Hotel Glória - bairro da Glória

Página 2 de 38 Anterior  1, 2, 3 ... 20 ... 38  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Narração - Guillermo Crow

Mensagem  Narrador em Qua Ago 06, 2014 10:13 am

Surpreso, o Lacaio diz:

'- Senhor, estou cumprindo as ordens que me deu. Apenas algumas horas se passaram. Não sei se o senhor se recorda, mas ainda sou um humano e possuo necessidades e limitações que o corpo e o organismo humano me impõem. Só vi suas mensagens agora, em que posso lhe servir?'
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hotel Glória - bairro da Glória

Mensagem  Convidado em Qua Ago 06, 2014 11:49 am

Guillermo percebe o choque na voz de seu Lacaio e isso era bom... O medo ajuda a mantê-los na linha...

Se havia aprendido algo ao lidar com colaboradores era isso... A vitae os prendia, mas não podia valer-se somente disso....

Preciso que não me deixe no escuro Sr. Cagliostro... Tenho muita fé nos seus préstimos mas esperava que sua vivencia já houvesse demonstrado que gosto de ser notificado passo a passo da movimentação dos meus auxiliares...

Anuvia sua voz para algo mais amigável e continua

Como anda o levantamento que lhe pedi? Causou-me estranheza o fato de Nicolas ter trazido informações que se amoldavam na missão que havia designado a vc...

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Guillermo Crow

Mensagem  Narrador em Qui Ago 07, 2014 1:21 pm

Estava assustado com a cobrança, e não escondia suas emoções enquanto respondia:

'- Senhor, perdão mas me parece extremamente lógico que estando eu afastado fisicamente para amprofundar-me nas missões que me passaste, um mensageiro leal pudesse lhe transmitir os resultados iniciais. Se eu ficar lhe informando de cada passo dado para cumprir o que me pedes, acabarei tendo uma noite com dois terços menos de produtividade. Se o senhor fizer questão, não terei problemas, apenas trabalho da forma que estou acostumado a conseguir maiores resultados.'
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Marie-Amélie - Eugênio & Guillermo

Mensagem  Marie-Amélie Bourdon em Sex Ago 08, 2014 1:00 pm

- Sim, recebi um telefonema dizendo que Boaventura saiu da cidade... Não sei o que houve, achei que o senhor poderia ter alguma informação. Bom, monsieur, estou atrasada para um compromisso, podemos falar disso mais tarde? Merci!

*Marie-Amélie despede-se de Eugênio e ruma para a sala onde é informada que Guillermo está. Trata-se de uma mulher de seus 40 anos, bonita, de grandes olhos verdes e aparência reservada e elegante, sobre sapatos Chanel de saltos imensos, sobre os quais parece flutuar, embora esteja bastante molhada. Ela dirige-se para o ventrue, falando um português hesitante com fortíssimo sotaque francês*

- Pardonnez-moi, monsieur Crow, por fazê-lo esperar tanto! Essa tempestade faz a orage de Brest parecer uma pleuviotte de primavera! Sou madame Marie-Amélie Bourdon, praetor do Rio de Janeiro. Está à vontade, falta algo ao senhor?

_________________
Carisma: 5
Aparência: 4
Idade aparente: 38
Altura: 1,65 m

Kentoc'h mervel eget bezañ saotret
avatar
Marie-Amélie Bourdon

Mensagens : 181
Data de inscrição : 16/12/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hotel Glória - bairro da Glória

Mensagem  Convidado em Sex Ago 08, 2014 1:15 pm

Guillermo estava satisfeito... Sentia que Cagliostro era honesto...

Muito bem Sr. Cagliostro... Termine seus afazeres da forma que entender melhor, mas espero que não permita que outro colaborador lhe atravesse de novo...

Percebe uma presença na sala e desliga o telefone....

Se vira nos calcanhares para cruzar os olhos com uma mulher de seus 40 anos, bonita, de grandes olhos verdes e aparência reservada e elegante, sobre sapatos Chanel de saltos imensos, sobre os quais parece flutuar, embora esteja bastante molhada...

Mesmo irritado com a demora da chegada de sua anfritriã, um sorriso delineia o rosto, não deixando transparecer seu descontentamento...

Avança pela sala para beijar a mão da Praetor e inicia o teatro que já fizera tantas vezes antes....

Madame Bourdon. Folgo em vela bem... Creio que essa chuva atrasou os planos de todos nos hoje.

A voz do Ventrue era melodiosa e preenchia a sala... Continua...

Estou muito a vontade... Seus coloboradores me foram por demais solicitos e atenciosos. Espero poder em um futuro próximo retribuir tamanha gentileza.

Prestando atenção de forma educada as roupas molhadas arremata

Acaso a Praetor deseje posso aguardar até que coloque algumas roupas quentes, temos algum tempo para conversarmos, creio

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Eugênio - Narração

Mensagem  Eugênio de Beauharnais em Sab Ago 09, 2014 6:22 am

A ligação é rapidamente encerrada e Eugênio se vê sozinho com a noticia da partida do primogeno. Ele permanece observando a chuva pela janela enquanto tenta processar as novidades. Depois de alguns minutos sua lacaia retorna para lhe informar que o carro estava pronto para sair. Sem demora Eugênio parte ao encontro do Sr. G.
avatar
Eugênio de Beauharnais

Mensagens : 101
Data de inscrição : 16/01/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hotel Glória - bairro da Glória

Mensagem  Convidado em Seg Ago 11, 2014 1:34 pm

Enquanto Guillermo aguardava a manifestação da Praetor, o Ventrue demonstrava estar interessado no bem estar da mesma.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Marie-Amélie - Guillermo

Mensagem  Marie-Amélie Bourdon em Ter Ago 12, 2014 4:54 pm

*Marie-Amélie inclina a cabeça numa gentil reverência quando Guillermo beija sua mão, com o mais encantador dos sorrisos*

- É um prazer conhecê-lo, monsieur Crow. Espero que sua estada no Rio de Janeiro seja a mais proveitosa, para seus interesses e os de nosso clã...

*Faz um gesto gentil, indicando uma cadeira para Guillermo e sentando-se em outra*

- Oh, não se preocupe, não é como se em nossa situação vamos attraper un rhume por tomar chuva... como se diz isso em português? Por favor, monsieur, faça-se à vontade, que negócios o trazem a esta cidade?

_________________
Carisma: 5
Aparência: 4
Idade aparente: 38
Altura: 1,65 m

Kentoc'h mervel eget bezañ saotret
avatar
Marie-Amélie Bourdon

Mensagens : 181
Data de inscrição : 16/12/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hotel Glória - bairro da Glória

Mensagem  Convidado em Qui Ago 14, 2014 12:47 pm

O Ventrue se acomoda no local que lhe fora indicado e presta bastante atenção nos trejeitos rebuscados da Praetor...

Aguarda ela mesmo se sentar e veste o seu melhor sorriso... Aquele que venderia gelo a esquimos e inicia.

Prezada Madame Praetor, voltei as terras de onde me originei... Estava cansado de coordenar meus negocios de longe... E já que a região se tornou mais aprazivel a pessoas como nós vi que era hora de retornar... O sabah pode ser bastante prejudicial a negocios licitos...

Se acomoda melhor e continua.

Tenho interesse em promover meus interesses e os do Clã nessa terra tupiniquim... Se me permite a franqueza entendo que temos um espaço bem amplo e desorganizado em que os verdadeiros lideres podem se mutuamente ajudar e lucrar, afinal os Ventrue sempre foram os alicerces da Torre de Marfim...

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Marie-Amélie Bourdon | Guillermo Crow

Mensagem  Narrador em Sex Ago 15, 2014 10:43 am

Uma funcionária pede licença e informa à Marie-Amélie, pedindo à mesma instruções de como proceder sobre, que o senhor François Carlent está na recepção e insiste em falar com ela e com o Sr. Crow.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hotel Glória - bairro da Glória

Mensagem  Convidado em Sex Ago 15, 2014 10:56 am

Enquanto falava uma serviçal adentra a sala...
Os olhos do Ventrue seguem a entrada da mesma, silenciando o final de sua frase.
O desconforto de Guillermo era aparente... Primeiro era deixado esperando, segundo sua reunião é interrompida... Pelo visto a Praetor não fazia muita questão de demonstrar respeito à Dignitas do Ventrue...

Quando finalmente toma ciência do assunto, Guillermo veste sua mascara de descompromisso e comenta com a Ventrue

Sra. Praetor Bourdon, não esperava sermos interrompidos... Até onde sei não informei a qualquer Membro onde me localizaria... Isso tudo é muito estranho, até mesmo para um Nosferatu

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Marie-Amélie - Guillermo

Mensagem  Marie-Amélie Bourdon em Sex Ago 15, 2014 11:55 pm

*Marie-Amélie senta-se, unindo as pernas elegantemente, e inclina-se para ele, apoiando o queixo nas costas das mãos com um ar muito interessado

- De fato, monsieur, infelizmente o Sabá ainda é uma realidade que teremos de combater no Rio de Janeiro se quisermos que nossos negócios prosperem em paz... *sorri* Eu sou uma negociante, M. Crow, tenho sido assim há séculos. A linguagem dos negócios é a que eu entendo. E um bom negócio, nessa linguagem, deve ser bom para os dois lados. Essa é a garantia de que eles vão continuar acontecendo...

*Abaixa as mãos e apoia-as castamente sobre um dos joelhos*

- O clã ventrue teve um grande abalo nas últimas noites, por uma série de motivos, inclusive... bêtises feitas por nossos próprios membros. Agora, temos a tarefa de estimar a situação antes de podermos mover nossas peças, se monsieur me entende...

*Então são interrompidos pelo funcionária. Por um instante, seu rosto mostra uma irritação quase incontida, antes de voltar a se revestir da máscara inquebrantável de polidez. *

- Também não esperava por isso, M. Crow, mas M. Carlent tem fama de ser um membro muito antigo, e nosferatus antigos nunca são desinformados. Eu não acharia tão estranho. Além do mais, há algo que precisamos fazer, eu e o senhor. Honrar a tradição conversando com a príncipe Linda, que é do clã de M. Carlent. Se importaria se o recebermos aqui antes de continuar nossa conversa?

_________________
Carisma: 5
Aparência: 4
Idade aparente: 38
Altura: 1,65 m

Kentoc'h mervel eget bezañ saotret
avatar
Marie-Amélie Bourdon

Mensagens : 181
Data de inscrição : 16/12/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hotel Glória - bairro da Glória

Mensagem  Convidado em Sab Ago 16, 2014 1:34 am

O Ventrue irresignado concorda com a Praetor...

Tradições primeiro, não é verdade? Apesar de entender que nosso Clã é mais adequado...

Se coloca em uma posição confortável na cadeira em que estava, e com um sorriso no rosto lança

Que venha o Sr. Carlent então, Madame Praetor

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

François Carlent | Linda Wilson - Guillermo Crow | Marie-Amélie Bourdon

Mensagem  Narrador em Sab Ago 16, 2014 8:46 am

Diante das respostas, a funcionária se retira e logo um homem acompanhado de uma mulher, ambos muito distintos, chegam na sala. Um arrepio percorre a espinha de Marie-Amélie e Guillermo e, assim que a porta se fecha ambos deixam cair sua ofuscação à dupla ainda desconhecida para Guillermo, mas já conhecida de Marie-Amélie: eram o ancião Nosferatu François Carlent e a Príncipe da cidade, a Nosferatu Linda Wilson quem estavam à frente dos dois. Com muita calma, Carlent comenta:

'- Espero que não se incomodem com a quebra da ofuscação, achamos melhor que uma conversa importante seja feita sem nenhum tipo de truque.'

Sorrindo, a Asquerosa príncipe de nome Linda olha para Guillermo e diz:


'- Você deve ser o Recém-chegado, não é mesmo? Imaginava que fosse vê-lo cumprindo alguns ritos no Ellisium nessa noite...'
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hotel Glória - bairro da Glória

Mensagem  Convidado em Dom Ago 17, 2014 2:11 am

Se levanta para receber os recem-chegados, como determina a etiqueta...

O arrepio que o Ventrue sentira é rapidamente dissimulado... Já estivera diante de nosferatus antes... A aparencia deles não o incomodava.. Ele sempre via o "quadro maior" e era isso que lhe chamara a atenção desde o inicio... Se Carlent e a Principe estavam ali, significava que tinham receio da atuação do seu Clã... Se não o fosse, porque a Principe se daria ao trabalho de fazer uma visita pessoal...

Mas, tambem, poderia ser uma cortina de fumaça... Estamos jogando um jogo bem perigoso, a mente do Ventrue raciocina.

A aparência da Principe não lhe incomoda e ele faz questão de demonstrar isso, com um sorriso no rosto

Sr Carlent, Principe Wilson, este não é meu refugio, no entanto digo-vos-lhes para ficarem a vontade em não permanecer ofuscados... Afinal somos todos adultos aqui e aparências não afetam bons negocios, não é mesmo Madame Bourdon?

Olha rapidamente para a Praetor e antes que esta respondesse afirma à Principe

De fato, Principe Wilson deveria ter comparecido ao Elisium para apresentar-me, como bem informei a Vossa Excelência que o faria algumas horas atrás, no entanto essa maldita chuva atrasou a todos nós... Nesse exato momento estava cumprindo o primeiro Rito... Estava me apresentando ao mais antigo do meu Clã, para que assim pudesse ser levado a sua presença.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

François Carlent | Linda Wilson - Guillermo Crow | Marie-Amélie Bourdon

Mensagem  Narrador em Dom Ago 17, 2014 6:29 am

Com um olhar Curioso, Linda parecia analisar cada movimento e palavra de Guillermo e com ela e Carlent já acomodados na sala, a Príncipe responde:

'- Compreendo... então isso quer dizer que a Casa do Cetro iria finalmente procurar o principado ainda essa noite? Essa é uma ótima notícia não é mesmo François?'

Carlent dá um sorriso e olha na direção de Marie-Amélie, aguardando um comentário da mesma.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hotel Glória - bairro da Glória

Mensagem  Convidado em Dom Ago 17, 2014 10:03 am

O Ventrue percebe o interesse de Linda Wilson... E cogita consigo mesmo, mais uma vez, o que faria a Principe deixar seus afazeres no Elisium e vir pessoalmente os encontrar, enquanto a Praetor responde, Guillermo observa os Nosferatu na busca de algum indicativo de que eles nao eram quem julgavam ser.

OFF: da pra rolar algum teste de percepção zero?

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Guillermo Crow

Mensagem  Narrador em Dom Ago 17, 2014 10:38 am

Observando dois membros que ele nunca havia visto antes, Guillermo não encontra nenhum indício de que eles não sejam quem dizem ser.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Marie-Amélie - Guillermo, Linda, Carlent

Mensagem  Marie-Amélie Bourdon em Dom Ago 17, 2014 4:32 pm

- Adequado ou não, não é nosso clã quem está à frente neste momento. Isso pode mudar mais para a frente, no momento, temos de respeitar quem está. Um conselheiro é tão valioso quanto um príncipe, desde que saiba se fazer ouvir. Pode ser até mais valioso, se puder controlar a quantidade certa de poder sem se expor ...

*Marie-Amélie não deixa seu tom cortês, mas por dentro começa a ficar impaciente. Primeiro a falta de formalidade ao telefone, agora o desrespeito à hierarquia. Definitivamente gostaria de saber o que aqueles ventrues da América andavam tomando...*

*Acena com a cabeça para que a funcionária traz os dois, mas assim que eles abaixam a ofuscação não consegue evitar desviar o rosto para o lado. Costumavam chamar a eles bretões de selvagens, de pouco sofisticados, mas nunca ocorreria nem ao quase intocável Le Goff pensar em ter uma conversa séria sem ofuscação. Claro, ele faria isso se quisesse pregar uma peça em alguém - como leonesa, ela não podia deixar de admirar o bizarro senso de humor do seu conterrâneo nosferatu -, mas numa situação grave pareceu vagamente desrespeitoso à ventrue, que demora alguns segundos para recuperar o sangue-frio. Volta-se então para Linda, obrigando-se a olhá-lo nos olhos, como devido pelo protocolo*

- Evidentemente, Mme. Wilson, a Casa do Cetro não deixaria de cumprir com as sagradas tradições. Apenas tivemos um contratempo, pois nosso primógeno nos deixou esta noite, de modo que agora cabe a mim responder por nossa Casa diante desse principado. Vim aqui conversar com M. Crow justamente para que pudéssemos cumprir todas as formalidades.

*Ocorre a Marie-Amélie o pensamento espirituoso de há quanto tempo não fazia o que estava prestes a fazer - decerto desde que aquela maldita anarquista derrubara o príncipe ventrue de Lorient, mais de cem anos antes. Brujahs, e os aliados de brujahs que compunham quase todos os principados da Bretanha, sentiam-se mais ofendidos que honrados com as formalidades dos ventrues. Mas seu senhor a ensinara bem. Deixando-se cair sobre os joelhos - a saia justa não lhe permite cair sobre só um deles, como fora ensinada -, toma a mão de Linda e, disfarçando como pode a repulsa, encosta os lábios a ela*

- Em nome do clã ventrue, venho colocar seus filhos sob a regência da prince Linda Wilson, reforçando nossos laços com a legitimidade e com a Camarilla, por todo o tempo vindo.

_________________
Carisma: 5
Aparência: 4
Idade aparente: 38
Altura: 1,65 m

Kentoc'h mervel eget bezañ saotret
avatar
Marie-Amélie Bourdon

Mensagens : 181
Data de inscrição : 16/12/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hotel Glória - bairro da Glória

Mensagem  Convidado em Dom Ago 17, 2014 11:56 pm

Por detras da mascara de cordialidade de Guillermo, se escondia a desaprovação ao ato da Praetor... Demonstrar fraqueza frente aos Nosferatu não estava nos planos do Ventrue... Aceitaria uma declinação em favor dos Ratos de Esgoto mas aquilo, a seu ver, era um pouco demais..

Tudo aquilo parecia um tanto estranho...

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Linda Wilson | François Carlent - Guillermo Crow | Marie-Amélie Bourdon

Mensagem  Narrador em Seg Ago 18, 2014 10:01 am

Linda sorri, enquanto Carlent foca sua observação em Guillermo. O Ventrue nunca tinha sentido nada parecido com o que sente quando começa a ser observado pelo ancião Nosferatu. O Sangue Azul sentia sua alma invadida, um arrepio na espinha e uma enorme sensação de desconforto. Enquanto isso acontecia, Linda responde para Marie-Amélie em um tom bem prático:

'- Oui, eu não esperava outra posição da Casa do Cetro. Apesar dos boatos, sabia que mesmo com a nova configuração, a aliança que tínhamos antes do acidente poderia permanecer. Vejo, inclusive, esse prédio, com alguns ajustes como uma boa opção para um Ellisium, caso seja do interesse da Casa do Cetro cuidar de tamanha importância junto à corte.'

Lança a proposta ao mesmo tempo que Carlent comenta com Guillermo:

'- E seus negócios, Crow, vão bem? Imagino que o retorno seja repleto de planos para a cidade, mesmo com a nova conjuntura.'

Era desagradável e gostava de ser. A maneira como a pergunta é entoada deixa a dúvida se o Nosferatu sabia ou não dos negócios do Sangue Azul.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hotel Glória - bairro da Glória

Mensagem  Convidado em Seg Ago 18, 2014 10:58 am

O mal estar dessa vez ficou gravado na alma imortal de Guillermo... O demonio em que se personificava Carlent, de alguma forma invadia o Ventrue, ou fazia assim parecer... Esses Nosferatus, tal qual os Ratos-de Esgoto, são escorregadios e o uso de seus dons podem ser dissimulados...

Já negociara com eles antes... Já estivera com Seres tão antigos quanto... Não galgara os degraus na Torre de Marfim a toa... A tática de ser desagradável já era conhecida...

Direciona sua atenção a Carlent, afinal se ele sabia de seu encontro com a Sra. Bourdon, poderia, muito bem, ter um relance da gama dos seus interesses...

Se a Praetor já houvesse se lenvantado Guillermo teria sentado e travado a conversa face a face... No entanto, nunca demonstre dissidência... Permaneceria de pé, por enquanto

Limpando sua mente de qualquer outra preocupação, direciona toda sua vontade naquela conversa que se travaria e sempre com um sorriso no rosto responde ao Nosferatu...

SR. Carlent, ele enfatiza, Meus negócios vão muito bem... Já os coordenava de longe e nunca tive qualquer empecilho quanto aos mesmos, mas agradeço a preocupação e o interesse.

A face de Guillermo demonstra um sincero agradecimento a atenção do Nosferatu... A ideia era deixá-lo confuso... e continua

De fato, tenho alguns planos para a Cidade, e em verdade, a atual conjuntura em nada os modifica, já que tenho interesse no progresso dos interesses da Torre de Marfim, na coadunação de esforços dos Clãs e na manutenção da Mascara, em prol de lucros mútuos.

e arremata

Creio que esses sejam os interesses de todos nós, não é verdade?


Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

François Carlent | Linda Wilson - Guillermo Crow | Marie-Amélie Bourdon

Mensagem  Narrador em Ter Ago 19, 2014 7:44 am

Com um sorriso irônico, Carlent apenas comenta com Guillermo:

'- Em teoria...'

O Nosferatu observa o ambiente por alguns instantes e fala com o Ventrue:

'- Eu espero que as palavras que todos querem ouvir sejam verdades que todos querem que se concretizem, assim poderemos retomar uma cidade caótica. O Principado pode, então, contar com suas influências para tal feito não é mesmo Sr. Crow?'

Fica encarando o Ventrue nos olhos, parecia não preocupado com isso como a maioria dos membros sempre se preocupava.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hotel Glória - bairro da Glória

Mensagem  Convidado em Qua Ago 20, 2014 12:46 am

Guillermo estava esgrimando retórica com um Nosferatu em um refugio de uma Ventrue que não dava a minima para o conceito de Dignitas enquanto uma torrente nunca dantes vista assolava o Rio de Janeiro e acima de tudo o Ventrue sorria...

Sr. Carlent...

A expressão do Ventrue era de um Senhor confrontado em sua honra mas que estava acima daquilo tudo... Crow se adianta pela sala e senta-se ao lado do Nosferatu, sempre mantendo o contato visual ja que ele fizera questão de travar...

Vejo que as maquinações inerentes a nossa raça imbuiram no senhor um receio em aceitar como verdadeiras palavras que acabei de afirmar... Todos nos temos agendas próprias é certo, mas tenha certeza que me fazer Principe e nesse ponto lança um olhar fugidio a Linda Wilson não está dentre meus interesses particulares...Todos queremos ordem nesta Cidade, e posso nesse ponto falar pelo Clã, já que com o Caos a que o Sr. se refere nossos negócios mundanos não geram os lucros esperados

e continua...

Pode ter certeza Sr. Carlent que usarei toda a influencia que for necessária para auxiliar a manter essa Ordem.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

François Carlent | Linda Wilson - Guillermo Crow | Marie-Amélie Bourdon

Mensagem  Narrador em Qua Ago 20, 2014 8:14 am

'- Que bom...' - comenta o Nosferatu, aguardando para ver como seguiria a conversa da Praetor do Clã Ventrue com a Príncipe do Rio de Janeiro.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hotel Glória - bairro da Glória

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 38 Anterior  1, 2, 3 ... 20 ... 38  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum