Reino do Campo de Batalha

Página 2 de 27 Anterior  1, 2, 3 ... 14 ... 27  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ingrid (Crinos - Invisível) - Vingadores & Agregados

Mensagem  Ingrid Reis em Qui Abr 10, 2014 9:51 am

Quando Ingrid percebe que a batalha é inevitável, ela suspira. Suspira porque não esperava um combate na trilha, nem muito menos em tamanha desvantagem. Concentrada em sua própria segurança, a Theurge começa a ficar invisível antes que os inimigos se aproximem e quando eles chegam já não conseguem mais enxerga-la.

Os inimigos eram numerosos numa fração de quatro pra um. A matilha não tinha uma estratégia e a filha do Vento do Norte sabia que nessas situações os Theurges podem fazer uma grande diferença. Já tinha algo em mente e, sem ser vista por ninguém, começa a avançar buscando ficar exatamente no meio dos inimigos.
________________________
1 de Gnose para invisibilidade

_________________
Ingrid Reis - Elo Espiritual
Impura - Athro - Theurge - Uktena - Devoradores de Demônios
Deformidade de Impura -> Propensa à Crueldade
Qualidades -> Magnetismo Animal
Raça Pura 4
Aparência 5
Fúria 2
avatar
Ingrid Reis

Mensagens : 394
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reino do Campo de Batalha

Mensagem  Convidado em Qui Abr 10, 2014 10:15 am

Se fosse possivel ao um Crinos sorrir, o Impuro conseguira...

Gostara do Andarilho do Asfalto desde a primeira vez que o encontrara na "estrada", fazia-o lembrar seu Pai, com uma resposta cretina para qualquer situação.

A furia pulsava em suas veias... Mas como se fosse uma benção de Osiris, quanto mais nervoso ficava mas frio se tornava.... Todos os Peregrinos tinham essa habilidade percebera... Talvez por conviver no liminar de dois mundos sua tribo percebera que furia desmedida era um silex de dois gumes... Poderoso mas perigoso para quem o empunha...

Furia direcionada, por sua vez, era a representação da D'shia em suas mãos, o Crocodilo lhe ensinara.

-Prontos, fala entre os dentes o Crinos

Com a força de sua raça, ele acerta as grades tentando forçar sua passagem para fora dali... Precisava ajudar sua matilha... sua familia


Última edição por AMPHW em Qui Abr 10, 2014 10:37 pm, editado 1 vez(es) (Razão : Adequando à gafe do player)

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reino do Campo de Batalha

Mensagem  Convidado em Qui Abr 10, 2014 2:44 pm

Ceifador continuava sua caminhada e vê próximo um garou preso, aquele lugar, campo de batalha, parecia ser um quintal fenrir, aquele lugar exalava cheiro e sensação de glórias, e ali que Ceifador queria honrar a memória de Hrist, aonde ela estivesse.

Ceifador acompanha e escuta Henker falar com ele, e responde seu alpha prontamente.

-Alpha, todo mundo luta, ninguém desiste!

Ceifador escutava o líder, e ali eram fenris, que deveriam honrar o grande fenrir, não importava augúrio, raça, nada, e sim a união, o que os fazia os melhores garous, o que importava, a glória de derramar sangue de inimigos. A voz era esganiçada mas o olhar de Ceifador era compenetrado, esperando ordens para poder agir e assim se concentrava.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Benção-de-Gaia - Areias-da-Justiça | High-Tech | Sacrifício-dos-Ancestrais

Mensagem  Narrador em Qui Abr 10, 2014 7:01 pm

Benção-de-Gaia acena em positivo e o Peregrino começa a forçar as grades (sem romper automaticamente as mesmas). O Filho de Gaia olha na direção da outra Jaula de onde alguém falava com o grupo e indaga ao Garou usando o idioma Garou para tal:

'- Você consegue sair sozinho?'

O Filho de Gaia já estava a essa altura na forma Crinos e em sua mão surge um grande belo cajado de madeira com uma pedra branca em sua ponta.


OFF GAME: Toda ação não-social, a não ser que a narração diga o contrário, é precedida de teste que pode ser rolado pelo Narrador em dados físicos ou pelos roladores disponbilizado no tópico Relógio e Links Úteis, a critério dos jogadores. Para romper as grades são necessários acumular 4 sucessos em um teste de Força com dificuldade 5.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Uli (Crinos)

Mensagem  Uli Jon Roth em Qui Abr 10, 2014 11:28 pm

Uli uiva que SIM em resposta a pergunta do Garou que carregava um cajado na outra jaula. Então com seus braços musculosos em forma de Crinos ele tenta entortar as barras da jaula onde estava, conseguindo destruir com facilidade a gaiola. Então finalmente em liberdade o Garou salta da carroça que o trazia e se aproxima da outra gaiola, esperando que os outros conseguissem sair dali.

Ele se posiciona ao lado da jaula e grita em Garou para todos os outros.

"- Vamos mostrar pra eles que não se coloca um lobo numa gaiola sem consequências! Por GAIAAAA!"

O Galliard uiva alto e continuamente, para que todos no campo de batalha escutassem o seu rugido de liberdade.

_________________
Presas de Prata - Fostern - Hominídeo - Galliard - Sacrifício-dos-Ancestrais
Aparência: 3
Carisma: 5
Raça Pura: 4
Fúria: 6
Qualidades: Reputação (último membro da Garra Conquistadora, forte ligação com os ancestrais de sua familia)
avatar
Uli Jon Roth

Mensagens : 239
Data de inscrição : 10/04/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ryan McDougall (Crinos) - Benção de Gaia / Amphw / Uli

Mensagem  Ryan McDougall em Sex Abr 11, 2014 4:51 am

* Logo após a elaboração e exposição do plano, Ryan aguardava uma confirmação por parte de seus irmãos de clausura. Antes disso, no entanto, um assobio corta o ar e chama a atenção do Andarilho do Asfalto. Olha na direção de onde o som se projetava e visualiza uma outra carroça, contendo uma outra jaula, com um novo prisioneiro. O indivíduo se mostrava como um Crinos de considerável Raça-Pura e os tons prateados de seus pelos indiciavam as probabilidades para a Tribo do desconhecido. High-Tech, antes de mais nada, corre os olhos ao redor até encontrar o de seus irmãos e ali finalmente reconhece a confirmação que esperava tanto de Benção de Gaia quanto do Peregrino Silencioso. Vendo que Miguel se adiantara com a diplomacia, Ryan se limita a assistir o Philodox acertando as grades com violência no intuito de escapar. De fato o momento deveria ser aproveitado, talvez não houvesse oportunidade melhor. *

" Barulho demais.. talvez os filhos da puta se esqueçam de nós por um tempo, e é o tempo que eu preciso. "

* Sem perder mais tempo, posiciona-se ao lado do Peregrino Silencioso, dizendo com a casualidade permitida à um Crinos: *

- Deixa o papai Andarilho trabalhar. Você fica me devendo uma breja..

* Dito isto em um claro tom descontraído, envolve num aperto firme uma das barras próximas à Amphw com a mão e esquerda e outra com a direita. Num movimento súbito, começa a forçar cada uma das barras em sentido oposto à outra e a força empregada era tamanha que o metal cede e se entorta gradativamente. Fazendo um esforço ainda maior o Andarilho rosna, como se o gesto pudesse impulsiona-lo: *

- AAAHHrrrg!!!

* Com a nova intensidade do esforço as barras praticamente se quebram, de tanto que se envergam, e um buraco suficientemente grande para um Crinos se forma na jaula que não mais os manteria enclausurados. Ryan parecia quase desconsiderar o esforço, rosnando despreocupadamente para Amphw, complementando a divida exposta anteriormente assim que arromba a Jaula: *

- .. e um cigarro também..

* O Andarilho do Asfalto não parecia muito incomodado com a situação como um todo. Sem mais, apenas atravessa o buraco na jaula rompida e alcança sua liberdade apenas para se ver lado a lado com o sujeito que estava enclausurado separadamente, e era um individuo deveras escandaloso. High-Tech franze o cenho ao ouvir o sonoro uivo do Presas de Prata se propagar pelo campo de batalha, sem entender a real necessidade do gesto e dizendo rapidamente enquanto ergue ambas as patas espalmadas para silencia-lo: *

- Já que cê tinha perguntado, o plano era foder com os viados de surpresa.. mas você já chamou mais atenção que Paquita da xuxa!

* O grande Crinos de pelos castanhos encara o Presas de Prata uivador por um instante sério, como se realmente estivesse puto, mas passado um momento de tensão simplesmente dá de ombros como quem não se importava realmente, dizendo com o ar mais escrachado que alguém poderia reunir: *

- Ahhhh.. que se foda! Vamo simplesmente matar todos esses filhos da puta!!

* Dispensa apresentações e afins, não tinham tempo para isso. Meramente guarda que seus irmãos em Gaia deixem a prisão e quando estão todos do lado de fora inicia sua carga em direção aos inimigos desprevenidos que queria pegar pela retaguarda. Gritava para seus irmãos enquanto corria para o campo da morte: *

- JUNTOS!! FIQUEM JUNTOS!


______________________________________________
OFF GAME: 6 sucessos para romper as grades.

_________________
Ryan McDougall - "High-Tech"
Ahroum - Andarilhos do Asfalto - Alfa da Vingadores - Cliath

Aparência 5
Fúria 6
Raça-Pura 0
avatar
Ryan McDougall

Mensagens : 134
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 27
Localização : São Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Yuri Kraken "Sombra-de-Gelo" (Crinos) - Sem-Nome / Henker/ Ingrid / Iurd / Erick/ Hrist/ Ceifador / Wolfhere e sua tropa

Mensagem  Yuri Kraken em Sex Abr 11, 2014 2:02 pm

Quando Yuri derruba o primeiro, o exército que vinha de encontro simplesmente para. O Ragabash imaginou que aquilo era uma boa coisa, talvez se renderiam, mas o que propuseram era totalmente o contrário e também uma afronta, sem falar no insulto. Wolfhere não pensa duas vezes e diz que iriam passar. E havia outra escolha? Não havia. Sem falar no fato de que os inimigos carregavam prisioneiros.

Wolfhere dá dois golpes, arremessa um soldado por cima da ponte e a batalha se inicia. Os soldados avançam e em um determinado momento ficou a proporção de 4 inimigos para cada Garou. Seria um número razoável para Yuri se estivesse com uma distância boa para atirar suas flechas, mas não era o caso. Os filhos das putas já estavam próximos o suficiente para fazer um combate corpo-a-corpo. Ficou se perguntando onde raios estaria Curto-Circuito com seu escudo invisível quando mais precisava, mas aí lembro da viadagem toda e preferiu ficar quieto.

De onde estava, com a ponta afiada como uma lâmina de seu Arco de Gelo, deu um golpe no intuito de arrancar o pescoço do inimigo, mas para sorte do inimigo, Yuri errou o golpe. Em sua consciência bateu uma voz.

" Porra! Devia ter dado era uma flechada..."

Mas a distância não ajudava, então não havia muitas escolhas. Havia perdido a primeira chance de matar pelo menos um desgraçado e agora estava a mercê dos ataques dos inimigos com suas espadas. O primeiro e o segundo, o Kraken conseguiu esquivar sem problemas. Seus reflexos estavam aguçados. O terceiro para o inimigo errou feio o golpe e graças a isso Yuri teve tempo suficiente para ler o quarto golpe e também esquivar com facilidade. Resumindo, não acertou seu golpe e não foi acertado. A batalha estava empatada até agora, mas só até agora, porque com certeza em seu próximo movimento arrancaria a cabeça de mais uns dois.

" Agora o bicho vai pegar...."

Mantinha silêncio para que aquilo ajudasse em sua concentração.

_________________
Yuri Kraken - Sombra-de-Gelo
Ragabash / Hominídeo / Presas de Prata
_________
Aparência 05
Raça Pura 05
Fúria 02
Ascendência Notável / Magnetismo Animal


"Nunca tente conquistar um homem com roupas curtas, conquiste ele sem roupa."
avatar
Yuri Kraken

Mensagens : 100
Data de inscrição : 03/02/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reino do Campo de Batalha

Mensagem  Convidado em Sex Abr 11, 2014 2:49 pm

Finalmente estava livre.... O sangue da furia pulsava em seus ouvidos mas estava frio como o vento noturno do Saara....

Estavam distante, mas nem tanto... Saiu da jaula gritando

-Aharai Aharai

Como se liderasse a surtida

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Henker (Crinos) vs 4 inimigos

Mensagem  Convidado em Sex Abr 11, 2014 7:33 pm

O Fenrir parte para o ataque, diligentemente, preparara suas garras para rasgar o inimigo, e com sede de sangue ele lança-as para acertar, porém o espírito usa seu escuto para bloquear, e no mesmo instante usa sua espada para tentar arrancar-lhe o braço.

O golpe fora bem efetuado, mas o Ahroun não era novo em batalhas e esquiva sem problemas, mas o 2 oponente aproveita seu descuido e lhe ataca pelo flanco gerando dor onde a espada lhe cortou e enchendo o ahroun de fúria.

O terceiro inimigo aproveitando-se do momento tenta a sua sorte, e busca uma parcela de sua glória ao atacar Henker, mas, que com extrema agilidade esquiva-se como se a velocidade de seu inimigo fosse o mesmo que nada.

O quarto porém fora ainda mais ousado e busca sua coluna em um golpe traiçoeiro. O atacante aproveitara a movimentação em fúria do Fenrir que ficara de costas para este, que aproveitou e lançou sua sorte contra o garou, mas a experiência em muitas batalhas (e o cuidado excessivo com sua retaguarda) faz com que o garou se desvie, quase que por um triz, da lança em riste que tentava lhe perfurar por trás.

- Aí já é demais... covardia tem limites e por trás já é sacanagem.

Se fosse possível uma besta sorrir, o riso do Fenrir estaria escancarado, 4 inimigos, e todos lutando sujo, buscando nada mais do que a vitória sobre um oponente formidável como ele. Ele estava vivo... e era tudo o que importava naquele momento, mas a luta apenas se iniciara, e por isso o garou se concentra nos momentos que antecederiam os próximos ataques...

*Uma boa luta, com uma cambada de fela da puta querendo seu couro... só faltam dizer que são Vingadores, parentes fenris, irritados comigo pra ficar completo.*

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração | Falcão-de-Prata | Benção-de-Gaia | Águia-Real (NPC Temporário) | Gavião-Prateado | Curto-Circuito | Sem-Nome | Oráculo-das-Sombras - Matilha Vingadores

Mensagem  Narrador em Sab Abr 12, 2014 12:51 pm

A ponte era larga, mas não para uma batalha daquelas proporções. Ryan, Amphw e Miguel se juntavam ao agora livre Uli. Os quatro, enquanto presos, lembram de ter ouvido algo sobre serem levados para a Arena do Senhor de Todas as Batalhas (algo que nenhum dos quatro compreendeu exatamente o que era). O Filho de Gaia aponta o cajado na direção de um dos espíritos e imediatamente ele se vira na direção do grupo e o Theurge ordena:

'- Jogue os seus iguais lá embaixo. Abra caminho para que avancemos!'

O espírito-Soldado imediatamente começa a lutar com seus pares. Enquanto isso acontecia, um grupo de cerca de 10 soldados avançava na direção do quarteto. Dois são parados e ficam lutando com o espírito controlado. Como eles vinham correndo em uma formação de duas linhas paralelas (quatro na frente e quatro atrás) usando lanças e escudos que se erguiam para se defender dos Garous. Como a linha de frente se aproximava, a iniciativa era do grupo formado por Areias-da-Justiça, Sacrifício-dos-Ancestrais, Benção-de-Gaia e High-Tech. Sacrifício-dos-Ancestrais, quando ativa seu dom, é capaz de sentir a Wyrm por toda a parte naquele local.

Invisível, Ingrid nota que teria uma certa dificuldade para chegar no meio da cena de combate sem tocar em ninguém. A Theurge teria que se esgueirar furtivamente e os obstáculos eram muitos. Os inimigos que lutavam com a Uktena, perdidos com o sumiço da mesma imediatamente se dividem em duas duplas: uma segue para se juntar aos quatro que cercavam Henker e a outra dupla se une ao quarteto que cercava Ceifador. Diante disso, Ceifador e Henker, que ainda tinham a iniciativa do ataque, se encontravam completamente cercados por 6 homens armados com espadas e escudos, à exceção de um que lutava com Henker e usava uma lança.

Falcão-de-Prata e Águia-Real iam abrindo caminho e jogando diversos inimigos ponte abaixo. As garras dos dois Ahrouns destruía tudo que eles viam pela frente e pedaços de espíritos voavam para todos os lados e se transformavam em Gnose ainda no ar. Sem-Nome com dois mortais para trás e começa a recuar para não ficar cercado. O Ragabash assume a forma Hispo mas ainda não ataca e nem é atacado pelos inimigos. Tentáculos de sombras feitos por Oráculo-do-Abismo no entanto surgem diante de Sem-Nome e começam a prender e jogar pra fora da ponte os inimigos que avançavam contra o Ragabash.

Sombra-do-Gelo seguia cercado pelos quatro inimigos. Depois do combate Corpo-a-Corpo com um deles, os outros três já se colocavam em posição para o ataque, cercando por completo o Ragabash que tinha a iniciativa do combate.

Curto-Circuito, por sua vez, usando uma espécie de dispositivo acoplado em seus braços disparava mini-mísseis que acertam e explodem a cabeça dos dois inimigos que haviam acabado de cercar Henker - que voltava a ter somente quatro inimigos o cercando.


OFF GAME: A iniciativa de ataque é dos Garous. Elo-Espiritual te que acumular 6 sucessos em um teste de Destreza + Furtividade para chegar onde deseja sem tocar ninguém. Uma falha indica que Ingrid tocou em alguém e faz com que a Theurge perca um sucesso e corra risco de ser percebida. Falha Crítica indica não só que tocou em alguém como esse alguém acabou conseguindo segurar a Theurge.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Uli - Espíritos do mal

Mensagem  Uli Jon Roth em Seg Abr 14, 2014 3:22 pm

O Presas de Prata vê a formação de 10 inimigos partirem pra cima deles, dois desses entram em combate entre si, e Uli coloca aquela ação na conta do Garou com o cajado. Então em sua mente ele bola uma estratégia e já grita para seus companheiros em Garou.

“-FLANQUEI-OS! A esquerda é minha!”

O Galliard então parte em grande velocidade para cima do grupo de 8 espíritos, e com a Fúria rugindo dentro de si desfere uma garrada que é bloqueada quase totalmente pelo escudo do espírito da primeira linha, porém um pouco de sua Gnose é retirada, e se desvanece no ar. (1 agravado)

Os soldados então colocam em prática sua estratégia, e o da linha de trás ataca com sua lança, Uli ignora o ataque, que meramente raspa a pelagem de sua barriga, tingindo-a com um leve filete vermelho em cima de seus pelos prateados, rugindo com a Fúria do primeiro sangue derramado, o Garou contra-ataca, desferindo outra garrada, porém novamente o espírito da primeira linha coloca seu escudo para interpor o golpe, só que dessa vez foi seriamente ferido, perdendo mais de sua gnose. (3 agravados)

Ainda sedento de combate, e querendo dar uma vantagem tática a seus companheiros, o Presas de Prata ruge e tenta deslocar com um encontrão com seus fortes ombros o espírito-escudo, porém o soldado era mais forte do que parecia e não recua com a força do impacto, porém ele e Uli estavam agora face-a-face, e podia ver a Fúria nos olhos do Galliard.

_________________
Presas de Prata - Fostern - Hominídeo - Galliard - Sacrifício-dos-Ancestrais
Aparência: 3
Carisma: 5
Raça Pura: 4
Fúria: 6
Qualidades: Reputação (último membro da Garra Conquistadora, forte ligação com os ancestrais de sua familia)
avatar
Uli Jon Roth

Mensagens : 239
Data de inscrição : 10/04/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reino do Campo de Batalha

Mensagem  Convidado em Ter Abr 15, 2014 10:04 am

O Peregrino é insuflado pela movimentação bélica de seu companheiro... Entender as mensagens escondidas era a arte da sua tribo e esta estava por demais explicita.... "DEVEMOS ABRIR O CAMINHO PARA QUE OS DEMAIS AVANCEM"

Com a velocidade inerente a sua estirpe Areias-da-Justiça atravessa o espaço dos 8 guerreiros, fazendo frente aos mesmos como se lutasse com apenas 1 espirito.

A furia queimava nos olhos do Peregrino... Era um espirito livre e o carcere o derixara furioso

-Aharai Aharai, berrava ao manejar sua D'shia ao golpear a primeira fila, em um movimento vertical, para forçar a desestabilização de seus adversários...

O brarulho de silex contra o metal reverbera, os Espíritos são muito mais poderosos do que esperava o Peregrino... O escudo aguenta o impacto, lançando uma onda de impacto no braço do garou... Mas vira uma brecha e se utilizararia da mesma, independentemente da lança que trespassava seu ombro...

Forçando os escudos o Peregrino conseguira reunir todos novamente, fazendo inclusive que a lança saísse de seu ombro... ficando naquela disputa de forças enquanto aguardava os seus outros companheiros

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reino do Campo de Batalha

Mensagem  Convidado em Ter Abr 15, 2014 10:43 am

E assim começava a batalha, o fenrir estava ávido por isso e inflamado pelo espirito de guerra, seria ótimo. Assim espera até o último minuto para ativar seu dom armadura de luna e aos poucos vai surgindo em seu entorno uma aura prateada, cobrindo seu grande corpo fenrir, uma montanha de músculos e pelos avantajados e cinza como o fenrir se posta.

Os inimigos vinham com sua feracidade, o primeiro ataca com uma espada, ceifador, apenas esquiva com uma seriedade em seus olhos e vendo os movimentos, viu a lâmina descer e rasgando o ar e assim esquiva prontamente, logo em seguida outra lâmina desce, desta vez do outro inimigo, e corta o vento novamente, assim passando pelo local e fazendo apenas barulho, mas uma lâmina triste que não encontra carne, o segundo inimigo que erra o seu golpe, juntamente com o tereceiro, Ceifador estava movido pos instinto, esquivando de outro golpe, dessa vez de baixo pra cima e cercado por 5 inimigos, os outros dois conseguem acertar, mas ceifador absorve os danos e não sente enfim, o fenrir queria agora mostrar o que era bater de verdade.


OFF

ação - Armadura de Luna - 8 Sucessos
Adversário 1 - ataque com espada - esquivou
Adversário 2 - ataque com espada - esquivou
Adversário 3 - ataque com espada - esquivou
Adversário 4 - ataque com espada - acerta mas absorve os 2 de dano
Adversário 5 - ataque com espada - acerta mas absorve os 4 de dano.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reino do Campo de Batalha

Mensagem  Convidado em Ter Abr 15, 2014 8:51 pm

-Bora filha da puta...

O garou segue dessa vez para o espírito com lança, usando suas garras, mas o desgraçado se esquiva com facilidade, e nesse momento um dos espíritos com espada e escudo vai para cima de Henker, mas de alguma forma inexplicável, ele se descontrola e cai sozinho...

- Isso é medo seu merda?

E fala enquanto parte para cima do outro espírito que absorve seu golpe sem nenhuma dificuldade, e ataca com sua espada no corpo do garou que sente uma dor muito maior do que o primeiro golpe que levara.

Com raiva, e sentindo o corpo arder em dor e fúria ele lança sua garra contra o corpo do espírito e o fere na mesma intensidade.

Neste momento a lança novamente tenta lhe furar, mas a retaguarda de um garou é algo preciosa, e ele se esquiva no momento certo.

- OW PORRA EU JÁ FALEI QUE POR TRÁS NÃO...!

Ele bufava e mal percebia o que acontecia ao seu redor, as coisas começavam a ficar sérias, tinha ainda 2 inimigos e meio para derrotar, e sentia que seu corpo não estava respondendo à altura e aquilo o enfurecia ainda mais... mas ao menos dessa vez, suas garras provaram sangue...


-----
OFF
Henker tomou 4 agravados
Infligiu 4 agravado no espírito

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ingrid (Lupina - Invisível) - Todos

Mensagem  Ingrid Reis em Ter Abr 15, 2014 9:01 pm

Com um olhar, a Theurge mede sua distância ao seu alvo enquanto os imbecis eram enganados pelos seus sentidos. Poderia atacar algum inimigo de alguém da matilha pelas costas ou se posicionar para virar a paramédica oficial da matilha, mas isso não seria Ingrid. A Theurge usa sua Fúria para se transformar em uma esguia loba de pelos negros e começa a percorrer com cautela o caminho até chegar exatamente no meio dos inimigos. A filha do Vento do Norte não imaginava que seria tão fácil quanto foi e, agora, posicionada, começava a se concentrar. Era hora de mostrar àqueles espíritos com quem eles estavam brincando...

_________________
Ingrid Reis - Elo Espiritual
Impura - Athro - Theurge - Uktena - Devoradores de Demônios
Deformidade de Impura -> Propensa à Crueldade
Qualidades -> Magnetismo Animal
Raça Pura 4
Aparência 5
Fúria 2
avatar
Ingrid Reis

Mensagens : 394
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ryan McDougall "High-Tech" (Cronos) - Ex Prisioneiros

Mensagem  Ryan McDougall em Qua Abr 16, 2014 6:25 am

* Ryan rosnava e avançava. Estava livre do carcere e tinha um campo de batalha a frente. Não poderia desejar nada melhor.. Exceto talvez um bom whisky, um charuto cubano de boa folhagem e uma ou duas gurias para esquentar a cama. Os inimigos se organizavam para o ataque e High-Tech soube instintivamente que não haveria mais surpresa alguma. Ouvia seus companheiros em Gaia avançando ao seu lado e nota quase que de imediato a manobra de Miguel que já tirava três inimigos do combate. Esbraveja enquanto corre a frente dos demais: *

- Porra Miguel! Desse jeito nossos convidados não vão aproveitá a festa!

* Era nítido que o Andarilho estava satisfeito com o ardil de Bênção de Gaia, que havia se tornado uma amizade improvável. A mente notavelmente rápida de High-Tech assimila a formação de batalha dos espíritos guerreiros e quase imediatamente busca por alternativas para balancear a equação. Refreia seu ímpeto apenas o suficiente para perceber que seus companheiros já se chocavam com a parede de escudos e que não haveria escolha.. Não seria nada sutil e organizado. A vitória ali dependeria da violencia e força bruta.. e a percepção arranca um rosnar sádico do Ahroun, que só pensava: *

"Que seja! "

* Conforme o Galliard desconhecido e o Philidox Peregrino atacam pelas extremidades, Ryan não perde tempo e sr lança selvagemente contra o centro da pequena formação inimiga. O grande Crinos de pelos castanhos era todo garras, presa e violencia quando salta para cima da pobre alma condenada que segurava o escudo que protegia o centro da formação. As garras do Andarilho do Asfalto descendem do céu para rasgar com força o ombro da criatura com o escudo, que soh não tem a vida ceifada de imediato por ter erguido o escudo a tempo de evitar maiores danos. Ainda assim, um rasgo generoso assume seu lugar no corpo do guerreiro espiritual, indo do ombro do escudo ao peito do mesmo. Sangue jorraria em profusão se houvesse sangue algum. *

- Devia ter cuidado melhor da porra da gaiola, agora vou te fazer de minha putinha!!

* Após golpear, Ryan contorce seu corpo a fim de evitar a lança do inimigo da segunda fileira que aproveitava a oportunidade para lhe arrancar a vida. A lança corta o ar e rasga superficialmente o braço do Andarilho, que praticamente ignora o arranhão e rosna enquanto novamente corre as garras em direção a criatura que o continha com o escudo. Dessa vez o golpe o atinge com precisão e violencia tamanha, que atravessa o escudo para cravar-se na carne espiritual que jazia atrás. As garras do Andarilho Ahroun atingem o alvo como o golpe de um açougueiro ao lidar com a carne e decepam o braço do escudo, deixando o inimigo totalmente incapacitado mas ainda vivo. Enxergando a brecha, Ryan esbraveja para os irmãos: *

- Matem!! Vamo romper e matar todos esses filhos da puta!!!

__________________________
OFF GAME:
14 agravados de dano desferido
1 agravado de dano recebido

_________________
Ryan McDougall - "High-Tech"
Ahroum - Andarilhos do Asfalto - Alfa da Vingadores - Cliath

Aparência 5
Fúria 6
Raça-Pura 0
avatar
Ryan McDougall

Mensagens : 134
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 27
Localização : São Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Matilha Vingadores

Mensagem  Narrador em Qua Abr 16, 2014 8:25 am

A batalha continuava e não era boa para os Vingadores. Curto-Circuito dispara mais dois mísseis que acabam por jogar ponte abaixo dois dos inimigos de Ceifador, que agora era cercado apenas por três dos inimigos que, espantados pelos golpes que vem do ar, acabam por se distrair e com isso a iniciativa é do lupino Fenris. Cercado ainda por três Inimigos, Henker é atacado por um deles que lhe acerta um golpe profundo com a espada. Henker ainda tinha dois inimigos pronto para atacá-lo ainda e não estava em uma boa situação.

Com a ajuda de Oráculo-das-Sombras e seus tentáculos, Sem-Nome começa a destruir os seus inimigos e em breve estaria livre. O Ragabash tinha aprendido algumas noções de combate pois se saia bem no confronto em inferioridade numérica. Iurd e Wolfhere, os mais cercados, destruíam sem dó tudo que viam pela frente. Ao mesmo passo que Gavião-Prateado também parecia bem sucedido em sua batalha contra 3 inimigos.

O grupo da jaula tinha uma batalha mediana. Benção-de-Gaia toca com o cajado no inimigo do meio - o que não lutava com nenhum dos Garous - e diz com a voz muito tranquila:

'- Você irá dar fim à formação dos seus iguais.'

E, imediatamente o homem com o escudo dá um tronco para o lado que joga o homem com escudo que disputava força com Areias-da-Justiça lá embaixo. O espírito estava confuso, mas Benção-de-Gaia aproveita para tocar-lhe com seu cajado que simplesmente absorve toda sua essência, deixando-a acumulada como uma bola de energia negra na ponta do cajado. A iniciativa de combate era de Sacrifício-dos-Ancestrais, High-Tech e Areias-da-Justiça que encontravam, agora, inimigos quase sem formação. Apenas um dos defensores da linha de frente ainda estava de pé.


OFF GAME: Algoz-de-Einherjar tem que absorver 4 níveis de dano agravado.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Uli

Mensagem  Uli Jon Roth em Qua Abr 16, 2014 10:45 am

O Presas de Prata vê a batalha se desenrolando, a formação dos inimigos se desfaz, porém os dois que estavam na sua frente se mantém inteiros, o que era um alívio para Uli, que estava sedento de sangue. Ele então usa mais ainda de sua Fúria interna e parte para cima do espírito defensor, segura-o pelos ombros com força, mesmo ele disputando tal agarrão, porém o arremessa com facilidade ponte abaixo, se valendo do local de combate para se livrar do inimigo.

O espirito com lança desfere um ataque reto em direção a Uli, que com um movimento que poderia ser uma dança de tão rapido e esguio se esquiva, e então com um rugido grita.

"- NOT TODAY!"


_________________
Presas de Prata - Fostern - Hominídeo - Galliard - Sacrifício-dos-Ancestrais
Aparência: 3
Carisma: 5
Raça Pura: 4
Fúria: 6
Qualidades: Reputação (último membro da Garra Conquistadora, forte ligação com os ancestrais de sua familia)
avatar
Uli Jon Roth

Mensagens : 239
Data de inscrição : 10/04/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reino do Campo de Batalha

Mensagem  Convidado em Qua Abr 16, 2014 3:06 pm

O movimento bélico do Andarilho fora no timing perfeito...

Enquanto Areias-da-Justiça fazia a contenção o Ahroun os pegava de surpresa... Um trabalho digno de uma matilha que se conhecia a gerações...
Via-se em combate não só por si mas pelos seus iguais... Precisava agora não mais abrir caminho mas extinguir a resistência que se instalara....

Via a sua frente os quatro espiritos armados e escolhera o mais proximo como alvo...

A furia fria brilhava nos olhos do Garou que dançava como a tempestade do Saara, envolvendo o Espirito numa mordida que se encaixava no seu pescoço como um quebra-cabeças.

Se ali houvesse sangue, o espirito de certo estaria exsangue pelo tipo de mordida... No entanto ele era forte e tentara atacar o Peregrino.

Ledo engano...

O ataque sem metodo do espirito atingiu o ar enquanto o Peregrino dançava como a Morte, aparecendo por detras do mesmo e mordendo-lhe novamente...

Seu adversário era agora uma colcha de retalhos quase sem vida...

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ingrid (Lupina- Invisível) - Vingadores & Agregados

Mensagem  Ingrid Reis em Qui Abr 17, 2014 9:49 am

Exatamente no ponto onde queria estar, a Theurge invisível, ainda na forma lupina começa a se concentrar e com a pata direita começa a desenhar um símbolo que sozinho começa a crescer, crescer e crescer até que toma conta de toda a área de batalha. Ao contrário da Theurge, o símbolo era visível a todos. Parecia algum tipo de glifo que queimava no chão e após o glifo se estender e pegar todo o campo de batalha e até um pouco do ambiente fora da ponte (pois era um círculo perfeito), um brilho forte toma conta do glifo e os espíritos (todos eles), imediatamente, apresentam lentidão e uma expressão de dor. Era visível para todos que a essência dos espíritos começava a ser drenada para o símbolo no chão.

_________________
Ingrid Reis - Elo Espiritual
Impura - Athro - Theurge - Uktena - Devoradores de Demônios
Deformidade de Impura -> Propensa à Crueldade
Qualidades -> Magnetismo Animal
Raça Pura 4
Aparência 5
Fúria 2
avatar
Ingrid Reis

Mensagens : 394
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reino do Campo de Batalha

Mensagem  Convidado em Qui Abr 17, 2014 8:36 pm

O garou nota o círculo surgindo do nada, e percebe como isso consome os espíritos que estão lutando contra eles, mas não lhe abre a menor vantagem.

Ele sabia estava aguentando a porrada, mas sabia que mais uma seria o fim e por isso ele ativa sua armadura, teria que aguentar, o máximo que poderia.

Infelizmente, nesse mesmo momento, um dos espíritos o ataca, e embora a armadura suporte a maior parte do dano, sua própria condição não suporta o dano que lhe fora inflingido e na força do golpe, o garou é arremessado para fora da ponte, sendo arremessado para uma queda que ele não poderia imaginar como terminaria.

*Foi uma boa luta Fenrir... obrigado!*

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Yuri Kraken "Sombra-de-Gelo" (Crinos) - 4 Inimigos

Mensagem  Yuri Kraken em Sex Abr 18, 2014 12:54 pm

O combate seguia zero a zero até o momento. Yuri combatia contra 4 inimigos e se mantinha ileso até agora. Pretendia manter-se assim até o final, mas tinha que confessar: era difícil lutar contra 4. Dois sempre tinha a vantagem pelas costas e diante disso notou que precisava se afastar da melhor forma possível tendo a distância como escudo, ou então eliminar o mais rápido possível dois inimigos para que pudesse ser uma batalha justa. Optou pela segunda opção e deixou a fúria queimar.

- Morram filho das putas!

O Ragabash, sem pensar duas vezes, mesmo tendo consciência que seu potencial não era de um Ahroun, partiu pra cima do que estava mais próximo desferindo ataque forte contra o oponente mais próximo. O desgraçado esquivou e contra atacou. Yuri desviou deste golpe, mas não conseguiu fazer o mesmo do inimigo ao lado dele, que acertou em cheio seu ombro.

- Arrrg!

Soltou um sussurro mediano diante da dor e quando se deu conta do que estava prestes a acontecer, era tarde. Olhou para trás ligeiramente e no reflexo conseguiu desviar de outro ataque, mas não do outro filho da puta que estava em suas costas. Este não teve jeito. Sentiu a lâmina rasgar suas costas por completo e sangue jogar entre sua coluna. O golpe havia sido profundo e quase mortal. Sentiu suas vistas embaçarem e por um momento achou ter desmaiado, mas não era isso. Havia sido arremessado por cima da ponte, o que justificava a leveza de seu corpo.

- AAAAAAAARRRRRRGGG!! Filho de uma puta! Covard...

Foi interrompido por uma sensação que jamais havia sentido antes: a de cair de uma ponte tão alta que nem se quer podia ser calculada a altura.

" Morri..."

Foi o que pensou na fração de segundos que lhe restava.


"O GIF representa a sensação de Yuri quando foi lançado da ponte..."

_________________
OFF GAME:
Yuri tomou 02 e 05 de Dano Agravado, totalizando 07.

_________________
Yuri Kraken - Sombra-de-Gelo
Ragabash / Hominídeo / Presas de Prata
_________
Aparência 05
Raça Pura 05
Fúria 02
Ascendência Notável / Magnetismo Animal


"Nunca tente conquistar um homem com roupas curtas, conquiste ele sem roupa."
avatar
Yuri Kraken

Mensagens : 100
Data de inscrição : 03/02/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ryan McDougall "High-Tech" (Cronos) - Ex Prisioneiros

Mensagem  Ryan McDougall em Sab Abr 19, 2014 5:25 am

* Ryan percebia pela visão periférica que após seu ultimo rosnado seus irmãos de caçada batalhavam com impeto renovado. Entendia que a abertura na formação inimiga causada tanto pela sua própria brutalidade, quanto pela atuação engenhosa de Bênção de Gaia e vigorosa do Peregrino Silencioso, estavam conduzindo os ex encarcerados a vitoria. Rosna ainda mais alto, impulsionado por uma selvageria condenável, e num gesto visceral lança a garra esquerda num arco horizontal que rasga com facilidade a garganta do condenado que ousara lhe enfrentar. *

* Conforme o corpo dilacerado caí morto e se dissolve em gnose, o próximo inimigo aproveita a brecha e investe com sua lança numa forte estocada que visava perfurar-lhe o peito. Num gesto quase desdenhoso, e de habilidade extraordinária, o Andarilho do Asfalto gira sobre o próprio eixo, fazendo com que a lança acerte apenas o ar. Num movimento fluido, enquanto seu corpo ainda giravase esquivando do ataque inimigo, sua garra direita salta num golpe diagonal acesdente que dilacera o soldado da costela ate o ombro da extremidade oposta. Sangue jorraria em profusão se houvesse algum para ser jorrado, e carne espiritual do inimigo desgraçado estava arreganhada enquanto High-Tech novamente roanavam  alto e desvairadamente: *

- ELES MORREM QUE NEM GADO!! SIMPLESMENTE MATEM!!!

* A batalha seguia e Ryan estava entregue a dança sangrenta que tomava forma na ponte sangrenta. Estavam na zona de brinquedos da morte, e estava visível a todos que era ali que o Andarilho se sentia em casa. *

_______________________
OFF GAME:

Inimigo 1 - morto
Inimigo 2 - 14 agravados tomados

1 de FdV gasto para ativar o Dom Vigor do Urso.

_________________
Ryan McDougall - "High-Tech"
Ahroum - Andarilhos do Asfalto - Alfa da Vingadores - Cliath

Aparência 5
Fúria 6
Raça-Pura 0
avatar
Ryan McDougall

Mensagens : 134
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 27
Localização : São Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Benção-de-Gaia | Narração - Matilha Vingadores

Mensagem  Narrador em Sab Abr 19, 2014 8:51 am

Duas bolas de foto voam pelos céus e acertam Oráculo-das-Sombras e Curto-Circuito que também caem. Uma terceira bola de fogo cai no meio da ponte, causando forte tremor e acabando por fazer com que Águia-Real, Falcão-de-Prata, Sem-Nome e Gavião-Arqueiro também caiam. Ficar em pé era o grande problema, mas não para os espíritos.

Na frente primária de batalha, todos menos Ingrid e Ceifador ainda não haviam caído. Na outra frente, High-Tech, Areias-da-Justiça e Sacrifício dos Ancestrais tinham, cada um, apenas mais um inimigo à sua frente. E um enorme buraco que separava o inimigo dos demais.

Como Ingrid estava invisível, os mais de 10 inimigos que restavam com a queda dos membros circunda Ceifador, encurralando-o em uma das bordas da parede. A mandala feita por Ingrid, continuava ali, e continuava sugando a essência dos espíritos que iam ficando a cada minuto visivelmente mais fracos. No entanto, devido as bolas de foto, a situação ainda parecia fora de controle.

Pela retaguarda do grupo de Ryan, Amphw e Uli um novo grupo, de aproximadamente uns 50 soldados, carregando uma enorme catapulta se aproximavam e em breve estariam em combate físico com o time de ex-prisioneiros. Benção-de-Gaia, no entanto, usa a energia que tinha concentrada em seu cajado e cria uma espécie de barreira com a qual o grupo se choca e começa a tentar derrubar. O Theurge, no entanto, fala com os demais:

'- Essa proteção não vai segurá-los por muito tempo... temos que fazer alguma coisa...'

O Therge olha para a ponte e comenta:

'- Talvez devêssemos nos jogar e nos juntar aos demais. Sabe-se-lá em que batalha eles caíram e que tipo de ajuda podem estar precisando.'

Apesar da tensão, o Theurge parecia manter a calma e a sabedoria.


OFF GAME: Para não cair durante o tremor são necessários 4 sucessos em um teste de Destreza + Esporte com dificuldade 8. A iniciativa do combate, mais uma vez, é dos Garous.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ingrid (Invisível - Lupina) - Vingadores & Agregados

Mensagem  Ingrid Reis em Dom Abr 20, 2014 10:00 am

Bolas de fogo começam a atingir o local de combate e fazem com que Ingird tenha que se mover para tentar evitar o pior. Se ser furtiva invisível já era difícil, isso no meio do fogo se tornava ainda mais complicado, embora abrisse infinitas possibilidades para o combate caso Ingrid conseguisse se manter de pé.

A ponte treme e, mesmo estável em quatro patas, Ingrid não consegue manter seu equilíbrio. Em um balançar da ponte a Theurge acaba escorregando e caindo ponte abaixo. A ação é tão brusca que mal dá tempo de gritar ou ativar o espírito do pássaro. Ingrid caia livremente e pelos seus conhecimentos ela não gostaria nada do local em que fosse cair. Seja ele qual fosse!

_________________
Ingrid Reis - Elo Espiritual
Impura - Athro - Theurge - Uktena - Devoradores de Demônios
Deformidade de Impura -> Propensa à Crueldade
Qualidades -> Magnetismo Animal
Raça Pura 4
Aparência 5
Fúria 2
avatar
Ingrid Reis

Mensagens : 394
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reino do Campo de Batalha

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 27 Anterior  1, 2, 3 ... 14 ... 27  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum