Caern de Cura Nível 5 - Floresta da Tijuca - Totem: Unicórnio

Página 1 de 40 1, 2, 3 ... 20 ... 40  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Caern de Cura Nível 5 - Floresta da Tijuca - Totem: Unicórnio

Mensagem  Narrador em Dom Jan 27, 2013 1:24 pm

O Parque Nacional da Tijuca, verdadeiro oásis dentro da cidade do Rio de Janeiro, é uma Unidade de Conservação Federal composta pelos setores Floresta da Tijuca, Serra da Carioca, Pedra Bonita/Pedra da Gávea e Pretos Forros/Covanca. É a maior floresta urbana do mundo de onde emana muita energia de Gaia. Todos os Garous que chegam próximo ao Caern já sentem seu incrível poder. Trata-se de um Caern de Cura, de nível 5, abençoado pelo Unicórnio que abriga a Seita Coração de Gaia.



Última edição por Admin em Dom Fev 24, 2013 7:34 am, editado 1 vez(es)
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caern de Cura Nível 5 - Floresta da Tijuca - Totem: Unicórnio

Mensagem  Sarah Paulsen em Qua Fev 20, 2013 12:23 pm

Finalmente a Fenris chega ao Caern de Cura. Sarah estaciona sua moto no estacionamento local e dá uma breve conferida no entorno. Não queria humanos enxeridos observando por onde ela entraria e, quando nota que há a chance de avançar, acessa a trilha que leva ao caminho do Caern.

Logo que segue na trilha e sai da vista dos humanos, Sarah assume a sua forma racial e uiva para que os vigias pudessem saber de sua chegada e, de quebra, para que quem deveria lhe encontrar pudesse fazer isso se já estivesse no Caern:

- Vingança de Freya, Theurge dos Fenris entrando nas dependências do Caern.

A Garou, então, segue sem caminho sem hesitar. Sabia que não seria importunada e, iria aproveitar o fato de estar ali no solo sagrado não apenas para estabelecer suas primeiras redes espirituais, mas também para sentir o clima que habitava a seita e, se desse tempo, ter uma conversa muito séria com Ira de Thor.

Tendo prioridades a cumprir, Sarah segue seu caminho em direção ao centro do Caern, atenta para ver se encontrava Ferrugem dos Espíritos, o Garou que viera procurar a mando do líder da sua matilha.
avatar
Sarah Paulsen

Mensagens : 121
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caern de Cura Nível 5 - Floresta da Tijuca - Totem: Unicórnio

Mensagem  Sarah Paulsen em Sab Fev 23, 2013 1:34 pm

Assim que chega no Caern e não encontra com o Andarilho do Asfalto, nem com o Fenris que liderava sua matilha, a Theurge assume a forma Lupina e começa a farejar em busca de um formigueiro. Sua tarefa não é difícil de ser concluída em uma floresta e Sarah volta a assumir a forma Crinos ao chegar aos pés das formigas.

Com um sorriso estampado em seu rosto, ela comenta:

- Formigas.

A Garou se levanta e se concentra para romper a película. Era hora de ir para a Umbra montar sua primeira rede espiritual. As duas primeiras seriam fáceis, Sarah só acreditava que teria problemas com os espíritos da Weaver. Pra estes, necessitaria da ajuda da matilha de apoio.

Não demora muito e o corpo de Sarah entra em simbiose com a película, rompendo-a e surgindo na Penumbra.

avatar
Sarah Paulsen

Mensagens : 121
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Caern de Cura da Floresta da Tijuca

Mensagem  Amir Su'ud Al em Dom Fev 24, 2013 7:29 am

Interações com a Narração
O carro finalmente alcançou as divisas que separavam o solo de concreto do solo terroso e gaiano. Sentia já dali, ainda dentro daquela resistente máquina da Weaver, o poder que a Wyld emanava de dentro do Caern. A seita estava alojada em um poderosíssimo local, seria uma mácula imensa se a Legião destruísse tudo aquilo com uma guerra. Mas Amir afastou rapidamente aqueles pensamentos pessimistas. — Venceremos... — Repetiu para si mesmo o Andarilho. Ele se desvencilhou dos pensamentos, pegando o celular do suporte. Antes de guardá-lo, o Theurge tem uma grande ideia, já enviando uma rápida mensagem (MP). Se já estava ali para aprender um dom, também poderia iniciar os aprendizados ritualísticos.

Após enviar a mensagem, o Garou deixou o carro, ligando o alarme. Ele adentrou, já com mais experiência do que a primeira vez, pelas estradas oficiais do grande parque, aproveitando o primeiro isolamento que conseguiu, para extrapolar essas “linhas” e atravessar as altas árvores. Quando já estava longe para ver as estradas, ele transmutou as próprias cordas vocais e uivou num brado forte:
—Amir Su’ud al, Theurge dos Andarilhos do Asfalto, está adentrando os limites das sacro terras gaianas. — Logo após receber o uivo de permissão do Vigia, Amir transfigurou-se, agora, para a forma Lupus. O corpo do Garou se arqueou rapidamente em direção ao solo, encostando as mãos, que tomavam ares de patas, no mesmo ao mesmo instante que uma pelugem amarronzada lhe era conferida. Um focinho se projetou em sua face e suas orelhas subiram ao topo da cabeça. Em segundos, o pequeno lobo de traços iranianos continuava sua caminhada pelo Caern.

Sentindo, cada vez mais, a força da Wyld no Caern, o Lua Crescente parou em um local longe da presença de qualquer ser aparente. Estava diante de um tranquilo lago. O lobo sentou-se diante do mesmo, pedindo força para Gaia e Allah, a fim de atravessar com êxito o fraco véu que separava aquela bela paisagem do cenário Umbral.
________________________________________________________________________________________________________
Forma Lupus:
avatar
Amir Su'ud Al

Mensagens : 148
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 27
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Caern de Cura da Floresta da Tijuca

Mensagem  Amir Su'ud Al em Ter Fev 26, 2013 12:32 pm

Interações com a Narração
Os olhos, que antes estavam fechados, se abriram abruptamente. Concentrando-se, o Theurge consegue canalizar as energias suficientes para atravessar o véu. O lobo de traços árabes levantou-se e começou a andar rumo a um ponto qualquer, desaparecendo relativamente até que sua “projeção carnal” não mais existisse. Estava naquele instante em terras Umbrais.
________________________________________________________________________________________________________
.
avatar
Amir Su'ud Al

Mensagens : 148
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 27
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Trovão-Inquisidor - Feiticeira-das-Sombras | Head-Shot

Mensagem  Narrador em Qua Fev 27, 2013 5:56 am

O Senhor das Sombras estaciona no estacionamento do Caern. Ele uiva anunciando a chegada do trio e a execução de 2 rituais de punição. O Philodox olha para a dupla enquanto seguia pela trilha e diz:

- Por aqui...

Os dois seguem para uma região do Caern onde eram efetuados os Rituais de Punição. Ambos sentem uma energia muito forte, Gaiana, mas que impunha um certo frio na espinha dos dois Garous. Trovão-Inquisidor segue para uma mesa de madeira e enquanto mexia em alguns itens indaga:'

- Quem é voluntário para receber o ritual primeiro?
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sylvia - Jimmy / Lucca

Mensagem  Sylvia Capuleto em Qua Fev 27, 2013 1:49 pm

A Senhor das Sombras faz todo o trajeto em silêncio. Ficava analisando fatos e tentando encontrar saídas para a sinuca aonde uma série de ações e ideias acabaram a levando. Sabia onde errada, mas não negava a si seus próprios acertos que não eram apreciados por Lucca muito mais por uma questão pessoal entre ela e ele do que por qualquer outro motivo.

Assim que chegam no local onde eram feitos os Ritos de Punição, a Theurge sente um calafrio na espinha que quase a desconcentra de sua postura firme. Quase, mas não desconcentra. Ficando séria, após o comentário de Lucca, Sylvia responde:

- Pode começar por mim, quanto mais cedo isso acabar, melhor.

A Garou se encaminha para receber o Ritual, mas antes que Lucca o começasse indagava a ele, já pensando em ir embora dali o quanto antes:

- Ao término, poderei me retirar ou preciso assistir o Ritual de Head Shot?

Durante toda a fala, Sylvia evita sequer olhar para a cara de Jimmy. Apesar de saber que aquilo tudo acabaria daquela forma, concordava com Bruno e achava o Presas de Prata incapaz de viver em matilha. Conviver com ele, sem dúvidas, era a maior punição que Lucca estava dando à matilha como um todo.
avatar
Sylvia Capuleto

Mensagens : 408
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Jimmy - Sylvia - Lucca

Mensagem  Convidad em Qui Fev 28, 2013 11:07 pm

Acompanhando o Senhor das Sombras como era ordenado, ele segue até o local do Ritual. A energia do ambiente toma conta do Presas de Prata, que por um breve momento olha para cima tentando inutilmente amenizar sua irritação, enquanto milhões de coisas passam em sua mente.
O desconhecido ou/e a energia do local trazem um desconforto muito grande a alma do Ahroun, porém era um sentimento que sempre o acompanhava, trauma de seu passado. Punição pior, só mesmo a morte, ou não. Ele intercala olhares entre os dois Senhores das Sombras, achava aquilo um circo, uma armação tribal dentro da Seita, mas sua feição não apresenta mais nada além de um homem sério, endurecido pela vida.
O rosto inexpressivo é quebrado apenas quando ouve a pergunta feita por Sylvia. A repulsa da Theurge era tanta que o faz abrir um largo sorriso repleto de malícia. Fixava então em Lucca para sacar qual seria a resposta.
Parado e começando a jogar seu dado para o alto, Jimmy observa a situação e espera pela sua vez.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Trovão-Inquisidor - Feiticeira-das-Sombras | Head-Shot

Mensagem  Narrador em Sex Mar 01, 2013 5:20 am

Lucca, com uma expressão séria, responde para Sylvia:

- Sem problemas, embora eu recomendo a vocês dois, que acham que não estou notando que a hostilidade ainda existe, parem com isso ou terão que voltar aqui para tomarem punições mais pesadas em breve.

Termina de falar e olha para Jimmy, com uma expressão séria. O recado tinha sido dado. Lucca, então, chama Sylvia até si e pega um punhado de terra e olha para ela. Quando ela está de frente para ele, ele assopra a terra na direção da Theurge proferindo as seguintes palavras:

- Devido à tuas atitudes ter-se comparado à do chacal, proclamo que tu és cria legítima dele!"

À medida que a areia cobre Sylvia, a sua voz muda. Daí em diante, a Theurge punida falará num tom agudo e nasalizado, até que o mestre de ritual decida retirar a punição.

Lucca, volta-se para Sylvia e diz:

- Dispensada.

E olha para Jimmy e fala para ele:

- Pronto, Presas de Prata?


avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Jimmy - Lucca - Sylvia

Mensagem  Convidad em Sex Mar 01, 2013 4:19 pm

O Presas de Prata apenas meneia a cabeça de forma negativa, e responde a Lucca mais do que lhe era perguntado...

"-É assim que você deseja ensinar Garous mais jovens a serem companheiros?! Apesar de tudo fiquei aqui, não zombei e não virei as costas para essa mulher. Realmente não morro de amores por ela, mas de forma nenhuma cogitei em sair e deixá-la sozinha em um momento de punição. Não é isso que um soldado faz, ou mesmo um companheiro de Matilha... E você permite que ela saia por mero capricho, já que não fará mais nada, do que voltar pelo mesmo local que eu. Isso só demonstra ainda mais a covardia repulsiva que vejo em alguns ratos, que ao ver o barco afundando passam por cima um do outro em busca da saída."

A última frase já falava olhando para a Theurge, que provavelmente já se preparava pra partir. E voltando-se novamente a Lucca, termina:

"-E pode terminar o Ritual. Pronto ou não, sei que o mereço."

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Trovão-Inquisidor - Feiticeira-das-Sombras | Head-Shot

Mensagem  Narrador em Sex Mar 01, 2013 4:39 pm

Diante da fala de Jimmy, Lucca o responde com um olhar extremamente sério:

- Não fizeste mais do que sua obrigação. Covarida, Garou, é apontar uma arma com balas de prata para um Garou de sua matilha e não deixar de assistir a um momento degradante de um ex-Alfa. Espírito de Matilha é tratar sua matilha como irmãos, não como lixo como você fez nessa manhã. Pare de falar como um soldado. Se queres tanto ir para o Exército podemos mudar para um Ritual de Caçada, ou qualquer um que possa lhe banir definitivamente da Nação Garou para que possa se unir aos que se comportam como você. Se queres estar na Nação pare de se comportar como um soldado e passe a se comportar como um Garou. Não estás em condições de questionar absolutamente nada, és todo errado. Feiticeira-das-Sombras está dispensada e acho inclusive mais prudente ela voltar sozinha do que voltar com alguém que há poucas horas tentou assassinar um outro Garou com balas de prata por não saber controlar suas próprias emoções. Não pense que seus olhares e expressões passam despecebidos, uma das minhas tarefas de Augúrio é, inclusive, ler o que seus olhos e seus gestos dizem. Então, antes que eu lhe dê uma voz do Chacal de brinde, sente-se naquele tronco para que eu possa começar o Ritual que o punirá por seus atos. O seu não será tão breve quanto o de Sylvia...
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Jimmy - Lucca / Sylvia

Mensagem  Convidad em Sex Mar 01, 2013 5:05 pm

Com um leve sorriso sarcástico na face, novamente Head-Shot balança a cabeça negativamente.

*Mesmo diante de um erro tão óbvio não esperava mais do que a atitude de proteção mútua entre esses dois. Gostaria de ver como seria se estivéssemos frente a outro Presas de Prata.*

Ficando totalmente sério ele apenas diz:

"-Sim Sr.!"

Dessa fez não havia enfase, ou motivação em sua voz. Falava com desanimo e insatisfação, parecendo mais um deboche. Normal ao subordinado que respeita as ordens dada por um superior tirano, injusto e/ou fraco. Assim caminha vagarosamente, fazendo corpo mole e se senta onde era pedido.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Sylvia - Lucca / PP Psicipata / Argos ou Zivon

Mensagem  Sylvia Capuleto em Sex Mar 01, 2013 5:16 pm

Com a voz com apresentando ganidos anasalados, agudos, esganiçados e irritantes, Sylvia responde a Trovão Inquisidor:

- Muito obrigada.

Ia se retirar, mas Jimmy resolve lhe atacar mais uma vez. Porém, antes de sair, e diante da discussão dos dois, resolve agradecer mais uma vez, demonstrando também não ter receio em falar com a Voz do Chacal:

- Mais uma vez, diante dos ataques, lhe agradeço Trovão Inquisidor. Nenhuma punição pode me obrigar a confiar em quem tenta assassinar companheiros de matilha. Curioso que quem teve a vida salva por aqueles contra quem voltou sua ira ao ponto de cometer uma tentativa de assassinato tente dar lições sobre como se comportar em matilha. Santa incoerência. Com sua licença, vou me retirar.

E, dito isso, Sylvia sai sem olhar para trás. Ignoraria Jimmy dali em diante. A Garou segue pelo Caern para sair do mesm, mas, no caminho, procura para ver se encontra ou Duas Caras ou Oráculo do Abismo. Tentaria conversar com os dois antes de deixar as imeidações do Caern e envia uma mensagem de texto para Danniel, para que este não se espantasse com seu atraso.
avatar
Sylvia Capuleto

Mensagens : 408
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Head-Shot

Mensagem  Narrador em Seg Mar 04, 2013 6:42 am

Enquanto Jimmy aguardava, Lucca acendia uma pequena fogueira e colocava uma cuida de metal para ser aquecida na mesma. Dentro da Cuia, um líquido que parecia prata era colocado para começar a ferver enquanto o Senhor das Sombras o mexia com a ponta de uma adaga e falava algumas coisas que Jimmy não podia entender.

O tempo no Caern, começava a fechar. Trovoadas podiam ser ouvidas. Em breve, o Presas de Prata ia começar a receber seu ritual de punição.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Feiticeira-das-Sombras

Mensagem  Narrador em Seg Mar 04, 2013 6:44 am

Enquanto seguia procurando seus irmãos, Sylvia toma um esbarrão de Benção-de-Gaia que olha para ela com expressão de poucos amigos. Os dois trocam olhares e Sylvia sente uma sensação muito ruim. A Garou chega a notar um brilho estranho no olhar do Theurge, mas não sabe se o que vira era ou não ilusão de Ótica.

Benção-de-Gaia segue caern adentro. Sylvia avista os dois Garous que procurava em seu campo de visão. Por ironia do destino, os dois estavam, ao que parecia, terminando uma conversa.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caern de Cura Nível 5 - Floresta da Tijuca - Totem: Unicórnio

Mensagem  Sylvia Capuleto em Seg Mar 04, 2013 10:56 am

A Senhor das Sombras seguia com tranquilidade em direção ao encontro dos seus irmãos de matilha, quando leva um esbarrão de Benção de Gaia. A Theurge se preparava para fazer um comentário ácido, mas não tem nem um minuto de atenção do líder da seita - a não ser por um olhar ferino.

A sensação ruim toma conta da Theurge e aquele olhar lhe dá a sensação de que algo está errado. Parada, quieta, a Senhor das Sombras apenas comenta:

- Tem alguma coisa aí...

Sylvia se amaldiçoa três vezes por não ser uma Adren. Se fosse, saberia como proceder. Desiste, por hora, de procurar seus irmãos e, com o olhar, tenta acompanhar para onde ia Benção de Gaia. Tentando ser furtiva para seguí-lo sem que ele notasse sua aproximaçao. A Theurge assume a forma Lupina, para não ser tão facilmente reconhecida em caso de uma visualização breve e vai seguindo sempre por dentro da mata, para ver que trilha o líder ia seguir, para onde ele ia e o que ele ia fazer. A sensação ruim era grande e Sylvia queria entender porque ela a sentiu e o que significava aquele estranho brilho no olhar do líder da seita.
avatar
Sylvia Capuleto

Mensagens : 408
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Caern de Cura da Floresta da Tijuca

Mensagem  Amir Su'ud Al em Seg Mar 04, 2013 12:44 pm

Interações com a Narração
Um rasgo aparente aparece nas proximidades de uma das tantas lagoas que se espalhavam pelo Caern. De dentro dele, um lobo de pequeno-médio porte sai, assumindo formas humanoides, até que a forma concebesse o que antes era Amir. O Theurge, rapidamente, sacou o seu celular, percebendo que não havia recebido nenhuma. O Theurge deveria estar ocupado.

Amir passa algum tempo pensando no que fazer, afinal tinha sido tão rápido. Sem Link, ficaria muito difícil aprender o ritual de convocação. De repente, o Theurge tem uma ideia, metamorfoseando suas cordas vocais novamente para fazer um chamado:
— Corredor de Aço e Diamante de Gaia! Se estiverem no Caern, me procurem perto da lagoa ao sul do Caern. É Mãos que Curam que lhes procura!

A ideia seria excelente se ambos estivessem por ali. O Ahroun e a Galliard ainda deviam algumas explicações para o Lua Crescente sobre a invasão.
________________________________________________________________________________________________________
.
avatar
Amir Su'ud Al

Mensagens : 148
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 27
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Jimmy - Lucca

Mensagem  Convidad em Ter Mar 05, 2013 10:28 pm

Apenas observando o Senhor das Sombras, Jimmy ergue sua cabeça ao olhar a mudança repentina no tempo. Ele volta a olhar para Lucca e abaixa a cabeça visualizando o chão, enquanto pega um graveto e começa a rabiscar desenhos aleatórios.

"-E você rapaz, por que está aqui? Vai me dizer que também tentou matar alguém da sua Matilha?!"
"-Sim... Acredite, eu fiz! Era um palhaço traidor, conspirava contra mim. Era para tudo ter dado certo se não fosse ele e a Senhor das Sombras."
"-Agora? O que farei agora? Primeiro tentarei sobreviver a esse Ritual. E depois... Depois... Espere, cuidado... O Vigia pode estar nos ouvindo!"

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Feiticeira-das-Sombras

Mensagem  Narrador em Qua Mar 06, 2013 6:59 am

A Theurge tenta seguir o filho de Gaia, mas em pouco tempo ela percebe que ele sai do seu campo de visão. Era como se ele tivesse sumido no ar. Era estranho. Mas uma sensação muito esquisita brota quando Sylvia chega no local onde ele estava antes e a Theurge, sensível, conseguia se sentir incomodada de alguma forma ali. Não sabia do que se tratava, mas estava bastante incomodada ao chegar no local onde vira Benção-de-Gaia pela última vez...
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Corredor-de-Aço - Mãos-que-Curam

Mensagem  Narrador em Qua Mar 06, 2013 7:01 am

Diamente-de-Gaia não responde ao chamado. Não devia estar no Caern. Andarilhos não costumavam passar muito tempo no Caern, ficavam mais em seus ambientes mais ligados a Weaver. Corredor-de-Aço, porém, estava lá e segue até a lagoa e ao chegar, cumprimenta Amir e diz:

- Algum problema, Amir?
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Trovão-Inquisidor - Head-Shot

Mensagem  Narrador em Qua Mar 06, 2013 7:09 am

Repetindo palavras incompreensíveis para o Ahroun, Lucca termina de esquentar a prata e, com ela borbulhando se aproxima de Jimmy e vai dizendo:

- Em Crinos, agora.

Asim que Jimmy assume a forma Crinos, Lucca começa a com a ponta da adaga fazer glifos com a prata fervente no rosto do Garou. O Senhor das Sombras desenha o símbolo do Augúrio Ahroun e começa a pintar as feridas feitas por Helene enquanto dizia:

- Que Gaia julgue seus pecados. Se fores pecador. Se estiveres errado. Se fores culpado por não se controlar e atentar contra a vida de irmãos. Se fores culpado não se controlar e trazer discórdia para a matilha. Se fores culpado por não tratar seus irmãos com o devido respeito que o Totem da sua matilha, o Grande Avô Trovão, exige. Que a chuva recaia sobre você como a prata. E que as lágrimas de Luna lhe coloquem novamente no caminho certo...

A dor era imensa. Jimmy nunca sentira tanta dor em sua vida. Nem nas torturas feitas pela Legião. O ritual era bem cruel.


OFF GAME: Não encontrei, e também tive pouco tempo para procurar, referência da forma racial de Jimmy nos posts. Tinha pedido no grupo para que a forma racial fosse explicitada no último post, o que não ocorreu, portanto, considera-se que Jimmy está em hominídeo. Se já estiver em Crinos, ignorar a primeira parte da atualização.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Caern de Cura da Floresta da Tijuca

Mensagem  Amir Su'ud Al em Qua Mar 06, 2013 12:43 pm

Interações com a Narração
Diamante de Gaia não estava ali, ao contrário de Diogo que logo que houve o chamado segue ao encalço do Theurge, que apertou sua mão em cumprimento, já respondendo a pergunta do antigo colega de matilha:

— Os problemas de sempre, Diogo, mas não foi e também foi por isso que chamei a ti e a Diamante de Gaia. Desde que chegaram, não tivemos sequer algum tempo para conversar mais tranquilamente, e eu realmente preciso saber com mais detalhes o que ocorreu em Sampa depois que eu fui. Perdoe-me se isso faz arder lembranças pesadas, mas não é só uma necessidade minha. É também uma forma de saber exatamente como a Legião trabalha. Alguém que já foi alvo dos ataques pode ser de muita valia. —
Amir diz tudo de maneira calma, medindo sempre as palavras. Durante o pequeno discurso, o Lua Crescente olhou constantemente para o céu, percebendo a mudança drástica de temperatura. Uma chuva torrencial estava prestes a cair no Rio.
________________________________________________________________________________________________________
.
avatar
Amir Su'ud Al

Mensagens : 148
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 27
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Corredor-de-Aço - Mãos-que-Curam

Mensagem  Narrador em Qui Mar 07, 2013 6:25 am

Corredor-de-Aço olha para Mãos-que-Curam. Sua expressão era de desagrado. Talvez o Garou tivesse interpretado Amir mau. Talvez ele não tivesse mesmo gostado da conversa. O fato é que, com seriedade, Corredor-de-Aço diz:

- Amir, se você quiser saber o que ouve por algum motivo pessoal, eu posso até lhe contar, mas se sua preocupação é como a legião funciona, eu e Diamante-de-Gaia já fomos interrogados por Trovão-Inquisidor, o que foi muito desagradável, por Benção-de-Gaia e pelo Inimigo da Wyrm Falcão-de-Prata. Acho que não precisamos de mais um interrogatório. Ainda mais, de um Cliath. Não devemos explicações para ninguém e, sim, isso trazem lembranças que ardem e não é bom ficar lembrando o fatídico dia.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sylvia - Argus / Zivon

Mensagem  Sylvia Capuleto em Qui Mar 07, 2013 10:03 am

Sylvia segue Benção de Gaia por um tempo mas, de repente, não consegue mais achar o rastro dele. A Theurge, na forma lupina, tenta encontrar o rastro do líder do Caern mas não encontra nem sombra dele. A Theurge fica intrigada. Dá voltas pleo local. Tenta farejar e nada. Benção-de-Gaia tinha sumido "no ar".

A Senhor das Sombras pensa, então, que o Theurge poderia ter ido para a umbra. Sylvia se concentra e ao olhar através da película não vê nem sombra de Benção de Gaia.

Algo não estava certo. Sylvia tinha agora uma sensação muito ruim sobre tudo aquilo. Ficava com a imagem e a sensação de quando o líder da Seita esbarrou em si na mente. Queria fazer algo, mas não sabia nem como dar o primeiro passo.

A Senhor das Sombras respira fundo e segue caminhando de volta para o centro do Caern. No caminho, assume a forma hominídea e conforme vai chegando no centro do Caern se aproxima de Zivon e Argus e diz para eles, que podem notar sua voz com todas as características da voz do chacal:

- Eu preciso falar com vocês. De preferência, fora daqui.
avatar
Sylvia Capuleto

Mensagens : 408
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Umbra Rasa (Penumbra)

Mensagem  Amir Su'ud Al em Qui Mar 07, 2013 1:30 pm

Interações com a Narração
As palavras do Ahroun acertam o Theurge como prata líquida. Corredor de Aço tinha entendido tudo errado, afinal Amir não era nenhum juiz para interrogá-los. — Diogo, desculpe se me expressei mal, mas a minha intenção não é enchê-los de perguntas ásperas ou acusadoras. Não se sabes, mas as matilhas da cidade, e a Esquadrão da Fúria, a qual faço parte, está entre elas, estão encarregadas de cuidar de suas respectivas regiões e de procurar pistas da Legião e possíveis ninhos de Dançarinos da Espiral Negra. Nós da Esquadrão já estamos cuidando de um caso muito delicado que provavelmente envolve sanguessugas selvagens e eu apenas achei que você e Wanessa poderiam me ajudar. Eu entendo a dor e preciso lhe dizer que sinto tanto quanto você ela. O Caern Selva de Pedra também foi meu lar e meu coração se angustiou quando eu liguei a televisão e vi aquela notícia.

O silêncio tomou conta de Amir por alguns segundos. Ele sentiu uma fome se abater sobre ele, percebendo que o horário do almoço já tinha passado a séculos. Assim, o Theurge retorna para a conversa:
— Entenderei se realmente não quiseres me auxiliar e prometerei que não insistirei mais com isso. Agora, eu me sentiria muito mais feliz se você aceitasse comer alguma coisa comigo aqui por perto para conversarmos um pouco, pois fique sabendo que para mim você sempre será o grande Alpha Corredor de Aço. — Amir tentou arrancar um sorriso da face rígida do Andarilho, sorrindo marotamente para ele, como um filho sorri para um pai.
________________________________________________________________________________________________________
.
avatar
Amir Su'ud Al

Mensagens : 148
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 27
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caern de Cura Nível 5 - Floresta da Tijuca - Totem: Unicórnio

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 40 1, 2, 3 ... 20 ... 40  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum