[CAERN] Cemitério

Página 1 de 22 1, 2, 3 ... 11 ... 22  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[CAERN] Cemitério

Mensagem  Narrador em Qua Set 04, 2013 6:34 am

avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Hominídeo

Mensagem  Iurd Byron em Sex Nov 29, 2013 8:08 pm

Em poucos minutos Iurd chegava ao cemitério do Caern porém sua matilha ainda não se encontrava lá, sozinho naquele ambiente triste e pesado, o Garou coloca o corpo de Kathya em uma das mesas próprias para preparar os corpos porém não tinha o que fazer, o corpo já estava preparado para o enterro, as parentes haviam limpado e cuidado de tudo.

Assim que coloca Kathya na mesa, o garou fica a observar sua amada, lembrava coisas do passado, como haviam superado seus problemas, como tinham levado o nome da Devastadores da Wyrm ao redor do mundo, adquirindo fama e plantando esperança nos corações dos garous que ouviam seus feitos. Era difícil conter as lágrimas quando aquelas lembranças vinham em sua mente, era difícil pensar em seguir em frente sem Brilho Prateado ao seu lado mas aquilo tinha de ser feito.

Esperando sua matilha, o Ahroun apenas permanecia fielmente ao lado da Ragabash, enquanto lágrimas rolavam por seu rosto.

_________________
Hominídeo - Ahroun - Presa de Prata - Anjos Guardiões - Inimigos da Wyrm - Cabana da Lua
Aparência 04
Raça Pura 05
Fúria 07
Características notáveis: Magnetismo Animal, Coragem Infecciosa
Cicatrizes evidentes: Cicatriz profunda em forma de [ / ] no peitoral
avatar
Iurd Byron

Mensagens : 329
Data de inscrição : 27/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Selene - Todos

Mensagem  Selene Leukippes em Sab Nov 30, 2013 5:53 am

Todos no Caern podem ouvir um uivo com voz de mulher que ecoa aos quatro ventos:

- Selene Leukippes Valentine, Âmago de Medéia, Cliath Mulher Theurge Fúria Negra das Amazonas de Diana entrando nos limites do Caern através da Ponte da Lua, saudando a todos e procurando pelo líder da Seita.

_________________
Selene Leukippes Valentine - Âmago de Medéia
Theurge - Fúrias Negras - Amazonas de Diana
Aparência 5 - Fúria 2 - Raça Pura 5
Ascendência Notável - Magnetismo Animal
avatar
Selene Leukippes

Mensagens : 306
Data de inscrição : 27/11/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Guaxinim - Águia-Real

Mensagem  Narrador em Sab Nov 30, 2013 12:51 pm

Em cima do corpo de Kathya, com cara de triste, se materializa o totem da Matilha que olha fixamente para Águia-Real sem nada dizer.

avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Todos no Caern

Mensagem  Narrador em Sab Nov 30, 2013 1:06 pm

Todos os Garous ouvem o uivo de Punhos-de-Gelo, irmão de Coração-Valente:

'- Punhos-de-Gelo e Vingança-de-Arawn entrando no Caern com Voz-de-Taranis e precisando com urgência de um Theurge na entrada oeste do Caern de Cura.'
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Hominídeo

Mensagem  Iurd Byron em Sab Nov 30, 2013 1:52 pm

Águia Real - Guaxinim

Iurd nota que Guaxinim se materializa sobre o corpo de Kathya e fica observando o Athro fixamente. O Presas de Prata a principio num diz nada, mas após alguns segundos ele diz:

-'Eu queria pelo menos ter estado lá, ter lutado ao lado dela...'

_________________
Hominídeo - Ahroun - Presa de Prata - Anjos Guardiões - Inimigos da Wyrm - Cabana da Lua
Aparência 04
Raça Pura 05
Fúria 07
Características notáveis: Magnetismo Animal, Coragem Infecciosa
Cicatrizes evidentes: Cicatriz profunda em forma de [ / ] no peitoral
avatar
Iurd Byron

Mensagens : 329
Data de inscrição : 27/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Guaxinim - Águia-Real

Mensagem  Narrador em Sab Nov 30, 2013 2:13 pm

O Totem olha para Iurd, ainda com a expressão de triste em sua face, e diz:
'- Você estar em missão. Ela estar defendendo toca. A Wyrm é má. Águia-Real precisar ser forte pra impedir Wyrm de vencer. Brilho-Prateado querer e acreditar nisso.'
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Hominídeo

Mensagem  Iurd Byron em Sab Nov 30, 2013 2:25 pm

Águia Real - Guaxinim

O Garou ainda sentia as lágrimas rolando em seu rosto, sabia que as palavras de Guaxinim eram reais e a mais pura verdade, Brilho Prateado realmente acreditava em Águia Real, ele tinha que honrar aquilo e honraria. Ele continuava olhando para Guaxinim enquanto diz:

-'Eu sei... Eu vou impedir a Wyrm, eu sei o quanto ela acreditava em mim, sei que ela não ficaria bem se soubesse que eu estou assim, que ela não gostaria que eu desistisse e é por ela que vou seguir em frente, eu vou ficar mais forte, vou criar coragem e vou impedir a Wyrm! Mesmo que eu morra tentando, Guaxinim. É uma promessa.'

O garou seca as lágrimas que molhavam seu rosto, suspira e diz:

-'Gostaria de pedir que levasse ela em segurança até a Grande Mãe, sei que pode cuidar dela...'

_________________
Hominídeo - Ahroun - Presa de Prata - Anjos Guardiões - Inimigos da Wyrm - Cabana da Lua
Aparência 04
Raça Pura 05
Fúria 07
Características notáveis: Magnetismo Animal, Coragem Infecciosa
Cicatrizes evidentes: Cicatriz profunda em forma de [ / ] no peitoral
avatar
Iurd Byron

Mensagens : 329
Data de inscrição : 27/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ingrid - Vingadores / Guaxinim

Mensagem  Ingrid Reis em Dom Dez 01, 2013 5:32 am

A Theurge chega no cemitério e nota que Iurd falava com o Guaxinim. Ingrid se aproxima da dupla mas mantém uma distância mínima para não atrapalhar a conversa entre Iurd e o Totem. O corpo de Kathya estava próximo aos dois e, mesmo observando de longe, a mera presença do corpo é a confirmação física do que Ingrid não mais duvidava.

*A Profecia está se cumprindo e só faltam nós três.*

Histórias do passado não saíam da mente da Uktena. A divisão da Devastadores havia sido profética e a nova divisão começava a cobrar seu preço. Sem dizer nada, Ingrid se mantém próxima à Iurd mas sem invadir o perímetro da conversa dele com Guaxinim. Não iria interromper aquele momento e esperava que o Totem pudesse acalmar o coração ferido do Presas de Prata.

_________________
Ingrid Reis - Elo Espiritual
Impura - Athro - Theurge - Uktena - Devoradores de Demônios
Deformidade de Impura -> Propensa à Crueldade
Qualidades -> Magnetismo Animal
Raça Pura 4
Aparência 5
Fúria 2
avatar
Ingrid Reis

Mensagens : 394
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Guaxinim - Águia-Real

Mensagem  Narrador em Dom Dez 01, 2013 5:28 pm

O Totem olha para Iurd e diz:

'- Eu vou guiar ela na passagem. Ela chegará em paz e ficará em paz se você estiver em paz...'
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

hominideo

Mensagem  Iurd Byron em Dom Dez 01, 2013 9:15 pm

Águia Real - Guaxinim / Ingrid

O Presas de Prata nota a chegada de alguém, porém não se vira para olhar quem era, iria terminar de conversar com o Totem de seu matilha e só então viraria. Assim que Guaxinim termina de falar, Iurd acena positivamente com a cabeça, apesar de sofrer bastante, ele estava em paz, havia feito as pazes com ela, ela partiria sem raiva do Garou.

O movimento de cabeça era acompanhado com palavras:

-'Muito obrigado Guaxinim... Com licença que acredito que meus irmão já chegaram para se despedir dela.'

Depois de falar isso, Iurd faz uma breve reverência ao totem e se vira, assim que ele vê Ingrid o Garou seca o rosto e os olhos então diz:

-'Essa chuva que não para...'

_________________
Hominídeo - Ahroun - Presa de Prata - Anjos Guardiões - Inimigos da Wyrm - Cabana da Lua
Aparência 04
Raça Pura 05
Fúria 07
Características notáveis: Magnetismo Animal, Coragem Infecciosa
Cicatrizes evidentes: Cicatriz profunda em forma de [ / ] no peitoral
avatar
Iurd Byron

Mensagens : 329
Data de inscrição : 27/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Arthur Macleon (Crinos) - Iurd / Todos no Cemitério

Mensagem  Arthur Macleon em Seg Dez 02, 2013 8:23 am

Não demora muito e Arthur chega no cemitério da Seita. Lá ele pode notar que Iurd se despedia de Kathya e a cena só não aperta mais seu coração pelo fato de guaxinim estar tentando confortar o Presa de Prata.
O Fianna fica próximo a Ingrid e escuta as palavras de Iurd. Naquele instante sua reação foi olhar para o Ahroun com um semblante de “hã?”, mas antes mesmo que sua boca lhe traísse seus olhos notam os olhos do Presa de Prata.

“- É...”

Os olhos de Arthur se enchem de lagrimas pela situação, mas ele não se permite chorar, pois quem precisava de suporte ali era Iurd e não ele. Sem sair do lugar ele apenas fita Iurd e diz com o tom de voz visivelmente emocionado pela situação:

- Prometo fazer a melhor despedida de minha vida Iurd... Para que os Gaia e nossos irmãos a recebam de braços abertos do outro lado... Eu sinto muito...

As ultimas palavras são ditas de cabeça baixa, pois Arthur não consegue juntar mais forças para olhar o Ahroun nos olhos.

_________________
Hominídeo - Galliard - Fianna - Irmandade de Herne
Qualidade: Voz de Rouxinol
Cicatrizez: Cicatriz superficial no peito direito, cicatriz profunda na barriga, cicatriz superficial nas costas em formato de "/".
Carisma 04
Aparência 04
Raça Pura 03
Fúria 04
avatar
Arthur Macleon

Mensagens : 170
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Hrist Thordsvedt (hominídea) -Guaxinim / Vingadores

Mensagem  Hrist Thordsvedt em Seg Dez 02, 2013 9:08 pm

A Fenrir chega até o cemitério em silêncio total, observando tudo o que acontecia ao redor... vê o Presa de Prata conversando com o totem e Hrist pode imaginar o quanto ele estava sofrendo: Não faziam dois dias que Hagen se fora e ainda que o mundo tivesse mudado, sua dor ainda era a mesma pela perda do Ahroun... Ela suspira, esperando que os outros se aproximassem primeiro - Hrist era muito ruim com palavras e logo depois de Arthur, ela se aproxima do Ahroun e diz, tentando parecer o mais afetuosa possível com o único conforto que um Fenrir poderia oferecer e que mostrava que seu coração estava ao seu lado em seu luto:

- Eles vão pagar, Iurd. Por Gaia e por Fenris, vamos fazê-los pagar...

E não diz mais nada porque ele não precisava de seu sentimento de piedade - mesmo se ela tivesse um - e porque palavras não adiantariam de nada, como ela bem sabia... Então Hrist volta-se para o totem, que parecia triste e infeliz e estende-lhe os braços de forma receptiva, caso ele quisesse um local confortável para assistir à cerimônia já que ele dissera que ficaria entre eles neste momento...

_________________
Raça pura: 5 (Ascendente Notável: Filha de Gogol Fangs-First)
Aparência: 3 (Cicatriz na face esquerda, cega deste olho)
Fúria: 6
Qualidade Boa reputação (A de ser muito justa, porém muito rígida)

" Vingança não é um motivo valido, vingança é uma resposta emocional. Não, não é vingança: é punição."
avatar
Hrist Thordsvedt

Mensagens : 236
Data de inscrição : 19/04/2013
Idade : 30
Localização : Sampa City

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Matilha Vingadores

Mensagem  Narrador em Qua Dez 04, 2013 5:13 am

Sem delongas, o Guaxinim aceita o colo de Hrist e apenas fica esperando que Arthur comece a cerimônia pelos falecidos. Enquanto esperavam, um homem com um terno muito bem alinhado, sapatos de couro italiano, e andar extremamente elegante se aproxima e, ao ser notado pela Vingadores diz:

'- Boa noite senhores e senhoras, acho que o momento não é o mais oportuno, mas o Porta Voz da Seita me falou que o líder da Seita mandou que eu me apresentasse à Matilha Vingadores e, cá estou.'

Ele olha para todos e diz:

'- Sou Nathan Ross, Curto-Circuito, Forsten, Hominídeo, Ragabash dos Andarilhos do Asfalto abençoado pessoalmente pelo Totem do Crédito Fácil. Me apresento para servir na Matilha Vingadores e transmito a vós meus sentimentos pela vossa perda.'

O Garou mantém uma postura de respeito. Parecia muito polido e seguro com as palavras.




Última edição por Admin em Qua Dez 04, 2013 6:22 am, editado 1 vez(es)
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Henker - Vingadores

Mensagem  Convidado em Qua Dez 04, 2013 5:35 am

O garou apenas escutava, via a dor no semblante do Inimigo da Wyrm, e se limita a se fazer presente, para que ele soubesse que a matilha dele estava alí por ele, para quando ele precisasse dela, e ouve as palavras de todos, concordando com Hrist quando esta jura pelo grande Fenrir, pois isso o incluia, e no que estivesse ao alcance de suas garras, seria devidamente destroçado.

Nota então a chegada de um novo garou que se apresenta, um novo Andarilho, e Henker não consegue deixar de lembrar do alpha que acabara de sair e mede-o de cima a baixo, sem nenhuma intensão de intimidar, sem nenhuma intensão de ofender, simplesmente mero conhecimento daquele que prontamente fora colocado para 'substituir' a ragabash que acabara de cair, e balança a cabeça positivamente, concordando com a praticidade em que a liderança lidara com aquilo cobrindo a fileira para que a matilha não ficasse deficiente.

Por fim, já que não tinha o que dizer, o garou da dois tapas no ombro de Iurd para que ele soubesse que o ahroun estava ali com ele, não havia intimidade entre os dois, mas eles eram irmãos, e os irmãos devem estar pronto um para o outro.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Arthur Macleon (Crinos) - Vingadores / Todos no Caern

Mensagem  Arthur Macleon em Qua Dez 04, 2013 10:04 am

Arthur se mantinha em silencio enquanto todos da matilha chegavam para dar os pêsames a Iurd. Cada um tinha seu jeito de fazê-lo. Alguns prometiam vingança, outros apenas faziam gestos de apoio ao Ahroun, enfim... Todos tinham o mesmo objetivo de tentar dar suporte ao companheiro de matilha.

Um outro Garou aparece para a Vingadores para se juntar a matilha a pedido do líder da Seita. Wolfhere não havia perdido tempo para mandar reforços para a matilha, mas era uma pena que ninguém jamais iria se comparar a Kathya. Querendo ou não, ela era insubstituível. Enquanto organizava as ideias Arthur lança um longo uivo convocando a todos:

- SEMBLANTE DE AQUILES, CLIATH, GALLIARD DOS FIANNAS CONVOCA TODOS QUE QUISEREM SE DESPEDIR DE BRILHO PRATEADO NESTA CERIMONIA PELOS FALECIDOS!!!

Arthur retoma seu fôlego e depois de pensar por tempo suficiente o Fianna ergue o rosto mais uma vez e caminha para perto do corpo de Kathya. Por alguns instantes ele fitava o rosto pálido da Presa de Prata e então, virando-se para a matilha diz:

- Eu não conheci Brilho Prateado tão bem quanto Anjo Guardião ou Elo Espiritual... Mas cresci ouvindo suas historias. Seus feitos não precisam ser repetidos aqui, pois todo e qualquer Garou desta seita já ouviu falar dela... Uma Ragabash fenomenal que desde quando era uma cliath, assim como eu, passou por varias provações e superou-as junto da Devastadores. La ela fez inimigos... Que depois de tornaram seus amigos... La ela conheceu seu grande amor... Pelo qual fazia o possível e o impossível para estar ao seu lado... Não era apenas uma grande espiã, ou grande guerreira, ou grande estrategista... Era uma grande amiga, que se preocupava com cada um da matilha... Nunca demonstrou medo de nada... Sempre passou a todos a impressão de que o impossível não estava tão distante de se tornar possível... Bastava tentar de verdade...

Ele faz uma pausa e olha mais uma vez para o corpo de Kathya ali a seu lado. Depois de um longo suspiro ele olha para seus companheiros e diz:

- Ela era uma lenda entre nós... Não por posto... Mas por conquistas... Filhotes sonhavam em ser como ela... Essa era a Brilho Prateado de quem eu ouvia falar quando era um filhote... Hoje... Sou um Cliath que teve a chance de conhecê-la pessoalmente e lutar ao lado dela... Sei o quanto ela era amada, pois por mais que tenhamos todos atacado aquela Colmeia para destruí-la, nosso objetivo principal era trazer Brilho Prateado de volta pra casa... Sã e salva... E sei que ela faria o mesmo por qualquer um de nós...

- Hoje... É com tristeza... Que digo até logo a esta companheira de matilha... Sei que Gaia irá recebê-la de braços abertos... E que ela olhará eternamente por todos nós... E espero que todos que aqui me ouçam guardem para si um pouco da coragem e da determinação que esta Garou, querendo ou não, sempre inspirou a todos nós... Que vá com Gaia irmã...

Após terminar suas palavras o Galliard não uiva, pois seu uivo deveria ser o ultimo a ser dado, para que Kathya pudesse partir para o outro lado em paz. Ele então esperava caso a matilha ou alguém quisesse dizer algumas palavras para a Presa de Prata.

_________________
Hominídeo - Galliard - Fianna - Irmandade de Herne
Qualidade: Voz de Rouxinol
Cicatrizez: Cicatriz superficial no peito direito, cicatriz profunda na barriga, cicatriz superficial nas costas em formato de "/".
Carisma 04
Aparência 04
Raça Pura 03
Fúria 04
avatar
Arthur Macleon

Mensagens : 170
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [CAERN] Cemitério

Mensagem  Convidado em Qua Dez 04, 2013 1:15 pm

O primeiro a emitir um sinal de respeito é ceifador, uivando aos céus ele emite um som desagradável devido a sua punição, mas mesmo assim não se importa, queria prestar suas devidas homenagens para sua colega de batalha. Se prostrando a frente, Ceifador ergue sua cabeça e emite seu uivo mal falado em um som ruim vindo de suas cordas vocais, mas que exprimem seu pesar.

-BRILHO PRATEADO, prometo que eu, Ceifador-da-wyrm que vou através da batalha levar seu nome e emitir a minha fúria em sua causa! Você não morrerá em vão.

Ceifador, volta para o seu lugar e ali fala internamente com fenrir.

-Fenrir, me escute, me vingarei dela e honrarei seu nome.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Falcão-de-Prata - Matilha Vingadores

Mensagem  Narrador em Qua Dez 04, 2013 2:14 pm

Pouco depois do começo da cerimônia, Wolfhere - em Crinos - entra no Cemitério e apenas acompanha um pouco afastado a cerimônia. Wolfhere deixava a matilha à frente e não interferia, balbuciando algumas palavras que todos podem imaginar ser uma prece ou uma despedida pessoal dita em tom inaudível para todos. Todos notam a presença do líder da Seita, que participa da cerimônia mas sem interferir na mesma e deixando que a matilha fosse a protagonista.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Crinos

Mensagem  Iurd Byron em Qua Dez 04, 2013 5:58 pm

ÁGUIA REAL - Vingadores e quem estivesse no cemitério

Iurd ouvia as palavras de seus companheiros de matilha apenas assente com o um movimento de cabeça, ele não iria falar sobre vingança ou sobre como estava se sentindo, não iria demonstrar quão mal estava na frente daqueles que ele tinha que ser exemplo de força apesar de estar destruído por dentro.

Arthur começava a cerimônia, nesse instante Iurd assume sua forma de batalha, falava coisa bonitas em nome de Kathya e a medida que ele começava a falar, Iurd começava a se lembrar de como se conheceram, se lembra do torneio para saber quem seria o líder de matilha, da luta contra os Senhores das Sombras, lembra de toda trajetória que eles passaram juntos, a separação por Iurd ter ido defender o Caern de Chicago e deixado ela e o impuro sozinho no rio até a noite anterior, quando fizeram as pazes e puderam ter uma última noite juntos.

O Ahroun se controla para não chorar, tentava se conter ao máximo porém as lágrimas o traíam e insistiam em sair de seus olhos e percorrer seu rosto molhando seus pêlos prateados, vê Wolfhere fazer sua prece / despedida para a Ragabash. Ele caminha novamente para perto do corpo de Kathya, passa seu focinho, carinhosamente, no rosto da Presas de Prata como despedida então se afasta um pouco, enche os pulmões e uiva, um uivo de despedida, um uivo que continha toda tristeza, toda dor, toda amargura do coração do garou, era uma despedida difícil mas tinha que ser feita.

Ao terminar de se despedir, o garou não diz nada, não havia palavras que precisassem ser ditas, todos conheciam Brilho Prateado, ela sabia o que Iurd sentia e ao voltar para seu lugar, ele apenas diz:

-'Vou cumprir minha promessa meu amor, vou levar a matilha a diante.'

_________________
Hominídeo - Ahroun - Presa de Prata - Anjos Guardiões - Inimigos da Wyrm - Cabana da Lua
Aparência 04
Raça Pura 05
Fúria 07
Características notáveis: Magnetismo Animal, Coragem Infecciosa
Cicatrizes evidentes: Cicatriz profunda em forma de [ / ] no peitoral
avatar
Iurd Byron

Mensagens : 329
Data de inscrição : 27/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ingrid - Vingadores

Mensagem  Ingrid Reis em Qui Dez 05, 2013 4:30 am

Existiam situações que as palavras não eram capazes de exprimir. Ingrid ouve cada palavra dita pelo Galliard na cerimônia como se fosse uma estátua. A tristeza que habitava em seu interior só podia ser percebida através de uma análise profunda do olhar da Theurge que sufocava suas emoções. Não que tivesse problemas em dizer que sentia a morte de Kathya, mas porque achava que demonstrar toda sua dor não era o mais interessante para o momento. Ingrid estava preocupada com as reações de Iurd e quando este não fala nada na cerimônia, a Uktena fica um pouco mais preocupada.

A Impura observa a oração silencios de Wolfhere, as poucas palavras de Iurd e reflete sobre como poucos ali conheciam de verdade Brilho-Prateado. A cerimônia nunca chegaria ao que a Presas de Prata merecia não por deficiência do Lua Gibosa mas porque a maioria pouco os conhecia. A Theurge, então, toma a palavra. Diria algumas coisas para que não passasse em branco, mas sem se alongar muito:

- Poucos aqui conhecem a fundo Brilho Prateado. Nós chegamos nesse Caern quase juntas. Brigamos, nos ofendemos, nos enfrentamos, nos entendemos, aprendemos a confiar uma na outra, lutamos lado a lado, conquistamos feitos que até hoje são comentados. É difícil expressar com palavras alguém que é indefinível pela limitação fonética. Brilho Prateado é insubstituível. Nós perdemos uma das maiores Ragabashs da história, nós perdemos uma grande amiga. Iurd perdeu um pedaço dele. A dor é o que nos marca nesse dia, mas a memória de Brilho Prateado deve nos servir sempre como inspiração. Inspiração de quem sempre deu seu máximo, de quem sempre protegeu os que estavam à sua volta e de quem nunca desistiu de lutar pelo que é certo. Perdemos alguém que fazia a diferença, mas não é hora de abaixarmos a cabeça. Não é isso que ela queria. Sigamos em frente, nos fortaleçamos e honremos a vida de quem caiu lutando por nós.

A Uktena olha para todos e, por fim, diz enquanto olha na direção do corpo:

- Descanse em paz amiga. Um dia nos encontraremos novamente. Que Gaia lhe receba de braços abertos.

E dito isso, a Theurge balbucia algumas palavras em seu idioma tribal desejando luz e paz para a alma que caminhava ao encontro de Gaia.

_________________
Ingrid Reis - Elo Espiritual
Impura - Athro - Theurge - Uktena - Devoradores de Demônios
Deformidade de Impura -> Propensa à Crueldade
Qualidades -> Magnetismo Animal
Raça Pura 4
Aparência 5
Fúria 2
avatar
Ingrid Reis

Mensagens : 394
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kor Yance McDonell (Hominideo) - Cemitério/ Vingadores/ Falcão-de-Prata

Mensagem  Kor Yance McDonell em Qui Dez 05, 2013 9:06 am

Kor chega em passos lentos no cemitério e logo nota a presença da Vingadores no local. A primeira pergunta que veio a sua mente quem estariam velando e logo após, uma resposta. Brilho-Prateado havia partido para os braços de Gaia. O Senhor das Sombras abaixou a cabeça lentamente e ficou parado por uns instantes refletindo sobre aquilo. Havia passado tempo suficiente na Vingadores para ter certeza que Brilho-Prateado era uma boa Garou com boas qualidades.

Infelizmente o destino lhe trouxe um fardo pesado. Apesar dos pesares, não culpava Kathya pelo o que havia acontecido. Ela estava apenas cumprindo com sua função. Tanto ela como Kor, não sabia o que estava por vir e suas consequências. Com as mãos para trás, lamentou silenciosamente sua perda. Não era justo a mesma partir desse mundo depois de tudo que havia passado. Realmente esse mundo era o das Trevas: nada justo ou amável. Iria se despedir dela após cumprir seu objetivo ali.

" Kathya... Que Gaia lhe acompanhe e te dê uma vida melhor que esta. A única certeza é que todos estaremos próximos a você mais cedo ou mais tarde..."

Feito isso, caminhou discretamente até Falcão-de-Prata tentando não atrapalhar a cerimônia. Parou ao lado do Líder da Seita e em um tom de voz bem tranquilo e sereno, disse para que somente ele pudesse escutar. Fez o máximo para não ser um estorvo naquele momento dramático.

- Falcão-de-Prata, perdoe-me minha intromissão neste momento delicado, mas é que o tempo corre entre nós. Saggittarius me pediu para que te encontrasse para me designar uma nova matilha...

Dito isso se calou prestando atenção na cerimônia.

_________________
Hominídeo - Galliard - Fostern - Senhor das Sombras - Senhores do Cume - "Sopro-da-Tempestade"
_______________
Aparência 05

Fúria 05
Raça Pura 03

Cicatriz no peito num formato [ / ], cabeça em [ | ] e nas costas em [ Z ].




"Diante de uma larga frente de batalha, procure o ponto mais fraco e, alí, ataque com a sua maior força."
avatar
Kor Yance McDonell

Mensagens : 325
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 27
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Falcão-de-Prata - Sopro-da-Tempestade

Mensagem  Narrador em Qui Dez 05, 2013 10:50 am

Falando em tom baixo e muito sério, o Líder da Seita apenas diz:
'- Já me informaram de suas vergonhas, espero que elas não se repitam. Se apresente à Kiba, alfa da Esquadrão da Fúria. Pelo que sei a matilha se encontra nas imediações da entrada Oeste do Caern.'
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kor Yance McDonell (Hominideo) - Falcão-de-Prata

Mensagem  Kor Yance McDonell em Qui Dez 05, 2013 11:13 am

Kor que estava calado, escutou atentamente as palavras de Falcão-de-Prata que falava em tom baixo, provavelmente em sinal de respeito. O Senhor das Sombras assentiu positivamente e então respondeu para o Líder das Seita no mesmo tom de voz.

- Também estou envergonhado por mim e pelas atitudes da minha ex-matilha. Tais vergonhas não irão mais se repetir, Falcão-de-Prata. Foram equívocos, humilhações desnecessárias e precipitações por parte de todos que acarretaram sérias e graves consequências.

Assentiu novamente em sinal de positividade e agradeceu a Falcão-de-Prata.

- Obrigado.

Feito isso, Kor caminhou até próximo ao corpo de Brilho-Prateado, agachou-se fechando seus olhos em um prece silenciosa para a Garou.

" Que Gaia lhe acolha de braços abertos, Brilho-Prateado. Você não merecia carregar um fardo tão pesado quanto esse, e se um dia, eu tiver a oportunidade, vingarei sua morte por estes que a causaram... Que Gaia esteja com você..."

Quando terminou, levantou vagarosamente. Fixou seu olhar mais uma vez no corpo de Brilho-Prateado para que jamais esquecesse seu semblante e então seguiu em direção às coordenadas de Falcão-de-Prata para sua nova matilha. Cruzou os braços para trás e foi. Não havia mais nada para fazer naquele local.

___________________
OFF GAME:
O post segue na Entrada Oeste.

_________________
Hominídeo - Galliard - Fostern - Senhor das Sombras - Senhores do Cume - "Sopro-da-Tempestade"
_______________
Aparência 05

Fúria 05
Raça Pura 03

Cicatriz no peito num formato [ / ], cabeça em [ | ] e nas costas em [ Z ].




"Diante de uma larga frente de batalha, procure o ponto mais fraco e, alí, ataque com a sua maior força."
avatar
Kor Yance McDonell

Mensagens : 325
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 27
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Hrist Thordsvedt (Hominídea) - Pessoas no Cemitério

Mensagem  Hrist Thordsvedt em Sex Dez 06, 2013 7:58 am

A Fenrir acolhe o Guaxinim em seus braços, segurando-o com firmeza enquanto afagava seu pelo... Ela acompanha a cerimônia com uma expressão triste, um tanto mais afastada dos demais mas suficientemente próxima para que fosse notada.

Não que fosse especialmente ligada à Kathya: na real, ela sequer a conhecia. Mas o ambiente no qual estavam, a melodia da voz do Fianna embalando a cerimônia e algum sentimento oculto parando no ar como um odor fresco de flores noturnas a modificava de uma estranha forma... Como se algo muito pesado a puxasse para o fundo de um poço emocional infinito.

Hrist parecia desolada, com os olhos fixos em algum ponto que não ali... Não tentava compreender, apenas sentia que a frágil membrana que separava aquele mundo do mundo dos Mortos estava especialmente fragmentada esta noite: Era o peso das muitas e muitas vidas tiradas de Gaia...

_________________
Raça pura: 5 (Ascendente Notável: Filha de Gogol Fangs-First)
Aparência: 3 (Cicatriz na face esquerda, cega deste olho)
Fúria: 6
Qualidade Boa reputação (A de ser muito justa, porém muito rígida)

" Vingança não é um motivo valido, vingança é uma resposta emocional. Não, não é vingança: é punição."
avatar
Hrist Thordsvedt

Mensagens : 236
Data de inscrição : 19/04/2013
Idade : 30
Localização : Sampa City

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Matilha Vingadores

Mensagem  Narrador em Sab Dez 07, 2013 8:58 am

Quando o rito começa a se desenvolver e as emoções são mais fortes, Hrist sente a proximidade do mundo dos mortos como poucas vezes. Ingrid e Hrist sentem presenças no local, embora não possam identificar quem são as almas que ali parecem tão próximas. Iurd, por sua vez, consegue sentir nitidamente a presença de Kathya no local, chegando a sentir o aroma do perfume usado pela mesma e ouvido sua voz sussurrando em seu ouvido:

'- Foco. As perdas são muitas, feridas que demoram a fechar. Mas foco. Você sabe o que é mais importante e que tudo tem sua hora. Eu te amo.'


O Mestre da Cerimônia, Arthur, sente uma sensação que nunca sentiu antes em uma cerimônia. Ele sente como se suas emoções estivessem mais à flor da pele do que antes. Lágrimas caem involuntariamente e o Fianna sente que se se alongasse muito, terminar a cerimônia seria árdua tarefa.


Todos, por fim, conseguem enxergar por apenas poucos segundos, e não mais que isso, as silhuetas de Brilho-Prateado surpreendentemente acompanhada de Ira-de-Ártemis. As duas de costas, caminhando em um chão de pedra rumo ao horizonte.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [CAERN] Cemitério

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 22 1, 2, 3 ... 11 ... 22  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum