Ruas - Centro da Cidade

Página 1 de 31 1, 2, 3 ... 16 ... 31  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ruas - Centro da Cidade

Mensagem  Narrador em Dom Jan 27, 2013 1:02 pm

O Centro é um bairro da Região Central do município do Rio de Janeiro, no Brasil. Abriga o coração financeiro da cidade.

Apesar de possuir residências, o bairro é eminentemente comercial. Possui desde prédios históricos até modernos arranha-céus. Suas áreas residenciais são, principalmente, no Bairro de Fátima, Saúde, Gamboa, Santo Cristo e no Castelo.

Seu índice do desenvolvimento humano, no ano 2000, era de 0,894: o 32º melhor entre os bairros da cidade.


A delimitação do bairro Centro, Código 005, segundo o Decreto 5 280, de 23 de Agosto de 1985, é:
"Da Baía de Guanabara no Cais do Porto (incluindo o Píer Mauá); daí, seguindo pela Praça Mauá (incluída); Rua do Acre, Rua Leandro Martins, Rua dos Andradas (até o seu final), Rua Júlia Lopes de Almeida, Rua da Conceição, Rua Senador Pompeu, Rua Camerino, Praça dos Estivadores, Rua Barão de São Félix (todas incluídas); daí, pela Rua Alfredo Dolabela Portela (excluída), atravessando a Rua Senador Pompeu, ao Ramal Principal da RFFSA e, pelo leito deste, até o Viaduto São Sebastião; por este (excluído) até a Avenida Salvador de Sá; por esta (incluída) até a Rua Frei Caneca; por esta (incluída) até a Rua Riachuelo; por esta (incluída); Rua Costa Bastos, Rua Cardeal Dom Sebastião Leme e Rua Monte Alegre (todas excluídas), Rua Riachuelo (incluída) até a Praça Cardeal Câmara (antigo Largo dos Pracinhas), Rua Evaristo da Veiga, Rua Joaquim Silva e Rua Conde de Lages (todas incluídas); por esta, até a Rua da Glória; por esta (excluída, excluindo o Largo da Glória) até a esquina da Rua da Lapa (incluída) com a Avenida Augusto Severo; por este (excluída) até a esquina da Rua Teixeira de Freitas; daí, pelo eixo da Rua Mestre Valentim, em linha reta, ao Obelisco da Avenida Rio Branco; deste alinhamento, em ângulo noventa graus, até a Avenida Beira Mar; por esta (incluída) até a Praça Senador Salgado Filho; por esta (incluída) até a Avenida Almirante Sílvio de Noronha; por esta (incluída), no seu primeiro alinhamento, ao mar (excluindo todo o Parque do Flamengo); daí, pela orla marítima, até o Píer Mauá, ponto de partida, incluindo sob sua jurisdição as ilhas de Vilegaignon, Fiscal, das Cobras e das Enxadas."

No Centro, localizam-se alguns monumentos e edifícios famosos, como o Teatro Municipal do Rio de Janeiro, o Chafariz do Mestre Valentim, o Palácio Tiradentes, o Palácio Duque de Caxias, a Biblioteca Nacional do Brasil (fundada por Dom João VI), a Estação Central do Brasil e tantos outros que se destacam na paisagem histórica, arquitetônica e cultural do Rio de Janeiro.

São inúmeras as igrejas históricas localizadas no bairro. Dentre as mais conhecidas, podemos citar: a Igreja de Nossa Senhora do Monte Serreado, anexa ao Mosteiro de São Bento, a Igreja de Nossa Senhora do Monte do Carmo, a Igreja de Santa Cruz dos Militares, as igrejas de Santo Antônio e da Ordem Terceira de São Francisco anexas ao Convento de Santo Antônio, a Capela do Menino Deus, a Igreja de Nossa Senhora da Candelária, a Igreja de Nossa Senhora da Lapa dos Mercadores, a Igreja de Santa Rita de Cássia, a Igreja de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito, a Igreja de Santa Luzia, a Igreja de São José, a Igreja da Ordem Terceira do Carmo, entre outras.
É um bairro de grande interesse turístico, mormente para aqueles que têm curiosidade sobre o Brasil Colônia e o Império do Brasil. Na região, ficam o Paço Imperial e o Convento do Carmo, que é a única edificação das Américas onde morreu uma monarca europeia, a rainha de Portugal Dona Maria I, a Louca.


Última edição por Admin em Seg Fev 04, 2013 10:38 am, editado 2 vez(es)
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Dragomir - Narração

Mensagem  Convidad em Qui Jan 31, 2013 8:10 am

O taxi já estava nas ruas do centro da cidade, Drago pode perceber lendo as placas. Ele havia aprendido a língua portuguesa há pouco tempo, porém, sua adaptação foi muito rápida. Ele pode por o novo idioma em pratica quando estava na cafeteria do aeroporto, onde ficou muito satisfeito com seu desempenho.

Após ler algumas placas, ele retira seu telefone do bolso e envia uma mensagem para seus dois contatos na cidade (via MP). Era a melhor forma de anunciar sua chegada já que uivar em plena luz do dia estava fora de questão. O Corvo envia duas mensagens informando que já estava na cidade e que estava indo de encontro a sua nova matilha. A mensagem havia sido escrita em português para ambos.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas - Centro da Cidade

Mensagem  Convidad em Sab Fev 02, 2013 7:10 pm

Aquela cidade, como todas as outras, guardava e oferecia aos seus hóspedes, apenas, e tão somente, o desejo de ir embora. Mas Ian prosseguiu, entre as edificações estéreis e inférteis, sem se deixar contaminar pelo ar cancerígeno que emprestavam ao ambiente, e com o qual tentavam, diligentemente... infectá-lo...

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Meet - Narração

Mensagem  Convidado em Qui Fev 14, 2013 7:55 pm

Inclinado sobre a moto, Meet se aproveita da versatilidade das duas rodas para ganhar tempo no transito caótico do Rio.

Embora preferisse respeitar os sinais, afim de garantir sua chegada no local combinado, não passaria muito tempo até que, finalmente, Meet encontrasse o antiquário. Entretanto, precisou de uma segunda volta pelo quarteirão até achar uma boa vaga.

Não havia estacionado tão perto da fachada do antiquário, de modo que não era possível avistar o local de onde estava. Caminhou sem pressa pelas ruas, até passar por uma banca onde compra um jornal qualquer antes de encostar-se numa árvore, agora relativamente perto do antiquário, fingindo ler as notícias enquanto aguardava Joshua e Vajkard.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Joshua Crossfield - Corvo

Mensagem  Joshua Crossfield em Qui Fev 14, 2013 10:06 pm

A dupla de Senhores das Sombras seguia um caminho não muito diferente de Meet, mas infelizmente mais demorado. Devido ao fato de não terem como "escapar do transito", logo o Presa de Prata ja estava bem na frente deles.

Durante o caminho Joshua não dizia uma palavra, apenas se concentrava no transito rumo ao Largo das Neves. Quando estavam proximos do lugar Joshua procura um estacionamento seguro e afastado e assim que guarda o carro diz para seu irmão de Tribo:

- Vamos caminhar um pouco...

Ele desce do carro esperando que o Corvo fizesse o mesmo e então segue na direção de onde estaria o carro que usariam durante aquela missão.
avatar
Joshua Crossfield

Mensagens : 218
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 30
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Herança-Selvagem

Mensagem  Narrador em Sex Fev 15, 2013 8:18 am

Enquanto lia o jornal, Meet via do outro lado da rua um homem caminhando e resmungando de um jeito que ele era capaz de ouvir. A voz do homem tinha um quê de engraçado e seu modo de resmungar também.

- Claro que tinha que ser o Billy para procurar os pulguentos. Óbvio. E se eu pegar pulgas, quem vai resolver? Vai ter que ser eu, claro. Diacho...

Quando por instinto Meet vai olhar na direção do homem, ele nota que este está ao seu lado resmungando com Meet dessa vez:

- Puta que pariu, pensei que você não iam parar de correr atrás do próprio rabo hora nenhuma. Olha só, sem babar, nada de morder ou arranhar. Se você se comportar a gente consegue conversar de modo civilizado... você não tem carrapatos não, tem?

O homem, cuja estatura era baixa, parecia muito irritado e extremamente resmungão. O homem vestia um paletó que parecia muito antigo e carregava consigo uma bolsa de couro.


avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Vajkard - Joshua

Mensagem  Convidad em Sex Fev 15, 2013 1:33 pm

Vajkard desce do veículo e segue Joshua. Não tinha muita coisa a perguntar, talvez só curiosidades a respeito dos outros membros da matilha, então inicia uma conversa:

— Se eu lhe perguntar o que tem a dizer sobre cada membros da matilha, informações que venham a facilitar meu convívio com os mesmos, sem muitos detalhes, apenas o crucial para se ter uma primeira impressão. Você interpretaria isso como uma pergunta qualquer a ponto de não encara-la com desconfiança e responderia? Se não for o caso, poderia responder minha pergunta?

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Meet - Billy

Mensagem  Convidado em Sex Fev 15, 2013 6:21 pm

Desde que ouviu as lamúrias invadir seus pensamentos, interrompendo os raciocínios que traçava, imaginou tratar-se de um velho não humano. Apenas o comportamento desprezível e a certeza de estar ouvindo um lacaio da Wyrm bastaram para que Meet sentisse ávido por violentar a carne do sujeito, antes mesmo de resolver encarar a figura. Quando o fez, entretanto, foi surpreendido com a repentina proximidade do homem.

Uma forte presença de espírito, e uma invejável velocidade de raciocínio permitiram que Meet encarasse com extrema naturalidade a “brincadeira” da odiosa criatura, fitando-o com desprezo declarado, de cima para baixo. Como de praxe, Meet portava-se com uma notória falsa paciência, sempre tentando conter algo, ignorar piadas, desrespeitos, exatamente como naquele momento: “O que você quer... Billy?” Pronuncia o nome do indivíduo quase entre os dentes, sentindo nojo da própria língua, fazendo com que um lado do lábio superior se contraísse involuntariamente. Talvez a criatura se surpreendesse por ter seu nome memorizado por um “pulguento”, embora Meet soubesse que dificilmente “aquilo” se deixaria intimidar, já que se portava com tão pouco respeito a um garou.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Joshua Crossfield - Corvo

Mensagem  Joshua Crossfield em Sex Fev 15, 2013 10:40 pm

Joshua caminhava em silencio até que o mesmo é quebrado por seu irmão de Tribo. O ragabash ja imaginava que ele iria querer conversar com ele, mas não sabia quando aquela conversa aconteceria.

Olhando apenas de rabo de olho para o Corvo o Senhor das Sombras da uma rapida olhada em volta e então se concetrar em manter um tom de voz baixo para que apenas Dragomir ouvisse:

- Essa é a primeira missão oficial na liderança de Herança Selvagem. O Presa de Prata parece ter pulso, que é o que realmente a matilha precisa, mas muitos ainda não tem certeza se devem confiar na liderança dele ou não. Com certeza por causa do Anjo Guardião. Ele saiu da Seita e deixou todos com uma enorme interrogação na cabeça, mas parece que Meet vai conseguir dar um rumo pra matilha sim...

Logo a frente eles ja podiam ver um palio weekend preto e com todas as janelas fumê estacionado. Ele caminha até a mala do carro e a abre, pegando apenas a chave que estava escondida junto ao estepe. Enquanto entrava no carro ele prossegue:

- Sarah é a Theurge da matilha, mas uma Cria de Fenrir. É uma garou bem direta no que pensa e que definitivamente é alguem que você não vai querer irritar.

Joshua então abre o porta luvas e é possivel ver varios objetos dentro do mesmo. A principio Joshua apenas retira 3 comunicadores, um colocando em seu bolso, outro colocando em seu ouvido e o terceiro dando para Dragomir:

- Guardião Escarlate... É um lupino no meio do centro da cidade do Rio de Janeiro. Fim... Coloca isso no ouvido, se precisar falar agora é só pressionar, mas cuidado pra não chamar atenção.

Depois disso Joshua liga o carro e deixa o motor roncar duas vezes, notando com isso a força que o carro tinha para caso uma perseguição ou fuga fosse necessária. Ele então se ajeita no banco e finaliza:

- Lucia... Uma Garou tranquila até certo ponto. Agora eu...

Nesse nomente ele tira as mãos do voltante e se posiciona de uma forma que Dragomir pudesse olhar em seus olhos:

- Pratico, efetivo e focado. Não suporto vampiros e nem qualquer coisa que possa vir a se aliar a Wyrm. Quando for se apresentar a alguem, da proxima vez, sugiro que você escolha melhor suas palavras. Para um ragabash, voce chama atenção demais...

Depois de dizer isso Joshua volta a sua posição normal tomando o rumo em direção a onde aconteceu o roubo.
avatar
Joshua Crossfield

Mensagens : 218
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 30
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas - Centro da Cidade

Mensagem  Sarah Paulsen em Sab Fev 16, 2013 12:15 pm

De moto, Sarah segue em direção ao Caern de Cura.
avatar
Sarah Paulsen

Mensagens : 121
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Billy Ulrich - Herança-Selvagem

Mensagem  Narrador em Seg Fev 18, 2013 4:41 am

O homem parecia impaciente mas não muda seu humor pela maneira como Meet fala com ele. Estava mexendo em sua bolsa e começa a futucar um despertador velho aberto enquanto vai respondendo o Presas de Prata. Suas mãos se moviam rapidamente e seu olho era fixo no aparelho que parecia ser destruído pelo rapaz, que ficava tirando as peças e jogando em sua bolsa até desmontar o objeto por completo:

- O que eu quero? E o que importa o que eu quero? Se se importassem não tinham mandado eu vir aqui. Eu quero voltar pro meu laboratório, ficar longe de vocês, não ser babado e não pegar nem pulga e nem carrapatos, pode ser?

O pequeno, então, começa a andar, resmungando algo em idioma incompreensível para Meet e olhando para tudo como se tudo em sua volta fosse novo. Enquanto caminhava ele dizia:


- Me segue, não temos muito tempo. Tem uma loja de sorvetes aqui, vamos conversar lá que é tranquilo e eles não tem problemas com animais.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Vajkard - Joshua

Mensagem  Convidad em Seg Fev 18, 2013 4:29 pm

– Entendido... Neste caso, sr. Canivete Suíço, não preciso lhe desejar sorte no antiquário!

Vajkard inclinou o banco e se acomodou enquanto Joshua deu partida no veículo.


Última edição por Vajkard Dragomir em Ter Fev 19, 2013 8:15 am, editado 1 vez(es)

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Meet - Billy

Mensagem  Convidado em Seg Fev 18, 2013 7:50 pm

Aquele indivíduo começava a realmente causar problemas para Meet, que se esforçava para aceitar a idéia de que teria de conversar com “aquilo”. Mas, aceitar os insultos desenfreados era demais: “Escuta aqui, inseto!...” Põe-se na frente de Billy, impedindo que continuasse o caminho: “O único motivo por eu estar me esforçando pra trocar palavras com uma criatura repugnante como você, é que eu to atrás de peixe grande, e não de merda! Acredite, seu esforço não é maior que o meu pra dividirmos o mesmo metro quadrado, então, facilite, e não faça todo meu esforço ir pro lixo!” Dizia com uma postura ligeiramente curvada afim de que aquelas palavras chegassem melhor aos ouvidos de Billy, que de qualquer outrem. Suas pupilas caçavam as do maldito como um gato hipnotizado pelo rato.

No final das palavras, Meet volta a ostentar uma postura mais ereta, pondo-se outra vez atrás de Billy à medida que conferia no celular, o recebimento de uma mensagem. “E cadê aqueles dois que não chegam? PORRA!”


Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Joshua Crossfield - Corvo

Mensagem  Joshua Crossfield em Seg Fev 18, 2013 11:13 pm

Joshua não comenta sobre o trocadilho feito pelo irmão de Tribo, retornando apenas para sua posição anterior e logo seguido rumo ao local combinado.

Assim que chegam ele olha para Dragomir e depois começa a buscar por indicios de seu Alfa.
avatar
Joshua Crossfield

Mensagens : 218
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 30
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Asa-da-Morte | Ventos-da-Má-Sorte

Mensagem  Narrador em Qua Fev 20, 2013 5:26 am

O antiquário estava fechado, mas era possível notar que havia alguém em seu interior. Não haviam indícios de Meet. Nem sinal dele por ali.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Billy Ulrich - Herança-Selvagem

Mensagem  Narrador em Qua Fev 20, 2013 5:36 am

Quando Meet termina de falar ele nota que Billy não estava mais ali. A criatura já estava do outro lado e coma carteira de Meet na mão, arremessando-a de volta para o Presas de Prata e dizendo:

- Ui, agora você ficou nervosinho. Vai fazer que nem uns amiguinhos seus e depois de fazer merda dizer que é a Fúria, blá blá blá. Fúria é o caralho, para de TPM que eu não sou obrigado a aturar cachorro sarnento rosnando pra mim. Não queria estar aqui tanto quanto você e não ouse chegar perto de novo. Não quero pegar pulgas e carrapatos! Que saco!

E sai andando resmungando:

- Eu falei que isso não ia dar certo, mas tinham que me mandar. Claro que tinha que ser o Billy. Quem vai aturar a TPM dos cachorros? Óbvio que o Billy. Eu espero, realmente, que a recompensa valha a pena porque senão eu vou... ah vou... deixa eles comigo...

E segue resmungando, agora em um idioma que Meet não entendia. A criatura nada um pouco e depois de muito resmungar, fala para Meet:

- E se tentar alguma gracinha eu arranco a sua cueca pela sua cabeça! E acredite, eu consigo fazer isso sem você sequer perceber, agora vai me seguir e ouvir o que eu tenho que dizer ou vai ficar que nem um idiota posando de putinho e perder as informações sobre a maldita espada que vocês conseguiram perder e foder com tudo?

Dizia isso e caminhava em direção a uma loja de sorvetes que havia na esquina. Curiosamente, mesmo com o forte calor, a loja parecia completamente vazia...
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Vajkard - Joshua

Mensagem  Convidad em Qua Fev 20, 2013 10:37 am

Dragomir já havia colocado o comunicador no ouvido durante o trajeto. Quando desceu do carro ele percebeu que Joshua já estava procurando por Meet, seu Alfa. Não havia sinal qualquer do Presa por aquelas bandas. Olhando na direção do antiquário, o Corvo notou que a loja estava fechada, porém, havia alguém em seu interior. Olhou para Joshua e disse:

- Meet já deve ter dado inicio ao plano. Estava de moto, deve ter chegado muito antes de nós dois e pelo visto ter "arregaçado as mangas". De qualquer forma, ele tem o seu número de telefone e você tem o dele. Envie um SMS informando nossa posição para que ele tome nota e vamos dar sequência a nossa parte de uma vez.

Vajkard então direcionou seu olhar na direção do antiquário. Não tinha certeza de qual abordagem seria tomada pelo irmão de tribo, então o indagou:

- Doces ou travessuras, Sr. Canivete?

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Meet - Billy

Mensagem  Convidado em Qua Fev 20, 2013 7:26 pm

Preocupando-se com os recorrentes gracejos da repugnante criatura, Meet fita seu lado esquerdo e depois o direito, conferindo assim as reações das pessoas diante os sumiços e aparecimentos de Billy.

Ainda ponderava sobre a falta de espanto das pessoas diante daquelas cenas, quando, avistou enfim a dupla de Senhores das Sombras, parecendo procurar Meet. Permaneceu olhando-os enquanto ouvia os odiosos cacarejos de Billy, perguntando-se sobre porque não o enxergavam. Nesse meio tempo, percebeu o arremesso de um objeto pela visão periférica, sem que pudesse identificar do que se tratava. Levantou a mão por instinto, receptando sua própria carteira. O espanto era inevitável, embora o nojo e seu desejo por esmagar a cabeça de Billy como se faz com uma uva, conferiam ao semblante do Ahroun um ar de tédio, por não poder fazê-lo.

Cuspiu no chão num típico gesto de desprezo antes de caminhar apressadamente pro estabelecimento apontado: “Vamos acabar logo com essa porra!” Disse assim que passou por Billy, tomando a frente e entrando de vez na sorveteria.


Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ian - Erick

Mensagem  Convidad em Qui Fev 21, 2013 4:33 pm

O centro da cidade era a mesma sargeta transbordando bílis e fezes de sempre. Sem nenhuma surpresa mais degradante do que as já esperadas. Enquanto segue seu caminho, apenas espera que ninguém por alí faça nenhum movimento brusco e ameaçador, ou alguma outra idiotice excêntrica...


Última edição por Iosifesco em Qui Fev 21, 2013 6:27 pm, editado 1 vez(es)

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Joshua Crossfield - Corvo / Narração

Mensagem  Joshua Crossfield em Qui Fev 21, 2013 5:20 pm

Notando realmente que Meet não estava por ali o Senhor das Sombras buffa. Haviam demorado mais do que imaginava devido ao maldito transito.

Quando o corvo começa a falar Joshua o olha de rabo de olho. Realmente era melhor darem prosseguimento ao plano. Ele então saca seu celular do bolso e le a mensagem que havia sido deixava por Lucia. Sua expressão era de notorio descontentamente.

"Só noticia boa para variar..."

Ele joga o celular para o irmão de Tribo para que ele pudesse ler a mensagem:

(Tai-Ji, a Relâmpago Atado. Esse é o nome da espada. Pertencia aos Portadores da Luz e sua última aparição havia sido há 200 anos em Cádiz, espanha. Trata-se de um fetiche lendário da tribo. Parece muito poderosa.)

Enquanto o corvo lia a mensagem Josshua observava o antiquario. Aparentemente haviam pessoas la dentro, mas definitivamente não queria simplesmente bater e dizer "Doces ou travessuras", contudo, deixar Dragomir falar enquanto observava o local também não parecia uma boa opção.

Ele então recolhe seu celular assim que o corvo termina de ler a mensagem e envia uma para Meet, guardando logo em seguida o aparelho no bolso. Como inicialmente a missão não seria investigativa invasiva ele toma uma decisão:

- Doces...

Joshua então começa a caminhar na direção do antiquário e logo que chega de frente para a porta do mesmo toca a campainha e espera para ver se alguem atenderia.
avatar
Joshua Crossfield

Mensagens : 218
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 30
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Asa-da-Morte | Ventos-da-Má-Sorte

Mensagem  Narrador em Sex Fev 22, 2013 7:44 am

Após tocar a campainha e esperar alguns segundos, uma criança atende a porta, abrindo apenas uma parte da mesma e dizendo com uma certa timidez em sua voz:

- Oi... a loja tá fechada hoje moço.



Última edição por Admin em Sex Fev 22, 2013 8:01 am, editado 1 vez(es)
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Billy Ulrich - Herança-Selvagem

Mensagem  Narrador em Sex Fev 22, 2013 7:50 am

Herança-Selvagem entra na loja e é seguido por Billy. A criatura se acomoda em uma mesa e chama o Presas de Prata para se sentar, mas antes que este começasse a falar, ele chama uma garçonete e diz:

- Por favor, pra mim eu quero duas bolas de creme, uma bola de chocolate, três bolas de morango, duas de uva, uma de limão, uma de Pistache, uma de framboesa, uma de açaí, duas de brigadeiro, uma de doce de leite, três de pitanga, uma de abacaxi, duas de coco, uma de flocos, clada de chocolate, morando, doce de leite, mashmelow, maracujá, duas porções de jujuba, uma porção de granulado normal, duas porções de granulado colorido, um biscoito e uma cereja.

Dito isso, a criatura olha pra Mett e diz para a atendente:

- Ele quer apenas um punhado de açúcar pra doçar a vida.

A mulher ri e se retira, voltando com uma tigela enorme de sorvete que começava a ser devorada por Billy que, enquanto tomava o sorvete, resmungava coisas que Meet não conseguia entender. Após algumas garfadas, a criatura diz:

- Bom, vamos lá... o que diabos passava na cabeça de vocês ao deixarem que os malditos descobrissem onde estava a Relâmpago Atado. Sabem que agora o Pesadelo está solto novamente, né? A prisão que a gente criou era baseada na energia da espada, agora ele via voltar a espalhar o terro por aí. Isso vai desequilibrar as forças no Sonhar, isso vai trazer um monte de merda pro mundo mortal e eu quero realmente saber o que diabos vocês estão fazendo para resolver essa budega.

Diz e volta a tomar o sorvete, esperando uma resposta de Meet. A partir da li, a conversa parecia começar a ficar em um tom mais sério.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Vajkard - Joshua / criança

Mensagem  Convidad em Sex Fev 22, 2013 12:09 pm

Vajkard, que estava logo a trás de Joshua, se aproxima do garotinho que os atendia pela porta. Ele olha para a jovem criança e exibe um sorriso (aparência 5) para a mesmo, depois se curva apoiando uma das mãos no joelho ficando na mesma altura. Com uma voz encantadora diz:

- Bom dia. Tudo bem? Eu me chamo... Vaj. Este aqui ao meu lado é Josh.

Disse Vajkard apontando para Joshua. Após as apresentações o corvo continuou:

- Eu e o meu amigo trabalhamos para o Instituto Histórico do Rio de Janeiro. Vimos a matéria hoje cedo no jornal, a notícia do roubo, então viemos o mais rápido possível. Será que podemos falar com algum adulto a respeito do que aconteceu?

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Guardião-Escarlate - Ian

Mensagem  Guardião Escarlate em Sex Fev 22, 2013 4:16 pm

A movimentação inquieta o Garra Vermelha, que fica olhando de um lado para outro. Nunca havia visto tantos macacos juntos. Lembrou dos caçadores que acabaram com sua alcateia. Por um instante ínfimo, um semblante de raiva surge na face do Ahroun.

Ele continua andando ao lado do Uktena, conversando com o mesmo.

"- Não falar assim de grande espírito como Hélios. Ele dá luz para nós ver, esquentar nós. Eu só querer falar que andar assim demorar mais... - ele olha de relance para um prédio - "...Vingadores ficar numa toca alta assim!"

Diz o lupino, apontando para o prédio mais semelhante ao ponto de encontro da Vingadores que havia visto. Eric se espanta com a quantidade e tamanho dos prédios.

'Por que tocas tão grande e alta?'
avatar
Guardião Escarlate

Mensagens : 70
Data de inscrição : 27/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Meet - Billy

Mensagem  Convidado em Dom Fev 24, 2013 9:35 am

Quando entra no estabelecimento, Meet aguarda pra ver o que Billy iria fazer lá, apenas conversar de pé ou realmente pedir um sorvete. Observou aquela criatura se sentar, e ainda de pé admirava seu pedido animalesco. Aquilo tudo era tão surreal que, quando se preparava para sentar na mesma mesa que Billy, Meet ajeita a calça suspendendo-a pelas costas, e aproveita para se beliscar disfarçadamente na região lombar. O sentimento de dor parecia ser real, mas, ainda assim Meet não havia se convencido.

Embora as gracinhas de Billy continuassem, parecia que finalmente aquela conversa teria um rumo produtivo: “Se alguém deveria estar entendendo sobre o que você tá falando, esse alguém não sou eu! Tudo que eu sei sobre essa espada, descobri nessa manhã... então... pelo que to entendendo, “vocês”...“ Diz gesticulando com os dedos indicador e médio das duas mãos, tentando simbolizar as aspas: “...Estavam usando o poder da espada como um tipo de prisão para algo. Então, quem são vocês? E o que a espada estava aprisionando?”

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas - Centro da Cidade

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 31 1, 2, 3 ... 16 ... 31  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum