem quase nuas? Sambas-enredo? Não sabia e nem queria saber. Não existia nenhuma Musa patrona do carnaval e isso já era o suficiente para Natanael não considerar aquilo como arte. Perfeitamente! Haviam dois blefadores entre eles. Guille ainda era útil como bucha de canhão, restava agora encontrar utilidade para o malandro. Mesmo assim, Natanael estava gostando do bicheiro. Ele tinha jeito para sair de enrascadas sociais como aquela na qual  ele havia se metido.

Natanael sorri, não dava pra saber se sorria por saber da arte de Bruno ou se ria da resposta que ele deu a Xica:

_Mal posso esperar pelo próximo carnaval então, senhor Modenesi.

Se volta a Vincent esperando que ele trouxesse os mortais. Enquanto tudo isso acontecia, uma imensa tempestade tropical desabava lá fora. Esse clima brasileiro era muito pouco previsivo...

_________________
Natanael Lacerda - Toreador
Aparência 5
Rubor de Saúde

Status 2
Prestígio de Clã 2
Senhor de Prestígio - Victoria Ash


"A poesia é decerto uma loucura." (Sêneca)
avatar
Natanael Lacerda

Mensagens : 152
Data de inscrição : 04/02/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Vincent - Toreadores no subsolo

Mensagem  Vincent Lyon em Qui Jun 05, 2014 2:26 pm

Guile se esquiva estranhamente da pergunta do pintor. Francisca fala algumas palavras e entrega a tal adaga de presente ao primógeno. O Toreador rechonchudo fala algumas coisas e logo ele percebe que estava sozinho na sala de estar, ao telefone, aguardando as respostas de Bianca.

E logo um tempestade parece anuviar o céu do Rio de Janeiro de repente. Era algo que Vincent nunca vira na vida e ele se aproxima de uma das janelas, observando os raios e os trovões que ele sempre gostava de ver da época que ainda era mortal.

________________________
No Subsolo

Alanis mostra o salão de festas para os membros do clã e atrás dela, haviam nove mortais nus. Todos estavam disponíveis para o que desejassem e Alanis profere:

-Mademoiselles....monsieurs....estas pessoas estão aqui para entretê-los. Monsieur Lyon apenas pede que não os machuquem. Há também um bar e uma área com uma mesa de sinuca, além de uma pista de dança que podem desfrutar. Fiquem a vontade. Com licença.

Alanis se retira deixando Natanael, Victoria, Guile, Bruno e Francisca com os outros mortais. Eram cinco mulheres belíssimas e quatro homem tão belos quanto as mulheres.

_________________
Aparência - 5
Carisma - 5
Status na Corte - 3
Prestígio de Clã - 3
avatar
Vincent Lyon

Mensagens : 363
Data de inscrição : 28/10/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mansão Lyon - Jardim Botânico - Refúgio de Vincent Lyon

Mensagem  Xica da Silva em Qui Jun 05, 2014 2:36 pm

Ela voltava a parecer leve como uma pluma, movia-se ao som imaginário de um toque ijexá. A toreador observou atentamente o caminho que percorriam, sendo levados até o salão de festas da Mansão Lyon. Xica guardava na memória a decoração daquele espaço e ouvia tudo. Sendo surpreendida pelo som de um trovão ao longe. Aquilo era peculiar. Não conhecia bem o Rio de Janeiro, mas o clima no Brasil parecia inesperado, embora não fosse e por tudo o que ela tinha visto nas notícias não se esperava que chovesse.

- Seria realmente interessante, Bruno - Xica voltou a usar o primeiro nome do bicheiro, tomando uma intimidade que talvez não existisse - uma escola de samba inteira nessa Mansão Lyon. Ou nossos irmãos podem esperar o próximo final de semana e assistir ao vosso maravilhoso espetáculo na Marquês de Sapucaí. Se me permite a indsicrição, comanda qual das lendárias escolas de samba do Rio de Janeiro?


- Já fazem alguns anos que eu não presencio os desfiles do Grupo Especial, na verdade, a última vez que estive na festa foi no ano de 1963, quando o Salgueiro me homenageou. - fez um gracejo e deu alguns passos de samba, olhando com lascívia para o gordo. Ignorou o que ele disse sobre encontrar um local mais adequado para que ela pudesse usa-lo. Haviam certas coisas que não precisavam ser ditas, apenas insinuadas. E Xica gostava disso, sensual e provocante, virou seu olhar delicadamente para Natanael Lacerda.

- Agradecida pelos elogios, Natanael. O punhal foi forjado quando Jacó ainda era um mero carniçal, apaixonado por sua senhora. Mas creio que ele não virá ao Rio por essas noites. Permaneceu em Belo Horizonte mantendo minha posição na cidade.

A tempestade se aproximava cada vez mais, até que ela desabou. O som atordoante dos trovões e a luz inebriante dos relâmpagos não ficavam mais tão longe. Pareciam coordenadas, formando uma sinfonia dissonante. Seguiu com todos em direção aos mortais. Ali estava o local. O próximo passo. Escutou o que Alanis disse, mas não se aproximou dos mortais.

_________________
Aparência: 5
Carisma: 5
avatar
Xica da Silva

Mensagens : 181
Data de inscrição : 20/02/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Victoria Ash - Bruno Modesini | Natanael Lacerda

Mensagem  Narrador em Qui Jun 05, 2014 11:02 pm

Sorrinso, Victoria chega até o ambiente da festa e somente lá deixa de estar de braços dados com Natanael, não sem antes fazer uma carícia no braço de sua cria. A Toreador caminha com passos elegantes conhecendo o local e perde apenas breve segundos admirando a beleza dos e das mortais trazidos por Vincent. A diva é naturalmente o foco imediato de todos os mortais, mas era igualmente óbvio para todos os Toreadores que ela sequer tocaria neles.

Com um sorriso no rosto, a Toreador olha para Bruno e comenta:

'- Senhor Modesini, trabalhas com Escolas de Samba, não é mesmo? Eu sempre ouvi dizer que esse ramo, em particular, se misturava com outros ramos não tão nobres, porém muito úteis em tempos de guerra, no Rio de Janeiro. Deveria pensar que o senhor também se envolve nesses outros negócios?'

Olha para Natanael após a pergunta como quem o convida para participar da conversa. Não parecia ter tido problemas com o fato de Bruno ser nitidamente um blefador.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Guille

Mensagem  Guille França em Sab Jun 07, 2014 8:59 pm

Guille vê a cena da 'festa' que Vincent tinha organizado, e os outros Cainitas começam a discutir a escola de samba de Bruno, o Toreador mostrava pouco interesse nessa conversa, e menos ainda nos mortais que estavam ali, ele não confiava que fossem alimento, e não se alimentaria de algo que não soubesse a procedência, lembrar que estava sem celular o irrita, ele precisava saber se Wand tinha conseguido o que ele queria na noite anterior, agora mais que nunca precisaria de uma fonte segura.

O Toreador imediatamente vai para a mesa de sinuca, o bar o faria socializar muito, dessa maneira, talvez só um mortal ou dois viesse o atrapalhar, enquanto pensava, e além do mais, a segurança de ter um pedaço de madeira que poderia empalar qualquer inimigo era algo que Guille não desperdiçaria naquele momento. Ele sabia que deveria ficar, mas seu espírito já havia partido.

_________________
Carisma: 4
Aparência: 3
avatar
Guille França

Mensagens : 293
Data de inscrição : 04/02/2014
Idade : 24
Localização : Sâo Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mansão Lyon - Jardim Botânico - Refúgio de Vincent Lyon

Mensagem  Natanael Lacerda em Dom Jun 08, 2014 9:57 am

Nem Xica nem Victoria se importaram pelo fato de a "arte" de Bruno ser o carnaval. Na verdade, as duas se interessaram por aquilo...

_Senhorita Xica, é realmente muito interessante que Jacó mantenha sua posição na Camarilla de Belo Horizonte. Poderíamos ganhar muito mantendo amizade com a corte de lá.

Ouve o que diz Victoria e complementa:

_Bom - sorri - se o senhor Modenesi tiver aliados tão interessantes assim, nossa participação na pacificação do Rio de Janeiro será bem mais significativa. O que tem a dizer, senhor?

Se dirigia a Modenesi. Enquanto isso, fez sinal para que os mortais tomassem iniciativa e se aproximassem dos demais vampiros.

_________________
Natanael Lacerda - Toreador
Aparência 5
Rubor de Saúde

Status 2
Prestígio de Clã 2
Senhor de Prestígio - Victoria Ash


"A poesia é decerto uma loucura." (Sêneca)
avatar
Natanael Lacerda

Mensagens : 152
Data de inscrição : 04/02/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Bruno - Victoria - Natanael - Xica

Mensagem  Bruno Modenesi em Dom Jun 08, 2014 1:24 pm

*Agora é que fudeu... vai alagar a porra toda.* A tempestade traz à mente do bicheiro os transtornos dos alagamentos e o convence de passar ainda algum tempo ali. Sua atenção é retomada pelo comentário do primógeno que Bruno retribui com um leve menear de cabeça. Logo em seguida a carniçal do anfitrião aponta, já no subsolo da residência, para um grupo de humanos que estariam à disposição de todos. Bruno confere rapidamente a qualidade do material percorrendo com os olhos as mulheres do grupo. Nesse momento o bicheiro escuta as palavras de Xica e responde com um sorriso nos lábios:

"- Comando a mais querida escola da cidade, a Mangueira. Conhece a verde-rosa?" A pergunta é eminentemente retórica. Como poderia haver alguém no mundo que não conhecesse a verde-rosa da zona norte?

E continua:

"- Como assim, 63? Tava num retiro espiritual é? Vamos resolver isso já. Você é minha convidada especial no próximo desfile. Garanto, docinho, que nunca mais esquecerá da emoção que é ver a Mangueira entrar, na avenida."

Mal acabara de responder Xica, quando Victoria lhe dirige a palavra. Bruno, concordando com a cabeça, responde à Senhora do Primógeno.

"- É verdade sim, Victoria. Aqui no Rio o samba sempre se misturou com muitas outras paradas da cidade, mesmo as menos nobres, e como todo bom empreendedor eu aproveitei as chances que apareceram.

Antes que pudesse continuar o primógeno interrompe e Bruno responde a ambos:

"- A paz é sempre a melhor coisa pros negócios, primógeno. Mas pra ter paz você tem que tá pronto pra guerra e, dependendo do que estão pensando, posso ajudar.

O semblante do bicheiro é sério. Uma das humanas se aproxima dele que a dispensa com um seco "- Agora não, princesa." O primógeno e sua senhora têm toda a sua atenção. Já era hora de falar de negócios.

_________________
Aparência: 2
Carisma: 5
Voz Encantadora
Vulgar

"O tempo ruge e a Sapucaí é grande"
avatar
Bruno Modenesi

Mensagens : 155
Data de inscrição : 13/04/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Vincent Lyon

Mensagem  Narrador em Dom Jun 08, 2014 2:31 pm

Após um estranho barulho que Vincent não consegue identificar o que é, a ligação com Bianca é encerrada.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Vincent - Natanael - Bruno - Francisca - Guille - Victoria

Mensagem  Vincent Lyon em Seg Jun 09, 2014 7:16 am

Vincent ainda estava aguardando a resposta de Bianca quando ele ouve um barulho do outro lado da linha. Ele até tenta identificar o que era, mas não consegue e imediatamente a ligação cai. Poderia ser a chuva que estivesse atrapalhando a ligação, não soube dizer ao certo.

Desceu as escadas e ainda com o celular nas mãos e com cara de confusão, ele se aproxima de Natanael.

-Com licença Primógeno Lacerda....mas....

Era visível a confusão na face de Vincent:

-...houve um barulho do outro lado da linha e a ligação com mademoiselle De Nice caiu.

Ele olhava para o celular, completamente confuso. Então, tenta ligar de novo para Bianca.

-Estou tentando entrar em contato com mademoiselle de Nice novamente.

_________________
Aparência - 5
Carisma - 5
Status na Corte - 3
Prestígio de Clã - 3
avatar
Vincent Lyon

Mensagens : 363
Data de inscrição : 28/10/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mansão Lyon - Jardim Botânico - Refúgio de Vincent Lyon

Mensagem  Natanael Lacerda em Seg Jun 09, 2014 10:39 am

Natanael já ia responder ao Bruno quando Vincent vem com mais uma coisa estranha. Durriex ainda não havia saído da Capela e agora aquilo...

Ele sorri para Vincent agradecendo o recado. Pega seu celular e diz para os demais:

_Com licença, senhores, volto em breve.

Vai voltando para a sala de estar e liga para Linda Wilson.

_________________
Natanael Lacerda - Toreador
Aparência 5
Rubor de Saúde

Status 2
Prestígio de Clã 2
Senhor de Prestígio - Victoria Ash


"A poesia é decerto uma loucura." (Sêneca)
avatar
Natanael Lacerda

Mensagens : 152
Data de inscrição : 04/02/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mansão Lyon - Jardim Botânico - Refúgio de Vincent Lyon

Mensagem  Andre Gabrois em Ter Jun 10, 2014 8:06 am

O telefone de Vincent Lyon tocou. O número era desconhecido.
avatar
Andre Gabrois

Mensagens : 108
Data de inscrição : 04/04/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mansão Lyon - Jardim Botânico - Refúgio de Vincent Lyon

Mensagem  Xica da Silva em Ter Jun 10, 2014 8:39 am

Ali estava Victoria Ash. Prática e direta. Nos poucos momentos em que estavam juntas Xica já tinha conseguido perceber isso. A virtuose do clã fora a primeira, além de Xica, a perceber a importância dos contatos no submundo que as escolas de samba e os jogos de azar poderiam ter no Rio de Janeiro. Fora por isso que a negra se propusera a investir nos negócios de Modenesi. Queria colocar um pé naquele meio. Talvez os dois. Para isso até poderia esquecer a misóginia dele. Questões de gênero entre os vampiros não deveriam ser preocupantes. Uma racha ou um pau não fariam diferença entre os descendentes de Caim. E nisso seus pensamentos voltavam a Victoria.

- Quem pode não conhecer a Mangueira? Ouvi certa vez uma música caipira que dizia assim, senhor Modenesi 'Todo ano ela vai ela vai todo ano na Sapucaí ver a Mangueira entrando' - respondeu ao bicheiro com um sorriso safado. Estavam nessa, ela, Victoria e Modenesi. Guile França em silêncio. Logo Vincent Lyon e Natanael Lacerda deixaram o aposento. Algo estranho na capela tremere. E François Durieux não tinha deixado o teto dos feiticeiros.

- Acompanharei-o até a Sapucaí, mas reafirmo o que disse antes, Docinho. - ela usou a palavra de forma retroativa, pronta para retomar uma situação antiga. - Também gostaria de investir nos assuntos menos nobres do samba! Claro que a pacificação da cidade e a construção da futura hegemonia do clã toreador me motiva para isso!

_________________
Aparência: 5
Carisma: 5
avatar
Xica da Silva

Mensagens : 181
Data de inscrição : 20/02/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Linda Wilson - Natanael Lacerda

Mensagem  Narrador em Ter Jun 10, 2014 11:23 am

'- Oui...' - Atende Linda Wilson com sua voz encantadora.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Victoria Ash - Natanael Lacerda | Bruno Modesini | Vincent Lyon | Xica da Silva

Mensagem  Narrador em Ter Jun 10, 2014 11:26 am

Com o mais belo dos sorrisos estampados no rosto, Victoria recebe a resposta de Bruno. Seu olhar se cruza com o de Natanael, mas a comunicação visual é interrompida pelas notícias de Vincent. A Toreador parecia não se abalar e diante da conversa de Xica com Bruno, apenas encerra sua participação dizendo:

'- Acredito que suas influências possam ser um diferencial, Sr. Modesini. Talvez devêssemos conversar em um momento mias oportuno sobre financiamento para expansão de seus negócios...'

Sorri e parte na direção de Guille, que estava mais isolado e com quem comenta:


'- Parece inquieto... será que tem algo que eu possa lhe ajudar, Sr. França?'
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mansão Lyon - Jardim Botânico - Refúgio de Vincent Lyon

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 5 de 13 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6 ... 11, 12, 13  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum