[CAMPO GRANDE] Parque Municipal da Serra do Mendanha

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

George Trevisan

Mensagem  George Trevisan em Qui Abr 09, 2015 10:44 am

George se alimenta, se veste e consegue encontrar armas diversas nos corpos mortos. Eram armas muito estranhas e que não pareciam necessitar de balas, na verdade não tinham espaço nenhum para balas. Iria analisá-las quando tivesse um local seguro para se proteger. O infernalista pega quatro pistolas e as esconde debaixo de suas novas roupas e começa a arrumar todos os corpos mortos para agradar seu mestre. Não poderia demorar muito, pois ainda precisava sacrificar alguém aquela noite para seu novo senhor Nahash.

Os corpos são alinhados em uma espiral perfeita, um corpo seguido do outro. Um aviso muito interessante para os outros soldados que provavelmente os encontrariam ali. Ao fim de seu trabalho, George deixa a Serra do Mendanha pela região Leste do Parque. Seu objetivo era Nilópolis.

_________________
George Trevisan
Carisma 3
Aparência 3
avatar
George Trevisan

Mensagens : 271
Data de inscrição : 26/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - George Trevisan

Mensagem  Narrador em Sex Abr 10, 2015 6:48 am

George não encontra problemas para o não tão curto caminho até Nilópolis.

OFF GAME: Próxima postagem deve ser feito no tópico [Baixada Fluminense] Nilópolis.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

[CAMPO GRANDE] Parque Municipal da Serra do Mendanha

Mensagem  Lázaro em Ter Jul 21, 2015 12:34 pm

Interações com Narrador.

O Gangrel encontra uma área livre de toda aquela praga que os homens brancos haviam feito. Poderia descansar ali pelo amanhecer.

Lázaro pousa no meio das árvores, se transformando em um enorme humano negro no mesmo instante que suas patas - ou seriam pés? - tocam o chão. Ele fareja o ar ferozmente, analisando as redondezas. Queria se certificar que não encontraria nenhum impecilho em seu sono. Assim, protegido, ele se concentra mais uma vez em sua vitae, afundando lentamente na terra. Seu corpo ia desaparecendo aos poucos, tornando-se uma simples lembrança naquele mundo. Abraçado a Mãe Terra, ele descansaria mais um vez, depois de um sono de quase cem anos. Esperava acordar na outra noite. Tinha muitas coisas para acertar naquele novo mundo que havia sido jogado.

1 ponto de sangue para Fusão com a Terra (Nível 3 de Metamrfose).

_________________
avatar
Lázaro

Mensagens : 66
Data de inscrição : 04/05/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

FIM DE NOITE

Mensagem  Narrador em Qua Jul 22, 2015 10:12 am

avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

[CAMPO GRANDE] Parque Municipal da Serra do Mendanha

Mensagem  Lázaro em Sab Set 12, 2015 6:00 am

Interações com Narrador.

Os pásssaros repousavam displicentemente sobre a terra úmida da Serra da Medanha, quando um movimento brusco os assustou, fazendo com que abrissem as asas e voassem para longe dali. Do local onde estavam, restou apenas uma pena movimentação de terra. Aparentemente, algo tentava sair de dentro de seu esconderijo. Mãos brotam da terra, impulsionando a saída do ser, que fazia o processo bem lentamente, como se alguém o impedisse de ser mais rápido.

Lázaro ainda estava muito ferido da explosão da noite anterior para conseguir fazer qualquer coisa em sua plena forma. Precisaria caçar para repor os ferimentos.

"Maldito filho de uma quenga! Eu devia tê-lo matado assim que o vi."

Que o Malkaviano aprodecesse no inferno. Tinha causado maus bocados para todos os Gangrel. Agora, Lázaro não tinha mais irmãos, excetuando Dandarah, que era mais teimosa que uma porta e não o queria escutar.

"Foda-se aquela vadia também! Eu só preciso dar um jeito de sobreviver nessa merda de mundo novo que me enfiaram."

Quando finalmente estava completamente fora da terra, Lázaro fareja o ar, como sempre fazia por hábito. O movimento o incomodava devido a queimadura no rosto, que agora era apenas mais uma entre as tantas que se espalhavam em seu corpo. Era realmente a hora de mostrar sua perícia em sobrevivência. O Gangrel olha para o céu, crocritando mais uma vez, como havia feito na noite passada. Esperava que algum corvo pudesse lhe contar o que tinha acontecido pelas redondezas enquanto ele estava dormindo.

Teste para O Chamado (Nível 2 de Animalismo), por favor.

_________________
avatar
Lázaro

Mensagens : 66
Data de inscrição : 04/05/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Lázaro

Mensagem  Narrador em Sab Set 12, 2015 8:40 am

Nenhum corvo atende ao chamado de Lázaro, que pode ouvir o barulho de passos se aproximando pela sua retaguarda.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

[CAMPO GRANDE] Parque Municipal da Serra do Mendanha

Mensagem  Lázaro em Sab Set 12, 2015 10:07 am

Interações com Narrador.

Nenhum corvo vem até o encontro do Gangrel, mas o barulho de passos chama-lhe a atenção.

"Merda!"

Lázaro se volta para a direção dos sons, já rosnando e mostrando suas presas. Aquela porcaria que caçou os seus ainda estaria por aí? Lázaro já tramava em seu interior o que poderia fazer caso as coisas ficassem feias, afinal ele estava debilitado demais para lutar.

.

_________________
avatar
Lázaro

Mensagens : 66
Data de inscrição : 04/05/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Dandara - Lázaro

Mensagem  Narrador em Seg Set 14, 2015 11:20 am

Quem se aproximava era Dandara que se mostra no campo de visão do outro Gangrel e diz:

'- E eu pensei que eu ia ser a única maluca a voltar aqui essa noite... que que ocê tem na cabeça? Porque nos persegue?'
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

[CAMPO GRANDE] Parque Municipal da Serra do Mendanha

Mensagem  Lázaro em Seg Set 14, 2015 1:52 pm

Interações com Dandara.

Dandara se revela do meio da floresta. Antes a louca do que um daqueles caras que invadiram a floresta. Lázaro se recompõe, já rebatendo a fala agressiva que a cainita destinava a ele:

-
E quem mais voltaria? Aqueles miseráveis que destruiram tudo? Só restou eu e você daquela porra toda que rolou aqui. E eu já disse: Se a gente não unir forças, vamos ser engolidos por esses humanos do 'djabo'! E quando eu digo "a gente", somos eu e você. Tu pode até torcer o nariz pra mim e achar que eu tô metido com aqueles branquelos, mas eu não tô não! Primeiro, que eu nem sabia de começo que eles eram cainitas; a minha intenção era me alimentar e ralar o peito dali. Eu, na verdade, nem sei porque entrei naquele trambique de metal lá... O que eu quero dizer, é que não podemos deixar que meia dúzia de mortais entrem nas terras de Zumbi, matem os nossos irmãos e saiam achando que venceram a guerra.

Lázaro esperava alguma resposta de Dandara, e esperava uma resposta positiva.

.

_________________
avatar
Lázaro

Mensagens : 66
Data de inscrição : 04/05/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Dandara - Lázaro

Mensagem  Narrador em Ter Set 15, 2015 10:30 am

Dandara continua a uma distância segura de Lázaro. Seus olhos analisavam o Gangrel e ela diz seca:

'- E o que ocê tá propondo? Sobramos só eu e tú...'
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

[CAMPO GRANDE] Parque Municipal da Serra do Mendanha

Mensagem  Lázaro em Qui Set 17, 2015 5:23 pm

Interações com Dandara.

A pergunta de Dandara acua o crioulo que, na ânsia dos seus pensamentos, não tinha realmente levado em conta a grande desvantagem que possuíam os dois. Ele pensava rápido, já havia sido colocado em uma sinuca de bico várias vezes e estava ali para contar a história:

-
Eu e tú. A coisa tá realmente feia. A sensatez me diz para procurar ajuda, mas eu não quero estender a mão praqueles brancos. Aquele irlandês e o cara-de-bunda-de-nenêm tem cheiro de bucha de canhão da Torre, com esses a conversa não pode nem ser pensada. Se eles também enfrentam essa cambada de mortal folgado, com certeza vão querer nossa ajuda apenas pra livrar a barra deles... Não, precisamos achar quem realmente vai entender a nossa luta. Bem, antes de "bater as botas" temporariamente, eu ajudava a comandar o Movimento Anarquista nessa cidade. A gente tocava o terror pra cima desses branquelos engomados e produtores desse café de merda... Você sabe como andam os Anarquistas aqui? Talvez seja por aí que precisamos começar.

O Gangrel não fazia ideia de como o movimento funcionava naquela época e naquela cidade, afinal ele não era engessado como a Camarilla, que era igual ali e na China. Esperava, ao menos, que os ideais fossem os mesmos.

.

_________________
avatar
Lázaro

Mensagens : 66
Data de inscrição : 04/05/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Dandara - Lázaro

Mensagem  Narrador em Sex Set 18, 2015 11:07 am

Dandara ouve toda a fala de Lázaro e diz:

'- Porra, tú fala demais...'

E, em seguida comenta:


'- Num gosto de puliticagem. Nem sei por onde anda esses branquelos aí. Acho que nem existi isso por aqui. Eu faço pulitica com minhas garras...'
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

[CAMPO GRANDE] Parque Municipal da Serra do Mendanha

Mensagem  Lázaro em Sex Set 18, 2015 1:47 pm

Interações com Dandara.

O Grangrel rosna diante da fala zombateira da mulher.

"Essa mulher tá me querendo tirar do sério mesmo..."

Mas, de fato, Lázaro andava falando demais. Era até típico dele, quando arrebanhava os jovens para a luta contra a burguesia decadente do Rio de Janeiro. Ver o brilho nos olhos daqueles que acreditavam na justiça de suas palavras era animador, algo que ele provavelmente não veria jamais. Muitos morreram por aquele ideal compartilhado. Mas, quando a Gangrel fala contra a politicagem, o crioulo precisou hesitar.

Parte dele, aquela que vivia das ações do passado, clamava por fazer a "pulitica com minhas garras" como ele sempre havia feito. Sem acordos, límpido como a água dos riachos. Entretanto, o fim que o Movimento levou; a sua nova escravidão perante os senhores brancos, agora cainitas; e o fim temporário que levara o fizeram perceber que agir apenas com pulsos poderia não ser o pensamento mais sensato:

-
O eu que durmiu nesse chão por cem anos quer dizer issu mesmo, Dandara. Gostaria de bater a poeira das sandáia e partir pra cima desses filhos da puta que mataram nossos irmãos. Mas foi esse pensamento impulsivo que já me fez ver o pessoau do meu sangue morrer uma vez. A genti tem que concordá: a língua dos branco é tão dolorida quanto nossas garra. Veja o que aquele cu aceso do John Smith fez. Chegou aqui querendo bater um lero e no fim levou tudo pros ares e chamou aquelas porras até aqui. Ele morreu, mas serviu pra alguma coisa nos planos daqueles mortais..

O Gangrel suspirou, balançando a cabeça e afastando os pensamentos negativos:

-
A primeira coisa que precisamos fazer é curar nossas ferida. Fodido do jeito que tou, não consigo fazer porra nenhuma. Não sei o que vai ser de nóis agora, mas sei que precisamos estar juntos, pelo sangue dos nossos ancestral que levamos nas veia. E sei que precisamos chutar as bundas desses infeliz...

Lázaro queria tanto quanto Dandara acabar com aqueles caras, mas a impulsividade mataria os últimos quatro pulsos que tinham. O crioulo tentava ser a cabeça da dupla, pensar com tranquilidade o que poderiam fazer.

.

_________________
avatar
Lázaro

Mensagens : 66
Data de inscrição : 04/05/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Dandara - Lázaro

Mensagem  Narrador em Sab Set 19, 2015 8:04 am

Dandara apenas responde:

'- Si ocê tivessi cortado a cabeça do branquelo, os homi de lata não tinha vindo até nóis e matado todo mundo...'

Cruza os braços séria. Não parecia ter propostas. Seu ar era bem arredio ainda.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

[CAMPO GRANDE] Parque Municipal da Serra do Mendanha

Mensagem  Lázaro em Qua Set 23, 2015 10:53 am

Interações com Dandara.

Lázaro ruge de novo diante das palavras da negra:

-
Devia mermo... aquele cu aceso fudeu tudo! Devia ter arrancado o pescoço dele assim que eu estava de "tanque cheio". Mas agora a merda tá feita e a gente precisa agir... beleza, tu não sabe nada dos Anarquistas... vocês não mantinham contato com nenhum outro Cainita na porra dessa cidade!? Num é possível que não exista nenhum nego que possa nos ajudar.


Aquele negócio dos Gangrel se isolarem estava se mostrando uma verdadeira porcaria. Nos seus tempos, Lázaro tinha consigo não só os seus irmãos de clãs, mas Brujahs, Malkavianos e até mesmo um outro Ventrue idealista. Sem ajuda eles não consiguiriam vencer os homens de metal. Precisariam de mais braços e Dandara precisava perceber isso.

-
O bagulho é sério, Dandara! Sem ajudá nóis não vai consegui derrubar nem três capanga desses fiho de quenga...

.

_________________
avatar
Lázaro

Mensagens : 66
Data de inscrição : 04/05/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Dandara - Lázaro

Mensagem  Narrador em Qui Set 24, 2015 9:58 am

Dandara comenta:

'- Num conheço ninguém... mas Zumbi falava di um tal de Lampião na Feira dos paraíba... dizia que ele era um dos único qui pudia si confia por aí... mas reclamava qui o cangaceiru era da Camarilla...'
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

[CAMPO GRANDE] Parque Municipal da Serra do Mendanha

Mensagem  Lázaro em Sab Set 26, 2015 5:49 am

Interações com Dandara.

Ouve o que Dandara diz é um alívio por míseros segundos, até ela revelar que o endiabrado era macomunado com a Camarilla, como provavelmente os dois caras de ontem o eram. Pelo visto, a Torre ainda tocava o terror por aquelas bandas.

"Tenho que pensar rápido... tenho que pensar rápido..."

Lázaro não tinha muito o que fazer, era a única opção  que tinha.

-
Acho que isso que temos pra hoje... Ondi fica esse diabo de feira dos paraíba? É muito longe daqui? O cara pode até ser da Torri, mas si o Zumbi dizia que o cabra era confiavel, então eu vou dar um olhada... Vamos fazer assim: eu vou encher meu bucho que esses ferimentos tão ardendo pra carai e depois eu vou atrás desse tal de Lampião. Podemos nos encontrar aqui mais tarde, um pouco antes do fim da noite?

Lázaro esperava que a mulher realmente aceitasse a sua proposta, eles não teriam chance se não tivessem ajuda. Talvez, não fosse Lampião a tal mão-amiga, mas ele poderia os levar para outras mãos mais aprazíveis.

.

_________________
avatar
Lázaro

Mensagens : 66
Data de inscrição : 04/05/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Dandara - Lázaro

Mensagem  Narrador em Qua Set 30, 2015 10:07 am

Dandara concorda com a cabeça.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

[CAMPO GRANDE] PARQUE MUNICIPAL DA SERRA DO MENDANHA

Mensagem  Lázaro em Qua Set 30, 2015 2:49 pm

Interações com Dandara.

Diante da confirmação silenciosa da irmã de clã, Lázaro se vira e segue seu caminho. Mesmo sem ter recebido o endereço, ele poderia muito bem descobrir onde ficava a tal feira. Sabia se virar. Mas, naquele momento, ele precisava caçar alimento para se curar.

Já afastado de sua companheira, Lázaro fareja o ar atrás de uma presa. Na serra da Mendanha havia de ter algum animal de maior porte que lhe servisse de alimento. Alimentado, teria arsenal suficiente para iniciar a sua gradual cura. Talvez não terminasse tudo aquela noite, mas precisaria estar o mais pleno possível.

"E eu ainda vou ter qui caçar uns par de calça pra usar... Puta merda! Esse lance de puliticagem é uma merda mesmu!"

Vai rolar um teste de caça de leve, eih...

_________________
avatar
Lázaro

Mensagens : 66
Data de inscrição : 04/05/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Lázaro

Mensagem  Narrador em Qui Out 01, 2015 10:34 am

Na floresta e nas imediações da mesma, Lázaro não encontra vítimas em potencial para sua caça.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

[CAMPO GRANDE] PARQUE MUNICIPAL DA SERRA DO MENDANHA

Mensagem  Lázaro em Qua Out 07, 2015 8:30 am

Interações com Narrador.

O fogo e a confusão toda deve ter afugentado todos os animais maiores, pois Lázaro não encontra nenhum para se alimentar. Teria que, mas uma vez, deixar os domínios verdes e se arriscar sobre o cinza daquela cidade. Teria que ter muito mais cuidado, mas era a única forma de curar suas feridas.

Assim, o crioulo segue para as fronteiras do parque, onde encontraria o primeiro contato com a humanidade carioca. Esperava encontrar uma presa fácil por ali.

Tem como rolar outro teste de caça já, Zéro? Se sim, poderia considerar que  Lázaro utiliza um ponto de Força de Vontade.

_________________
avatar
Lázaro

Mensagens : 66
Data de inscrição : 04/05/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Lázaro

Mensagem  Narrador em Qui Out 08, 2015 2:39 pm

Lázaro mais uma vez não tem sucesso em encontrar sua caça, não pareciam haver ninguém por perto dos limites da floresta. Teria que se aventurar mesmo na cidade...

OFF GAME: A Narração não permite uso de Força de Vontade em testes de caça. A Narração solicita que seja revisto o formato de mensagem para o Narrador nos posts, uma vez que ele está se assemelhando demais a uma fala por sua formatação.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

[CAMPO GRANDE] Parque Municipal da Serra do Mendanha

Mensagem  Lázaro em Sex Out 09, 2015 12:43 pm

Interações com Narrador.

Sem sorte em sua caçada, Lázaro se ver na obrigação de enfrentr a selva de pedra. Ele, enfim, vai descendo, ainda desnudo, em direção àquele mundo desconhecido. Havia vislumbrado um pouco dele na noite anterior e não havia gostado de nada. O que ele encontraria naquela nova noite?

.

_________________
avatar
Lázaro

Mensagens : 66
Data de inscrição : 04/05/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [CAMPO GRANDE] Parque Municipal da Serra do Mendanha

Mensagem  Narrador em Seg Abr 11, 2016 9:23 am

avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [CAMPO GRANDE] Parque Municipal da Serra do Mendanha

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum