Caern de Cura Nível 5 - Floresta da Tijuca - Totem: Unicórnio

Página 38 de 40 Anterior  1 ... 20 ... 37, 38, 39, 40  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

End-Bum - Arautos do Trovão / Narração

Mensagem  Convidado em Qui Jun 13, 2013 11:11 pm

Assim que se pôs na formação ordenada, virando-se novamente para as tropas inimigas, viu surgir de lá talvez a criatura mais medonha com que já teve de se deparar desde que nasceu. Como se o demônio não fosse suficientemente apavorante, o chão ainda tremia  sob os pés do Andarilho junto com o início daquela aparição. Graças a um equilíbrio incomum, não teve problema em se manter de pé enquanto fitava as expressões de seus companheiros numa tentativa de comparar seu pavor com o dos demais.

Ainda ponderava sobre a melhor forma de não confrontar a entidade invocava quando Ethan sugere uma formação dentro da formação de Danniel, Bruno fita o Alpha em busca de decifrar possíveis reações adversas para só então decidir se acataria a ideia. Felizmente não precisou usar seu poder de dedução, pois o Fianna verbalizava seu desgosto, passando novas ordens seguidamente.

Flexionou levemente as pernas, passando a andar com o rifle em mira constantemente, virando-se juntamente com a arma para todo lugar que decidia olhar, exatamente como um soltado exaustivamente treinado. Antes de decidir sobre um alvo, entretanto, passou novamente os olhos nos demais, focando-se com especial interesse na situação de Helene e John, que lutavam contra seus maiores inimigos.

Aparentemente o confronto geral havia se mostrado menos complicado que imaginara, pois seu irmão tribal já levava alguma vantagem sobre o Zumbi à medida que podia ver os resultados da conjuração salvadora a que Sylvia havia se dedicado, e mesmo esperando por uma aparição inusitada, arregalou os olhos em postura assustada quando um trovão rasgou os céus estrondosamente. Aquilo havia prendido seu olhar por mais tempo que deveria, mesmo assim, antes de virar-se de vez assistiu outra cena de sublime motivação, John separava com as próprias mandíbulas, a cabeça de Head-Shot do pescoço: “Ahahaha... Isso aí caráleo! O muleque manda bem!!”

Logo, voltou a se concentrar nos seus deveres, mirando em um fomor que atendesse aos critérios de proximidade e poder bélico. Um conjunto de disparos certeiros explode inicialmente no peito do maldito, subindo até sua face e fazendo-o tombar enquanto Bruno já procurava o próximo, girando o tronco com o rifle em mira. Um segundo Fomor, esse mais resistente, também tomba ante duas rajadas precisas de tiro.

-------------------------------- OFF --------------------------------
- 2 de fúria

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Vento-da-Montanha (crinos) - Arautos/Todos perto

Mensagem  Vento da Montanha em Qui Jun 13, 2013 11:52 pm

O clima esquentava cada vez mais. Flechas e projéteis cruzavam o ar, e agora uma outra criatura da Wyrm surgia diante da Arautos: um Thunderwyrm irrompia do solo e fica perto de Jimmy.

Mark não se deixa abater por isso e, ao notar que John se encaminhava para enfrentar Jimmy, parte para o combate com o Thunderwyrm. Não seria fácil, mas seu augúrio queimava em seu coração e sua alma clamava por aquela atitude.

Então, Vento-da-Motanha salta em direção à maldita fera, se preparando para chutá-la. Contudo, no último instante ele muda seu ataque: havia fintado um chute para então tentar rasgar a carne daquela criatura. O ser não sofre nada com o ataque e tenta morder o Portador, que esquiva. O Ahroun então busca o que seria a 'nuca' do Thunderwyrm e o acerta, causando um estrago considerável na fera, motivando um urro de satisfação no Garou.

"- Aaaaaaaaaaaaaaaaaaarrrghhhh!"


OFF:


5 agravados no Thunderwyrm

_________________
Mark Thompson - Vento-da-Montanha
Portador da Luz Interior - Hominídeo - Ahroun - Cliath - Campo do Zéfiro
Fúria: 5
Aparência: 1
avatar
Vento da Montanha

Mensagens : 40
Data de inscrição : 11/04/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Matilha Titãs

Mensagem  Narrador em Sex Jun 14, 2013 6:24 am

O Theurge Fenris acena positivamente que curaria Olhos-que-Riem e os dois seguem para o local. Chegando lá, o Fenris se surpreende com o que vê e, imediatamente toca e cura todos os ferimentos - removendo também a cicatriz - da lupina e se prepara para avançar na direção do espírito, mas para ao ver que seu irmão já estava resolvendo aquilo da maneira Fenris.

O Wendigo levantava e ia na direção de Ira-de-Thor, tentando morder o Fenris que se esquivava e acertava o espírito com martelo. Jatos de Gnose espirravam para todos os lados. O Fenris causava muito dano no espírito que começava a dar sinais de que seria vencido. Enquanto batia, Ira-de-Thor, responde para Meet:

'- Tudo bem Meet! Vocês estão de Parabéns! Veja se todos estão bem e sigam para o Leste! É por lá que a maior tropa da Wyrm está entrando... o perímetro daqui está bem guardado, assim que acabar com esse Wendigo, eu seguirei para lá também...'

O Wendigo joga uma rajada de gelo em Ira-de-Thor. O golpe acerta em cheio no Fenris que acaba indo um pouco para trás, mas arremessa mais uma vez seu martelo, que acerta em cheio na cara do Wendigo e joga o espírito mais uma vez ao chão. A batalha estava muito vantajosa para o Fenris, isso era nítido. Ira-de-Thor podia ter todos os defeitos do mundo mas ninguém poderia negar o grande guerreiro que ele era.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Arautos do Trovão

Mensagem  Narrador em Sex Jun 14, 2013 7:06 am

Se era guerra de Theurge que Sylvia queria, o Theurge dos Dançarinos não iria arregar. Ainda protegido, o Theurge invoca mais um espírito para a batalha. O chão se abre e dele surge uma criatura que parece um crustáceo, mas bem maior e assustador. Era um verdadeiro monstro que lembrava crustáceos colossais, com projeções quitinosas cobrindo suas carapaças vermelhas escuras. Ele tinha múltiplos tentáculos com espinhos afiados. Seu corpo exala vapores e, assim que chega, ele já começa a ir na direção da matilha, mas é atingido por um raio de Avô Trovão que o joga para longe.

Avô Trovão olha para Sylvia sério. Como sempre, seu humor não era dos melhores e o espírito diz:

'- Sua ousadia me orgulha, Feiticeira-das-Sombras. Ela pode te levar muito longe, mas também pode ser o caminho mais rápido para te levar à morte. Devia levar sua matilha até Pangéia para me conhecer. Para que ela aprendesse o porquê deveria me honrar e não me encher de vergonha...'

O Totem olha para Danniel, o alfa, e diz:

'- Além de cuidarem melhor do meu avatar que vos abençoa...'

Avô Trovão segue andando e olha para Ethan e fala, sério e ríspido:

'- Você já foi melhor... falta atitude... e seu cheiro está me incomodando...'

O patrono dos Senhores das Sombras passa por Bruno, que é o último com quem ele interage. O Totem olha sério para o Ragabash dizendo:

'- Gosto de você, End-Bum, não mais do que gosto de Feiticeira-das-Sombras, mas gosto de você. Seria um bom Senhor das Sombras se quisesse...'

O Totem encara John que sente um calafrio na espinha e parte pra cima do espírito que tinha acabado de ser invocado e era visivelmente mais forte que o Thunderwyrm. Avô Trovão lançava raios que fazia com que a criatura recuasse enquanto ele avançava para chegar até ela. 

A formação da matilha de ataque é quebrada por um raio que Avô Trovão joga no meio deles. O Theurge vai bem mais para trás, recuando, enquanto os demais avançam. O Theurge parecia desenhar algo no chão, longe do alcance de qualquer um que estivesse atacando corpo-a-corpo e bem difícil de ser acertado por quem tivesse atacando à distância.

Com uma lança, um Dançarino ataca Danniel, agindo em Fúria e furando ele com sua lança que suga mais uma vez a vontade do Fianna. Os dois arqueiros se mantinham à meia-distância e atacavam com Flechas Sylvia que, por duas vezes, se esquiva por muito pouco. 

Os Fomores, agora, formavam uma linha intermediária entre o ThunderWyrm, o Dançarino de Lança que lutava com Danniel e os Arqueiros. Um dos Fomores dispara vários tiros, acertando End-Bum. As balas explodem e queimam. Eram de fósforo branco. Causavam dano considerável. O mesmo acontece com John, atingido por outro Fomor que atacava de longe.

Com o impacto dos tiros em John, por uma brecha que se abre, Adan é atingido pelos tiros que o acertam em cheio. A munição queimava e causava muita dor no Filho de Gaia. O último dos Fomores tenta acertar Ethan, mas este erra o tiro por completo.

O Thunderwyrm se preparava para atacar Vento-da-Montanha, que tinha a coragem de se por a lutar contra a criatura, mas a iniciativa era do Portador da Luz Interior. Helene e Destempero-da-Fúria também ficam cara a cara, com iniciativa de combate para a Fúria Negra.

INICIATIVAS

Dançarino 23 x Bardo-Forasteiro 17
Destempero-da-Fúria 33 x 34 Ira-de-Ártemis
Thunderwyrm 14 x 16 Vento-da-Montanha

OFF GAME: Danniel tem que absorver 6 de Dano Agravado e perdeu 1 de Força de Vontade. Bruno tem que absorver 5 de Dano Agravado. John tem que absorver 8 de Dano Agravado. Adan tem que absorver 9 de Dano Agravado.



Última edição por Admin em Sex Jun 14, 2013 10:38 am, editado 1 vez(es)
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sylvia (Crinos) - Arautos

Mensagem  Sylvia Capuleto em Sex Jun 14, 2013 10:30 am

As palavras de Avô Trovão são ao mesmo tempo motivo de deleite e de preocupação para a Senhor das Sombras. Ela nota como ele ia falando com alguns membros da matilha. Cobrava do Alfa o bom trato com o avatar que abençoava a matilha. Cobrava mais atitude de Ethan. E até elogia... Bruno. Sylvia fica satisfeita. Sua invocação havia sido perfeita e um grande espírito estava ali, para lutar ao lado dos Arautos do Trovão.

O Theurge da outra matilha então invoca um outro espírito. Mais forte que o primeiro e isso não era um bom sinal. Sylvia ia começar já a invocar um novo espírito mas então ela nota que tiros atingem End Bum. A Senhor das Sombras, imediatamente ao notar que o Ragabash dos Andarilhos era alvejado, pega sua arma e  dispara um tiro certeiro que estoura aos miolos da criatura que atirava em Bruno. Era menos um inimigo. Sylvia, então, volta para sua posição falando com Danniel:

- Temos que dar um fim no Theurge, não posso ficar invocando vários espíritos. Se começar uma invocação em série vamos acabar destruindo o Caern...

Chamar um ou outro espírito para ajudar, acontecia, mas um atrás do outro era muito arriscado. A Theurge, que usara sua Fúria para atirar, volta a começar um processo de invocação. Se eles tinham dois espíritos, eles teriam que ter dois, mas não era prudente que aquele jogo continuasse dessa forma.

_____________________________________
1 de Fúria p/ 2 Ações (atirar + começar ritual)

_________________
Sylvia Capuleto "Feiticeira das Sombras"
Adren / Hominídeo / Theurge / Senhores das Sombras
Voz Encantadora / Magnetismo Animal
Aparência 05
Raça Pura 05
Fúria 02
avatar
Sylvia Capuleto

Mensagens : 408
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Guardião-Escarlate (crinos) - Todos na cena com Wendigo

Mensagem  Guardião Escarlate em Sex Jun 14, 2013 1:32 pm

A batalha estava intensa. Ataques de ambos os lados eram desferidos de forma voraz.
Em um dado momento, Sarah é pega pelo Wendigo. Um ódio queima no interior do Garra Vermelha que se projeta para ir em auxílio da Fenris, que era um dos Garous daquela seita que era mais próximo ao lupino. Mas mal tem tempo para reagir, e algo incrivelmente rápido atinge em cheio o braço de Wendigo: Ira-de-Thor havia chegado.

Sentiu um alívio pela companheira de matilha estar liberta. Mas Ira-de-Thor tinha um jeito que incomodava o Ahroun de pelos vermelhos. Após Ira-de-Thor perguntar sobre como estavam, o Garra Vermelha apenas acena com a cabeça em sinal positivo.

Guardião-Escarlate não tinha como negar a enorme capacidade do Fenris em batalha; era realmente muito poderoso, e estava acabando com o maldito espírito canibal. Espírito este que, num acesso mor de fúria, liberou uma rajada de gelo contendo um ar de gelar a espinha. Instintivamente, o lupino cobre seu rosto com as mãos, e o frio nada lhe causou. Ira-de-Thor fala então para que a Titãs partisse para outro ponto do Caern que estava sendo atacado. O Garra Vermelha acena com a cabeça e olha para Danniel.

Sarah uiva o nome do lupino e se aproxima dele, para curá-lo. Realmente estava nos limites que seu corpo poderia aguentar, mas não deixaria um combate.

"- Obrigado, Vingança-de-Freya! Você combater muito bem também! Você estar bem?" - diz o lupino, aguardando a resposta da Theurge e o sinal do alfa da Titãs para que partissem.

_________________
Guardião-Escarlate - Lupino Ahroun Cliath dos Garras Vermelhas
Manchas (vermelho mais forte) em forma de chamas indo do torso até a cabeça e nas patas.Fúria: 6
Aparência: 1
Raça Pura: 3
avatar
Guardião Escarlate

Mensagens : 70
Data de inscrição : 27/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Vento-da-Montanha (Crinos) - Arautos/Todos por perto

Mensagem  Vento da Montanha em Sex Jun 14, 2013 1:47 pm

O Thunderwyrm se prepara para atacar o Portador, que não dá tempo para a maldita criatura da Wyrm e realiza outra vez uma manobra de combate tradicional de sua tribo ao saltar em direção ao adversário fintando um chute e, no último instante, ataca com suas garras novamente numa região que seria a 'nuca' do Thunderwyrm.

No entanto, Mark, ainda no ar, parece se concentrar, direcionando sua Fúria para realizar um ataque mais forte no seu inimigo. E assim o faz de forma bem sucedida.


"- AAAAAAAAAAAAAAARGHHH!"

As garras de Vento-da-Montanha rasgam a carne da criatura, que urra de dor e se vira tentando engoli-lo. A criatura fora lenta demais, culminando numa fácil esquiva do Ahroun, que salta para o lado. O Thunderwyrm estava muito próximo da morte, o que pode ser notado pelos estragos causados pelas garras de Vento-da-Montanha e pela coragem do filho de Quimera em enfrentar aquela besta da Wyrm sozinho.

OFF:

4 de Dano Agravado no Thunderwyrm (falta só mais um! \o/)

_________________
Mark Thompson - Vento-da-Montanha
Portador da Luz Interior - Hominídeo - Ahroun - Cliath - Campo do Zéfiro
Fúria: 5
Aparência: 1
avatar
Vento da Montanha

Mensagens : 40
Data de inscrição : 11/04/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Isack - Sarah

Mensagem  Convidad em Sex Jun 14, 2013 4:27 pm

Isack observa a mão de Sarah irradiar preparando-se para a cura e fica realmente impressionado... pelo jeito bruto e coração mole da Theurge. Ela era linda mesmo em Crinos.

"Auuuuuuuuu auuuuu isso sim é mulher... será que ela passa a mão em mim também?"

Organizando seus pêlos para evidenciarem as marcas de queimadura causadas pelo jato de gelo do Wendigo, IsackNewton, o poeta das ruas, aproximou-se de Sarah enquanto curava o Ahroun e disse:

-É... - ele simulou numa falta de jeito - to mei zuado também Vingança de Freya...esse filho de macumba me congelou até os ossos...

Ele exibe as partes queimadas de seu fucinho e peito.

-Tem como dar uns passe pra mim também?

------------------------------------------

Off. Galera, acho que não postei, o Isack levou 4 agravado do jato de gelo. Sarah... compadece de mim? rsrsrs

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Sarah (Crinos) - Meet / Isaacnewton / Guardião Escarlate

Mensagem  Sarah Paulsen em Sab Jun 15, 2013 6:21 am

A Fenris terminava de curar Guardião Escarlate e ouvia as palavra do Lupino, que elogiava seu desempenho em combate. Aquilo deixa a Fenris muito satisfeita e, expressando o mais próximo de um sorriso que era capaz de expressar na forma Crinos, responde lembrando de seus graves ferimentos:

- Eu vou ficar bem....

A Fenris, então, já ia seguindo pra Meet quando Sombra do Beco pede um "passe" pra ela. A Garou olha para o Roedor e apenas responde para ele, deixando claro que ela sabia quem estava ferido e tinha elencado prioridades para a cura, até porque sua gnose não era eterna:

- Prioridades, Sombra do Beco, primeiro os Ahrouns que serão nossa linha de frente. Já resolvo seu problema.

Quando chega próxima a Meet, a Fenris toca as feridas do Presas de Prata e, com sua Gnose devidamente canalizada, cura todos os ferimentos do Alfa e, indaga ele logo após terminar de curá-lo:


- Sente-se melhor?

Com a cura completa, Sarah faz um gesto com a cabeça, chamando Sombra do Beco pra perto. Agora sim poderia curar o Roedor. Sua gnose estava no fim, ainda poderia curar mais dois Garous.
_________________________________
Sarah cura todo dano sofrido por Meet
1 de FV no Toque da Mãe

_________________
*Sarah Paulsen, Vingança de Freya*
Impura - Cliath - Crias de Fenris - Valquírias de Freya
Deformidade: Sentidos Hiperaguçados
Cicatriz: Superficial no Ombro Esquerdo
Aparência: 05
Fúria: 06
Raça Pura: 04
Qualidade: Físico Impressionante
avatar
Sarah Paulsen

Mensagens : 121
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Isack - Sarah

Mensagem  Convidad em Sab Jun 15, 2013 8:05 am

Um pouco escoriado ele se aproxima de Sarah, mas ainda de olho no Wendigo. O bicho apanhava mas ainda tava de pé e era impossível nao admirar a força de Ira de Thor. Ele vira pra Sarah e pergunta antes de ser curado:

-Ou, na moral, como vc consegue tipo ser forte assim e ainda curar os outros?Sempre escutei que os Fenris sao grandes guerreiros - ele aponta com o dedao para Ira de thor - Mas até os Theurges? Caraca meu... seis tudo janta "Nabolizantes"? Po ensina nóis ai... preciso por umas carne nesses osso aqui.. - ele aponta para o próprio corpo.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Olhos que Riem (Hispo) - Voz do Trovão / Titãs

Mensagem  Convidad em Dom Jun 16, 2013 7:47 am

A Lupina aceita satisfeita a cura que recebe do Lua Crescente, e decide que gosta dele. Até mesmo chega a sentar-se ao seu lado, pensando em assistir o restante da luta em paz e distante, perto de alguém que pudesse curá-la novamente se algo ruim acontecesse, mas então se lembra que tinha algo pra fazer e rapidamente da uma cabeçada fraca nas pernas de Voz do Trovão, chamando sua atenção e sinalizando para continuar seguindo-a até onde estava o restante da matilha.

Era realmente muito rápida, mas chegando lá ela para, patinando e apressadamente se vira para Sarah que é para quem diz, apontando com o focinho o Theurge dos Fenris que trouxera consigo:

- OLHOS-QUE-RIEM TRAZER THEURGE COMO FENRIS MANDAR!

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Meet(Hispo) - Ira-de-Thor / Sarah / Theurge / Xena / Titãs

Mensagem  Convidado em Dom Jun 16, 2013 8:44 am

Após os cumprimentos e coordenadas do Cria de Fenris, Meet acena positivamente, virando-se para juntar-se à matilha com novas instruções. Entretanto, antes que se afastasse, fitou novamente Ira-de-Thor, dessa vez por cima dos ombros à medida que torcia levemente o tronco na mesma direção: “E... Obrigado!” Reconheceu, antes de enfim caminhar para mais próximo à matilha.


Curvou-se nas quatro patas, assumindo a forma Hispo em plena caminhada, onde se pôs mais próximo da matilha. De lá, assistiu a aproximação de Sarah seguida da Lupina que se reportava à Theurge. 


Inicialmente, olhou desconfiado para a filha de Fenris antes de lembrar-se por que ela estendia as patas como quem procurava alcança-lo. Logo entendeu do que se tratava e apenas fitou o chão, concentrado-se na formidável energia de Gaia que lhe sanava as feridas por intermédio da Theurge. Sentia-se mais próximo da Mãe, pensando com mais clareza em seus deveres para com a matilha à medida que recebia aquela benção: “Sim... Obrigado!” Disse para Sarah, aparentando relativa calma.



A passividade em sua face não durou muito tempo quando voltou seus olhos para a lupina causadora de confusões, dando um passo para mais próximo e fitando em seguida o Theurge desconhecido: “Felizmente a situação parece controlada agora...” Olhou em direção à batalha de Ira-de-Thor e o Wendigo, fazendo breve referência: “Peço desculpa por tomar seu tempo com as merdas que nós mesmos geramos! Mas se eu puder aproveitar sua disposição em ajudar, gostaria de pedir um auxílio para os ferimentos de nossa Theurge...” Logo, tem sua atenção novamente voltada para a Garras Vermelhas, a quem remeteu olhar frio e raivoso, acompanhado de leves contrações por todo o focinho: “Sua ajuda custou uma vida, e enfraqueceu toda a matilha! Não ouse qualquer ação parecida enquanto não nos acertarmos sobre isso! Nada de invocações, nada de ancestrais... ou prometo, largo qualquer dançarino para enforcar você com suas próprias tripas... entendido?”

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

End-Bum - Arautos do Trovão / Todos

Mensagem  Convidado em Dom Jun 16, 2013 10:01 am

Ao perceber que seria alvejado, Bruno cobre a face com o antebraço da mão desarmada, movendo-se para um dos lados simultaneamente, numa tentativa de esquivar-se. Entretanto, o fomor não parecia tão idiota, e acompanhou a movimentação do Ragabash, acertando-lhe o tiro justamente no braço erguido: “O caralho, filho da puta queria arregaçar minha cara!”

O Impacto fez End-Bum recuar alguns passos, causando apenas escoriações superficiais. Se apressou então para recompor a linha de formação da matilha, que ia cada vez mais avançando sobre o campo inimigo. No caminho, encontrou naturalmente os alvos que havia tombado, mas, ainda respirando.

Ocupou-se em pisotear as cabeças dos malditos, como um esmagador de nozes. Os miolos gosmentos banharam ambas as pernas do Ragabash, que, após ter recolhido a arma de uma das criaturas, arrastou o pé pelo solo à medida que caminhava, numa tentativa de livrar-se da gosma que poderia fazê-lo escorregar. Enquanto o fazia, empunhava ambos rifles como se fossem pistolas, mirando no aglomerado inimigo em busca de encontrar novo alvo.


A essa altura, novas surpresas que iam surgindo, como o segundo espírito da Wyrm invocado, não causavam mais tanto horror ao Lua Nova, já relativamente calejado com o caos da batalha.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Lúcia (Crinos) - Meet

Mensagem  Lucia Dweight em Dom Jun 16, 2013 12:51 pm

Lúcia não tinha o que dizer ou fazer. A situação era clara e Meet a tinha sob controle. Cabia, agora, a Philodox ficar alerta e a postos. Enquanto a matilha começava a se preparar para seguir ao comando do Alfa, a meia lua se concentrava na sua ligação com Zeus e dizia:

- Zeus, quero a leitura completa da região leste do Caern.

O computador não tarda em enviar uma série de dados. O combate ali parecia causar menos estragos do que onde estavam agora, mas as leituras de manifestação de poder eram muito grandes e, diante disso, a Meia Lua fala para Meet:


- Nosso computador central tá mostrando grandes leituras de poder na região leste. Precisaremos mais do que nunca de equilíbrio, formação e da sua liderança.

A Philodox busca um tom assertivo na sua fala. Simpatizava com a liderança de Meet e tentava passar isso para ele, colocando-se sempre ao seu lado e reafirmando-o como líder daquela matilha.

_________________
Lúcia Dweight "Links Aleatórios"
Forsten (Posto 2) / Hominídea
Philodox / Andarilhos do Asfalto
Interruptores Aleatórios
Aparência: 5 / Fúria: 4
Raça Pura: 0
avatar
Lucia Dweight

Mensagens : 98
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Adan Dimitri (Crinos) - Arautos do Trovão

Mensagem  Adan Dimitri em Dom Jun 16, 2013 2:58 pm

O Filho de Gaia não acreditava no que via diante de seus olhos. Provavelmente acharia que era mais uma exagero dos Fiannas beberrões caso tivesse ouvido essa historia em uma Assembleia ou coisa do tipo, mas, infelizmente, era real.


As criaturas surgiam e se não fosse pelo Totem da matilha ter aparecido era bem provável que estariam em grandes apuros.


Adan, que estava um pouco mais atrás da linha de frente, tinha uma melhor visão do campo de batalha do que Danniel e por isso conseguia analisar o que aconteceria se continuassem assim.


Depois de levar um violento tiro no meio dos peitos e que atinge superficialmente seu rosto, o Filho de Gaia se apoia com dificuldade no bastão. Se não fosse pela resistência a dor que tinha ativado era bem provável que estaria no chão neste exato momento. Depois de se recompor e enxergando parcialmente agora que seu rosto estava ferido ele diz:

- Danniel precisamos avançar!! Se ficarmos parados aqui esses fomores vão acabar conosco!



O Filho de Gaia aponta a mão para os malditos fomores que haviam atirado e lança um grito ao ar com todo seu vigor:

- Satanás!!!!

Depois do grito TODAS as armas de fogo pararam de funcionar inexplicavelmente. O Filho de Gaia então leva a mão ao rosto ferido e diz:

- Parei todas as armas de fogo por algum tempo... Precisamos ser rápidos!



Off: Adan levou 5 agravados = 6 agravados;
Adan ganhou 1 de fúria;
Adan usou Perturbar Arma = Todas as armas de fogo param de funcionar por 2 turnos.


Última edição por Adan Dimitri em Dom Jun 16, 2013 6:42 pm, editado 1 vez(es)

_________________
Hominídeo - Philodox - Filho de Gaia
Cicatrizes: Cicatriz profunda no abdômen.
Carisma 05
Aparência 02
Raça Pura 00
Fúria 03
avatar
Adan Dimitri

Mensagens : 168
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Olhos que Riem (Hispo) - Herança-Selvagem / Voz do Trovão - Sarah / Titãs

Mensagem  Convidad em Dom Jun 16, 2013 4:45 pm

A lupina abre os olhos amarelados, surpresa com a reação de Meet. Por que ele estava brigando com ela? Não gostava do Theurge que ela trouxe? Ele concordou em ajudar...ele curou Olhos que Riem! Porque ela não invocara espírito algum, ela era Sem Lua! E por pedir ajuda a um ancestral ele não poderia puni-la, poderia? A Fenris já a punira por isso, ela não entendera muito bem, mas Uivo do Vento a ensinara a obedecer os mais fortes e antigos...

O alpha fala que vai abandoná-la para a Wyrm para ser sacrificada e isso a deixa assombrada. Ele não era seu alpha? Não era um Lua Cheia? Ele não deveria proteger? Nitidamente assustada, a lupina coloca o rabo entre as pernas e se afasta alguns passos para trás, olha para o Theurge Fenris que viera com ela e para Sarah, as orelhas baixas... Só então diz, seu medo a deixava agressiva e ela não queria seguir em frente com alguém que a jurava de morte abertamente:

- Olhos que Riem trazer Theurge para ajudar! Olhos que Riem não sabe invocar espírito, olhos que Riem não ter lua! Se alpha não quer ajuda de Olhos que Riem, então Olhos que Riem não vai ajudar.... mas se Guerreiro quer sacrificar loba, então Guerreiro não é melhor que a Corruptora. Vingança de Freya bateu em Olhos que Riem porque ancestral dela estava aqui, mas alpha quer matar ela por coisa que ela não fez! Você não bom alpha, não vou deixar você machucar Olhos que Riem.


"...Ou você vai se arrepender muito, seu macaco em pele de lobo. Vai sim."

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Helene (Crinos) - AA Traidor

Mensagem  Helene Rios em Dom Jun 16, 2013 5:39 pm

Helene tinha diante de si um inimigo muito mais forte que ela. A Fúria Negra não tem tempo de trocar de arma até que seu adversário chegue e, imediatamente, analisa onde seria possível o seu melhor golpe. A Ahroun avança com suas garras sobre a barriga do seu inimigo, que tinha ali um ponto vulnerável, passando as garras e tentando rasgar aquela pele que, dura como o Aço, não sofre nenhum dano, mesmo com toda a potência do Coup de Grace da Ahroun.

A resistência do seu inimigo surpreende Helene que é imediatamente atacada pela adaga do seu adversário, mas consegue usar a manobra Ação Evasiva para se desviar e seguir para o flanco do oponente, ao qual ataca com uma violenta mordida que arranca parte do ombro do inimigo que grita de dor e recua por um instante. Havia algo sobrenatural que dificultava que Helene acertasse ele, mas com a ajuda do Coup de Grace, Helene dera um golpe violento e importante naquela batalha.

Bastante ferido, o inimigo avança contra Helene com sua Adaga pela segunda vez, mas Helene consegue de novo esquivar do golpe do seu inimigo que tinha maus Fúria que ela e insistia nos ataques. Sempre com a adaga em punho, Destempero da Fúria tenta acertar Helene que dá um pulo pra trás, evitando o golpe no último instante. No limiar de sua Fúria, o Ahroun inimigo, muito irritado, avança uma última vez com a Adaga do Dente que trazia em mãos e que dessa vez, acerta Helene no abdomem. A Fúria Negra grita de dor ao sentir que além de cortar, aquela adaga lhe mordia, causando um imenso dano. A Ahroun vai para trás comas as mãos no ferimento. Estava tão ferida quanto seu inimigo que parecia ter vantagem àquela altura do combate.

______________________________________
2 de Força de Vontade p/ Coup de Grace (2x)
Dano causado = 6 Agravados
Dano recebido = 6 Agravados

_________________
Helene Rios - Ira de Ártemis
Adren - Mulher - Ahroun
Fúrias Negras - Amazonas de Diana
Aparência - 5
Fúria - 6
Raça Pura - 4
avatar
Helene Rios

Mensagens : 107
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

John Montecchio "Punhos-de-Aço" (Crinos) - Sylvia/ Adan/ Mark/ Danniel/ Todos/ Thunderwyrm

Mensagem  John Montecchio em Dom Jun 16, 2013 7:22 pm

John tinha recuado um pouco após ser atingido pelo golpe do "Jimmy" perguntando para Danniel e Adan sobre aquele ferimento que tinha deixado sua carne da perna preta, nojenta e necrosada. Para sua surpresa, Sylvia se manifesta rapidamente dizendo que depois resolvia aquilo. A Theurge pedia foco no combate, pois era obviamente impossível fazer alguma coisa no meio de toda aquela confusão. John tinha consciência disso e o motivo da sua pergunta era justamente saber se teria tempo para resolver esse problema depois daquela batalha, caso saísse vivo. Fez um aceno positivo para Sylvia indicando gratidão e  que tinha entendido. Contava com a ajuda dela depois, afinal, a Theurge tava muito ocupada fazendo desenhos no chão e falando a língua dos espíritos.

" Tsc... quem diria... Talvez ela se preocupe comigo, quem sabe..."

Rapidamente, escutou Adan dizendo para se aproximar já que não poderia sair do posto dele. Se aproximou do Filho de Gaia, sentiu a mão sendo colocada em seu ombro e suas dores serem aliviadas quase que instantaneamente. Durante a cura pode ver um chifre de unicórnio surgir na testa do Philodox e depois desaparecer. Estava curado, porém a mancha preta persistia no ferimento. Preferiu não deixar se amedrontar por causa daquilo para não perder o foco da batalha. Adan, após terminar sua cura vendo também que aquela mácula continuava, deu algumas informações para John, que acenava com a cabeça enquanto respondia.

- Obrigado, Adan! Já que minha vida está nas mãos de Gaia, vou dar meu máximo aqui!

John estava muito agradecido pela cura e pela atenção do Philodox. Era verdadeiramente um irmão de batalha, como todos estavam sendo ali. Seguiu seu conselho e voltou logo para formação. Estava pronto para batalhar novamente. De relance, viu Vento-da-Montanha partir para cima do Thunderwyrm. Não demorou muito para Sylvia invocar nada mais, nada menos que o Avô Trovão, seu Totem. Ficou incrédulo assistindo o chão abrir para o Avô Trovão, que aparentemente não estava em seus melhores dias. O espírito antes de começar a fazer seu trabalho, dava um puxão de orelha em cada um, e para John, somente um olhar frio e horripilante foi o suficiente. John sentiu um calafrio percorrer toda sua espinha e uma leve tremedeira nas pernas. Seu Totem sabia como fazer alguém sentir medo. Não demorou muito para o Avô Trovão soltar um raio no meio da formação inimiga espalhando todos para longe. Nesse momento pode ver outro Espírito surgir, graças ao Theurge inimigo. Era parecido com um Caranguejo gigante. Dois contra um era muita covardia, apesar da astúcia do Avõ Trovão.

" Mais um?! Mas que, caralho... desse jeito vai ficar foda! O Caern vai virar pó... "

Antes que pudesse pensar no próximo alvo, John é atingido por umas balas explosivas de um dos Fomores. Por sorte os tiro não foram letais, mas tinha sido ferido. Um dos tiro pegou no ombro esquerdo do Ahroun fazendo derramar mais sangue. Com o impacto do tiro, John é empurrado um pouco para o lado, deixando Adan totalmente exposto, que foi alvejado por esse Fomor. John imediatamente soltou um grunhido de preocupação com o garou.

- Adan!!!

Isso fez com que mais uma vez a fúria falasse mais alto no garou. Era inadmissível ser atingido de uma distância daquela, e mais do que isso, não gostou nenhum pouco do Adan ter sido atingido por sua causa. Sua função ali na linha de frente era proteger os que viriam atrás. Acabou falhando. Nesse momento escutou Adan dizendo para Danniel que precisavam avançar para diminuir a distância entre os Fomores. John concordou completamente com a opinião do Philodox. Se preparando para avançar e comunicando o Alpha que iria fazer isso, rosnou alto o suficiente para que Danniel pudesse escutar.

- Danniel!! Se ficarmos aqui esses Fomores vão foder com a gente!!

Não esperou para ver qual era a decisão do Líder. Ele estava ocupado demais com seu inimigo. Não tinha tempo suficiente para isso e não havia muitas opções nesse momento. Viu Mark atacando o Thunderwyrm em uma sequência quase perfeita de um salto seguido de um ataque com as garras. Não conseguiu entender como aquele espírito estava vivo depois de um golpe quase fatal desferido por Vento-da-Montanha. Na intenção de ajudar, como estava bem próximo do Ahroun, partiu pra cima do Thunderwyrm. Ao chegar bem perto da criatura, golpeou na transversal na altura do pescoço. Sentiu o sangue quente daquela besta esparramar pelos ares. O Espiríto logo caí no chão totalmente imóvel e sem vida. Tinha ajudado a finalizar aquela criatura horripilante com a boca suficientemente grande pra engolir um carro. Olhando para Mark rapidamente certificando que a saúde do garou estava boa, soltou um grunhido forte e incentivador.

- Pra cima deles, irmão!! Vamos! Têm mais ali na frente!

John fitando o Fomor que tinha acertado ele e Adan, saiu disparado correndo em direção ao desgraçado. Não ia deixar que ele saísse impune e faltava bem pouco para chegar perto. Seu próximo alvo era ele e somente lamentava por ter tão poucos inimigos restando agora. Enquanto corria gritou para a matilha toda.

- Avançaaaarrrrr!!!

Não pretendia em momento algum ultrajar as ordens do Alpha, mas dada a condição ocupacional de seu líder e também no calor da batalha, acabou soltando um grito de guerra que parecia mais uma ordem.

_________________________________
OFF Game:
John levou 02 de Dano Agravado.
10 de Dano Agravado no Thunderwyrm. Laughing
Thunderwyrm is dead.

_________________
Ahroun - Andarilhos do Asfalto - Cliath - Espertinhos

Aparência 05
Fúria 05
Magnetismo Animal / Ambidestria.
Cicatriz no pescoço em formato de "S".[/b]


"Apenas é digno da vida aquele que todos os dias parte para ela em combate."
avatar
John Montecchio

Mensagens : 250
Data de inscrição : 13/04/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caern de Cura Nível 5 - Floresta da Tijuca - Totem: Unicórnio

Mensagem  Danniel Jacks em Dom Jun 16, 2013 8:09 pm

BARDO FORASTEIRO - ARAUTOS / NARRAÇÃO


A situação para a Arautos estava bastante complicada, eles tinham muitos inimigos e a situação estava pendendo para o lado dos Garous Maculados, o número era praticamente o dobro da arautos e eles estavam tendo bastante dificuldade em avançar, tendo em vista que o Theurge estava invocando mais espíritos para o combate, o foco mudaria, acertariam o theurge a longa distancia.


Danniel vê seus companheiros serem atingidos, ele também era atingido e novamente sentia sua vontade se esvair, ele sente a lança penetrar em sua carne, a dor era escruciante e fazendo mais um esforço o garou tenta acertar seu oponente que com bastante velocidade esquiva de seu ataque, o Dançarino mais uma vez investe contra o Fianna e mesmo com aquela dor incomodando, Danniel se esquiva com facilidade do ataque.


John toma uma iniciativa um tanto característica dos Ahrouns, queria ir mais a frente no combate, mas eles precisavam matar o Theurge urgentemente, então encarando seu oponente, Danniel apenas brada para os que tinham alcance longo:


-'End Bum! Ethan! O Theurge rápido!!'


Offgame:


2 de fúria
-1 de fdv

_________________
Hominídeo - Ahroun - Fianna - Irmandade de Herne
Aparência 05
Raça Pura 05
Fúria 05
Característica marcante: Voz do Rouxinol
avatar
Danniel Jacks

Mensagens : 359
Data de inscrição : 27/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Madame Satã (Crinos) - Titãs - Ira de Thor - Wendigo - Voz do Trovão

Mensagem  João Maria de Sant'Anna em Dom Jun 16, 2013 9:42 pm

Madame ainda estava ferido e sentia isso em seu corpo. Debilitado, ele percebe que Sarah curava Guardião Escarlate e logoem seguida Isaack pede que ela o curasse também. João a olha de canto de olho, estava ferido e tinha que dar o braço a torcer para que a Theurge o curasse também. A Theurge era osso duro de roer e Madame se pergunta se ela não estava no augúrio errado, era muito mais parecida com um Ahroun do que uma Theurge propriamente dita.
 
Ira de Thor dá os parabéns a matilha e aquilo demonstrava que o Fenris possuía certa humildade. Um meio sorriso aparece na face em Crinos de Madame que aparentava que o Philodox apenas mostrava os dentes.
 
”O garou está ganhando meu respeito. “
 
A resposta de Sarah para com Isack fora direta e ela se dirige a Herança Selvagem para curá-lo. Realmente a prioridade ali eram os Ahrouns. Depois ela chama sombra do Beco para perto de si para curá-lo. Olhos que Riem volta para a matilha acompanhada de um outro garou. Meet parecia não ter gostado muito das ações dela. E pelo que pode ouvir de Sarah, Olhos que Riem que havia causado toda aquela confusão. Meet tem uma fala dura para com a novata, uma atitude normal de um Alpha e pede ajuda ao garou, provavelmente Theurge que acabara de chegar. Madame se dirige a Voz do trovão com respeito:
 
-Desculpe...mas poderia me curar também?
 

Não que ele não quisesse pedir ajuda a Sarah, mas que preferia que ela guardasse sua gnose para mais tarde caso precisassem. Lúcia dá algumas informações a Meet e Olhos que Riem fala novamente onde poderia ter ficado calada. Madame fecha os olhos em Crinos e suspira fundo. O ar que entrava em seus pulmões parecia arder o garou por dentro e quando João pensa em falar mais alguma coisa, percebe que em boca fechada não entrava mosquito. A lupina iria tratar aquele caso diretamente com Meet e Madame não iria interferir.

Ira de Thor lutava muito bem e Madame pensa se poderia chegar aquele patamar um dia. Depois que toda aquela confusão terminasse, ele pediria ajuda a alguém de sua matilha para treinar.

_________________
Madame Satã - Cliath - Hominídeo - Philodox - Roedores de Ossos
Cicatriz de batalha no pescoço advindo de uma mordida e falta da mão direita
Carisma - 03
Aparência - 03
Fúria - 03
Magnetismo Animal
avatar
João Maria de Sant'Anna

Mensagens : 100
Data de inscrição : 21/02/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Matilha Titãs (Primeira Parte)

Mensagem  Narrador em Dom Jun 16, 2013 11:29 pm

Voz-do-Trovão, que estava próximo, não tem como não ouvir o esporro de Meet em Olhos-que-Riem e a resposta da lupina. O Fenris, que curava Sarah após o pedido de Meet, já se preparava para curar Madame-Satã quando diz ao Presas de Prata:

'- Tome cuidado com as palavras filho de Falcão, a lupina parece ter realmente acreditado que você iria entregá-la para a Wyrm e nós sabemos que não se faz isso com nenhum Garou de Gaia, não importa o que ele tenha feito...'

Mesmo sendo Fenris, o Theurge parecia calmo. E, em seguida cura também todos os ferimentos de Madame-Satã. Voz-do-Trovão então se prepara para ir dar um jeito no Wendigo quando Ira-de-Thor acerta mais dois golpes certeiros e o espírito cai no chão, se transformando em Gnose que se perdia no ar. Um outro grupo de Garous chega ao local, tratava-se de Sopro-da-Morte (Adren Lupino Ragabash dos Garras Vermelhas), Invocador (Adren Hominídeo Theurge dos Roedores de Ossos), Cólera-de-Ares (Impuro Philodox Adren das Fúrias Negras), Morte-Certa (Hominídeo Cliath Ahroun dos Roedores de Ossos), Sopro-de-Hélios (Cliath Hominídeo Galliard dos Uktenas) e um Garou que chamava atenção por vestir o que parecia uma armadura de metal que protegia seu peitoral/abdomem, seus braços e pernas. Tratava-se de  Hit-Mark (Hominídeo Ahroun Adren dos Andarilhos do Asfalto).

Eles se reúnem e, ao que parece, o Garou de armadura os liderava. Ele segue na direção de Ira-de-Thor e diz:

'- Nossa área está limpa. Essa região está sob controle. Estamos seguindo para leste, mas fomos atraídos pelos sons de combate...'

Ira-de-Thor olha para Hit-Mark e responde:

'- Ótimo! Sigam com a gente... vocês cuidam da retaguarda...'

O Fenris olha para Meet e diz:

'- Guie sua matilha, Herança-Selvagem... vocês ficarão no meio.'

Outros Garous que seguiam Voz-do-Trovão se juntam ao grupo. Era a matilha Legionários, que chegava sem seu alfa. Sombra-de-Hades (Hominídeo Cliath Ragabash das Fúrias Negras), Guardião-da-Honra (Hominídeo Philodox Cliath dos Presas de Prata) e Papo-Reto (Adren Hominídeo Galliard dos Roedores de Ossos). Ira-de-Thor pergunta:

'- Cadê o Alfa de vocês?'

Voz-do-Trovão é quem responde:

'- Ele caiu. Para um membro da legião. O Andarilho. E o traidor da nossa tribo está junto com ele. Eles foram ao leste.'

Ira-de-Thor segura o martelo com mais força, irritado e diz a todos ali:

'- Fúria-de-Tyr é meu! Ninguém se mete! Vamos para o Leste! Legionários, vocês vem comigo na linha de frente, sob o meu comando! Titãs, ao comando de Herança-Selgavem no meio! Tropa de Eliete, ao comando de Hit-Mark na retaguarda. Em Hispo, todos!'

Contrariado, Voz-do-Trovão questiona:

'- Tá maluco Ulrick! Você está com o Poder de Thor ativo. Isso não vai durar muito tempo, você não vai ter condições de lutar... você não devia ter usado esse Dom...'

Ira-de-Thor olha sério para o irmão, o pegando pelo pescoço e o levantando do chão e dizendo:

'- Era Wendigo enfurecido e fora de controle aqui... matou um filhote... ia matar Vingança-de-Freya... acha mesmo que eu não ia usar o Poder de Thor? Eu vou dar um fim em Fúria-de-Tyr, como nosso pai ordenou, com ou sem o Dom. Agora vamos que perder tempo com discussão só me faz perder tempo e você sabe como ele é precioso...'

O Fenris joga o irmão no chão. Voz-do-Trovão se levanta contrariado mas assume seu lugar, logo atrás de Ulrick. Todos assumem suas posições, na forma Hispo, e partem correndo em direção ao leste, por dentro da mata fechada, evitando as trilhas.


Última edição por Admin em Seg Jun 17, 2013 4:00 am, editado 1 vez(es)
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Arautos do Trovão

Mensagem  Narrador em Seg Jun 17, 2013 12:12 am

A batalha não estava fácil para a Arautos. Mesmo com a derrota do Thunderwyrm, as forças de ataque eram muito potentes ali. A Theurge faz uma terceira invocação e surge, ninguém menos, do que uma criatura horrenda que chama a atenção de todos. Uma das mais poderosas e temidas criaturas da Wyrm. Aquela que os Garous só tinham ouvido falar e que jamais quiseram encontrar. Aquela que é capaz de transformar tudo à sua volta em um estalar de dedos. Sim... um Tecelão de Sonhos havia sido invocado pelo Theurge que, imediatamente se colocava a invocar outro espírito. O Tecelão se coloca do lado do Theurge e olha fixamente para os Arautos do Trovão com uma chama azulada se materializando em suas mãos.



Os Fomores tentam atirar, mas são pouco eficazes. Atirando com as duas mãos (um fuzil em cada), o Roedor de Ossos Todo-Errado chega com sua matilha para ajudar a Arautos. O roedor derruba dois Fomores. Como vinham de um ambiente mais distante, as armas deles não foram afetadas pelo dom de Adan. Sombras, invocadas pelo Theurge Uktena Sombra-do-Abismo envolvem o outro Fomor que é decaptado por Pacificador, Ahroun dos Filhos de Gaia que chega logo em seguida. Canções-de-Escárino, a Galliard que completava a matilha Justiça de Gaia (que também tinha Wolfhere como membro mas que, como Inimigo da Wyrm, este estava em outra missão) partia para tentar acertar o arqueiro, mas uma flechada a tira de combate. 

A Garou começa a se debater e gritar de dor desesperadamente ao ser atingida pela flecha. Os gritos dela demonstravam a proporção de dor que ela sentia e, definitivamente, não era pouca. Nenhum dos Garous jamais tinha sido capaz de imaginar alguém sentindo dor como ela. O outro arqueiro é certeiro! Acerta Sylvia pelas costas e faz com que a Theurge sinta a maior dor de toda sua existência. Sylvia não é capaz de fazer nada além de se entregar a uma dor maior do que a maior dor que ela for capaz de imaginar.

A Arautos do Trovão avançava. Contra John, que havia dado o golpe final do Thunderwyrm e seguia um pouco mais à frente - assim como End-Bum, que também avançara para pisotear a cabeça dos Fomores abatidos - um Dançarino com Lança avança, mas o Andarilho acaba conseguindo esquivar no último instante. Por pouco, muito pouco, John não era acertado.

Avô Trovão seguia duelando com o Drattosi, com ligeira vantagem, mas agora aparecia outro espírito para ele lutar (o Tecelão dos Sonhos) e, esse, era dos fortes. Dos mais fortes.

Haviam 4 Dançarinos só para serem abatidos, além dos dois espíritos. 2 Arqueiros, 1 com uma Lança e o Theurge que começava novo processo de invocação...


Última edição por Admin em Seg Jun 17, 2013 4:05 am, editado 1 vez(es)
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Matilha Titãs | Matilha Arautos do Trovão

Mensagem  Narrador em Seg Jun 17, 2013 12:28 am

Liderados por Ira-de-Thor, o grupo segue seu caminho e logo avista a cena do combate da Arautos do Trovão. A Arautos do Trovão, por sua vez, também avista a chegada das três matilhas quando tambores de guerras são ouvidos. Um dos Dançarinos, com arco, comemora dizendo:

'- Eles terminaram o Ritual...'

Um grito de dor é ouvido... com o corpo de uma Dançarina na boca. Uma dançarina que havia se sacrificado para terminar os Ritos de Invocação, eis que sai o primeiro espírito invocado da floresta. Derrubando árvores, cuspindo fogo. Era um Dragão de Fogo da Wyrm.



Logo atrás dele, um grupo de quase 30 Dançarinos segue acompanhado de 3 garous ao fundo batendo um tambor. Um outro espírito, igualmente poderoso e medonho, acompanha o grupo. Esse, recém-desperto e imediatamente reconhecido por Meet - que mesmo sem tê-lo visto, tem certeza que ele é a criatura solta pois algo em si lhe dá essa convicção: Tratava-se do Pesadelo. A Legião tinha fama de destruir tudo por onde passava. Tinha fama de ter um potencial de ataque enorme. E agora ficava claro o porquê. Haviam 3 espíritos poderosíssimos da Wyrm liderando uma horda de Dançarinos que se preparava para destruir tudo que acontecia.



A energia do Caern é sentida com mais força pelos Garous. O Campo de Benção-de-Gaia parecia reforçado, o que indicava mais poder emanado pelo Theurge na defesa daquele local sagrado. À frente dos Dançarinos que chegavam agora, Fúria-de-Tyr, ancião traidor da tribo dos crias de Fenris que, mesmo sem ter os dois braços (arrancados por Iurd), por conta de um dom de tribo tinha eles ali feitos de uma energia prateada brilhante. Nas mãos dele, um machado enorme. Ele olha para Ira-de-Thor que chegava ali e, já sabendo que seria atacado, também se infla, dobrando sua capacidade física.

Os dois Fenris correm um na direção do outro. Ira-de-Thor, assume a forma Crinos, já empunhando seu martelo, enquanto corre, gritando para as matilhas:

'- Titãs, Leginonários, Tropa-de-Elite, em Crinos. É hora de dar um fim nesses bastardos seguidores da Wyrm... avançem sob o comando de seus Alfas! Legionários sob o comando de seu Beta! Fúria-de-Tyr é meu! ATÉ A GLÓRIA!!!'

Voz-do-Trovão imediatamente diz para sua matilha:

'- Me dêem cobertura... isso aqui tá um Caos...'

E começa a fazer rabiscos no chão, ao passo que a Tropa de Elite já avançava para a batalha campal que se iniciava. Ira-de-Thor e Fúria-de-Tyr começavam sua batalha. O traidor avançava com a iniciativa com seu machado, mas tem o golpe aparado pelo martelo de Ira-de-Thor que, no contra-ataque tenta acertar o martelo na cara de seu inimigo, mas é em vão. O Fenris arremessa seu martelo quando seu inimigo vai para trás por conta de seu golpe, mas Fúria-de-Tyr esquiva e tenta acertar seu machado em Ira-de-Thor que usa da ação evasiva para sair do mesmo, ficando no flanco e recebendo seu martelo de volta e acertando as costelas de Fúria-de-Tyr. Os ossos do ancião sendo quebrados podiam ser ouvidos, mas com uma resistência sobrenatural, o Fenris contra-ataca com uma cabeçada que faz com que Ira-de-Thor seja projetado para trás... a batalha entre os dois Fenris prometia...


Última edição por Admin em Seg Jun 17, 2013 10:31 am, editado 1 vez(es)
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Isack - Olhos que riem - Herança Selvagem.

Mensagem  Convidad em Seg Jun 17, 2013 8:17 am

O Galliard partiu com seu Alpha em hispo, correndo o mais rápido possível, olhando e farejando sua matilha.
A adrenalina e o cheiro da guerra vieram junto com as matilhas que apareceram recetemente. A raiva de dor da perda era evidente em seus corações e mesmo sem conhece-los, Sombra-do-beco os vingaria.
Durante a corrida, o Roedor se aproximou da Lupina recém-chegada e mais acostumado com o linguajar deles, tentou dizer entre inspiradas de ar:

-Fique tranquila, nós não abandonamos irmãos para a Wyrm.  O Alpha protegerá a todos nós. Ele ficou com medo de perder você, ele ser responsável por nós. Confie.

Ele continuou a corrida, próximo da Lupina para integra-la a equipe.

Estava gastando sua adrenalina nos passos, sentindo-se mais tranquilo ao correr ao lado de dezenas de Grandes e poderesos guerreiros de Gaia. Estava. Seu otimismo deu lugar a medo e depois a raiva. Quando notou a dimensão da "encrenca", ele se aproximou de Meet e disse num tom de obviedade quando pararam:

-Éééé...Herança-Selvagem...Dizem que os melhores couros são fervidos na brasa...

Ele iniciou sua mudança para a forma Crinos, sentindo seu coração bater vigorosamente em resposta a iminência da extinção. A medida que mudava sua forma seu tom ficava mais furioso.

-Então....Uive Alpha... - ele usa propositalmente a nomenclatura "militar" para incentivar Meet a sua missão ali - Nós precisamos disso. Agora o discurso é seu. Nós te seguiremos para onde mandar!

Ele se prepara para o combate, pronto para usar o que puder de fúria, e visivelmente enfurecido para estripar do jeito Roedor.


-Uive suas ordens o mais alto que puder e nos guie para o dia mais glorioso de nossas vidas!!!

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Madame Satã (Crinos) - Titãs - Ira de Thor - Wendigo - Voz do Trovão - Demais garous enfrentando os dois espíritos do mal.

Mensagem  João Maria de Sant'Anna em Seg Jun 17, 2013 11:34 am

Tudo estava acontecendo muito rápido. Voz do Trovão rasga uma reprimenda para Herança Selvagem no modo com que tratara Olhos que Riem. Era perceptível a Madame que a lupina levava as coisas bem a sério. Talvez aquela fosse a natureza deles. Olhos que Riem era muito parecida com Guardião Escarlate e João ainda tinha que aprender a lidar com eles.
 
Assim que Arauto do Trovão o cura, Madame diz a ele:
 
-Muito obrigado.
 
Sentia as forças de Gaia se enraizando em si e suas forças retornando. Os ferimentos não eram mais sentidos e quando respirava não sentia que seus pulmões iriam pegar fogo. Inspirou profundamente e viu que muitos outros garous chegavam onde a Titãs estava. Ira de Thor acabava com o Wendigo com uma facilidade enorme. Pela conversa dos garous recém chegados ouviu que um dos Alphas de uma matilha havia caído.
 
Imediatamente Madame muda Para Hispo e segue o fluxo, com a Titãs no meio do grupo. Quando chegam onde deveriam ter estado desde o começo, João se impressiona com um dragão saído dos gibis dos quais lera quase toda a juventude e de um cavalo de fogo que ele lembrava ter visto em algum desenho animado. Mas os espíritos estavam ali para consumir o Caern e os garous que defendiam Gaia.
 

Algo vem a mente de Madame e ele pondera enquanto mudava para Crinos novamente. Aquela visão lhe dava raiva, uma raiva tremenda. Uma vontade de cortar carne, pelo e ossos com suas garras como nunca antes. Ver aqueles espíritos e todos aqueles dançarinos a sua frente parecia instigá-lo a lutar, mesmo que sua primeira experiência em uma luta tenha sido um pouco complicada. Mas não poderia agir, tinha que aguardar as ordens de seu Alpha. No caminho, Madame apenas observou o que os outros garous faziam, na realidade só observou Isaack. O Roedor lhe atraía demais.

_________________
Madame Satã - Cliath - Hominídeo - Philodox - Roedores de Ossos
Cicatriz de batalha no pescoço advindo de uma mordida e falta da mão direita
Carisma - 03
Aparência - 03
Fúria - 03
Magnetismo Animal
avatar
João Maria de Sant'Anna

Mensagens : 100
Data de inscrição : 21/02/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caern de Cura Nível 5 - Floresta da Tijuca - Totem: Unicórnio

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 38 de 40 Anterior  1 ... 20 ... 37, 38, 39, 40  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum