[CAERN] Clareira Central

Página 4 de 40 Anterior  1, 2, 3, 4, 5 ... 22 ... 40  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Dereck (hominideo) - Mayra

Mensagem  Convidado em Ter Fev 18, 2014 9:52 am

O galliard olha para a Ahroun, e começa a analisar as palavras dela, onde era tática, onde era medo. Geralmente não duvidaria da coragem de uma ahroun fianna, mas a julgar pela narrativa do Senhor das Sombras, aquilo foi um inferno, e o trauma recente ainda por cima, mas decidiu que seria prudente não falar sobre isso, especialmente considerando o dogma do totem da matilha.

- Foi uma sugestão Mayra, uma mera e simples sugestão analisando pelo que eu vejo aqui, eu não tenho dados, e eu preciso de dados para falar pensar melhor. Mas não tem problema algum, se é em blocos, será em blocos...

Ele dá um sorriso conciliador para Fianna, esperava que ela entendesse que não havia nenhuma tentativa de se insurgir contra o que ela falou.

- Ok!? 2 entraram, 1 saiu, e foi vitoriosa... o custo foi alto com certeza, e eu lamento por aqueles que não tive o prazer de conhecer.

Ele então tenta outra abordagem.

- Em caso de sermos separados, não estou falando isso de forma intencional, não estou falando que será algo que nós faremos, estou falando em caso de forças alheias a nossas vontades o fazerem, qual a sugestão disso? E exatamente o que vc quer dizer com atacar em blocos?

Tentava levar o assunto para o campo da garou, para a luta, algo que ela poderia pensar e raciocinar de forma instintiva, não racional ou emocional. E fala com um ar condescendente e um sorriso amistoso.

*

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Mayra - Dereck

Mensagem  Mayra Hildebrand em Ter Fev 18, 2014 10:11 am

Ainda séria, diante da resposta do Andarilho, a Fianna diz:

- Não entramos duas e saímos com uma matilha viva, Garou. Entramos duas matilhas e o que saiu vivo de lá não dava para montar uma. Vocês todos estão entrando em uma nova matilha porque só sobramos 4 em uma matilha que tinha mais que o dobro disso de membros. A Filhos do Sol, que entrou em apoio, teve vivo apenas um Garou e era uma matilha de maioria de Adrens. Quando falo que não vamos nos dividir é porque foi exatamente essa a tática do inimigo, sempre nos dividindo. Temos que nos manter sempre juntos e coesos. Vamos entrar lá, mas temos que saber que é um local que cheira a morte e eu não quero sair de lá novamente com uma matilha exterminada. Já saí de lá quatro vezes, sempre com mortes nas costas. Chega de perder Garous para aquele local. Vamos entrar em grupo e com cautela. Não sabemos o que podemos encontrar lá dentro. Já tivemos vampiros, magos, não tenho ideia qual será a próxima artimanha da Wyrm para aquele lugar amaldiçoado.

_________________
Mayra Hildebrand - Voz de Taranis
Hominídeo / Fianna / Ahroun / Tuatha de Fionn
(Aparência 5 / Fúria 7 / Raça Pura 5)
**** Voz do Rouxinol ****
**** Magnetismo Animal ****

Cicatrizes de Batalha
* Cegueira dos Dois Olhos (provocada por um Rastejante Nexus)
* Cicatriz Profunda na altura do abdômen (provocada por um Ancião dos Dançarinos da Espiral Negra)
avatar
Mayra Hildebrand

Mensagens : 429
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Tolerância-Zero - Ferida-do-Vento | Sopro-da-Tempestade

Mensagem  Narrador em Ter Fev 18, 2014 10:34 am

Quando o Uktena e o Filho de Gaia se afastam, a Philodox os observa por um tempo. Cruza seu olhar com o olhar de Kor por uns instantes e logo se volta para o Ragabash Wendigo e diz para ele em tom sério:

'- Podemos aproveitar que os Theurges foram tricotar sabe-se-lá-o-quê e termos a nossa conversa agora Ferida-do-Vento. A matilha vai ter que esperar pelo fim da reunião de líderes de qualquer jeito e Voz-de-Taranis parece já ter bastante clareza sobre o plano...'
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kor Yance McDonell (Hominideo) - Mayra/ Dimas/ Dereck / Paulo / Julian / Ingvild

Mensagem  Kor Yance McDonell em Ter Fev 18, 2014 3:15 pm


A primeira a responder foi Ingvild dizendo que faria o que fosse ordenado. A Ahroun faz uma pergunta direta perguntando onde seria exatamente sua posição. Olha para a Fúria Negra e responde.

- Então Ingvild... Eu acredito que pelo fato de voccê ser uma guerreira nata, vai ficar na linha de frente. Seria muito mais útil no ataque do que na defesa, até porque contamos com sua força bruta pra fazer um estrago, mas tudo vai depender da formação que Julian vai querer usar. - continuou complementando - Na Vingadores, enquanto eu estive, usamos a formação diamante, onde cada um cobria o ponto-cego do outro tendo a retaguarda protegida e acredite, funcionou! Entramos na colméia e fizemos um estrago, mas como te disse, tudo vai depender da forma que Julian vai querer entrar naquele lugar...

Cabelinho então toma a palavra e expõe sua opinião. Prestou atenção nas palavras do Ragabash e pode notar uma seriedade maior em suas palavras, mas no final, ainda fazendo uma brincadeira. Não tinha jeito, aquela era sua personalidade por mais que tentasse mudar e todos teriam que se acostumar. Não que fosse ruim para todos ali, mas sim para ele mesmo. Quando ia responde-lo sobre a divisão que havia proposto, Mayra trata de fazer isso de uma forma bem direta e indelicada, mas era seu jeito de lidar com as coisas.

A Ahroun, apesar de ser bem seca, tinha razão e ninguém melhor do que ela pra dizer qual seria a melhor opção para a invasão. Dereck então toma as dores tentando expor seus argumentos, mesmo que esses prezavam não por uma decisão, mas sim por uma discussão de uma possibilidade, mas mesmo assim, Mayra torna explicar o motivo e agora de uma forma autoritária. Entendia o lado de todos, mas tinha que admitir que a Fianna tinha maior razão em suas palavras.

Olhando pro Cabelinho e também para Dereck, disse:

- Dereck, entendo onde quer chegar com sua sugestão, mas infelizmente não adianta levantarmos a possibilidade de uma divisão se quem já foi lá por muitas vezes e conhece melhor que todos nós, tá dizendo que essa possibilidade não existe... E ela tem motivos concretos para ter certeza que qualquer tipo de divisão não vai funcionar e acabou de apresentar os mesmos pra gente...

Apontou para Mayra no final. Falava numa boa e continuou. Suas palavras também serviam para Cabelinho. Olhava pra ele também, para deixar claro que se quisesse interagir, poderia. Focou em Dereck porque era ele que havia insistido com a divisão.

- Se ela tá dizendo que esse é o melhor caminho para evitar mortes desnecessárias, eu particularmente prefiro confiar nisto do que correr o risco com uma estratégia que não deu certo por várias vezes. Dividir para conquistar nem sempre funciona. Prefiro apostar em um único bloco coeso, forte e impenetrável o suficiente. Eu já fui prova que isto funcionou na Vingadores e talvez possa ser a melhor opção para nós...

Como quem procurava externar sua opinião sobre o assunto de uma forma não autoritária, mas sim sensata, conclui.

- Agora, acho que tudo isso vai depender da forma que Julian decidir... Mas meu ponto de vista já está dado e explicado...

Lembrou sobre o que ele havia falado sobre ter dados para que pudesse fazer uma análise precisa, completou.

- Se precisar de dados para uma análise mais precisa, acho que logo na saída do Caern podemos encontrar várias Lan Houses... Isso te serve ou necessita de algo mais sofisticado para sua pesquisa?

Aguardava o Andarilho argumentar e realmente esperava que fosse fazer isso, afinal, estava trocando ideias sobre o melhor desempenho da matilha. Procurava ser mais delicado que a Mayra em suas palavras, porém entendia a situação da Fianna. Aquilo poderia ser um trauma e não repetir os mesmos erros, poderia ser sua prioridade.

_________________
Hominídeo - Galliard - Fostern - Senhor das Sombras - Senhores do Cume - "Sopro-da-Tempestade"
_______________
Aparência 05

Fúria 05
Raça Pura 03

Cicatriz no peito num formato [ / ], cabeça em [ | ] e nas costas em [ Z ].




"Diante de uma larga frente de batalha, procure o ponto mais fraco e, alí, ataque com a sua maior força."
avatar
Kor Yance McDonell

Mensagens : 325
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 27
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sussurros-dos-Espíritos: Guardião dos Segredos (e quem mais for bisbilhotar a conversa alheia)

Mensagem  Sussurros-dos-Espíritos em Ter Fev 18, 2014 4:36 pm

Ouviu com atenção o Curandeiro. Parecia que ele tinha um plano fácil para resolver seus problemas. Sempre é assim, na hora de resolver os problemas alheios a solução é sempre simples. Claro que ele não contava com o fato de que todos reagiam primeiro negativamente e depois ouviam o que o Xamã tinha dito.

- Guardião, suas palavras são repletas de sabedoria. E também de meias verdades. Eu por diversas vezes fiquei em silêncio mesmo tendo muito a acrescentar em uma discussão. Não tenho paciência para ouvidos surdos. A minha primeira discussão com a matilha foi por que parecia que eu era apenas uma fonte de cura para a matilha, a segunda foi por discordar de Mayra, Kiba e Amanda quanto a irmos direto para o hospital hoje. E do que me adiantou? Eu tive que aprender o dom de cura e nós iremos para o hospital hoje.

Esperou que ele entendesse, mas mesmo assim acrescentou, ele parecia muito ingênuo.

- Não acho que não devo discutir. Não ficarei calado abanando meu rabo em concordância como faz o nosso Guardião das Canções. Veja que tudo que Mayra, Amanda e o nosso ex líder dizem ele concorda. Meu problema é como fazer para que me ouçam, que parem de me julgar antecipadamente. Só quero o melhor para a matilha e para o nosso povo.

Fez um olhar de desalento e deu de ombros.

- Mas ouvirei seus conselhos se isso for benéfico a todos. Tentarei não "bater boca" e "não criar confusão" como você disse. Apesar de que posso te garantir que não era isso que fazia. Eu tentava salvar a pele de todos. Inclusive a sua.

_________________
Theurge Uktena
Aparência 1
Carisma 3
Fúria 2
Característica notável:
Marca de Suspeita (algo parece errado com o Garou atraindo certa desconfiança)
avatar
Sussurros-dos-Espíritos

Mensagens : 80
Data de inscrição : 20/11/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Guardião - Sussurros

Mensagem  Convidado em Ter Fev 18, 2014 5:26 pm

Dimas ouvia cada palavra proferida pelo outro Theurge tentando medir o que ele dizia. Pena não poder saber exatamente o que os outros pensavam e sentiam. Dimas não gostava de duvidar de ninguém. Diante disso, ele responde tentando colocar um tom fraternal à sua fala:

_Eu entendo o que você está querendo dizer, Sussurros, é sério. Mas eu prefiro dizer que concordo para evitar uma discussão desnecessária.

Ele olha para a Matilha conversando e volta a se dirigir a Sussurros.

_Olha, eu sei que você não vê essas discussões como coisas más, mas depois que voltarmos da missão, depois que estivermos todos descansados e mais calmos, aí sim vai ser o momento oportuno para discutirmos o que cabe a cada Augúrio. E quanto à cura, eu sou um médico, vivi grande parte da vida com a tarefa de aplacar as dores dos outros e isso não é um fardo pra mim, é mais uma missão que faço de muito bom grado. E quando descobri o Dom do Toque da Mãe, caramba! Como fiquei contente por saber que poderia ajudar as pessoas a deixarem de sentir dor com apenas alguns segundos. Se eu pudesse, ensinaria esse Dom para todos os humanos que quisessem aprender...

Dimas obviamente sabia que dons eram usados apenas por quem tivesse a energia espiritual necessária. Ele sabia também que o que ele dizia iria contra a lei do Véu e pensava que aquilo seria usado pelo outro Theurge para julgá-lo, mas ele era sincero. Isso é tudo.

_Agora, quanto ao Kor, eu mal o conheço, mal conheço ninguém aqui, mas ele me acolheu como irmão assim que me conheceu e eu não o enxergo da mesma forma que você. - deixou o duplo sentido no ar - O que ele está fazendo, ao meu ver, não é puxar saco, mas deixar que os mais experientes e os que ocupam as posições de liderança façam seu trabalho e nos coordenem. Você deve me achar um completo Maria-vai-com-as-outras, mas a verdade é que eu não tenho o conhecimento militar necessário para dar palpite sobre a melhor forma de completar essa missão. Eu falo sobre aquilo que sei.

Ele respira tentando parecer mais calmo e, diante do olhar de desalento do outro Theurge, põe a mão sobre o ombro dele.

_E olha, eu sei que você só quer o nosso bem, sei sim. E sei que você tinha bastante razão na discussão daquela hora. Só acho que bater na mesma tecla, agora, não vai resolver nada. Todos estão se conhecendo, parte da matilha foi morta e tá todo mundo ali com os nervos à flor da pele. Quando voltarmos, e vamos voltar, você recomeça a discussão, mas sem o tom ofensivo. Como dizia minha mãe adotiva, conversando tudo se resolve.

Ele retira a mão e olha novamente para a matilha.

_Peço desculpas se te ofendi ou se não fui de ajuda para você. Falei o que eu penso e não tenho vergonha de dizer que aceito as sugestões dos outros. Como eu disse, meus conhecimentos não são tão abrangentes. - Volta-se para ele - Por exemplo, entrei raras vezes na Umbra e você acabou de sair de lá. Com certeza vamos precisar de você para nos guiar e nos ajudar caso a gente tenha de percorrer atalhos. É assim, cada um ajuda o outro e todos se ajudam. E quanto ao seu problema, não se preocupe, como eu disse ninguém aqui se conhece direito. Tenho certeza de que depois de algumas horas conversando ninguém vai suspeitar mais de você. E obrigado por confiar em mim para desabafar. Fique sabendo que você pode contar comigo para o que for.

Dimas sorri para parecer mais confiável. O outro Theurge ao menos tinha dito que ouvira seu conselho. Por algum motivo, ele não conseguia ser tão amigável com Sussurros quanto havia sido com Kor, Mayra e Cabelinho de Fogo e aquilo o incomodava. Não gostava de distinguir ninguém, mas Sussurros havia sido o primeiro a falar mal diretamente de alguém da matilha e isso não havia agradado a Dimas. Talvez seja apenas seu jeito de falar... antes de julgá-lo completamente, Guardião iria esperar para conhecê-lo melhor.

OFF: No post anterior eu tentei imitar o sotaque carioca. Obviamente não deu certo e voltei ao normal....

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Dereck (hominideo) - Kor/Mayra

Mensagem  Convidado em Ter Fev 18, 2014 5:39 pm

*Ou vocês são surdos, ou estúpidos... eu ainda vou descobrir isso.*

O garou mantinha um sorriso no rosto, não traindo seus pensamentos e respira fundo, soltando o ar de uma vez enquanto coloca uma das mãos na testa e depois aponta para Kor...

- Como eu disse, meu laptop está no carro, eu não preciso de lan house, tudo o que eu preciso está lá.

Ele fala apontando para uma das entradas, em que indicaria onde estava estacionado seu carro.

Ele então abaixa a mão e olha para Kor, para Mayra para que pudessem esclarecer um ponto que eles não notaram, que o galliard havia formado.

- E eu já entendi que não é pra dividir, mas ainda não me explicaram no que consiste essa formação por blocos. Ou isso depende exclusivamente do alpha decidir?

*E eu lancei um grande SE formos separados por meio daqueles malditos, o que faremos? Vamos correr até um achar o outro?*

A boca se abre mas não sai o som que aquelas palavras carregavam. Havia uma fianna ahroun, estérica e com o posto alto o suficiente para convence-lo a ser sensato, e a racionalidade nunca fora algo que faltara no Andarilho.

E por isso, para que não entrasse moscas na boca ele fala.

- Já que não teremos tempo para treinos antes dessa batalha, é interessante saber em como será isso.

E novamente o sorriso descompromissado lhe volta o rosto.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Kor Yance McDonell (Hominideo) - Mayra/ Dimas/ Dereck / Paulo / Julian / Ingvild

Mensagem  Kor Yance McDonell em Qua Fev 19, 2014 1:45 am

Dereck, com uma expressão meio duvidosa, respirando fundo e colocando a mão na testa, como quem estivesse fadigado ou cansado de dizer várias vezes a mesma coisa, responde que seu Laptop estava no carro e que não precisava de uma lanhouse. Kor ficou tentando achar uma lógica para os sentidos do Andarilho.

" Então porque não trouxe essa porra logo pra pegar esses dados e parar com essa encheção de saco, caralho?! "

Olhando para o Galliard, respondeu mostrando não entender o porque de então ele esperar tanto tempo para resolver um problema que julgava ser tão importante e que vinha falando faz tempo.

- Perfeito, então Dereck. Outro problema solucionado. Quando estivermos de saída, você pode acessa-lo e recolher suas informações sobre o local. Isso evita de procurarmos a Lan House... Ou se preferir fazer de outra forma, fique à vontade... Desde que tenha seus dados, é o que importa, não é mesmo? - fez uma rápida pausa para complementar tal aspecto - Isso vai ajudar a matilha e será bom termos tais dados para ver o que possamos fazer... Isso se conseguirmos, claro...

Como Dereck ainda havia dúvidas sobre a estratégia de formação ou pelo menos como previamente ela iria funcionar segundo Mayra, tentou esclarecer como podia auxiliando o Andarilho.

- Quanto a formação, eu tenho quase certeza que vai ser definida por Julian, já que ele que é o Alpha e ele que vai determinar como vamos submeter o ataque, mas é como a Mayra já adiantou para nós aqui: não iremos nos dividir em hipótese alguma... - Olhava para o Galliard certificando que estava entendendo a lógica que parecia um pouco complicado para ele - E tentando responder sua pergunta, eu acredito que não vai ser uma formação em "blocos" e sim em um único bloco, já que não iremos dividir.

Pensando em como explicaria melhor, citou o exemplo que havia presenciado na Vingadores.

- Pensando dentro do contexto que a Mayra nos deixou, se eu fosse o Alpha, eu usaria a formação Diamante, que tem poucos furos e é difícil de ser penetrada, onde os Ahrouns ficariam na linha de frente do combate; dois garous de porte médio em cada lateral; um atrás também para cuidar da retaguarda e os Theurges ao meio fazendo seu trabalho sendo protegido por toda matilha. - ia riscando o chão - Dessa forma, temos um pelotão único e coeso, onde um cobre o outro. Se por ventura vier a ser dividido por um ataque forte, o que não descarto a possibilidade, pode haver um reagrupamento e todos estarão a vista... Lógico que isto se torna mais complexo na hora, mas é basicamente isso...

Enquanto explicava para Dereck, sem cessar sua fala, buscou um graveto no chão e desenhou mais ou menos na terra para que pudesse ter noção de como seria.

- Posso até dar a sugestão pra Julian, mas aí vai depender dele e dos mais velhos aqui pra ver que que irão querer... Entende?


Não tinha certeza se essa era a dúvida que Dereck tinha, mas fez o possível para sana-la. O Andarilho não deixava de ter razão e por um lado Kor ficou feliz em saber que ele se mostrava preocupado. Era o único que estava se mostrando preocupado com as estratégias de combate mesmo sendo subjugado pela brutalidade de Mayra.

_____________________________
OFF GAME:
     __________
    /                   \
   /                     \
   \                     /
     \__________/
Obs.: O desenho representa como Kor havia desenhado a formação para Dereck explicando como seria a formação "Diamante". As posições ficariam a critério do Alpha, mas a princípio era como havia explicado em sua fala.

_________________
Hominídeo - Galliard - Fostern - Senhor das Sombras - Senhores do Cume - "Sopro-da-Tempestade"
_______________
Aparência 05

Fúria 05
Raça Pura 03

Cicatriz no peito num formato [ / ], cabeça em [ | ] e nas costas em [ Z ].




"Diante de uma larga frente de batalha, procure o ponto mais fraco e, alí, ataque com a sua maior força."
avatar
Kor Yance McDonell

Mensagens : 325
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 27
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Paulo Pereira - Mayra - Dereck - Kor - Ingvild

Mensagem  Paulo Pereira em Qua Fev 19, 2014 7:08 am

Cabelinha percebe que suas sugestões não foram bem vindas. Mayra ataca sua sugestão como se uma raposa estivesse atacando um coelho. Ele até chega a arregalar os olhos meio com medo de que fosse mordido. A única coisa em comum entre Mayra e Cabelinho era a cor do cabelo, apesar de ele achar que o cabelo da ruiva era de tintura de farmácia.

Dereck finalmente retoma sua voz e brinca com Cabelinho. Ele apenas sorri e meio atrapalhado arruma os cabelos com as duas mãos, desajeitadamente. E ele dá um certo valor às palavras de Cabelinho, o que era legal. Separar o grupo parecia que não era uma opção viável. Mayra parecia bem arisca e por um momento Cabelinho achou que ela pularia na garganta de Dereck e a arrancaria com as unhas.

Paulo prefere ficar calado enquanto eles conversam a respeito e fica prestando a atenção. Caso alguém perdesse o controle ele iria, iria o que? O Ragabash provavelmente não tinha nem força para segurar Mayra e nem palavras para Pará-la. As coisas ficariam tensas.

A Philodox chata chama o Balik aparentemente tão chato quanto ela para irem conversar. Kor se pronuncia contra a divisão da matilha, todo mundo já tinha entendido isso. Porque ele estava se repetindo?

Dereck resolve tomar a atitude mais sensata e não tocar mais no assunto. O que poderia acalmar os ânimos de Mayra. Kor explicava a tal formação diamante, sugerindo que ela poderia ser interessante naquele caso, mas quando ele desenha a formação no chão, Cabelinho arqueia as sobrancelhas e pega um graveto, dizendo e desenhando ao mesmo tempo:

-Que eu saiba isso que você desenhou não é a forma de um diamante Kor. Isso aí é um hexágono. Um formato de diamante é esse aqui.

Cabelinho podia ter morado nas ruas, passado fome, apanhado, mas sabia algumas formas geométricas e pelo visto, bem melhor que o engomadinho do Kor que provavelmente tinha até faculdade. Infelizmente a sinceridade de Cabelinho podia ser tomada por Kor como uma afronta, o que não era a intenção dele.

_____________________________
Forma desenhada pelo Cabelinho:

               _________
             /               \
             \                 /
               \              /
                 \          /
                   \      /
                     \  /

_________________
Roedores de Ossos - Ragabash - Hominídeo - Cliath
16 anos
Carisma 4
Aparência 2
avatar
Paulo Pereira

Mensagens : 278
Data de inscrição : 31/01/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Todos no Caern

Mensagem  Narrador em Qua Fev 19, 2014 7:49 am

O uivo do Juiz da Seita, Sagittarius, anuncia que Ira-de-Thor, Athro Ahroun dos Crias de Fenris, um dos líderes do campo do Trovão de Mjolnir venceu o desafio contra Rei-Byron, Ancião Ahroun dos Presas de Prata e agora é o novo líder temporário da Seita. A liderança defintiiva só será definida após um desafio entre Ira-de-Thor e Falcão-de-Prata, o atual líder da Seita que se encontra em jornada na Umbra, quando do retorno do Presas de Prata.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Hominídeo — Narração/ Esquadrão

Mensagem  Balik Samir em Qua Fev 19, 2014 8:16 am

Balik apenas observava sem ainda uma ideia do que acrescentar. Notou que estavam conseguindo conversarem sem se matarem e preferiu esperar Amanda.

Foi então que ela retornou para ele a palavra. Acenti e caminhei com ela.

_________________
Hominídeo Ragabash Wendigo - Cliath
Carisma 3
Aparência 2
Fúria 5
avatar
Balik Samir

Mensagens : 130
Data de inscrição : 30/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kor Yance McDonell (Hominideo) - Mayra/ Dimas/ Dereck / Paulo / Julian / Ingvild / Cabelinho-de-Fogo

Mensagem  Kor Yance McDonell em Qua Fev 19, 2014 8:59 am

Tinha acabado de desenhar o que representava ser um Diamante no chão com o intuito de mostrar como procederia sua ideia da formação, quando é interpelado por Cabelinho dizendo que aquilo não era um Diamante e sim um hexágono. E o pior era que o maldito tinha razão, porém aquilo não era nem de longe necessário. Era óbvio que Kor não era o melhor dos desenhistas e "Diamante" era simplesmente para designar que o formato da formação teria uma característica parecida a de um cone. Os rabiscos no chão eram simplesmente para mostrar onde cada um ficaria e como cada um procederia, mas não. Cabelinho havia se superado.

" Não acredito no que to ouvindo... e o pior é que ele tá falando sério! "

Kor a princípio fez uma cara de espanto, respirando fundo e realmente não acreditando que de tudo, de tudo que havia falado, de todos os perigos expostos, risco de morte, estratégias de combate, entre outros importâncias, Cabelinho havia reparado na porra do desenho mal feito.
Depois o Senhor das Sombras abriu o que fosse um sorriso condescendente balançando a cabeça como quem admirava a inocência do garoto. Realmente ele não tinha culpa de ter nascido assim ou muito menos de ter sido criado assim. Chegou na conclusão que fazia aquele tipo de observação porque simplesmente havia recebido pouco instrução sobre a realidade dura da vida, por isso, de maneira alguma culpou o garoto. O trabalho de Kor, para com Cabelinho nesse momento, seria talvez o de faze-lo superar essa fase de puberdade que estava passando. Cabelinho estava virando hominho e teria que ter paciência para lidar com essas situações.

Com Cabelinho próximo, olhou para o Roedor dizendo de forma tranquila e professoral.

- Isso, garoto! Boa! Obrigado por ter corrigido esse meu diamante torto... Sabe como é, faz tempo que não vejo um... hahaha... - Deu uma risada não muito alta, levemente irônica e extrovertida. Lógico que aquilo era uma ironia. Kor era bem de vida. - E parabéns também pela iniciativa! - colocou a mão no ombro de Cabelinho -  Quero te ver sempre assim, prestativo... Mas o mais importante e o que quero saber no momento de você é se você conseguiu compreender minha ideia?

Fala com bom humor incentivando e aumentando a auto-estima de Cabelinho. Aquilo era necessário. Eram o que chamavam por aí de "psicologia infantil". Olhava para o Roedor aguardando uma resposta sobre ele ter compreendido ou não o esquema tático de combate.

Notou então um Uivo é emitido por Saggittarius anunciando que Ira-de-Thor havia vencido Rei-Byron e agora era um novo líder.

"Um fenris na liderança... Por Gaia! Onde essa Seita vai parar desse jeito..."


_________________
Hominídeo - Galliard - Fostern - Senhor das Sombras - Senhores do Cume - "Sopro-da-Tempestade"
_______________
Aparência 05

Fúria 05
Raça Pura 03

Cicatriz no peito num formato [ / ], cabeça em [ | ] e nas costas em [ Z ].




"Diante de uma larga frente de batalha, procure o ponto mais fraco e, alí, ataque com a sua maior força."
avatar
Kor Yance McDonell

Mensagens : 325
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 27
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Tolerância-Zero - Ferida-do-Vento

Mensagem  Narrador em Qua Fev 19, 2014 10:24 am

Depois de caminhar o suficiente para sair do campo visual da matilha, Amanda fala com Balik enquanto se apoia em uma árvore:

'- Eu acho que você já deve saber porque quero conversar com você. Kiba me autorizou um julgamento, mas eu julgo que ele não é a melhor opção no momento. A morte de um membro da matilha por suas mãos, mesmo dominado, é algo muito grave e, antes de eu continuar, eu queria ouvir a sua versão da história e que você também me contasse como se sente depois disso e o que pensa sobre o ocorrido...'

A Philodox, sempre dura, parecia ligeiramente complacente com o Wendigo, a quem olhava sempre nos olhos.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Homínidea - Kor / Paulo / Dereck / Mayra

Mensagem  Convidado em Qua Fev 19, 2014 11:29 am

OLhando para Kor Ingvild aceita de bom grado seu papel de armas da matilha e fica satisfeita, o que interrompe o seu aparente contentamento é o anúncio de que o líder da seita era um fenrir.

As feições de Ingvild mudam drasticamente, todos podem ver que sua tez ficara muito fechada, seus olhos abertos e um pouco assustados e sua testa semicerrada, seus músculos retesados num aparente descontentamento. Sua mente so vinha a palavra, fenris, fenris, fenris e automaticamente fizera lembra que não era a tribo que mais gostava para não dizer a que mais odiava entre todas da nação garou. Escutar o nome fenrir era extremamente chato para ela.


Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Sussurros-dos-Espíritos: Guardião dos Segredos

Mensagem  Sussurros-dos-Espíritos em Qua Fev 19, 2014 12:55 pm

Estava aí um cara que falava mais que a Amanda. E olha que ela tinha surtos de fala, esse falava muito o tempo todo. Tentou manter o interesse durante todo o blablabla do Curandeiro.

- Você deveria ser Pacificador e não curandeiro. Tentou esboçar um sorriso, mas como nunca tinha feito isso antes, pareceu mais que tinha tido uma convulsão de um lado da face.

- Então tente se informar sobre seus companheiros, antes de ouvir cegamente aqueles que acabou de conhecer só porque a "impressão" que você tem é de que eles são legais. A Amanda saiu sei lá de onde, sabemos tanto do passado dela quanto do meu (e olha que não sabemos nada do meu). O Kor foi expulso de sua antiga matilha. A fofoca no Caern é que fez algo horrível e nenhum de seus companheiros quer sua presença. Eu não descobri o que foi. Balik matou um outro Garou dessa matilha. O antigo Curandeiro, como você. Deu ênfase na palavra "matou" e olhou sério para ele para que entendesse a gravidade da situação.

- Nosso líder simplesmente sumiu em uma manhã enquanto eu estava ausente cumprindo uma missão, deixando em seu lugar um membro que havia abandonado a matilha noite passada. Mayra foi a única sobrevivente da fracassada missão que ela mesma comandou, se vamos realmente seguir as sugestões dela, podemos também encomendar nossas covas. Para nossa sorte, você, Ingvild, Dereck e aquele menino novato chegaram e diluíram o risco de falha. Claro, se você parar para pensar sobre o que está acontecendo. Se você esperar o final da missão pode ser tarde demais.

- E por favor, não me venha com conselhos de auto ajuda. Suspirou e se conteve. Não podia criar um inimigo naquele em quem tinha mais esperanças. - Me desculpe. Sei que você está bem intencionado e que médicos curam almas, não só corpos. Tentarei seguir sua sugestão e ouvir mais os outros, mas não se iluda: essa matilha esta doente e dizer amém a tudo que disserem vai nos levar à ruína.

_________________
Theurge Uktena
Aparência 1
Carisma 3
Fúria 2
Característica notável:
Marca de Suspeita (algo parece errado com o Garou atraindo certa desconfiança)
avatar
Sussurros-dos-Espíritos

Mensagens : 80
Data de inscrição : 20/11/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Guardião dos Segredos - Sussurros dos Espíritos

Mensagem  Convidado em Qua Fev 19, 2014 4:03 pm

Dimas ouvia o desabafo de seu irmão de Augúrio. Sussurros estava visivelmente incomodado com toda aquela situação e esse incômodo até faz com que ele se contradiga. Em sua primeira frase dirigida para Dimas, ele contradisse todos os argumentos feitos até então sobre o papel de cada Augúrio, afinal, se ele acha que Dimas deveria ser um Philodox ao invés de Theurge apenas por tentar resolver a situação do conflito, ele não acreditava verdadeiramente que cada garou pudesse ajudar o outro independente da tarefa e do seu Augúrio. E para piorar, talvez o Theurge nunca tivesse ouvido falar da política de paz tão disseminada pelos Filhos de Gaia.

Seja como for, Dimas o ouvia atento. Suas palavras demonstravam uma grande amargura e Guardião pensou que isso pudesse vir do passado esquecido do Theurge. Apenas Gaia saberia dizer pelo o que ele passou para se tornar tão amargo e Dimas teve pena dele. Resolveu ali mesmo que iria ajudar ao outro Garou a superar aquilo, mesmo que fosse um Clínico Geral e não um Psiquiatra...

_Eu agradeço por me contar sobre o passado da Matilha, Sussurros, como eu já te disse, não conheço ninguém direito. Mas ao contrário do que você pensa, eu não sirvo para ser Philodox porque não gosto de julgar ninguém. Se Kor e Balik estão na Esquadrão da Fúria é porque, mesmo tendo cometido erros no passado, se arrependeram. Você não vê como isso é bom para a Nação Garou? Estamos às vésperas do Apocalipse e a cada dia Gaia perde mais guerreiros. Eu não faço ideia do que Kor fez e não sei o motivo de Balik matar um irmão de Matilha, mas tenho certeza de que não foi por livre e espontânea vontade. Você sabe tão bem quanto eu que até dentro dos Curandeiros a Fúria queima e tenta tomar o controle.

Ele para, respira olhando para o chão, e continua:

_Mas ouça, ao dizer essas coisas e a suspeitar do caráter de seus irmãos de Matilha, você põe em xeque a Vontade de Gaia e a Sabedoria da Doninha que os abençoou mesmo sabendo de seus erros passados. E fique tranquilo, eu costumo pensar bem antes de concordar com o que qualquer um fala.

Deixa novamente o duplo sentido no ar esperando que o outro o entendesse, caso fosse tão inteligente quanto queria aparentar.

_Também peço desculpas Sussurros, não foi minha intenção te dar conselhos de auto ajuda e só farei isso novamente se você vier pedir meus conselhos. Agora, me dê licença, quero saber o que os membros da Matilha estão resolvendo já que iremos sair daqui a pouco.

Dimas tentou ser educado, ele não gostava de inimizades e faria o possível para que Sussurros não o interpretasse mal, mas ele já estava cansado de ficar ali conversando. O outro Theurge queria que Dimas o ajudasse a ir contra algumas decisões já postas, mas isso não interessou ao médico.

Guardião então põe as mãos no bolso e sai cabisbaixo, visivelmente incomodado e abatido.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Mayra - Esquadrão

Mensagem  Mayra Hildebrand em Qui Fev 20, 2014 8:51 am

A Fianna ouvia a conversa com a atenção ainda em Dereck. Não se preocupava com o que Sussurros e Dimas conversavam. Tinha uma ponta de curiosidade sobre a conversa entre Amanda e Balik, essa sim importante para a Ahroun que aproveita da iniciativa de Cabelinho de Fogo e Kor e responde para Dereck:

- Em blocos significa todos juntos. Ahrouns nas frentes, o restante andando bem próximos. Seremos os braços que atacam e o tronco que leva o dano antes que cheguem ao restante. Assim é que funciona em blocos, compactos, sem se distanciar. Detalhes de formação serão decididos pelo líder, só acho fundamental que não nos afastemos em hipótese alguma.


A notícia então da liderança de Ira de Thor pega a Fianna de surpresa. Mayra olha na direção de onde ficava a trilha para o templo místico pensando no que seria o futuro daquela seita. Não tinha nenhum problema pessoal com os Fenris, mas não tinha simpatia pela maneira como a tribo tocava as coisas e achava Ira de Thor um babaca.

Preocupada, nota a irritação da Fúria Negra, a quem pergunta:


- Tá tudo bem, Ingvild?

_________________
Mayra Hildebrand - Voz de Taranis
Hominídeo / Fianna / Ahroun / Tuatha de Fionn
(Aparência 5 / Fúria 7 / Raça Pura 5)
**** Voz do Rouxinol ****
**** Magnetismo Animal ****

Cicatrizes de Batalha
* Cegueira dos Dois Olhos (provocada por um Rastejante Nexus)
* Cicatriz Profunda na altura do abdômen (provocada por um Ancião dos Dançarinos da Espiral Negra)
avatar
Mayra Hildebrand

Mensagens : 429
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Dimas - andando de volta

Mensagem  Convidado em Qui Fev 20, 2014 9:33 am

Quando ia andando de volta à Matilha, eis que o uivo ecoa anunciando que Ira de Thor havia sido escolhido como líder temporário do Caern. Dimas não o conhecia, obviamente, e não sabia o porquê do antigo se afastar. Muita coisa acontecia o tempo todo no Caern. Ele então continua se aproximando para ver se sua Matilha diria algo sobre aquilo. Mesmo não o conhecendo, os Filhos de Gaia sabiam muito bem do que um Cria de Fenris era capaz com sua ideologia nazista e tudo o mais...

OFF: foi mal, passei batido pelo anúncio do Sagittarius. Esse post é uma errata do anterior!

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Homínideo - Mayra

Mensagem  Convidado em Qui Fev 20, 2014 10:06 am

Ingvild tem os seus pensamentos dispersos por um momento e sua aflição contida em expressões momentâneas, assim é digamos quebrada a sua aflição no momento que Mayra pergunta se estava tudo tranquilo.

-Não muito - Fúria negra dá uma pausa e respira fundo - Não me é muito bom saber que um fenrir lidera, isso me deixou apreensiva.

Ingvild respira e apenas tenta não aparentar muito que estava incomodada.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Mayra - Ingvild

Mensagem  Mayra Hildebrand em Qui Fev 20, 2014 10:30 am

Mayra também não se sentia à vontade com a liderança dos Fenris, ainda mais de Ira de Thor. Sendo assim, não poupa o novo líder em seu comentário com a Fúria Negra:

- Acho que nenhum que não seja Fenris está feliz, Ingvild. Os Crias são uma tribo muito problemática, difícil de se lidar, acham que são os mais fortes e que podem resolver tudo sozinhos, mas não tem ideia do que realmente significa ser forte e, Ira de Thor é a soma de todo o lado ruim da tribo.

Respira fundo e olha para os demais, tinha exposto o que pensava do novo líder na frente de todos e isso poderia ser ruim, mas como não jogar limpo com sua matilha? Continuando a falar, Mayra segue com sua análise:


- Mas é uma liderança temporária e temos que torcer para que dure pouco. Devemos focar na nossa matilha, fortalecê-la e torná-la cada vez mais eficiente. Fazendo nosso trabalho direito ninguém irá se meter nele e nos criar situações desagradáveis.

_________________
Mayra Hildebrand - Voz de Taranis
Hominídeo / Fianna / Ahroun / Tuatha de Fionn
(Aparência 5 / Fúria 7 / Raça Pura 5)
**** Voz do Rouxinol ****
**** Magnetismo Animal ****

Cicatrizes de Batalha
* Cegueira dos Dois Olhos (provocada por um Rastejante Nexus)
* Cicatriz Profunda na altura do abdômen (provocada por um Ancião dos Dançarinos da Espiral Negra)
avatar
Mayra Hildebrand

Mensagens : 429
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sussurros-dos-Espíritos: Guardião

Mensagem  Sussurros-dos-Espíritos em Qui Fev 20, 2014 2:00 pm

Ouviu com aparente incomodo as frase do irmão de Augúrio.

-Guardião, eu não acho que você deve ser um Pacificador pelo que disse. Eu acho que todos nós somos um pouco de tudo. Você um pouco mais pacificador e eu um pouco mais ragabash. Como já disse a Amanda, sei que todos temos nossos Augúrios, mas fazer um pouco de tudo nos torna melhores.

Chega decidiu, ele precisava de tempo para digerir tudo. Era arrogante e achava que sabia muito. Bom, todos os garou parecem um pouco.

-Sim, claro. Voltemos a nossos irmãos. não entenda que eu desconfio deles. Somente não darei obediência cega.

Ouvindo o uivo de Sagittarius pensou que pior que estava não poderia ficar, ou poderia?

_________________
Theurge Uktena
Aparência 1
Carisma 3
Fúria 2
Característica notável:
Marca de Suspeita (algo parece errado com o Garou atraindo certa desconfiança)
avatar
Sussurros-dos-Espíritos

Mensagens : 80
Data de inscrição : 20/11/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [CAERN] Clareira Central

Mensagem  Convidado em Qui Fev 20, 2014 2:45 pm

Ingvild respirava novamente fundo, puxando o ar e soltando lentamente, aos poucos ia retornando sua rigidez normal e assim ficava mais a vontade novamente, ainda mais que o descontentamento com os chamados Fenris não era exclusividade sua.

-Ainda acho que se caíssem para a wyrm, teria o prazer de matar um por um.

Mesmo falando baix e um pouco entre os dentes dava para notar sua voz quem prestasse atenção.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Hominídeo — Narração

Mensagem  Balik Samir em Qui Fev 20, 2014 3:29 pm

*Finalmente*

Não esperava nada diferente. Sabia o que havia feito e estava disposto a arcar com quaisquer consequências impostas, e não usaria de quaisquer artifícios para minimizar ou maximizar o ocorrido. Tentaria ser o mais sincero possível, de acordo com minhas limitações.

- Perfeitamente. Não é uma surpresa, e tentarei ser completo de acordo com meus conhecimentos.

Nossa missão era coletar informações.

Tudo começou quando Amir tentou desativar o sistema de alarme do hospital fazendo o oposto acontecer. O alarme disparou e fomos descobertos.

Ao invadirmos o local sofremos algum transporte ou alteração dos sentidos por meio da magia local. Nos separamos e vimos lugares e inimigos diferentes, pelo que entendi. Quando conseguimos nos encontrar em um mesmo "local", avistamos Amir se recuperando de um frenesi raposa e seu algoz surgia logo atrás.

Havia uma voz, uma voz que falava em nossas mentes, a qual acredito ser o nosso verdadeiro inimigo, pq digo verdadeiro?

Neste corredor estávamos contra um homem que empunhava uma espada, que talvez seja a chave disto tudo, e uma enorme criatura mitológica, uma hidra.

Em seu primeiro golpe com a espada, ele descarregou uma energia elétrica que dilacerou-me o que me impediu de ater-me aos detalhes que ocorreram naquele momento. E somente após Amir ter imediatamente curado-me que foi quando recobrei os sentidos, então vi que os ahroun haviam ido ao ataque e nosso recém chegado philodox jazia na boca da hidra sendo mastigado categoricamente.

Foquei-me em desarmar o homem pois apostei que a magia emanava de sua espada. Estava certo, ele precisava da espada para utilizar-se dos raios, E seu braço amputado buscava-a rastejando-se lentamente. Mayra e Angus deram fim a ambas ameaças.

Foi então que pensei rápido, anteriormente Mayra surgira em meu plano depois de algum tempo, ajudando a mim e a Anksu contra o mago que enfrentavamos. Mas antes que eu pudesse averiguar o corpo, fomos transportados para onde Amir estava. Ou seja, aparentemente iríamos ser transportados novamente,o que de fato ocorreu, mas antes que isso ocorresse eu tentei coletar informações, buscando o objeto mais próximo antes que tudo desaparece-se.

Foi então que segurei a espada e sua vontade se exerceu em mim. Sua voz ecoou em minha cabeça e meus músculos obedeceram seu comando, não consegui, falhei, e meu corpo matou Anksu, que estava mais próximo, e eu apenas pude assistir de camarote.

Mas antes que pudesse ter feito mais estragos Mayra aparentemente me apagou.

A partir deste momento, minhas lembranças são enevoadas, acordei no carro com Amir, conversamos um pouco, ele tentava me acalmar quando o carro de repente explodiu. Amir morreu imediatamente e não consegui salva-lo. Caminhei então de volta ao Caern para buscar reforços. Mas desmaiei ao chegar.

Recobrei a memória junto à kiba, e ele me disse o final da história.


Então fui interrompido pelo uivo que anunciava o novo líder da seita. Não consegui esconder meu sorriso imediato, estava de fato contente com a nova liderança. O Caern precisa de líderes que não fiquem de picuinha política e que realmente façam alguma coisa.

Voltei minha atenção para a juíza dizendo:

- Como me sinto com isso? Bem, desde que entrei nesta matilha, a morte pareceu reinar sobre ela, poderia culpar o líder, a má entrosaçao, a wyrm, ou até mesmo os espíritos. Mas de fato hoje percebo que não há culpados.

Hoje compreendo a certeza de que um dia todos iremos morrer, e que ao nos tornarmos soldados da Mãe, nos abdicamos de nossa vida por ela. Devemos aceitar a morte como processo natural, e nos esforçamos para dar o melhor de nós antes de cairmos.
— uma pausa breve como se estivesse terminado cria um silêncio momentâneo — E nunca aceitar nada como verdade absoluta. Pois até mesmo a lua cheia, do outro lado está completamente escura.

O tom não era de afronta ou soberba, queria  apenas fazer a philodox refletir.

_________________
Hominídeo Ragabash Wendigo - Cliath
Carisma 3
Aparência 2
Fúria 5
avatar
Balik Samir

Mensagens : 130
Data de inscrição : 30/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Paulo - Dereck - Ingvild - Mayra

Mensagem  Paulo Pereira em Sex Fev 21, 2014 7:02 am

Caldo Kor fora bem legal com Cabelinho. Parecia incentivar o garoto a respeito do desenho errado que o Galliard tinha feito e que o Ragabash corrigira. Mas em um dado momento ele sentiu que aquilo parecia mais zoação do que incentivo. Resolveu ficar quieto e arqueou sua sobrancelha esquerda em tom de curiosidade.

Então surge um uivo informando que o novo líder temporário da seita era Ira-de-Thor. Para Cabelinho isso não era muito relevante, mas para a Ingvild. Cabelinho engoliu em seco e deu dois passos para trás com a cara de louca desvairada que a Ahroun fazia. Ela estava parecendo a Teresa doida que vagava pelas ruas do Méier e quando alguém mexia com ela ela corria atrás da pessoa com um pedaço de pau ou qualquer outra coisa querendo bater.

Cabelinho imaginou que Ingvild iria pular no pescoço dele por causa de apenas pensar isso dela e deu mais um passo para trás. Mayra então fala com Ingvild e a conversa das duas dá a entender que o líder temporário não era coisa boa. Realmente o que teria acontecido com Falcão de Prata. Cabelinho tinha ido com a cara dele de primeira e ele parecia um cara legal. Mas as políticas do Caern não faziam parte do seu rol de conhecimento.

Procurou Dereck Cream Cracker para se proteger atrás dele e se escondeu, dizendo:

-Vou ficar aqui só um pouquinho...tá bom? Não vai demorar.

E deu um sorriso meio sem jeito. Queria que Dimas também estivesse por ali.

_________________
Roedores de Ossos - Ragabash - Hominídeo - Cliath
16 anos
Carisma 4
Aparência 2
avatar
Paulo Pereira

Mensagens : 278
Data de inscrição : 31/01/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Dimas - Esquadrão

Mensagem  Convidado em Sex Fev 21, 2014 10:20 am

Guardião dos Segredos acabava de chegar quando ouviu o final da conversa entre Mayra e Ingvild. Não pôde deixar de se incomodar e olhar para a Fúria Negra que acabara de murmurar uma blasfêmia. Mas ele não sabia o porquê daquilo e não disse nada. Apenas fez um gesto de desaprovação com o canto da boca ao pensar no quão paradoxal era alguém supor que uma Tribo inteira, ou melhor, outra Tribo inteira pudesse cair nas garras da Corruptora. Embora ele soubesse que certas Tribos, como os Garras e os Crias estavam mais propensas a isso do que outras. Abanando a cabeça para espantar esses pensamentos ruins, ainda em silêncio, volta para seu lugar perto de Kor e Cabelinho de Fogo.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [CAERN] Clareira Central

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 40 Anterior  1, 2, 3, 4, 5 ... 22 ... 40  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum