Mansão Lyon - Jardim Botânico - Refúgio de Vincent Lyon

Página 4 de 13 Anterior  1, 2, 3, 4, 5 ... 11, 12, 13  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Mansão Lyon - Jardim Botânico - Refúgio de Vincent Lyon

Mensagem  Natanael Lacerda em Ter Maio 27, 2014 9:33 am

Natanael tinha visto que Guille tinha chegado e Vincent fora recebê-lo, mas não prestou atenção à conversa, já que tinha dois motivos melhores para continuar focando a sua atenção na sala. Mesmo assim, nada lhe tirava da cabeça que Thomas, Guille e Emilie estavam juntos até agora conspirando contra o poeta. Certamente Guille chegaria primeiro e Thomas depois para não darem a entender que estavam juntos...

Natanael franziu o cenho ao vê-lo chegar, mas disfarçou bem e o recebeu com um grande sorriso, se levantando quando ele se dirigiu a todos e Vincent o anunciou.

_Oh, senhor França. Seja muito bem vindo. Estávamos preocupados com o senhor, se não me engano, seu dojo (ele pronuncia 'dojo' mesmo) fica próximo à Cidade de Deus, não é? Pensamos que as notícias ruins tivessem chegado até o ser refúgio...

Ia mencionar o fato de Guille ter sugerido que o próximo Elísio fosse em seu dojô, mas preferiu esperar para jogar isso caso ele viesse com piadinhas sobre a Primogenia novamente...

_________________
Natanael Lacerda - Toreador
Aparência 5
Rubor de Saúde

Status 2
Prestígio de Clã 2
Senhor de Prestígio - Victoria Ash


"A poesia é decerto uma loucura." (Sêneca)
avatar
Natanael Lacerda

Mensagens : 152
Data de inscrição : 04/02/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Victoria Ash - Clã Toreador

Mensagem  Narrador em Ter Maio 27, 2014 1:37 pm

'- Isso é ótimo! Não poderia esperar menos de alguém tão talentoso!' - Diz sorrindo Victoria ante à Natanael ante ao seu comentário sobre o quadro da relação dos Toreador com os Nosferatu. Victoria, por sua vez, responde às indagações sobre François Carlent:

'- François Carlent é o maior mistério da sociedade cainita. Sua idade não é sequer especulada. Alguns tem a ousadia de dizer que ele é tão antigo quanto nossos maiores ancestrais, talvez cria do mais antigo deles, mas pode ser também muita especulação.'

Victoria então nota a chegada de Guille e simplesmente diz em resposta à apresentação do mesmo:


'- Encantada, monseuir.'
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Bruno - Toreadores

Mensagem  Bruno Modenesi em Ter Maio 27, 2014 2:22 pm

Bruno mal acabara de cumprimentar a Anciã quando vê a safadeza que envolve Xica e Victoria. Imediatamente uma “paudurescência” toma conta do bicheiro que já salivava. A reunião podia ser encerrada e os outros dois “machos” dispensados que Bruno cuidaria de resolver o problema das distintas senhoras. Ele nem escutara direito as palavras de Victoria quando a voz de Natanael o arranca de seus prestativos pensamentos. O Toreador atualizava sua senhora sobre a noite anterior e Bruno aproveita para também escutar as novidades. Um favor devido aos lunáticos chama a atenção do bicheiro. Dever um favor já é uma coisa ruim. Dever a própria vida é pior. Mas, dever a própria vida para um doido varrido é se superar.

*Nada...nada mesmo, é tão ruim que não possa piorar!*

“- Após isso, os Nosferatu nomearam um dos seus como Príncipe. Ela se chama Linda Wilson.” Disse Natanael.

*Pronto, piorou!*

A reação da anciã diante da notícia de um príncipe feioso chama a atenção do bicheiro que permanecia quieto e atento. Victoria e Natanel se sentam e a reunião continua com o relato da “primogêno”.

*P-U-T-A-Q-U-E-O-P-A-R-I-U!!!*

Bruno não sabe o que pensar diante do relato de que um ancião Toreador havia contratado dois Assamitas para fazer a SEGURANÇA da corte.

*DESVIO DE FUNÇÃO DÁ NISSO!*

Seria cômico se não fosse trágico o relato da última noite. Bruno começava a se perguntar se fizera a escolha correta diante do caos. Ainda se questionando ele vê Natanael, mais uma vez, tentar consolidar sua posição. O bicheiro permanece olhando para Natanael com a expressão de uma samambaia.

A anciã de Natanael lambe sua cria e fala sobre Carlent. Parecia que os boatos sobre o Nosferatu eram verdadeiros.
Quando ia entrar na conversa eis que surge mais um membro.

“- 50%” Bruno não consegue evitar o comentário.

O anfitrião é quem recepciona e apresenta o estranho. Em seguida Natanael o cumprimenta e Bruno o acompanha.

“- Bruno Modenesi. Muito prazer Sr. França.” Bruno permanece sentado e se resume a fazer um gesto com a mão que tinha o copo de uísque para o recém chegado.


Última edição por Bruno Modenesi em Qua Maio 28, 2014 8:04 am, editado 2 vez(es)

_________________
Aparência: 2
Carisma: 5
Voz Encantadora
Vulgar

"O tempo ruge e a Sapucaí é grande"
avatar
Bruno Modenesi

Mensagens : 155
Data de inscrição : 13/04/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Guille - Toreadores/Natanael/Bruno

Mensagem  Guille França em Ter Maio 27, 2014 5:13 pm

O lutador ouve os gracejos de Natanael que já queria começar com os joguinhos logo cedo, pronunciando dojô errado, e referindo ao massacre próximo a sua propriedade, sem muita paciência mas sem demonstrar nada mais do que o humor perfeito, Guille responde a Natan.

"- Poetas e sua liberdade poética costumeira... Em assumir sempre o pior. Não não, as notícias ruins costumam correr rápido, mas minha propriedade se absteve de qualquer contato com tal massacre. Mas que horror o Sabá pode trazer mais a essa Maravilhosa cidade? Mas traz também coisas boas não? A senhorita Ash está ai para comprovar o bem que tempos difíceis fazem aos olhos do Clã da Rosa."

Guille responde Natan primeiramente o olhando, mas rapidamente desviando o olho para Victoria, como se deixasse ele de lado presente da alta celebridade do Clã que ali estava. Então um senhor sentado no sofá, fingindo ser humano e bebendo algo que não deveria estar bebendo o cumprimenta, o Toreador, muito simpático com Bruno o responde rapidamente, se aproximando para se sentar, mesmo que não convidado em um sofá qualquer, sem se preocupar próximo a quem estaria. Muitas coisas o cativavam, a beleza de quase todos os Membros ali, a carisma de Bruno, sua voz encantadora, e principalmente Victoria, mas o Toreador estava afastado do fascínio que normalmente seria exercido sobre ele, afinal, ELE estava nas imediações, e as frivolidades seriam massacradas, assim como aquelas pessoas na Cidade de Deus.

"- Prazer senhor Modenesi, receba minhas particulares boas vindas ao Rio de Janeiro."


_________________
Carisma: 4
Aparência: 3
avatar
Guille França

Mensagens : 293
Data de inscrição : 04/02/2014
Idade : 24
Localização : Sâo Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mansão Lyon - Jardim Botânico - Refúgio de Vincent Lyon

Mensagem  Natanael Lacerda em Qua Maio 28, 2014 9:50 am

Natanael responde com um sorriso o elogio de sua Senhora, mas franze o cenho quando ela fala de Carlent. Aquele Nosferatu era realmente uma lenda viva. Deixar os Ratos no Principado era apenas escancarar que Carlent era realmente quem mandava na cidade. Bom, melhor ele na Camarilla do que contra ela...

O Toreador olha novamente para Guille com um meio sorriso já se preparando para responder a farpa lançada pelo lutador, mas Guille foi sucinto em sua resposta. Assim que Guille se assenta, ele faz o mesmo:

_Bom, eu realmente fico contente que o senhor esteja bem, mesmo que não acredite em minhas palavras.

Sorriu e olhos para todos.

_Não vou mais esperar pelo senhor Durriex e pelo senhor Haulot, quando eles chegarem, já ficam a par de tudo. Declaro constituída nossa Guilda na cidade do Rio de Janeiro. A partir de hoje, tentaremos fazer um Baile mensal, na primeira sexta-feira de lua cheia de cada mês para ponderarmos os assuntos do Clã. Ao contrário da maior parte das guildas espalhadas por ai, a nossa está sendo fundada em um momento de guerra, portanto, espero que a nossa união seja verdadeira, já está sendo forjada pela ameaça constante.

Se volta para Guille e Vincent:

_Quem presenciou os fatos de ontem sabe bem ao que me refiro.

E continua:

_Estamos consolidando algumas posições e ainda não temos um Secretário do Clã - olha para Guille - o senhor Durriex se mostrou interessado, mas os conselhos do senhor França, que parece entender mais de conflitos físicos, poderão ser melhor aproveitados. E falando no senhor Durriex, Vincent, desculpe por pedir isso, mas será que você consegue entrar em contato com Bianca de Nice para sabermos se François ainda está por lá? Espero que não tenham encontrado nada de errado com ele.

Olha para Guille:

_Também quero notícias de Thomas, já que o incêndio foi em uma de suas propriedades. Será que a Primógena Blanc sabe de algo, senhor França? Pode tentar entrar em contato com algum deles por favor?

E conclui:

_A intenção dessa guilda é a de consolidarmos nosso Clã na cidade. Quero saber como cada um pode contribuir para o Clã, e não apenas no que diz respeito à sua Arte. Precisamos de uma posição em relação às ações da Camarilla contra o Sabá. Não vamos agir sozinhos e precisamos de saber como andam os planos dos Ventrue, dos Brujah e dos Nosferatu, principalmente. Terei uma reunião com Sua Majestade em breve e pretendo passar para ela as nossas decisões que iremos tomar em conjunto.

Realça a expressão "em conjunto".

_Sugestões, senhores?



Última edição por Natanael Lacerda em Qua Maio 28, 2014 1:39 pm, editado 1 vez(es)

_________________
Natanael Lacerda - Toreador
Aparência 5
Rubor de Saúde

Status 2
Prestígio de Clã 2
Senhor de Prestígio - Victoria Ash


"A poesia é decerto uma loucura." (Sêneca)
avatar
Natanael Lacerda

Mensagens : 152
Data de inscrição : 04/02/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Guille - Toreadores/Natanael

Mensagem  Guille França em Qua Maio 28, 2014 10:34 am

Depois de sua fala Natanael começa a discursar, ele queria ser um líder, naquele momento o Toreador só conseguia pensar, lider do que? De um monte de galinhas tagarelas, que seriam massacradas quando ELE viesse, o lutador olha para o lado e para o outro durante o discurso do porvir Primógeno, ele esperava que nada estivesse nas sombras.

Então sua atenção recai sobre as palavras de Natan, ele queria que Guille fosse o secretario, o que ele poderia querer com aquilo? O poeta tinha começado a noite o provocando, com pronuncias erradas de palavras importantes, e tinha duvidado que acreditasse que ele lhe queria bem. O que não era nada mais que a verdade, todos ali queriam coisas para si, Natan não era diferente. Nem Guille. Ao final da fala de Natanael se pronuncia.

"- Imagine senhor Lacerda, nunca duvidei de sua sinceridade. Fico feliz que possamos criar uma guilda tão bela em meio a tanto caos, como pudemos perceber ontem. E fico mais do que honrado com seu convite ap cargo de Secretário, aceitarei de bom grado se não contestado pelas outras rosas, estou aqui para ajudar nossa Guilda a ser a mais conhecida de toda a história. "

Guille faz uma breve pausa entao continua, não estava muito prosaico, mas precisava continuar falando, ou achariam que tinha algo estranho. As palavras de Natan lembravam de Emilie, que estava distante em sua mente, um leve pesar o atinge, de não ter ido ve-la antes, mas passa, não é como se tivesse como.

"- Depois posso perguntar para Emilie de Haulot, mas se o refugio dele está em chamas temos poucas esperanças, infelizmente não é? E quanto aos outros clãs, o que mais me espanta é os Ventrue terem sumido completamente. Onde eles estão? Existem Ventrues ainda? Muito estranho isso, e se bem lembram, eles tinham um espião em suas fileiras, podem ter sido todos mortos..."

Guille quase completou com um 'tomara', mas se conteve.

_________________
Carisma: 4
Aparência: 3
avatar
Guille França

Mensagens : 293
Data de inscrição : 04/02/2014
Idade : 24
Localização : Sâo Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Victoria Ash - Clã Toreador

Mensagem  Narrador em Qua Maio 28, 2014 11:11 am

'- O que não nos mata, nos fortalece.' - Com elegância responde Victoria para Guille após ele ter a deselegância de citar um fato que Natanael poderia imaginar que não era de bom grado aos ouvidos de Victoria Ash. Ela não se abate, nem se fragiliza. Era público que não comentava sobre o que passara e aquela era uma das poucas aparições públicas da Toreador após aquelas noites difíceis.

A Toreador se foca então no discuso de Natanael. Seu olhar parecia encorajar o Toreador. Ele se sentia mais forte e capaz com o olhar de Victoria, numa sensação que nunca havia acontecido antes. A diva olha para todos ali presentes mas não comenta nada, parecia analisar as reações de cada um na sala, ao mesmo tempo que o fascínio de sua presenta tomava conta de todos. Era difícil não buscar o sorriso de Victoria, involuntariamente, em algum momento, todos se pegam em busca disso.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mansão Lyon - Jardim Botânico - Refúgio de Vincent Lyon

Mensagem  Xica da Silva em Qua Maio 28, 2014 5:04 pm

Ela simplesmente deixou de existir, diante da resposta de Victoria Ash. A negra que já tinha sido balançada pela mera aproximação da lindíssima irmã de clã se deixou mergulhar no fascínio que a beleza provocava nos toreador. Aquilo era perigoso em determinadas situações. Numa cidade sitiada, como o Rio de Janeiro, era ainda mais. Se a ex-escrava possuísse algum talento artístico, além de sua desenvoltura social, teria explodido em um processo criativo. Ouvia tudo, mas como se estivesse longe. Quando finalmente conseguiu se desvencilhar do transe, manteve-se em silêncio. Muito tinha sido dito, sem que ela retrucasse. Estava aos suspiros, esperando um momento para voltar ao ar.

_________________
Aparência: 5
Carisma: 5
avatar
Xica da Silva

Mensagens : 181
Data de inscrição : 20/02/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Vincent - Natanael - Guile - Toreadores

Mensagem  Vincent Lyon em Qui Maio 29, 2014 8:27 am

Utilizara a percepção da aura em Guile achando que ele estava um pouco estranho, mas o que vira o deixara mais tranquilo. Era apenas impressão do Toreador, seu irmão de clã estava bem e o óbvio a Percepção da Aura mostrara.

Sorrindo, viu que Guile estava se apresentando para Bruno e vice versa. Victoria era uma deusa em meio os presentes. Vincent não sabia ao certo o que falar e achou melhor ficar de boca calado diante da Toreador e do Primógeno. O pintor analisava as ações dos outros membros. Quando Natanael se dirige à Vincent, ele profere:

-Ah..oui....será um imenso prazer entrar em contato com mademoiselle de Nice.

Dera um sorriso malicioso para Natanael. Depois viu que ele pedia a Guile para entrar em contato com Emilie ou Thomas para ter notícia do pequeno Toreador. Vincent achava que ele tinha desaparecido em meio as chamas. Ele gostava da criança de língua ferina e gostaria muito que ele estivesse a salvo em algum lugar.

Guile agora era o secretário do clã. E Vincent sorri na direção de Guile. Era bom que o Toreador lutador estivesse ganhando espaço no clã. Apesar de um pouco grosseiro, ele tinha suas qualidades.

Assim que pegou o telefone celular de dentro de seu terno, ele estacou como se estivesse se transformando em pedra. Na verdade, seus olhos azuis procuravam de alguma forma o sorriso de Victoria. Depois de alguns segundos ele volta a si e profere:

-Com licença senhores....entrarei em contato com mademoiselle De Nice.

E dá alguns passos para fora da sala, mas ainda permanecia visível a todos e ele conseguiria escutar a conversa que os irmãos teriam. Ele disca o número de Bianca e aguarda ser atendido.

_________________
Aparência - 5
Carisma - 5
Status na Corte - 3
Prestígio de Clã - 3
avatar
Vincent Lyon

Mensagens : 363
Data de inscrição : 28/10/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mansão Lyon - Jardim Botânico - Refúgio de Vincent Lyon

Mensagem  Natanael Lacerda em Qui Maio 29, 2014 9:45 am

Natanael permanece sorrindo ao ouvir as palavras de Guille, sempre parecia que o lutador estava sendo irônico e Natanael sabia que isso era só para provocá-lo. De todo modo, ele aceitou ser o Secretário do Clã. Isso era bom, Natanael poderia mantê-lo por perto até descobrir exatamente o que ele, Emilie e Thomas estavam tramando. Essa cisma estava praticamente se tornando verdade na mente imaginativa do poeta. Victoria, suavemente, dá uma repreenda em Guille. Victoria já havia passado por muita coisa e seria de muita valia nessa guerra. Natanael contava com isso e essa confiança lhe passava uma segurança muito grande.

Ele achava que poderia unir os Toreador, finalmente, por uma causa maior. Faria história e seria reconhecido, afinal, as Rosas não são conhecidas pela união...

Vincent sai para falar com Bianca e Natanael percebe seu sorriso malicioso.

_Obrigado, senhor Lyon.

Se volta para Guille:

_Estou na mesma situação que o senhor, já que os Ventrue não apareceram nem no Elíso nem na reunião na Capela Tremere, não conheço nenhum. Isso é algo raro, já que eles dividem conosco a preocupação com o trato social, mas os do Rio se refugiam em seus mausoléus pensando apenas neles próprios. Uma lástima que poderá custar-lhes muito.

Faz uma leve pausa:

_Mas e então, senhor França. O senhor se candidatou a participar da empreitada direta contra os Sabá ao lado dos Brujah. O senhor tem alguma notícia do que eles farão? Agora que houve esses ataques tão próximos ao seu refúgio, será do seu interesse particular enfrentá-los, não é?

_________________
Natanael Lacerda - Toreador
Aparência 5
Rubor de Saúde

Status 2
Prestígio de Clã 2
Senhor de Prestígio - Victoria Ash


"A poesia é decerto uma loucura." (Sêneca)
avatar
Natanael Lacerda

Mensagens : 152
Data de inscrição : 04/02/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Bruno - Natanael - toreadores

Mensagem  Bruno Modenesi em Qui Maio 29, 2014 11:45 am

Modenesi acha as palavras de Guille curiosas. Com cara de dúvida fica imaginando de onde o lutador tirou a ideia de que ele era um forasteiro recém chegado. Antes que pudesse dizer algo Natanael toma para si o comando da reunião e apresenta a pauta. A fisionomia de Bruno se enrijece e o bicheiro permanece sério e concentrado na fala do candidato a primógeno.

Natanael estava fundando a Guilda do Rio de Janeiro. Consequência disso, oferece  o posto de secretário do clã ao recém chegado que, prontamente, aceita. Logo em seguida Natanael vai distribuindo tarefas para o secretário do clã e para o anfitrião que parecia seu secretário particular.

Enquanto isso, Victoria se "resumia" a cativar a todos. Seu gosto por pérolas da sabedoria popular só faz com que a estima de Bruno pela desconhecida Fodona aumentasse.

Enquanto uma das secretárias fazia a ligação, Natanael responde ao lutador falando do sumiço dos Ventrues e da participação de Guille em alguma operação com os Brujah. Bruno escuta a tudo e se mete no meio da conversa dos dois, falando com a praticidade que lhe peculiar ao tratar de negócios.

"- O Rio muda as pessoas mesmo, até mesmo Ventrues."

Bruno então continua falando para Natanael e todos os presentes.

"- Sou um empresário bem sucedido do ramo dos "Jogos com azar". Tô nesse negoço faz tempo e tenho muitos amigos pela cidade. Precisando, posso colocá-los na roda pra ajudar a gente, e com alguns trocados posso ir atrás de outros mais escorregadios."

A resposta à última cutucada Bruno queria assistir de camarote.

_________________
Aparência: 2
Carisma: 5
Voz Encantadora
Vulgar

"O tempo ruge e a Sapucaí é grande"
avatar
Bruno Modenesi

Mensagens : 155
Data de inscrição : 13/04/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mansão Lyon - Jardim Botânico - Refúgio de Vincent Lyon

Mensagem  Xica da Silva em Qui Maio 29, 2014 3:07 pm

A deixa que ela precisava para voltar a falar foi dada. E ela não partiu de Vincent, Natanael, nem mesmo da magnífica Victoria Ash. Também não fora dado pelo lutador Guille França. Xica se surpreendeu ao ver a abertura que Bruno Modenesi lhe dera, mesmo que por acaso. Ela balançou a cabeça, como se estivesse despertando do transe. Apesar dessa abertura, ele não foi o primeiro à quem se dirigiu.

- O que não nos mata, nos fortalece. Realmente, senhorita. Veja só o que acontece com o carvão, que atingido pela pressão se transforma em magníficos diamantes. Como vós. - só então voltou-se a Modenesi, antes de seguir falando sobre a Guilda.

- Senhor Bruno. Gostei do que disse. Eu tenho certo interesse em investir algumas moedas no negócio dos jogos de azar. Acho que juntos poderiamos convencer esses repteis escorregadios.

_________________
Aparência: 5
Carisma: 5
avatar
Xica da Silva

Mensagens : 181
Data de inscrição : 20/02/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Victoria Ash - Xica da Silva | Guille França | Natanael Lacerda | Bruno Modesini

Mensagem  Narrador em Qui Maio 29, 2014 3:19 pm

Victoria sorri para Xica de modo encantador. Concordava com o que diz a negra e seus olhos diziam isso. Não demonstrava desagrado com nada e com sua voz sempre melodiosa, diz para que todos possam ouvir:

'- Eu soube que um velho amigo, se é que esse termo é apropriado, está chegando na cidade. E se isso for verdade, eu apostaria em uma política agressiva de recuperação dos Sangue Azul mon cher...'

Dirigia-se à Natanael, embora não citasse o nome de quem falava.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Guille - Toreadores

Mensagem  Guille França em Qui Maio 29, 2014 7:50 pm

Victoria estava distraindo todos ali, sua presença era cativante e até mesmo o lutador, que estava desligado do mundo naquela noite não conseguia desviar os olhos da Anciã, ela lhe dá uma cortada leve, mas nem por isso pensa em retrucar, nunca imaginaria retrucando uma palavra dela, ela que de costas lembrava tanto ELE. Natanael tinha muitas perguntas, e aquilo fazia Guille estranhar, o que ele poderia estar querendo? O que ele estava armando? Ter ele como secretário era um meio de descobrir o que ele estava planejando mais fácil? O Toreador não sabia, e gostaria de não ter que se preocupar com aquilo, a pergunta sobre os Brujah novamente remete a Emilie, que era amiga de Luiz, e o rosto da Malkaviana aparece em sua mente, tranquila e depois em fúria, e novamente o Toreador vê ELE, e pisca, coisa que não era tão comum entre os vampiros que não estavam tentando efetivamente se disfarçar de humanos. Quando volta a focar os olhos, Natanael esperava sua resposta, talvez por tempo demais, mais do que o normal, esperando que o colega não tivesse notado sua perda de foco, responde.

"- Desde ontem a noite, e aquele incidente horrível com os Brujah ficando insano, não mais conversei com Luis Fillipi, porém, de fato pretendo ajudar na caça ao Sabá. Inclusive, investigarei pessoalmente o ataque na comunidade ao lado de minha propriedade. - Guille grifa bem essa palavra, pois Natanael estava tratando o dojô como sua casa, era apenas seu lugar de treino. - "- Espero que não traga problemas ao meu estabelecimento, e realmente quero descobrir se foi o Sabá mesmo que fez o que fez lá. A propósito, Vincent só me informou que algo aconteceu lá, não me deu maiores detalhes, teria algum jornal, tv, celular, algo que eu possa acessar e descobrir mais informações? Dessa maneira posso garantir que repassarei os resultados da minha investigação a nossos companheiros."

Guille escuta Bruno dizer que tinha negócio com o jogo do bicho, o Toreador conhecia um contato nas favelas, e o jogo do bicho costumava ser ligado ao crime organizado.

"- Senhor Modenesi, entre seus amigos, algum era da comunidade da Cidade de Deus? E a propósito senhor, todas as sextas-feiras faço em minha academia, nos fundos, um evento de luta, o senhor como um grande apostador talvez se interesse nas apostas lá. A alta sociedade costuma comparecer quando não querem aparecer na mídia, é um bom lugar para ganhar um extra, se divertir e até mesmo sair de barriga e bolsos cheios."

_________________
Carisma: 4
Aparência: 3
avatar
Guille França

Mensagens : 293
Data de inscrição : 04/02/2014
Idade : 24
Localização : Sâo Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Vincent - Guile - Toreadores

Mensagem  Vincent Lyon em Sex Maio 30, 2014 8:20 am

Ainda no telefone aguardando Bianca atender, Vincent ouve tudo o que se passa na sala de reuniões. As palavras de Guile pareciam demonstrar que o Toreador se preocupava mesmo com o incidente e isso o agradou e muito.

Bruno comentara que cuidava do jogo do bicho e Francisca resolve apostar neste tipo de investimento. Vincent prefere ficar apenas na criação de obras de arte e a venda, mas conhecer o dojô de Guile poderia não apenas render contatos, mas também o tão precioso sangue. E Vincent desejava lutar no ringue ou octógono, não sabia ao certo como se chamava aquilo.

Victoria comenta que um Ventrue estaria vindo para a cidade, o que poderia mudar a estratégia do clã. Ninguém ali, realmente tinha visto os Ventrues, mas Vincent conhecera o traidor Rurik Price, Jéssica Montecchio e Marie-Amélie. Conversara muito mais tempo com Jessica e apoiara o principado do Ventrue incinerado. Não seria hora de começarem a ter contatos com os Sangue Azul? Comentaria sobre isso após a conversa com Bianca.

Quando Guile pergunta sobre um jornal com as notícias, Vincent caminha na direção da sala, apenas para ser percebido pelo lutador, e ainda com o celular no ouvido, aponta a mesa de centro com as informações que ele desejava. Dera um sorriso para Guile.

Estaria o lutador subindo no conceito do pintor? Aparentemente sim.

_________________
Aparência - 5
Carisma - 5
Status na Corte - 3
Prestígio de Clã - 3
avatar
Vincent Lyon

Mensagens : 363
Data de inscrição : 28/10/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mansão Lyon - Jardim Botânico - Refúgio de Vincent Lyon

Mensagem  Natanael Lacerda em Sex Maio 30, 2014 9:38 am

Bruno responde à indagação de Natanael. Parecia que ele tinha contatos com algum tipo de organização que envolvia jogos de azar. Seriam os famosos Jogos do Bicho. Xica se mostra interessada em investir. Todos os Membros eram novos na cidade, com exceção de Bruno, portanto, contatos e influência não seria o forte dos Toreador, por enquanto. Os malditos anciões já tomaram tudo para si... Então Victória fala sobre alguém que está chegando e sobre os Ventrue. Natanael realmente não viu nenhum Sangue Azul na noite passada, mas concorda com ela:

_Também estou disposto a manter boas relações com eles, minha Senhora. O problema é que ouvi poucos nomes na última noite e não sei onde eles se encontram agora. Os Patrícios seriam nossos maiores aliados, já que nossas formas de agir são ligeiramente parecidas. Temos boas relações com os Nosferatu, Brujah, Tremere e Malkavians, bom, mais ou menos com esses últimos... mas pensaremos em um modo de nos aproximarmos dos Ventrue.

Nisso, Natanael olha para Guille que havia se perdido um pouco em sei lá que pensamentos e responde ao poeta. Ele cita o tal de Luis Filipe. Natanael praticamente já havia se esquecido daquele Brujah, mas ele também estava de coluio com Bianca, Thomas e Guille. Era provável que também estivesse na reunião com os três e, por isso, Guille fez questão de dizer que não havia o visto... Guille estava indo até bem em seu comentário, mas daí resolve a tratar de negócios paralelos com Bruno. Natanael era polido, não chamaria a atenção deles para o foco da conversa de forma ríspida, mas o faria de forma indireta:

_Hum, entendo. Então, senhor Modenesi, será que seus contatos poderiam nos ajudar a entender o que se passou próximo à propriedade do senhor França? Isso pode prejudicar os negócios dele e afetaria o Clã, indiretamente.

_________________
Natanael Lacerda - Toreador
Aparência 5
Rubor de Saúde

Status 2
Prestígio de Clã 2
Senhor de Prestígio - Victoria Ash


"A poesia é decerto uma loucura." (Sêneca)
avatar
Natanael Lacerda

Mensagens : 152
Data de inscrição : 04/02/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Bruno - Toreadores

Mensagem  Bruno Modenesi em Sex Maio 30, 2014 7:12 pm

*A gente falando de coisa séria e a neguinha fazendo piada.*  

"- Claro docinho."

Bruno responde rapidamente. Quem prestasse muita atenção poderia reparar certo desdém em sua voz para a ideia de Xica. *Deixe as coisa de homem pros homem.* Bruno não era um cara preconceituoso, só gostava das coisas no seu devido lugar. No mundo tudo tem sua função: arma é pra atirar, cocaína é pra cheirar, dinheiro é pra gastar e mulher é pra trepar. Essa ideia de mulher se meter naquilo que não deve é coisa de mulher mal amada e Xica não devia se enquadrar nesse padrão. Se esse fosse o problema Bruno estava a disposição para resolvê-lo.

Ele então se volta para Guille que lhe fazia uma pergunta.

"- Lá não, mas tenho alguns na região... Do caralho, faz tempo que não acho um lugar pra fazer uma fezinha. Eu ia numa chácara que o povo botava uns galo na rinha. Cansei de tomar uma com um parceiro que era Deputado, mas o dono pisou na bola e os homem fecharam o local. De lá pra cá não achei nenhum outro que valesse a pena."

Natanael que conversava com sua senhora intervém no papo do bicheiro e ele reponde:

"- Claro Natanael, to aqui pra ajudar. Só vou precisar do endereço porque a Cidade de Deus é grande pra caralho."[/color]

_________________
Aparência: 2
Carisma: 5
Voz Encantadora
Vulgar

"O tempo ruge e a Sapucaí é grande"
avatar
Bruno Modenesi

Mensagens : 155
Data de inscrição : 13/04/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Guille - Vincent/Toreadores

Mensagem  Guille França em Sab Maio 31, 2014 11:35 pm

O lutador vê o sinal de Vincent para que ele lesse as informações que estavam em cima da mesa. O Toreador parecia muito gentil e preocupado com Guille aquela noite, e algo bate dentro de sua cabeça, como uma moeda caindo, Natanael estava dando leves cortadas, junto com sua Senhora, e Vincent tentava ser totalmente amável, como o lutador duvidava muito que houvessem problemas no paraíso, fica desconfiado daquilo. Era com certeza um plano, Vincent se aproximaria, seria gentil, legal, ou talvez não? Aquele sentimento na boca de seu estômago dizia que sim, dizia que entrara num buraco de cobras no momento que pisara ali, ou seja, estava em casa.

Ouvindo a pergunta de Bruno, Guille lhe estica um cartão, com o endereço da Sonic Boom Dojô, sua academia de MMA, nas proximidades da Cidade de Deus. Porém o Toreador se mantém calado, pois nesse momento bate os olhos nas notícias, e vê o horror que tinha testemunhado presencialmente. Ele não se achava capaz de fazer tudo aquilo, mas sabia que tinha feito, todo aquele sacrifício para ser poupado por ELE, e mesmo assim ele estava ali, em todos os lugares, observando o Toreador. Guille engolia em seco enquanto lia as notícias, aparentemente ele estava muito preocupado e horrorizado com o que tinha acontecido, mas o mais leve dos movimentos, apenas no cantinho esquerdo de sua boca, poderia ser confundido com um sorriso, mas só durante menos de meio segundo, e então se desvaneceu, pois Guille se concentra nas fotos, tentando achar uma prova que ELE estava lá.

_________________
Carisma: 4
Aparência: 3
avatar
Guille França

Mensagens : 293
Data de inscrição : 04/02/2014
Idade : 24
Localização : Sâo Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Victoria Ash - Clã Toreador

Mensagem  Narrador em Dom Jun 01, 2014 1:01 pm

Victoria não diz nada. Apenas deixava a conversa fluir observando a atuação de Natanael. No entanto, o Toredor não se sentia vigiado, o olhar de sua senhora de alguma forma o incentivava e o fazia se sentir maior, mais poderoso e mais seguro.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mansão Lyon - Jardim Botânico - Refúgio de Vincent Lyon

Mensagem  Xica da Silva em Seg Jun 02, 2014 9:04 am

Tinham pessoas que brincavam com fogo. E Francisca da Silva não tinha se tornado o que era nem quem era deixando que marmanjos, quem quer que eles fossem, pisassem nela por ser mulher. E o gordo nojento veria isso nesse exato momento. Aproximou-se dele com um punhal de prata, desenhado e produzido por Jacó, pronta para esfaquea-lo na garganta.

- Senhor Modenesi, acredito que ainda não entendeu quem é Francisca da Silva de Oliveira. No me trate assim, por que eu não sou suas nega. – a vampira parecia crescer, parecia não se importar com que os outros fossem pensar. Afastou-se dele um instante e mergulhou seus profundos e misteriosos olhos negros, encarando o bastardo. Colocou ambas as mãos nas cadeiras e continuou.

- Xica da Silva não se tornou a Imperatriz de Diamantina deixando que certos poltros xucros montassem nela. Sou mulher, muito mais macho que muito home por aí, querido. E se acha que vai brincar comigo como se eu fosse mais um desses bibelôs que tem em sua coleção, pode tirar seu cavalinho da chuva. – ainda encarando-o, disse mais uma palavra, usando os poderes do comando antes de começar a cantarolar.

- Late! – enquanto aguardava que o cachorro cumprisse suas ordens, a negra começou a cantar. Não era a maior das virtuoses, mas sua voz era magnificamente encantadora e ela era afinada.



Ao terminar a música, voltou-se na direção dos outros irmãos de clã, dizendo, com calma e tranquilidade.

- Desculpem-me a irritação, mas não posso manter-me quieta frente a certos comentários. Machistas não passarão!

_________________
Aparência: 5
Carisma: 5
avatar
Xica da Silva

Mensagens : 181
Data de inscrição : 20/02/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Natanael - todos

Mensagem  Natanael Lacerda em Seg Jun 02, 2014 9:48 am

Modenesi diz que pode ajudar e Guille e Victoria ficam em silêncio, talvez por terem notado o tom de voz com que o bicheiro respondeu à Bela de Diamantina.

Será que Bruno era tão inexperiente assim? Natanael acabara de dizer que Xica era a mais nova Hárpia da cidade e ele a desdenha daquela forma. Em pouco tempo ela poderia se vingar falando mal de Bruno para toda a corte. Pela aparência externa Xica parecia ser bem mais antiga que ele, e agora, pelo comportamento, Natanael teve certeza disso.

No entanto, a mulata não deixou passar despercebido o comentário de Bruno e se levanta. Ao ver o punhal, Natanael se inclinou na poltrona pronto para fazer uso de sua Majestade para acalmar os ânimos de uma só vez. Não permitira esse tipo de desentendimento em sua guilda. No entanto, Xica preferiu usar sua melhor arma: sua arte e suas palavras. A bela deu uma ordem a Bruno. Aquilo seria humilhante, mas não desnecessário. Natanael não interviu, quis ver até aonde chegaria aquilo tudo.

Xica começa a cantar uma bela música em resposta ao bicheiro. Sua voz era linda e sua performance impecável. As mãos à cintura faziam com que seu corpo balançasse sedutoramente mesmo quando ela estava brava. Natanael se permitiu ficar em êxtase enquanto a ouvia, acreditando que a Arte de Xica era a música. Ao fim, ela se desculpa e o transe se desfaz.

_Fique à vontade para se defender, mademoiselle.

Foi tudo o que respondeu enquanto esperava para ver a reação de Bruno.

Vincent, formidável como sempre, estava conversando ao telefone. Em breve saberiam notícias de Durriex.


_________________
Natanael Lacerda - Toreador
Aparência 5
Rubor de Saúde

Status 2
Prestígio de Clã 2
Senhor de Prestígio - Victoria Ash


"A poesia é decerto uma loucura." (Sêneca)
avatar
Natanael Lacerda

Mensagens : 152
Data de inscrição : 04/02/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Vincent - Francisca - Natanael - Bruno - Victoria

Mensagem  Vincent Lyon em Seg Jun 02, 2014 10:12 am

Como estava ao telefone e um pouco ausente da reunião, não totalmente, Vincent ouve as conversas aqui e ali. Não havia percebido o tom de Bruno, pois estava embriagando-se diante das palavras da rechonchuda Tremere. Mas viu que Francisca não gostara nem um pouco do que o bicheiro havia dito e o ameaça com um punhal que fez com que Vincent arregalasse os olhos.

A hospitalidade de sua residência não seria manchada por nada, mas Francisca apenas ameaça e dá um comando para Bruno. Vincent, curioso ao ver Bruno latir, se aproxima da sala, apenas observando. A bela negra começa a cantar e o pintor fica impressionado com o tom doce na voz da mulher que há momentos atrás tinha um que de selvageria em seus atos. Era uma mescla muito interessante.

Uma coisa era certa. Ver Bruno latir não teria preço algum e, como Mestre das Harpias, ele não taparia o bocal do celular para que Bianca não ouvisse a confusão. Vincent queria mesmo era que os Tremeres ficassem cientes do que acontecia ali, na sua residência. Quase gargalhou, quase.

Olhou para Natanael que deixara Francisca se defender. Ele teria que tomar o controle da situação simplesmente por ser o Primógeno. Infelizmente Bruno não acertara em suas ações. Bianca ouviria Bruno latir? Era uma pena que seu celular estava em uso, ou ele poderia filmar aquela cena. Na verdade lembrou-se do sistema interno de tv. Tudo ficaria registrado para futuras consultas ou extorsões.

_________________
Aparência - 5
Carisma - 5
Status na Corte - 3
Prestígio de Clã - 3
avatar
Vincent Lyon

Mensagens : 363
Data de inscrição : 28/10/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Guille - Xica/Toreadores

Mensagem  Guille França em Seg Jun 02, 2014 7:14 pm

O lutador ainda estava lendo as notícias e vendo o massacre que tinha cometido e como ele havia sido noticiado, realmente notícias ruins chegavam rápido aos ouvidos de todos. E então aquela garota negra se revolta com o comentário que Bruno havia feito, ela se levanta de um salto com um punhal em riste, e o Toreador reage da pior maneira possível, ele não estava pronto para ser atacado ali e agora, Guille, de um salto, se põe de pé, derrubando a poltrona atrás de si para trás e largando o jornal que lia imediatamente no chão, seus músculos estavam retesados, ele parecia um tigre pronto a saltar.

Mas então, a mulata se afasta, guardando o punhal, mas mesmo aquilo não tira Guille da sua posição de combate, ELE podia estar ali, ela tinha que estar vendo ELE, porque mais ela puxaria um punhal em meio a uma reunião da Guilda, seria ELE disfarçado na forma de Bruno, e ainda estava tentando puxar assunto com Guille França? Não, era impossível, ELE era muito altivo para assumir a forma daquele Toreador.

Xica continua seu ataque, enquanto mentalmente, Guille tinha outro ataque, ele parecia assustado, talvez até em pânico, mas em momento nenhum não estava pronto para o combate, para desarmar aquela negra se ela viesse para cima dele, para tentar imobilizar ELE ou seus agentes. Guille estava atento, e mais uma vez se assusta com a ordem "late" de Xica. Ele imediatamente dá um pulo curto para trás, procurando pelo cachorro, lobo, lobisomem, Lupino, que estaria ali, que era aliado da negra, então ela era uma inimiga? Guille não sabia dizer, mas estava pronto, e então a cantoria vem, era uma voz doce, encantadora e afinada, como o canto de uma sereia, pronta a encantar todos ali e levá-los ao fundo do mar, ou à floresta, para seu amigo lobisomem, e onde ele estaria?

_________________
Carisma: 4
Aparência: 3
avatar
Guille França

Mensagens : 293
Data de inscrição : 04/02/2014
Idade : 24
Localização : Sâo Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Bruno - Toreadores

Mensagem  Bruno Modenesi em Ter Jun 03, 2014 11:22 am

Bruno acabara de pegar o cartão com o endereço do estabelecimento do lutador quando vê Xica se levantar com um punhal em mãos. Permaneceu imóvel esperando pra ver o que ela pretendia com aquilo e, para sua surpresa ele era o alvo da destemperada. Sem entender muito bem a causa , Bruno é obrigado a escutar as lamúrias dela. Era impressionante como mesmo depois de abraçadas o gene da chatice continuava ativo nas mulheres. *Vai arrumar outro macho pra fazer DR*.

Antes que pudesse tomar qualquer atitude Bruno escuta no meio do blá blá blá um LATE. Automaticamente o Toreador abre a boca e com a voz rouca diz:

“- rrrr...AU...AU....rrrr”

Assim que acaba de latir Bruno é invadido pela canção da Toreadora. Bruno fixa seu olhar em Xica durante toda sua performance, estava tentando entender o que acabara de acontecer. Ao fim, Xica se vira e o bicheiro escuta suas palavras aos demais presentes. O primógeno é o único que responde. Ele percorre o olhar dos demais presentes por alguns segundos, buscando a reação de cada um. Aos poucos a expressão confusa de Bruno vai dando lugar a um semblante de muita raiva. Fixo na neguinha que ele queria amarrar novamente no tronco, o Bicheiro estoura o copo de uísque que tinha na mão, mantida fechada mesmo com os cacos do copo. Ele então levanta, deixa os cacos de vidro caírem no chão e se dirige ao bar na busca por um copo novo. Se serve do uísque que o anfitrião colocara sobre a mesa de centro da sala. Toma a primeira dose de um gole só, volta a se servir e se senta novamente. Suas primeiras palavras se dirigem ao anfitrião que dividia sua atenção com o telefone:

“- Seu Domínio é mesmo peculiar, Vicent.”

A expressão de Bruno se mantem, com esforço, serena. Sua voz é calma e aos poucos ele vai recuperando o semblante do início da reunião.

_________________
Aparência: 2
Carisma: 5
Voz Encantadora
Vulgar

"O tempo ruge e a Sapucaí é grande"
avatar
Bruno Modenesi

Mensagens : 155
Data de inscrição : 13/04/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Victoria Ash - Natanael Lacerda

Mensagem  Narrador em Ter Jun 03, 2014 7:34 pm

Sem maiores reações durante toda a cena, Xica apenas olha para Natanael e diz:


'- Mon cher, haverá algo de produtivo essa noite? Minha viagem foi deveras cansativa e pretendo tomar posse de meus novos domínios o quanto antes...'
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mansão Lyon - Jardim Botânico - Refúgio de Vincent Lyon

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 13 Anterior  1, 2, 3, 4, 5 ... 11, 12, 13  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum