Lixão de Santa Cruz

Página 21 de 24 Anterior  1 ... 12 ... 20, 21, 22, 23, 24  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Hrist Thordsvedt (Crinos) - Declan / Kor e Cabelinho / Dragão

Mensagem  Hrist Thordsvedt em Ter Set 30, 2014 7:15 pm

Hrist vai ao chão após o Dragão terminar de se desfazer satisfeita consigo mesma, mas mal toca no chão "parado" e sente seu estômago embrulhar...ao mesmo tempo, vê que era um dos Ragabash que a ajudava e só tem tempo de fazer um aceno com a cabeça como se falasse obrigada e responder:

- Acho que vou vomitar.

Mas não dá tempo e então é arremessada para o lado por sua irmã de tribo, salvando-lhe de uma rajada de fogo que pega Esmaga-Forath em cheio. Havia mais um Dragão para derrubar.

- Me da cobertura?

Hrist diz isso para Declan e ao mesmo tempo estende a mão na direção que vira seu martelo da última vez e o recebe com uma feliz familiaridade, segura firmemente em seu cabo e corre em direção reta até o Dragão. Ouve Kiba gritar para que ela fosse ajudar com um cavalo e sente vontade de perguntar se ele queria que ela lhe servisse o café também...afinal, derrubara um dragão e estava prestes a derrubar outro e tinha que se preocupar em ir socorrer três ahrouns que, aparentemente, haviam deixado o restante da matilha sozinha.

Mas, bem...ela era uma Fenris.

Era normal ser a primeira opção na batalha, seguida pelos Ahroun. (Excesso de confiança has been detected Razz)

Então, em sua corrida até o Dragão, passa pela cena mais medonhamente planejada de todas e assiste, impotente, o Dragão tentar incinerar os dois desajustados membros da sua matilha e rosna para eles, em alto em bom som:

- FOQUEM NO COMBATE E TENTEM NÃO SE MATAR! ARRANJEM ALGO PARA ARREMESSAR QUE NÃO UNS AOS OUTROS!

E então Hrist arremessa o Martelo no Dragão, acertando-lhe em cheio e minando mais de sua essência. Ela sacode os braços, para se fazer bem visível e grita para o bicho, querendo chamar a atenção para si e não para seus irmãos de matilha já debilitados:

- HEY, FEIOSO! POR QUE NÃO VEM AQUI PARA QUE EU POSSA CHUTAR A SUA BUNDA QUE NEM EU FIZ COM SEU IRMÃO?












_________________
Raça pura: 5 (Ascendente Notável: Filha de Gogol Fangs-First)
Aparência: 3 (Cicatriz na face esquerda, cega deste olho)
Fúria: 6
Qualidade Boa reputação (A de ser muito justa, porém muito rígida)

" Vingança não é um motivo valido, vingança é uma resposta emocional. Não, não é vingança: é punição."
avatar
Hrist Thordsvedt

Mensagens : 236
Data de inscrição : 19/04/2013
Idade : 30
Localização : Sampa City

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Matilha Esquadrão da Fúria

Mensagem  Narrador em Ter Set 30, 2014 10:55 pm

Ira-de-Bran esperava uma resposta de Kiba, mas quando olha o Ahroun não está mais lá e o Fianna não esconde a surpresa. Fúria-da-Justiça-Implacável atrai a atenção do Dragão para si e um novo jato de fogo é lançado. Dessa vez, a Fenris não consegue esquivar. Nesse momento, Sangue-Frio que havia se concentrado pouco antes da partida repentina de Kiba, fala algo num idioma que ninguém entende e o Dragão imediatamente começa a cair.

Enquanto o Dragão ainda estava em queda, Tolerância-Zero e Ira-de-Bran avançam com suas garras e começam a causar dano na criatura que grita de dor. Spyware lança uma bola metálica do tamanho de uma bola de pingue pongue e dela uma rede se projeta e prende o dragão que é mordido com fúria com Alma-Inquieta que lhe fere o espírito.

Dama-de-Fogo, Sombra-do-Abismo e Esmaga-Forath também atacam com suas garras e presas. O dragão estava quase morto, sua Gnose se esvaía rapidamente.

O Pesadelo avança mais uma vez contra Mayra. Cospe mais uma rajada de fogo que acerta em cheio a Fianna. De costas para Kiba, o espírito dá um coice no Presas de Prata que voa e bate com as costas na parede. Era um golpe com intenso impacto. O Falcão de Renly, vendo a situação de Kiba, bate suas asas e cura os danos do Presas de Prata.

Pavor-Delirante seguia duelando com Renly. O Presas de Prata defendia os golpes do Senhor das Sombras corrompido mas não conseguia acertá-lo. Quando parece que ia finalmente atingir o inimigo, ele some na frente do Ahroun e aparece a uma distância curta, mas de frente para todos que estavam em combate. O sorriso no rosto do inimigo deixa à Julian e Renly a sensação de que as coisas iam ficar piores.

Um brilho amarelo surge e desaparece rapidamente no olho do inimigo e todos que estão na colmeia começam a se deparar com seus maiores medos. Ouviam vozes, tinham alucinações, se deparavam com todos os tipos de medos que haviam suas almas. Um aglomerado de medos que atacava ao mesmo tempo, dos mais banais aos mais complexos. As capacidades dos Garous estava ficando cada vez mais limitada e o inimigo parecia em vantagem, mesmo em menor número.


OFF GAME: Fúria-da-Justiça-Implacável tem que absorver 5 níveis de dano agravado por fogo. Voz-de-Taranis tem que absorver 4 níveis de dano agravado por fogo. Asa-Solitária tem que absorver 11 níveis de dano por contusão. TODOS OS PERSONAGENS devem interpretar que se deparam com seus medos (dos maiores aos menores) através de vozes e alucinações ao longo das interpretações. Todos os personagens tem que passar num teste de Força de Vontade com dificuldade 7 para agir (em caso de falha, ficam parados; falha crítica faz com que fujam desesperadamente). Se passarem no teste, no entanto, todos, por conta dos medos, terão seus dados reduzidos pela metade.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lixão de Santa Cruz

Mensagem  Julian Escott em Qua Out 01, 2014 5:12 am

* Julian ainda combatia e era impossível negar a habilidade com que o inimigo se movimentava e rechaçava os ataques da dupla de Adrens. Golpes cortavam o ar aqui e ali mas o traidor parecia sempre conseguir se safar com sua rapidez impressionante. O Roedor de Ossos não entendia como aquilo era possível, nunca em toda sua vida havia presenciado um inimigo com tamanha capacidade. Isso motivava o Ahroum de certa forma, fazia aquele combate se tornar memorável e valer a pena. Kiba se afasta para auxiliar Mayra mas Julian era incapaz de desviar seus olhos para analisar o progresso que faziam por lá.. por hora bastava saber que a hierarquia e um nivel mínimo de ordem fora restaurado. Ouve as zombarias do inimigo e dessa vez meramente rosna, desdenhando as ofensas que não significavam nada para o Roedor: *

- Tá com ciume porque tão fodendo o cavalinho por você?!

* Riria se pudesse mas suas cordas vocais lupinas não eram projetadas para isso. Estava prestes a avançar para complementar os ataques de Remly quando os olhos do inimigo brilham em amarelo e um frio percorre a espinha do Ahroun. Uma voz familiar ecoa em sua mente no exato instante: *

" Você não é meu filho, não passa de um fracassado! Eu nunca devia ter te tirado da lixeira onde te encontrei! "

* Era Isaack Kraken lhe falando, era seu pai que o estava repudiando. Aquilo mexe com o Roedor de Ossos de maneiras que ele próprio nem poderia descrever. Julian hesita por um instante, chacoalhando a cabeça numa vã esperança de afastar aquelas palavras e enterra-las fundo. Tudo em vão: *

" Não adianta fugir da verdade. Você é uma vergonha para mim e para a nação! Eu disperdicei minha vida pela de um covarde desgraçado! Você é tão indigno quanto os traidores que te caçam! "

* Aquilo era demais para suportar. Beirando o descontrole Esquecido Uiva aos céus e enche seu peito de fúria, lancando-se selvagemente em direção ao traidor desgraçado que certamente brincava com sua mente. A lamina empunhada corta o ar, deixando um rastro gélido pelo caminho, e resvala na carne do maldito que zombava dos Garous de Gaia. Pavor-Delirante, recua um passo, quase surpreso por ter sido atingido, mas não havia dano evidente que denunciasse qualquer dano real. Uma voz diferente invade a mente do Roedor de Ossos naquele instante. Uma voz feminina que lhe era tão familiar e agora lhe dizia verdades há muito enclausuradas: *

" Além de desgraçar minha vida você voltou pra fazer o mesmo com essa matilha?! Você não nasceu para ser líder, nasceu para ser um covarde desgraçado. Nossa morte vai estar nas suas mãos. Eu estou cega por sua culpa, eu não sou o fardo, você é!! "

* Fora Mayra quem lhe falara. Aquilo abre uma ferida profunda no coração de Esquecido, e o desestabiliza sobremaneira. Não podia conviver com aquelas palavras, iria fazer aquele traidor desgraçado pagar por todo o sofrimento que acabara de vivenciar. Pavor-Delirante avança com suas espadas para retalhar a carne de Julian e o Roedor simplesmente avança também. Ambos se chocam no meio do campo de batalha, lamina de gelo e laminas gêmeas. Sangue espirra conforme ambos os golpes atingem seu alvo e aquele brilho rubro dá nova força à jura de morte que Esquecido havia rogado ao traidor. O primeiro sangue conspurcado fora derramado. *

________________________
Julian resistiu ao pavor delirante
Causou 2 agravados
Recebeu 2 agravados

_________________
Julian Escott Kraken - "Esquecido"
Alfa da Esquadrão da Fúria e líder dos Roedores de Ossos da Seita
Ahroum - Roedor de Ossos - Adren

Aparência 5 (-2, cicatriz na face)
Fúria 6
Raça-Pura 0

Características notáveis:

- Uma série de cicatrizes de batalha que se evidenciam em seu peito, costas e ombro, sendo a mais notável um corte profundo que percorre sua face.
avatar
Julian Escott

Mensagens : 221
Data de inscrição : 16/02/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Pavor-Delirante x Esquecido | Falcão-Vingador [5º Turno]

Mensagem  Narrador em Qua Out 01, 2014 5:26 am

Pavor-Delirante lançava o horror do medo que incita o delírio sobre seus inimigos e avançava agora para finalizá-los. Falcão, o totem de Renly, mais uma vez bate as asas curando tanto Renly quanto Julian, mas isso era pouco e com apenas um olhar o Maldito faz o totem ficar completamente paralisado e estático no chão (após cair, obviamente). O Senhor das Sombras ri e comenta:

'- Acho que acabei com seu ban-daid.'

E avança com um golpe violento com sua lâmina. Um golpe que acerta em cheio no peito de Julian. Nesse instante, Renly com a Gran-Klaive acerta uma sequência de dois golpes no Dançarino, abrindo a guarda do mesmo para ataques de Julian e também arrancando sangue do desgraçado.


OFF GAME: Esquecido tem que absorver 6 níveis de dano agravado.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lixão de Santa Cruz

Mensagem  Declan Konietzko em Qua Out 01, 2014 7:46 pm

Sombra da Noite - Esquadrão

Declan estava a ponto de ser atingido por mais uma rajada quando é salvo pela outra Garou que chega atrasada para acabar com a raça do dragão dele e de Hrist. Não tem tempo de agradecer por conta da rapidez da sequência que se dá. Hrist por sua vez pede cobertura e já começa a seguir na direção do Dragão inimigo com seu Martelo.

Sem esperar, Declan começa a ouvir vozes em sua mente, vozes que lhe traziam medo e confusão, as vozes daqueles que haviam sido assassinados pelos maiores inimigos de seu pai dizendo que ele não seria capaz de fazer nada, e em determinado momento a voz de seu pai lhe dizendo não ser digno de seu nome, lhe dizendo quão fraco o Ragabash era, jogando em sua cara o desgosto que tinha de ser seu pai. O Senhor das Sombras ouve aquelas vozes em sua cabeça e empunhava sua arma com mais firmeza, rosnava e então queima a fúria que havia em seu coração e faz dois disparos na direção do Dragão que Hrist iria enfrentar.

Tão logo o Dragão tem sua atenção voltada para a Cria de Fenris, ela apenas sente o deslocamento de ar e o som de algo passando perto de si e atingindo o dragão, os disparos são certeiros e o primeiro nada causa em seu inimigo, porém o segundo causa dano suficiente para que a essência do dragão se dissipasse no ar e os Garous ficassem sem mais espíritos para se preocupar até o momento.

Off: 2 dragões no currículo de mortes.

_________________
Sombra da Noite Ragabash Senhor das Sombras
Aparência 5
Raça Pura 5
Carisma 5
Magnetismo Animal
avatar
Declan Konietzko

Mensagens : 169
Data de inscrição : 19/04/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Philip (Crinos) - Kor

Mensagem  Philip Telford em Qua Out 01, 2014 7:48 pm

Philip vê o tamanho da cagada que Kor e Cabelinho faziam, o pequeno ter a ideia era normal, agora um Galliard Fostern concordar e ainda fazer parte do plano era ridículo, depois da óbvia merda acontecer eles vêm pedir ajuda ao Theurge que parecia que tinha Gnose saindo pelo cu.

Era um absurdo e extremamente nervoso o Fianna diz:

"- Aproveita a deixa e para de fazer merda, vai lá proteger o Cabelinho que o Dragão não caiu ainda."

Philip mirava no Maldito, porém as outras matilhas começam a fazer o serviço que tinham tirado do Theurge, pela distração causada, mas eram eficientes, e um poderoso tiro de Declan finaliza a história com precisão.

No entanto, nesse momento algo estranho acontece, Philip se vê em um lugar escuro, pensa ter perdido a visão, e então se sente atraído para algo a sua frente, para um buraco, para o nada. Estava no Abismo.

”- NÃO! AQUI DENOVO NÃO! MALDITO ABISMO! NÃAAAAAAAAO!”

Falava mas sua voz era abafada, se perdia no abismo, ou talvez não, pois todos poderiam escutar seu grito, menos ele, pois nada se escuta no abismo, a não ser o NADA te chamando.

Mas como aquilo tinha acontecido? Não estava tentando entrar na Umbra, não estava tentando nada, mas ele via o NADA, via o nada e aqueles dois olhos brilhantes, Nightmaster estava ali. Ele ria, e a risada ecoava não ecoando, tendo sua voz absorvida pelo breu, até que escuta uma voz perturbadora, a voz que o salvara e o condenara no mesmo dia, ele vira imediatamente sem em mais nada pensar seu arco naquela direção. Então, com a ajuda do dom de Kiba, sua visão retorna ao normal, era apenas em Kor que estava mirando, mas os olhos de Philip babavam de Fúria e ódio. Antes que seus dedos soltassem a flecha no entanto ele se controla, ainda havia uma batalha acontecendo, ele vira o arco na direção do Pesadelo, e dispara duas flechas, a primeira o ferindo e a segunda errando o alvo. Estava abalado por ver o Abismo ali, mas sabia que não era verdadeiro, se saíra uma vez, agora sairia denovo, sozinho.

OFF: 2 de dano no Pesadelo, dessa vez sem danos colaterais na Mayra!

_________________
Drink-no-Abismo
Fianna - Theurge - Hominídeo - Cliath
Fúria: 2
Aparência: 4 (1,90 - 100kg)
Carisma: 1 (carrancudo)
Sempre com um frasco de whisky a mão, seu colete do moto-clube e um facão na cintura
avatar
Philip Telford

Mensagens : 218
Data de inscrição : 23/05/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Hrist - Declan/ TODAS AS MALDITAS BARATAS/ Ahrouns e o Pesadelo

Mensagem  Hrist Thordsvedt em Qua Out 01, 2014 9:26 pm

Hrist protege novamente o rosto  e sente o bafo quente queimar o ar ao seu redor...e ainda que a dor fosse pouca, o pouco de dano que sentira ajudara a aumentar sua fúria. E a fúria aninhava seu coração como carinho materno. O Dragão se desfaz em gnose logo após Hrist ouvir um estampido vindo de trás de si...ela sabia quem era e ela só tem tempo de virar-se para Declan e dizer, enquanto pegava o martelo com uma mão:

- Gostei de você, filho de Margrave.

Ele era um senhor das sombras e provavelmente um filho da puta, como todos os outros daquela problemática tribo, mas provara seu valor como guerreiro para a Fenris, e isso era algo complicado especialmente se tratando de um Lua Nova. Ele - diferente de todos os outros Senhores das Sombras que conhecera em sua vida - Hrist poderia chamar de irmão. Mais uma vez uma linhagem nobre provava-se mais digna do que o sangue sujo, ela não deveria se sentir surpresa.

Porém ela tinha pressa demais para se ocupar com  pensamentos de famílias.

Vendo que o Dragão havia caído, ela poderia agora ir socorrer os Ahrouns e é na direção do Pesadelo que ela arremessa a poderosa Pacificadora, rompedora de tormentas, acertando o cavalo em cheio no peito e fazendo-o relinchar... Era ele seu próximo alvo.

E enquanto a Meia Lua,  herdeira de heróis e poderosa em seu próprio conceito, começa a correr para encarar seu novo oponente, a percepção de pequenas coisas voadoras em sua visão periférica, se aproximando dela com suas asquerosas patinhas e asas malditas, faz o sangue da Cria de Fenris gelar e o coração disparar no peito.

Baratas.

Malditas, numerosas, nojentas e assustadoramente reais.

Hrist passa as patas pelo corpo, tentando livrar-se das pequenas abominações da natureza que via grudadas em seus pêlos longos, sufocando o pânico crescente em sua garganta, ameaçando obstruir sua visão com o pavor absoluto que fendia sua alma. Não, não...ela não podia parar. Ela não podia se render. Até o rugido distante como mil trovões retumbantes que ela conhecia ser a voz de Fenris tentando falar em sua alma algo como "decepcionou sua tribo e Jord perecerá no Ragnarok por você" era simples e inacreditalmente menor comparado com o medo real que sentia daqueles pequenos insetos.

Mas ela continua.

Ainda assim, ela continua.

Sua vontade era inabalável e apesar de começar a correr engraçado, como se quisesse se livrar da "matilha" de baratas que a atacavam em sua alucinação, ela percorre a distânciade forma inacreditalmente rápida, pegando mais uma vez Pacificadora em mãos no meio do caminho e se prostrando em frente ao Pesadelo, acertando-lhe mais uma vez  agora no pescoço como se pregasse um prego, fazendo-o relinchar de novo e se desfazer em energia, muito próximo de seu fim.

_________________
Raça pura: 5 (Ascendente Notável: Filha de Gogol Fangs-First)
Aparência: 3 (Cicatriz na face esquerda, cega deste olho)
Fúria: 6
Qualidade Boa reputação (A de ser muito justa, porém muito rígida)

" Vingança não é um motivo valido, vingança é uma resposta emocional. Não, não é vingança: é punição."
avatar
Hrist Thordsvedt

Mensagens : 236
Data de inscrição : 19/04/2013
Idade : 30
Localização : Sampa City

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kor Yance McDonell (Crinos/Lupino) - Todos / Fodeu negada...

Mensagem  Kor Yance McDonell em Qui Out 02, 2014 3:07 pm

Hrist passava correndo gritando para não se matar e arremessar algo no Dragão. Era óbvio que não iria se matar, a ideia do suicídio havia sido toda do Cabelinho. Só foi um bom irmão ajudando-o, mas não deu certo. O tiro saiu pela culatra. Só tinha algumas coisas para arremessar ali, como pedras e algum pedaço de pau, e isso não seria nada efetivo contra um Dragão, muito menos bonito e tinha Cabelinho, mas já havia feito isso e havia dado errado. E como esperava, Philip não encarou as coisas de bom modo. Entendia a raiva do Fianna e talvez se fosse si mesmo no lugar dele, tinha pego ar muito antes do que dessa vez. Era a terceira vez que o curava em um pequeno espaço de tempo e a culpa era toda de seu azar que parecia ser o maior de todos nessa noite.

Ainda havia combate, ainda havia luta, ainda tentava articular seus planos, a princípio daria cobertura para Cabelinho e então depois ajudaria Mayra ou Julian, mas algo estranho lhe acontece. Uma sensação estranha súbita começa a tomar conta do seus sentimentos e era um medo terrível. Os medos grandes e pequenos que assombravam sua vida. Uma sensação de pavor.

Primeiro uma visão de que havia falhado em tudo, na sua tribo, na sua matilha, na sua Seita. Em vez de ser o melhor como sempre sonhou, era o pior, desdenhado, menosprezado, desprezado. Debochavam da sua existência como se fosse um nada. Depois algo pior ainda. Argus lhe tratando como um lixo dizendo que não era mais seu irmão e que se arrependia de ter sido. Que foi uma perca de tempo tudo que havia feito para que Kor crescesse e que não merecia nada menos que a morte.

Sentia um desequilíbrio habitar sua mente, sentia seus pelos arrepiarem, sentia aos poucos perdendo o controle. Até que mais pavor sobre si foi aparecendo, coisas como sua aparência indo por água abaixo se tornando um dos Garous mais feitos da Seita, sendo castrado por isso se tornando nada menos que uma existência ridícula. Um rosnado bem baixo tentava repudiar tudo isso.

- Não... não.. não...

Não aguentou a pressão. A insanidade falou mais alto. Queria fugir dali, correr, sair desesperamente daquele lugar. Automaticamente virou Lupino e correu sem rumo o mais forte que suas pernas conseguiam. Corria feito um cachorro covarde com medo. Sua feição demonstrava isso. Corria até em alguns pontos tropeçar e continuar correndo sem parar, assustado, perdido, amedrontado... apavorado.

Não fazia ideia, mas nesse ponto já tinha se mijado todo. Por hora soltava alguns urros de gritos de desespero.

O medo de perder tudo que um dia havia conquistado e que um dia aconteceu era apavorante, o fazia delirar, e com o delírio, o desespero e a fuga. Não conseguiu se controlar. Além de demonstrar, fazia acontecer e tentava fugir desse medo. Não fazia ideia do que estava acontecendo, só queria correr...

_________________________
OFF GAME:
Kor teve falha crítica dupla para resistir ao medo do Pavor-Delirante.

_________________
Hominídeo - Galliard - Fostern - Senhor das Sombras - Senhores do Cume - "Sopro-da-Tempestade"
_______________
Aparência 05

Fúria 05
Raça Pura 03

Cicatriz no peito num formato [ / ], cabeça em [ | ] e nas costas em [ Z ].




"Diante de uma larga frente de batalha, procure o ponto mais fraco e, alí, ataque com a sua maior força."
avatar
Kor Yance McDonell

Mensagens : 325
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 27
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cabelinho de Fogo - Esquadrão - Cavalo do Mal

Mensagem  Paulo Pereira em Qui Out 02, 2014 3:28 pm

Cabelinho estava muito ferido mas ainda queria MUITO lutar contra o Charizard que voava. Mas Hrist deu uma bronca enorme nele e em Kor dizendo que eram para encontrar outras coisas, que não eles, para atirar no dragão. Cabelinho deu de ombros, não via nada de interessante para jogar no dragão voador a não ser ele mesmo. O martelo de Hrist voa na direção do inimigo e o deixa bem ferido pelo que ele pode perceber e logo em seguida Sombra fatal destrói o dragão de vez.

Quando pensa em chamar Kor para ir com ele enfrentar o cavalo que atacava seus amigos de matilha, um medo terrível brotou na mente do Ragabash. Na verdade ele não tinha ideia do que era aquilo, mas tinha a certeza que lhe dava medo, muito medo. Via pessoas tão grandes como árvores com chinelos na mão, cintos, fios de ferro de passar roupa e varas de bambu. Todas estas pessoas gigantes vinham na direção dele querendo espanca-lo. Cabelinho sentia-se uma criança indefesa, como um bebê. Aquela sensação era terrível, dolorosa e um flash de seu passado pode ser percebido por alguns segundos.

Quando imaginou que iria sair correndo dali direto para o Ponto de Encontro da matilha, ele sente o poder de Asa Solitária lhe dando forças. Era como se ele olhasse para o lado e visse toda a sua matilha lhe dando apoio. Uma visão que aliviava e muito o Roedor. Correr para o ponto de encontro da matilha não ia acontecer desta vez e sabia que a Doninha ficaria muito orgulhosa dele depois. A visão se dissipa mas o medo permanece em seu corção.

Além deste medo, Cabelinho sente sua Fúria transbordar por todos os seus poros. Era como se ele fosse perder o controle a qualquer momento. Então, queimando sua Fúria ele avança na direção do cavalo para ataca-lo com sua mordida. Estava ferido e sentia o medo em seu coração. Não sabia se era o medo ou seus ferimentos, mas sua concentração no ataque fora reduzido drasticamente e ele erra o alvo por pouco.

OFF: Usado 1 de fúria para se locomover até o cavalo.
0 sucessos no ataque no cavalinho. =/

_________________
Roedores de Ossos - Ragabash - Hominídeo - Cliath
16 anos
Carisma 4
Aparência 2
avatar
Paulo Pereira

Mensagens : 278
Data de inscrição : 31/01/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kiba Valentine (crinos) - Lauren / Pesadelo / Esquadrão da Fúria

Mensagem  Kiba Valentine em Qui Out 02, 2014 8:57 pm

O Presa de Prata combatia o Pesadelo com todas as forças que tinha, mas a criatura era forte demais. Por um instante Kiba pensa em pedir a ajuda de Kor e Cabelinho, mas antes que pudesse dizer algo ele consegue ver, de relance, a tentativa de ataque da dupla terminar em fogo e sangue.

Sua atenção retorna para o espírito que ataca Mayra com violência mais uma vez. Precisava chamar a atenção do animal para si, já que a Fianna não conseguia desviar dos ataques:

- MALDITO! EU TO AQUI! VO-

A frase de Kiba é interrompida com um poderoso coice que lhe acerta no meio dos peitos, jogando o Ahroun para longe e fazendo com que se chocasse com a parede. Kiba cai no chão. Zonzo pelo gole enquanto tentava recobrar o fôlego.

- Coff... Coff... Qu- Coff... Merda...

Neste instante Kiba nota algo extremamente estranho. Estava em sua forma Glabro. Ao menos era isso que ele imaginava e antes que se desse conta do que estava acontecendo ele pode ouvir nitidamente uma voz bem familiar.

- Eu te disse... Você é igualzinho ao seu pai...

Assustado o Presa de Prata busca a dona da voz até se deparar com Lauren, parada a poucos metros a sua frente. O Ahroun estava realmente confuso e se colocava de pé com certa dificuldade.

- Esta seguindo os mesmos caminhos de seu pai... Angus não aceitava a liderança de Iurd... Era displicente... Assim como você... Será que não vê o que esta fazendo?

Neste instante Kiba entende o que estava acontecendo. Ele não havia mudado para forma Glabro. Ele era a copia nua e crua de seu pai. Angus Valentine.

- Não pode ser... Você tá errada...

- Estou?

Lauren começa a caminhar em sua direção, fazendo Kiba dar um passo para trás instintivamente.

- Se não é a liderança que esta buscando. O que é?

Kiba não tinha a resposta. Sua cabeça estava confusa e ele não conseguia pensar com clareza. Será que ela estava certa? Ele realmente planejava depor Julian?

A insegurança crescia no coração do Ahroun que só nota a proximidade de Lauren quando a mesma já tocava o ferimento em seu peito.

- Você não lembra de quanto sangue foi derramado por suas falhas Kiba? Seu pai matou uma família inteira... Você pretende fazer o mesmo com sua matilha?

Kiba fica em silencio por alguns segundos até que a resposta sai, quase inaliável de sua boca.

- Não...

Lauren o fita por alguns instantes e quando abre a boca para falar novamente Kiba ergue o olhar e a encara, fazendo a Portadora aquiescer:

- Eu vou PROTEGER minha matilha... Eu NÃO SOU meu pai... Eu não vou trair meus irmãos... Volte para seu lugar em minhas lembranças Lauren... E fique lá...

Por mais que Lauren tentasse, a confiança em si de Kiba não lhe permite desistir. O Ahroun avança com velocidade para cima de Pesadelo. Quando chega próximo do espírito, nota que estava novamente em sua forma de batalha. Um golpe rápido de Excalibur fere gravemente o maldito que relincha de dor. Visivelmente sua essência esvaia pelo corpo, bastava apenas alguns golpes para que a criatura encontrasse seu fim.

- AVANTE ESQUADRÃO! O INIMIGO ESTA CAINDO! VAMOS ACABAR COM ESSE MALDITO E AJUDAR NOSSOS IRMÃOS!

Off:

Kiba tirou 2 sucessos no teste de fdv (Força Interior);
Kiba causou 2 de dano ao Pesadelo;
Kiba recebeu 6 de dano contusivo pelo ataque do espírito.

_________________
Hominídeo - Ahroun - Presa de Prata - Anjos Guardiões - Inimigos da Wyrm - Cabana da Lua
Cicatrizes: Cicatriz profunda em forma de "/" no tórax e cicatriz superficial na altura do coração.
Carisma 03
Aparência 04
Raça Pura 05
Fúria 07
Idade: 17 anos
Altura: 1,70
Peso: 76kg
avatar
Kiba Valentine

Mensagens : 585
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Julian Kraken "Esquecido" (Hominídeo) - ESQUADRÃO DA FÚRIA

Mensagem  Julian Escott em Sex Out 03, 2014 8:14 am

* A mente de Julian se tornava cada vez mais caótica à cada batida de seu coração. Era como se o mundo além de desmoronar, estivesse sendo sugado por um buraco negro de sofrimento e loucura. Em meio a tudo isso, só o que sabia é que deveria continuar lutando. No fundo, talvez precisasse mostrar para as vozes na sua cabeça que elas estavam erradas.. mas estavam mesmo? *

" Para de pensar merda, seu maloquero filho da puta! "

* Tentava se repreender, mas as vozes não mais sussurravam, elas gritavam. Tudo o que Isaack Kraken dizia em sua mente, toda a culpa que uma Voz-de-Taranis imaginária lhe imputava, tudo aquilo deixava o Roedor de Ossos entorpecido. Talvez o medo de que tudo aquilo fosse verdade sobrepusesse a vontade de lutar ao final das contas, mas não agora, não enquanto ainda tivesse forças.. e o Roedor ainda tinha. Sente suas feridas serem curadas pelo avatar do Falcão conjurado por Remly e agradece mentalmente mesmo sem conseguir impedir que Pavor-Delirante inutilize o totem pessoal, derrubando-o o ao chão. Sabia que tudo poderia ruir em questão de instantes.. sentia sua estabilidade mental sendo drenada para longe e não encontrou solução além de avançar e destruir a fonte dos problemas. E era isso que faria naquele instante mas, ao avançar com sua lamina de gelo e gira-la em direção ao inimigo, vê que era seu pai quem estava no local onde antes o traidor estivera. *

" Não velho, esse não é você!!! E se for, eu vou até a porra do fim!!! "

* Apesar de alguma hesitação, Julian se convence de que tudo não passava de uma ilusão, embora estivesse a cada segundo mais difícil convencer-se disso. A espada descreve um arco horizontal que acertaria Issack Kraken no ventre e o rasgaria de uma extremidade à outra e talvez, mas num golpe rápido demais, as duas laminas se encontram com um tinir poderoso. Julian faz força para romper a defesa de um Coração-Valente imaginário mas a habilidade paterna era demais para si. Com extrema habilidade, Pavor-Delirante, que para Julian agora era a representação viva de seu pai, contorna o golpe de Julian com a própria espada e faz deslizar pela extensão da lamina de gelo com a rapidez de um relâmpago. A lamina inimiga pega Esquecido sem guarda alguma, em virtude daquela técnica assombrosa que o Roedor de Ossos nunca antes havia presenciado. Tudo o que enxerga era a imagem de seu pai lhe rasgando o rosto conforme a espada corta a carne e jorra sangue para os céus! Recua dois passos e balança a cabeça para evitar que o ferimento sangre sobre seu olho e obstrua sua visão. Estava fraco, estava abalado, e sabia que não havia mais tempo.. mas havia feito uma escolha. Seu próximo golpe, se ainda estivesse em pé, seria esmagador.. para o inimigo ou para si próprio. *

_________________
Julian Escott Kraken - "Esquecido"
Alfa da Esquadrão da Fúria e líder dos Roedores de Ossos da Seita
Ahroum - Roedor de Ossos - Adren

Aparência 5 (-2, cicatriz na face)
Fúria 6
Raça-Pura 0

Características notáveis:

- Uma série de cicatrizes de batalha que se evidenciam em seu peito, costas e ombro, sendo a mais notável um corte profundo que percorre sua face.
avatar
Julian Escott

Mensagens : 221
Data de inscrição : 16/02/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Matilha Esquadrão da Fúria

Mensagem  Narrador em Sex Out 03, 2014 9:14 am

O Pesadelo se preparava para avançar contra Cabelinho-de-Fogo. Era ele quem tinha encostado nele por último e seria o ataque natural, mas quando Kiba avança, o espírito se volta na direção do Presas de Prata com toda a Fúria que sentia por estar sendo derrotado e cospe uma rajada de fogo violenta que acerta em cheio o Presas de Prata.

Os membros das matilhas de apoio se aproximavam para ajudar no combate, mas também sofriam com alucinações e medo sobrenatural.

Falcão-Vingador, no entanto, depois do último golpe que levou fecha uma das suas mãos e se concentra. O Presas de Prata se coloca de pé. Não era possível ver nenhum vestígio de medo nele. Nenhuma hesitação. Estava imponente como era um Presas de Prata e dizia em tom duro com o inimigo:

'- Acabou, Pavor-Delirante. Ou você se rende agora, ou a Justiça de Gaia irá até você através da Honra de Falcão.'

O Falcão de Renly se desmaterializa antes que alguém o atacasse e o Presas de Prata segura com firmeza a Gran-Klaive, partindo na direção do inimigo. Os dois começam a duelar com as suas lâminas. Pavor-Delirante tentava acertar Renly, mas o Presas de Prata aparava os golpes e sempre incitava o contra-ataque. Parecia uma luta de igual para igual, o medo parecia ter sido expulso da mente do irmão de Wolfhere.


OFF GAME: Asa-Solitária tem que absorver 7 níveis de dano agravado por fogo.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mayra (Crinos) - Esquadrão

Mensagem  Mayra Hildebrand em Sex Out 03, 2014 2:15 pm

Um novo golpe de fogo do inimigo atinge a Ahroun que sente seus pelos se queimarem e depois mergulha no pior de todos os infernos. Ouvia, de longe, a canção de ninar de seu ursinho favorito. O mesmo que ela estava abraçada naquela maldita noite de Lua Cheia. Em pouco tempo, percebe que está enxergando e fica confusa.

*Como isso é possível? Não pode ser real?*

A Ahroun da tribo dos Fiannas estava no carro. No banco da frente, conversando sobre amenidades, seus pais. Era a terceira mudança que faziam, iam para uma cidade ao norte da Irlanda, onde havia um pequeno Caern dos Fiannas. Fazia tempo que a família Hildebrand não tinha um Garou nascido sob a Lua Cheia e com as possibilidades de Mayra, seus pais preferiram levá-la para um local mais tranquilo onde pudesse ser treinada com calma. Tudo estava indo bem, mas a Fianna sabia onde aquele filme terminava.

- Não! Não pode ser! Mãe! Pai! Parem esse carro. Parem...

Mayra tentava meter a mão no volante, mas seus pais não deixavam e brigavam com ela. Tentava mais uma vez, e novamente não. As lágrimas rolavam pelo rosto da Fianna que assiste diante dos seus olhos aquele momento que ainda a assombrava em pesadelos.

- NÃÃÃÃÃÃÃÃÃO!

O choque acontece. E na raiva a Ahroun avança e com dois golpes certeiros com suas garras termina de dar fim ao inimigo que não enxergava. No entanto, Mayra ainda era capaz de ver. Não o inimigo que derrubara, mas enxergava os corpos de seus pais no chão. Um impulso de vontade a permitiu atacar, mas sua mente estava totalmente perturbada enquanto seu corpo apresentava ferimentos de elevada gravidade.

A respiração ofegante demonstrava que suas forças estavam no fim, mas iria lutar até onde elas lhe permitissem.

_________________
Mayra Hildebrand - Voz de Taranis
Hominídeo / Fianna / Ahroun / Tuatha de Fionn
(Aparência 5 / Fúria 7 / Raça Pura 5)
**** Voz do Rouxinol ****
**** Magnetismo Animal ****

Cicatrizes de Batalha
* Cegueira dos Dois Olhos (provocada por um Rastejante Nexus)
* Cicatriz Profunda na altura do abdômen (provocada por um Ancião dos Dançarinos da Espiral Negra)
avatar
Mayra Hildebrand

Mensagens : 429
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Philip (Crinos)

Mensagem  Philip Telford em Sex Out 03, 2014 2:50 pm

O som do Nada abismal ainda perturbava o Theurge, o chamado para se jogar em direção do buraco infinito. Mas o dom de Kiba permitia Drink-no-Abismo a se segurar, se pudesse, tomaria mais um gole naquele momento, mas tava na hora de lutar. E com Fúria dispara duas flechas em Pavor-Delirante, visto que o Pesadelo havia sido derrotado.

A primeira flecha crava no Garou mas não o fere e a segunda passa raspando seu couro e se perde no fim da Colmeia.

_________________
Drink-no-Abismo
Fianna - Theurge - Hominídeo - Cliath
Fúria: 2
Aparência: 4 (1,90 - 100kg)
Carisma: 1 (carrancudo)
Sempre com um frasco de whisky a mão, seu colete do moto-clube e um facão na cintura
avatar
Philip Telford

Mensagens : 218
Data de inscrição : 23/05/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lixão de Santa Cruz

Mensagem  Hrist Thordsvedt em Sex Out 03, 2014 5:15 pm

A "matilha" de pequenos pesadelos voadores ainda atormentava Fúria-da-Justiça-Implacável que se contorcia para tentar livrar-se deles, passando as mãos pelo corpo, tentando arrancar com a boca os mais enfiados em seus pelos, pisava em insetos imaginários em uma exaustiva e aterrorizante epopeia contra seu medo mais enraizado: as baratas.

Mas não seria aquilo que iria pará-la, sua força de vontade era inabalável e ela não permitiria que seus medos mais profundos se interpusessem em seu dever. Nunca deixara suas obrigações de lado e esta noite não seria diferente.

Usando o resto das forças que ainda tinha, a Meia-Lua dos Fenris ataca o martelo em Pavor Delirante, o único que ainda estava em pé, porém não o acerta, passando entre ele e Julian e arrancando um rugido de frustração da Philodox enquanto recebia novamente o Martelo nas mãos...

_________________
Raça pura: 5 (Ascendente Notável: Filha de Gogol Fangs-First)
Aparência: 3 (Cicatriz na face esquerda, cega deste olho)
Fúria: 6
Qualidade Boa reputação (A de ser muito justa, porém muito rígida)

" Vingança não é um motivo valido, vingança é uma resposta emocional. Não, não é vingança: é punição."
avatar
Hrist Thordsvedt

Mensagens : 236
Data de inscrição : 19/04/2013
Idade : 30
Localização : Sampa City

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kiba Valentine (Crinos) - Combate na Colmeia / Lauren / Mayra

Mensagem  Kiba Valentine em Sex Out 03, 2014 10:15 pm

Kiba encarava o Pesadelo enquanto a essência do maldito se esvaia por todas a feridas em seu corpo. Tanto o espírito quanto o Presa de Prata estavam no fim de suas forças. Porem, como um "ultimo suspiro" a criatura lança um poderoso ataque que seria destinado a Cabelinho, mas muda seu alvo para o Presa de Prata.

O Ahroun é atingido em cheio e tem boa parte de seu corpo queimado. Depois de rolar alguns metros pelo chão o Garou fica observando Mayra dar o golpe final na criatura.

- Talvez seja melhor não levantar... Você já sofreu demais.

Kiba tosse enquanto se remexia no chão, tentando juntar forças para se levantar.

- Não... Ainda... Não... Acabou...

Com ajuda de Excalibur o Presa de Prata se põe de pé mais uma vez e, com grande dificuldade, caminha na direção de Mayra.

- Mayra... Fique calma... Isso... Não caia... Nisso... Vamos... Vamos dar um fim... Nesse maldito...

O Ahroun se aproxima da Beta da matilha e, com cautela, a segura pelo braço direito, guiando-a em direção ao combate final contra Pavor Delirante.

Off:

Kiba recebeu 3 agravados = 6 agravados;
Kiba recebeu 1 de fúria.

_________________
Hominídeo - Ahroun - Presa de Prata - Anjos Guardiões - Inimigos da Wyrm - Cabana da Lua
Cicatrizes: Cicatriz profunda em forma de "/" no tórax e cicatriz superficial na altura do coração.
Carisma 03
Aparência 04
Raça Pura 05
Fúria 07
Idade: 17 anos
Altura: 1,70
Peso: 76kg
avatar
Kiba Valentine

Mensagens : 585
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Pavor-Delirante x Matilha Esquadrão da Fúria | Matilha Ungidos | Matilha Alma de Gaia | Matilha Tropa de Elite [5º Turno]

Mensagem  Narrador em Sab Out 04, 2014 1:14 pm

Só restava um inimigo. E com certeza ele ia ser marcado como um dos piores que aqueles Garous já enfrentaram. À exceção de Yuran e Renly, todos estavam sob efeito sobrenatural de um medo que era a pior coisa que viviam. Alguns conseguiam lutar contra o que sua alma mais temia, mas mesmo assim aquele assombro sobrenatural fazia com que suas capacidades fossem ficando cada vez mais reduzida e todos tinham uma certeza: mais cedo ou mais tarde iriam sucumbir ao medo como havia acontecido com Kor.

Tentando controlar seu medo, Sombra-do-Abismo, Theurge dos Ukteans assume a forma Hispo e tenta acertar o que poderia ser um golpe final em Pavor-Delirante pois a batalha com Esquecido e Falcão-Vingador haviam o deixado muito ferido, mas ainda no ar, o Garou é acertado por uma das lâminas de Pavor-Delirante e seu corpo é dividido ao meio ainda em pleno ar. Era mais uma queda.

Dama-de-Fogo, Theurge dos Fiannas conjura um Elemental do Fogo que avança na direção de Pavor-Delirante e o tira do corpo a corpo com Renly. Pelos flancos, a Fenris Esmaga-Forath acerta um violento golpe com as garras que arremessa Pavor-Delirante para o outro lado. O Senhor das Sombras, no entanto, não se fere.

Antes que Kiba levasse Mayra, Sangue-Frio olha para a Fianna e cura todos os ferimentos dela. Kiba podia notar isso. E acontecia pela segunda vez. Mayra pensaria que fora curada pelo toque do Ahroun de sua matilha. Spyware tenta acertar um tiro em Pavor-Delirante mas erra, assim como Alma-Sangrenta que salta para acertar o inimigo mas é acertado pela lâmina que nem aconteceu com o Uktena. Alma-Sangrenta, no entanto, apesar de muito ferido estava vivo.

É então que Pavor-Delirante desaparece diante dos olhos de todos e surge, do nada, na frente de Ira-de-Bran. O Philodox dos Fiannas estava iniciando algum tipo de ritual e tem seu pescoço quebrado pelo Senhor das Sombras que recebe uma sequência de ataques de Tolerância-Zero completamente enfurecida. Os golpes da Fúria Negra não conseguem causar danos ao Senhor das Sombras que, recuando, retorna para perto de Falcão-Vingador que avança com sua Gran-Klavie e começa um novo duelo com o membro da Legião.

Pavor-Delirante tinha muita técnica, mas o irmão de Wolfhere era um mestre do Klavaiskar e com duas manobras rápidas desarma o Senhor das Sombras que, como último recurso para não ser morto, cospe uma gosma negra que atinge o rosto de Falcão-Vingador, fazendo o Presas de Prata largar sua Gran-Klavie e tentar desesperadamente tirar aquele troço estranho que, crescia em sua face e o impedia de respirar.


OFF GAME: Devido ao aumento do medo, as paradas de dados de todos os personagens, que já estavam reduzidas pela metade, são novamente reduzidas à metade. O teste de Força de Vontade com dificuldade 8 para não sucumbir ao medo ainda é necessário antes de qualquer ação.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kiba Valentine (Crinos) - Pavor Delirante / Mayra / Ex Esquadrão da Fúria

Mensagem  Kiba Valentine em Sab Out 04, 2014 3:02 pm

Só restava Pavor Dilacerante entre eles e a vitória. Faltava muito pouco. Mas assistir como aquele Senhor das Sombras traidor conseguia lutar contra tantos inimigos ao mesmo tempo era assustador. Algo repentino acontece com Mayra. Novamente Yuran usava seu estranho poder de curar a distancia. Como aquilo era possível?

- Vai leva-la pra terminar o serviço? Só sobrou Mayra e Julian da antiga Esquadrão da Fúria... Não é mesmo Amir? (Lauren)

O coração do Presa de Prata gela e Kiba não consegue prosseguir. A voz do amigo vem a seus ouvidos juntamente com um aperto no peito.

- Você não desiste mesmo não é? Será que uma vez não foi o suficiente? (Amir)

O Ahroun vira-se para encarar o Andarilho do Asfalto, mas logo vê que toda a Esquadrão da Fúria antiga estava ali. Amir, Pedro, Balik, Anksu, Ellen e Lauren. Todos diante de Kiba, encarando-o.

- Não pode ser...

- Mas é... (Pedro)

- Você disse que queria salva-los não é mesmo Kiba? Como? Do mesmo jeito que nos salvou? (Balik)

- Eu estive do seu lado quando Lauren morreu. Fiquei do seu lado quando precisou. Onde estava quando nos precisávamos? (Anksu)

- Você é um traidor covarde que não se importa com ninguém... Só consigo mesmo. Você esta usando esses Garous da mesma forma que nos usou. (Ellen)

- Covarde. (Pedro)

- Covarde. (Ellen)

- Covarde. (Amir)

- Covarde. (Anksu)

- Covarde! (Lauren)

O Ahroun chega a soltar Excalibur e levar as mãos aos ouvidos. As vozes em sua cabeça estavam lhe deixando louco. Kiba rosnava de raiva tentando tira-las de sua mente.

- Mayra... Você esta na direção do inimigo... Vou fazer ele gastar toda fúria que puder... Acabe com ele... Por favor...

As lágrimas começavam a correr pelo rosto do Presa de Prata quando ele solta Mayra e usa toda fúria que tinha guardado para se lançar sobre Pavor Delirante. Na pior das hipóteses, morreria, mas abraçaria aquele destino de bom grado.

Com um ataque com as garras o Ahroun atinge o peito de Pavor Delirante, mas não consegue rasgar a carne do Senhor das Sombras. As lágrimas e as visões só aumentavam o ódio que Kiba sentia, mas sua mente estava perturbada demais para planejar qualquer coisa.

Pavor Delirante tenta lhe acertar, mas Kiba consegue desviar do golpe com extrema facilidade. Um novo ataque do Presa de Prata passa bem longe de acertar o maldito.

- MORRE!!!

Kiba tenta um ultimo ataque, mas o Senhor das Sombra é mais rápido e lhe acerta bem no peito. Tudo fica silencioso de repente. Ainda sem entender o Ahroun olha para baixo para ver a garra de Pavor Delirante atravessando seu peito.

O Ahroun da alguns passos para trás e cai de joelhos diante do inimigo. Não tinha mais forças para lutar. Nem sentia mais que era capaz de qualquer coisa. A visão do Presa de Prata começa a ficar turva até que tudo que resta é o vazio.

Quando tudo parecia ter acabado, um rosnado gutural surge na garganta do Presa de Prata. Seus olhos estavam vermelhos e estava visivelmente descontrolado. Kiba havia sucumbido ao frenesi.

Off:

Kiba gastou 2 de fúria;
Kiba Não causou dano;
Kiba recebeu 2 agravados = 8;
Kiba reativou com 4 sucessos = 4 agravados;
Kiba ganhou cicatriz superficial na altura do coração;
Kiba entrou em frenesi.


Última edição por Kiba Valentine em Sab Out 04, 2014 5:27 pm, editado 3 vez(es)

_________________
Hominídeo - Ahroun - Presa de Prata - Anjos Guardiões - Inimigos da Wyrm - Cabana da Lua
Cicatrizes: Cicatriz profunda em forma de "/" no tórax e cicatriz superficial na altura do coração.
Carisma 03
Aparência 04
Raça Pura 05
Fúria 07
Idade: 17 anos
Altura: 1,70
Peso: 76kg
avatar
Kiba Valentine

Mensagens : 585
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mayra (Crinos) - Esquadrão

Mensagem  Mayra Hildebrand em Sab Out 04, 2014 3:32 pm

A Fianna guiada por Kiba e nesse caminho o Presas de Prata lhe cura. Não sabia que Kiba tinha o Toque da Mãe, mas fica agradecida pelo feito e diz isso ao Ahroun enquanto com ele caminhava:

- Obrigada.

Não se alonga pois estava cansada e no limite de suas forças. Ouve sons múltiplos de combate. Kiba fala com ela que estava na direção do inimigo e que ia fazer ele gastar sua Fúria. Concordava com aquilo e ficava muito feliz em se sentir útil mesmo com a deficiência. Em resposta às palavras do Presas de Prata, a Ahroun diz:

- Ok!

Estava pronta e tentava se concentrar, mas tudo muda de repente. Mayra estava na chácara e só haviam corpos. A Ahroun começa a andar e via um a um os membros que passaram pela sua matilha mortos. A esquadrão havia caído e ela não estava ali para ajudar. Em cima da mesa da cozinha, o corpo de Julian. As lágrimas de desespero rolam pelo rosto da Fianna que corre até o corpo sem acreditar. Quando via tocar o corpo, no entanto, não estava mais na Chácara. Estava numa reunião de tribo, mas a tribo parecia não lhe enxergar. Mas não era a tribo que não lhe enxergava, era ela quem estava cega e largada. Era um fardo e vivia como um. Em meio ao desespero, em uma superação da sua própria vontade, a Ahroun avança.

As garras de Mayra avança e acerta o inimigo que ela não enxergava. Se orientara parcamente pelo odor mais estranho que sentia. As garras rasgam a pele de Pavor Delirante e arranca um grito de dor. Era um golpe poderoso e letal, mas ao qual ele ainda resiste. Mesmo gravemente ferido o traidor usa suas garras e rasga a barriga da Fianna que cai no chão sangrando bastante enquanto seu coração se enchia de Fúria mais uma vez.

_________________
Mayra Hildebrand - Voz de Taranis
Hominídeo / Fianna / Ahroun / Tuatha de Fionn
(Aparência 5 / Fúria 7 / Raça Pura 5)
**** Voz do Rouxinol ****
**** Magnetismo Animal ****

Cicatrizes de Batalha
* Cegueira dos Dois Olhos (provocada por um Rastejante Nexus)
* Cicatriz Profunda na altura do abdômen (provocada por um Ancião dos Dançarinos da Espiral Negra)
avatar
Mayra Hildebrand

Mensagens : 429
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lixão de Santa Cruz

Mensagem  Julian Escott em Dom Out 05, 2014 7:43 am

* As visões e as vozes em sua cabeça alçavam patamares cada vez mais elevados. Sabia que não resistiria por muito tempo, se sentia fraco e cansado. O desespero sempre palpável parecia pronto a tomar seu corpo de assalto, e uma crescente vontade de se entregar ao inevitável surge. O que imaginava? Que poderia ser vencedor sobre a imagem de seu próprio pai, que conseguiria degolar aquele que dera tudo por um Roedor de Ossos abandonado? A verdade era que Julian fraquejaram tão logo avistara Isack Kraken diante de si, suas palavras ainda perturbavam sua mente: *

" Você não é digno do meu sangue! Não passa de lixo covarde! "

* Esforça-se a limites pessoais que nunca antes havia confrontado para ficar de pé. Capengando, chacoalha a cabeça para se livrar do terror e encherga por um instante Remly duelando com Pavor-Delirante de igual para igual. Outros diriam que havia beleza naquela cena, para Julian só havia desespero. Vultos voam a torto e a direito, Garous que lutavam e morriam, sangue que espirrava, mas nada importava.. O Roedor de Ossos nem sabia mais o que era realidade ou não. Sera que tudo aquilo terminaria mais rápido se se entregasse?! Talvez.. Mas não havia mais tempo para avaliar uma resposta porque em meio ao escarnio rancoroso de seu pai, una nova voz retorna a ecoar. Era uma voz doce, melodiosa.. era a voz que gostava de ouvir ao acordar: *

" Olha pra mim agora, seu desgraçado. Você sempre foi um covarde, porque nao ficou longe daqui quando fugiu e me deixou sozinha?! Você voltou e desgraçou minha vida, agora vai terminar de destruir toda essa matilha, não é?! Olha pros meus olhos e vê todo o bem que você me fez! "

* Esquecido obedece a voz em sua mente e levanta seus olhos para encontrar uma Mayra completamente devastada diante de si. Suas mãos estavam repletas de sangue e cinzas, seu corpo completamente dilacerado, os cabelos ruivos desgrenhados.. Mas o que mais chocava eram seu olhos. As olhos da Fianna agora eram orbitas vazias e escurecidas, sangue e algo gelatinoso escorrendo. Suas palavras se vão, assim como toda a esperança, conforme visão de pesadelos avança em sua direção e prossegue dizendo: *

" Esse foi todo o bem que te amar me trouxe, Julian. "Ate o fim" vc dizia, e era verdade.. Porque tudo o que vc toca morre e definha! Você é uma vergonha pra mim e pra nação. Eu nunca fui o fardo, você quem foi! "

* Julian chega a pousar um de seus joelhos ao chão e firma-se com a espada fincada no solo para não se deixar cair sem forças. Presenciar o rancor daquela que era a unica pessoa nesse mundo deturpado que ainda lhe importava era demais.. ser um fracasso era demais. Estava prestes a se deixar tombar sem energia quando o toque da lamina de gelo em suas mãos traz uma memoria forte o suficiente para romper por um instante aquela trama de pesadelos. Dessa vez era como se o verdadeiro Coração-Valente lhe estivesse falando: *

" Um dia eu não vou estar mais aqui.. por isso fique com essa espada. Ela está na familia há gerações, passada de pai para filho, e agora eu a estou passando à você. Essa é a lamina de gelo da familia Kraken, representa a força de nosso sangue.. e Gaia sabe, mas você vai precisar ser forte! "

* Inconscientemente as grandes mãos do Crinos branco se fecham em torno da empunhadura da espada com uma renovada firmeza. Tirando forças de onde acreditava não haver mais nenhuma, Esquecido grita e libera toda a ira que habitava seu peito: *

- ISSO É UM CARALHO DE UMA MENTIRA!!!

* Podia não ser a declaração mais genial do mundo, mas Esquecia rompia seus próprios limites ao brada-la. Rosnando incoerentemente, atropela a imagem de Mayra em seu caminho apenas para ve-la dissipar-se no ar enquanto salta contra Pavor-Delirante, estocando com a lamina de gelo para baixo. O golpe pega o traidor desprevenido em meio ao pesadelo que havia gerado e atravessa sua barriga com tamanha selvageria que a lamina atravessa-o por completo para se mostrar, sangrenta, do outro lado. O peso do golpe derruba Pavor-Delirante ao chão e Esquecido cai por cima sem nunca soltar a empunhadura da espada. Sangue espirra por todo o lado e jorra em turbulhao pelo chao. O Roedor de Ossos se esforça para levantar e retalhar o corpo caido até ter certeza de que o desgraçado estava definitivamente no inferno, mas o maldito se levanta dos mortos naquele exato instante, levando Esquecido a bradar sanguinolento: *

- MORRE FILHO DA PUTA!!! MORRE!!

* Julian retira a espada fincada profundamente no traidor e recebe nesse instante um golpe poderoso das garras do inimigo que se levantava em frenesi. As garras do traidor lhe rasgam o peito de fora a fora, mas agora o Roedor não se importava mais, nada mais importava alem de enterrar aquele desgraçado de uma vez por todas. Enquanto sangrava, usa as duas mãos na empunhadura da lamina de gelo para golpear de cima para baixo num golpe vertical que racha o cranio de Pavor-Delirante e se crava completamente em sua massa cefálica. Em meio a todo o furor do momento, Julian continua a empurrar a lamina que já estava completamente atravessada na cabeça do traidor até que o corpo tomba morto e sem vida. Arfando profundamente, Esquecido apenas se esforça para permanecer de pé apesar de toda a dor. Percebia que as vozes o haviam abandonado e que não haviam mais visões. Incrédulo e bastante esgotado, murmura para si próprio: *

- Acabou.. Puta que o pariu, acabou..

_________________
Julian Escott Kraken - "Esquecido"
Alfa da Esquadrão da Fúria e líder dos Roedores de Ossos da Seita
Ahroum - Roedor de Ossos - Adren

Aparência 5 (-2, cicatriz na face)
Fúria 6
Raça-Pura 0

Características notáveis:

- Uma série de cicatrizes de batalha que se evidenciam em seu peito, costas e ombro, sendo a mais notável um corte profundo que percorre sua face.
avatar
Julian Escott

Mensagens : 221
Data de inscrição : 16/02/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Matilha Esquadrão da Fúria

Mensagem  Narrador em Dom Out 05, 2014 11:02 am

Tão logo Pavor-Delirante cai, Renly é atacado pelo frenético Kiba que acerta as garras no peito do seu irmão de tribo arrancando um pouco de sangue do mesmo. O Ahroun, muito irritado, pega o cabo da Gran-Klaive e bate na nuca do Presas de Prata que cai no chão desmaiado. Sangue-Frio, se aproxima de Kiba e toca o Presas de Prata que acorda com todo seu dano curado. O Theurge estende a mão e diz:

'- Levanta, acabamos por aqui.'

O cenário era de destruição. As estátuas de pedra haviam se quebrado em meio ao combate e muitas poças de sangue podiam ser notadas por todos os lados. Falcão-Vingador diz a todos:

'- A Esquadrão da Fúria é a que teve menos baixa, vamos alocar os corpos nos carros das outras matilhas e ir até o Caern. Precisamos honrar os que caíram e cuidar dos feridos.'

Já se iniciavam as movimentações de retirada. O Clima, apesar da vitória, não era feliz. As matilhas tinham tido um enorme número de baixas naquela invasão. Após o fim do efeito do medo, Kor acorda na forma lupina roendo pedras para tentar ir embora. Tinha tido um ataque de medo e isso com certeza deixaria um Senhor das Sombras envergonhado.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kiba Valentine (Crinos) - Esquadrão da Fúria / Yuran / Todos na Cena

Mensagem  Kiba Valentine em Dom Out 05, 2014 12:51 pm

O Presa de Prata não se lembrava de mais nada, mas de repente a escuridão se desfaz e os olhos de Kiba se abrem mais uma vez.

Estava caído no chão e a primeira coisa que vê é a mão de Yuran estendida para ajuda-lo a se levantar. Tonto, mas sem cerimônias, o Presa de Prata aceita a ajuda do Theurge.

- Obrigado...

Finalmente de pé, Kiba começa a olhar em volta para ver o que aconteceu. Julian estava diante do corpo destroçado de Pavor Delirante e aquilo certamente da alivio ao coração do Presa de Prata.

Tinham vencido, mas como Renly deixa claro em suas palavras, a um preço alto. Agora era hora de seguir em frente e juntar os cacos. Muitos começam a se mover para preparar a retirada. Enquanto caminha até Excalibur e a recolhe Kiba diz:

- Temos que desativar a Pedra da Lua... E ter certeza que isso aqui não vai mais se tornar uma Colmeia.

Não falava a ninguém diretamente, mas falava em tom para que todos ouvissem. Se saíssem dali assim poderiam correr o risco de encontrar um comitê de boas vindas no dia seguinte.

_________________
Hominídeo - Ahroun - Presa de Prata - Anjos Guardiões - Inimigos da Wyrm - Cabana da Lua
Cicatrizes: Cicatriz profunda em forma de "/" no tórax e cicatriz superficial na altura do coração.
Carisma 03
Aparência 04
Raça Pura 05
Fúria 07
Idade: 17 anos
Altura: 1,70
Peso: 76kg
avatar
Kiba Valentine

Mensagens : 585
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue-Frio - Matilha Esquadrão da Fúria

Mensagem  Narrador em Dom Out 05, 2014 1:04 pm

Sangue-Frio comenta em resposta às palavras de Kiba:

'- Não se preocupem, eu vou botar esse lugar todo abaixo assim que sairmos daqui. Não vai haver mais colmeia e nem nada. Purificar um lixão é fora de cogitação, o melhor é dar um fim a esse templo profano subterrâneo.'
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kiba Valentine (Crinos) - Todos na cena / Yuran / Cabelinho

Mensagem  Kiba Valentine em Dom Out 05, 2014 1:48 pm

Kiba ouve a resposta de seu irmão de Tribo e acenando positivamente com a cabeça diz:

- Você tá certo... Beleza então...

Assim que guarda Excalibur novamente o Presa de Prata pensa em ajudar Mayra, mas acreditava que o melhor para fazer isso era Julian.

Felizmente o combate havia terminado, mas a noite estava longe de acabar. Caminhando na direção de Cabelinho o Ahroun diz:

- O corpo de Dimas no túnel... Acho que você é quem devia levar ele...

Tinha tido pouco tempo para conhecer o Theurge, mas pode perceber que ele e Cabelinho pareciam ser amigos. Sem ninguém em especifico para carregar o Presa de Prata vai até o corpo de Ira de Bran, que havia lhe salvado de ser queimado vivo pelo dragão, e recolhe seu corpo para ajudar na retirada.

_________________
Hominídeo - Ahroun - Presa de Prata - Anjos Guardiões - Inimigos da Wyrm - Cabana da Lua
Cicatrizes: Cicatriz profunda em forma de "/" no tórax e cicatriz superficial na altura do coração.
Carisma 03
Aparência 04
Raça Pura 05
Fúria 07
Idade: 17 anos
Altura: 1,70
Peso: 76kg
avatar
Kiba Valentine

Mensagens : 585
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Philip (Glabro) - Esquadrão

Mensagem  Philip Telford em Dom Out 05, 2014 3:35 pm

O Fianna vê o combate terminar, então ele percebe que todo seu medo desaparecera, o Abismo para de atraí-lo, ele não sabia ainda temer aquele lugar, mas talvez, só de ter vivenciado aquele lugar, automaticamente ele se transforma no seu maio medo, seja lá quem você seja.

Ele observa a situação da Matilha, ninguém estava em bom estado, seus erros tinham gerado alguns danos a muitas pessoas, Philip estava triste. Lentamente ele se aproxima de seu Alfa e o cura da maior parte dos danos com um toque da Mãe (4 agravados). Então ele abaixa em forma Glabro, ao lado de Julian e finalmente respira fundo, desde que a batalha começara não tivera esse tempo, agora precisavam se unir e juntar os cacos.

OFF: -1 de Gnose, curei 4 de Julian.

_________________
Drink-no-Abismo
Fianna - Theurge - Hominídeo - Cliath
Fúria: 2
Aparência: 4 (1,90 - 100kg)
Carisma: 1 (carrancudo)
Sempre com um frasco de whisky a mão, seu colete do moto-clube e um facão na cintura
avatar
Philip Telford

Mensagens : 218
Data de inscrição : 23/05/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lixão de Santa Cruz

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 21 de 24 Anterior  1 ... 12 ... 20, 21, 22, 23, 24  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum