[CAERN] Zona Montanhosa

Página 2 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Hominideo - Mayra

Mensagem  Balik Samir em Ter Mar 04, 2014 2:52 pm

Meu olhar parecia mais fervoroso, e respondi sem titubear:

- Entendo perfeitamente. Tenho a mesma sede de sangue da Corruptora como você. Não me sinto confortável com a ideia de deixarmos que a Wyrm se prolifere naquele local, mas também não quero ter sangue de irmãos novamente em minhas mãos.

Diminuo um pouco a excitação na voz e prossigo:

- Eu também não sei o que fazer. Só sei que não estou gostando. - franzindo o cenho.

- A respeito de Esquecido, não sei o que aconteceu entre vocês mas tenha paciência. Aprenda o controle. Encontre o que realmente te incomoda e livre-se disto. Resolva, ou isso irá lhe consumir e trará consequências. Assim como encontramos e destruímos a Wyrm, encontre e destrua o que lhe incomoda.

- O seu mundo é um reflexo seu. Você apenas encontrará aquilo que trouxer para dentro dele. Encontre seu reflexo, observe e veja seu comportamento, seus pensamentos, seus desejos. Reveja seu mundo e descubra o que pode ser melhorado.


Estava complacente a Fianna e sentia que ela estava perdida com a responsabilidades impostas ultimamente à ela. Mas acreditava que aquilo devia ser apenas as reviravoltas recentes. A Fianna era uma guerreira gloriosa e de uma sabedoria ímpar. Não duvidava de sua capacidade, apenas de suas ações em situações adversas.


_________________
Hominídeo Ragabash Wendigo - Cliath
Carisma 3
Aparência 2
Fúria 5
avatar
Balik Samir

Mensagens : 130
Data de inscrição : 30/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mayra - Balik

Mensagem  Mayra Hildebrand em Qui Mar 06, 2014 7:13 am

A Fianna vai se recompondo com o andar da conversa. Era bom poder colocar algumas impressões pra fora e encontrava em Balik um bom ouvinte. As palavras do Wendigo eram carregadas de Sabedoria e a Ahroun se sentia confortável para continuar falando com ele:

- Aquele Hospital é um problema bem maior do que parece, Balik. Não foi a primeira vez que pisei lá. Já pisei mais de uma vez e sempre acontece a mesma coisa, tiramos o olho dele por um instante e pronto, uma força da Wyrm, mais forte que a anterior surge. Já perdi muitos irmãos naquele lugar, por mim a gente dava um jeito de explodir aquele lugar e acabar com ele de uma vez por todas. Eu receio que se continuar a aparecer inimigos piores e mais poderosos aquele hospital será a sepultura de todos nós. Seja lá o que houver ali, eu não sei como, tem que chegar a um fim. Mas também não podemos fazer muito com uma matilha totalmente nova que mal se conhece e que quase se matou há pouco tempo... é uma situação muito complicada...

As palavras finais carregam rancor. Rancor do local onde havaim caído amigos como Lauren, sem dúvida a vítima que mais doía à Mayra. A Ahroun respira fundo e volta ao tema que mais lhe causava confusão mental:

- Não há o que resolver com relação à Esquecido. Eu tenho apenas que aprender a conviver e esquecer o passado. Deixar as mágoas para traz. É difícil, muito. Tem muita coisa envolvida, nós temos uma história juntos, mas é preciso superá-la.

Falava com uma convicção que não existia em suas expressões e segue dizendo:

- Acho que devemos voltar pra Matilha... mesmo que não haja nem muito ânimo e nem muita paciência pra mais do mesmo que acabamos de assistir.

Falava agora com sinceridade, não tinha nem ânimo e nem paciência para as brigas da matilha, esperava que essa fase passasse logo.

_________________
Mayra Hildebrand - Voz de Taranis
Hominídeo / Fianna / Ahroun / Tuatha de Fionn
(Aparência 5 / Fúria 7 / Raça Pura 5)
**** Voz do Rouxinol ****
**** Magnetismo Animal ****

Cicatrizes de Batalha
* Cegueira dos Dois Olhos (provocada por um Rastejante Nexus)
* Cicatriz Profunda na altura do abdômen (provocada por um Ancião dos Dançarinos da Espiral Negra)
avatar
Mayra Hildebrand

Mensagens : 429
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Hominideo - Mayra

Mensagem  Balik Samir em Sex Mar 07, 2014 3:37 pm

Sorri, um sorriso sem graça, um sorriso que lamentava ter que voltar. Um sorriso pratico e simples que acariciava o ombro da Fianna com oquem dizia, vá em frente, vá que você esta no caminho certo. Um sorriso que naturalmente confirmava sua admiração pela companheira geniosa.

- Espero que esteja tudo tranquilo por lá. - sorria sarcasticamente, eu mesmo não consiguia acreditar que tudo estaria tranquilo, isso não era o fetio da esquadrão - Passemos por um riacho para que possa se limpar. Vamos?

*Será que alguem morreu desta vez? Espero que não tenha sido Tolerância.*


_________________
Hominídeo Ragabash Wendigo - Cliath
Carisma 3
Aparência 2
Fúria 5
avatar
Balik Samir

Mensagens : 130
Data de inscrição : 30/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mayra - Balik

Mensagem  Mayra Hildebrand em Dom Mar 09, 2014 7:50 am

A Fianna concorda com a cabeça e enquanto caminha para pegar uma trilha mais longa mas que passava pela riacho, diz para o Wendigo:

- Paz é algo que não combina com a nossa matilha. Talvez por isso que a Fúria esteja em nosso nome...


Diz esboçando um sorriso enquanto se dirige até o riacho, onde tira suas roupas e dá um mergulho, lavando não apenas suas mãos e rosto, mas seu corpo que estava sujo pelo contato com a terra. A Fianna mergulha por alguns instantes aproveitando a sensação maravilhosa de um banho de rio e, enquanto ainda se limpava nua no riacho do Caern, a Fianna comenta com Balik:

- Difícil querer voltar para o meio da matilha na serenidade que as águas desse riacho me trazem. Será que um dia nossa matilha vai ser capaz de se entender e não vamos ter uma confusão por dia, Balik?

_________________
Mayra Hildebrand - Voz de Taranis
Hominídeo / Fianna / Ahroun / Tuatha de Fionn
(Aparência 5 / Fúria 7 / Raça Pura 5)
**** Voz do Rouxinol ****
**** Magnetismo Animal ****

Cicatrizes de Batalha
* Cegueira dos Dois Olhos (provocada por um Rastejante Nexus)
* Cicatriz Profunda na altura do abdômen (provocada por um Ancião dos Dançarinos da Espiral Negra)
avatar
Mayra Hildebrand

Mensagens : 429
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Hominideo - Mayra

Mensagem  Balik Samir em Ter Mar 11, 2014 3:10 am

Sentei-me na rocha próxima e deixe-me ouvir. O vento sussurrava em meus ouvidos cantando sobre o futuro e o passado e como aquilo tudo era estranhamente parecido. Meus pensamentos emaranhavam-se quando, de forma sutil, Voz-de-Taranis libertou-me. Olhei perplexo, parecendo não ter prestado atenção em nada, mas respondi sorrindo fraternalmente:

- Um bom banho em agua corrente não só relaxa o corpo como também fortalece a mente e a nosso espírito. Os guerreiros de minha tribo costumavam se banhar antes de irem para um combate. Isso ajudava-os a encontrarem seu espírito e dominarem o controle sobre seu corpo e mente, além de expurgarem os pensamentos ruins que atrapalhariam-nos. - Uma pequena pausa seguiu antes de concluir - Acho que devemos dar um banho a cada três horas em nossos irmãos.

_________________
Hominídeo Ragabash Wendigo - Cliath
Carisma 3
Aparência 2
Fúria 5
avatar
Balik Samir

Mensagens : 130
Data de inscrição : 30/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mayra - Balik

Mensagem  Mayra Hildebrand em Ter Mar 11, 2014 9:29 am

Mayra ri da ideia de Balik enquanto dá mais um mergulho e sai da água, secando já o seu cabelo e esperando pelo menos o excesso de água sair do seu corpo. A voz da Fianna encontra então os ouvidos do Wendigo enquanto ela dizia:

- Essa me parece uma boa ideia.

A Fianna pensa por um instante e comenta:

- E talvez devêssemos fazer uma festa ou algo do tipo. Encontros mais leves do que reuniões para que nos conheçamos e possamos entender melhor quem é o outro... o que você acha?

Óbvio que a Fianna pensaria em festa, seu olhar tem o brilho do entusiasmo com a ideia que dá.

_________________
Mayra Hildebrand - Voz de Taranis
Hominídeo / Fianna / Ahroun / Tuatha de Fionn
(Aparência 5 / Fúria 7 / Raça Pura 5)
**** Voz do Rouxinol ****
**** Magnetismo Animal ****

Cicatrizes de Batalha
* Cegueira dos Dois Olhos (provocada por um Rastejante Nexus)
* Cicatriz Profunda na altura do abdômen (provocada por um Ancião dos Dançarinos da Espiral Negra)
avatar
Mayra Hildebrand

Mensagens : 429
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Hominideo - Mayra

Mensagem  Balik Samir em Qui Mar 13, 2014 4:38 pm

Me levanto e olhando para Mayra apenas me limito a responder:

- Acho que qualquer ideia é válida, posso preparar algumas pizzas amanhã. - falava prontamente como quem não tinha dúvidas do que faria. Ao fazer a comida eu não teria que interagir com os outros, pelo menos é o que eu achava.

- Vamos? - sorrindo amigavelmente para a companheira

*Espero poder chegar a tempo do ritual, seria algo de enorme valor poder presenciar tal feito.*


_________________
Hominídeo Ragabash Wendigo - Cliath
Carisma 3
Aparência 2
Fúria 5
avatar
Balik Samir

Mensagens : 130
Data de inscrição : 30/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mayra - Balik

Mensagem  Mayra Hildebrand em Sex Mar 14, 2014 10:04 am

Mesmo um pouco molhada, a Fianna veste suas roupas que naturalmente ficam um pouco grudadas ao corpo. Sua expressão era bem mais leve, estava renovada e podia se juntar à matilha novamente:

- Vamos! Já ficamos tempo demais afastados. Hora de voltar para junto da matilha e encarar o que estiver por vir.

Torcia para não se aborrecer de novo com a matilha enquanto seguia caminhando pelas trilhas, mas não duvidava de nada. Seguia caminhando com Balik, rumo à clareira central.

___________________________________________________________________
Balik, fiz meu post chegando já na Clareira Central para adiantar,ok?

_________________
Mayra Hildebrand - Voz de Taranis
Hominídeo / Fianna / Ahroun / Tuatha de Fionn
(Aparência 5 / Fúria 7 / Raça Pura 5)
**** Voz do Rouxinol ****
**** Magnetismo Animal ****

Cicatrizes de Batalha
* Cegueira dos Dois Olhos (provocada por um Rastejante Nexus)
* Cicatriz Profunda na altura do abdômen (provocada por um Ancião dos Dançarinos da Espiral Negra)
avatar
Mayra Hildebrand

Mensagens : 429
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kor Yance McDonell (Crinos) - Sussurros / Dereck

Mensagem  Kor Yance McDonell em Seg Mar 24, 2014 1:23 pm

Sussurros responde já colocando o corpo em suas costas não deixando de dar uma alfinetada em Dereck dizendo que seria bom para os dois cavar. Aquilo realmente só poderia ser para Dereck, já que o mesmo estava segurando a cabeça. Talvez o Uktena tivesse entendido que para clarear os pensamentos era necessário trabalho e não ressentimento. Ficou feliz por entender seu primeiro conselho. Não iria fazer parte daquela tarefa, apenas queria acompanhar para tirar suas próprias conclusões. Para Kor não importava qual dos dois cavaria, o importante era jogar Ingvild logo em uma cova e ir descansar. Todos tiveram um dia cheio e precisavam ligeiramente de um descanso. Acenou positivamente para o Andarilho e também para o Theurge em sinal de sua aceitação, ao passo que já se encaminhava para a trilha entre as montanhas.

- Vamos então...

Confirmou. Pegou duas pás que estavam perto de uma árvore e foi seguindo o caminho já trilhado na montanha. Caminhou por um certo tempo até chegar em um espaço limpo onde seria ideal para enterrar Ingvild. Tinha uma pequena clareira, com algumas árvores sem vida em volta e pouco mato. Olhou para os companheiros e completou.

- Acho que aqui está bom.

Fincou as pás no chão e aguardou enquanto observava os dois iniciarem os trabalho. Não tinha mais nada pra dizer, já que era a vontade dos mesmos fazerem o serviço. Só restava Kor esperar. Sentou-se em uma pedra que tinha próximo observando o que quer que fosse a situação.

_________________
Hominídeo - Galliard - Fostern - Senhor das Sombras - Senhores do Cume - "Sopro-da-Tempestade"
_______________
Aparência 05

Fúria 05
Raça Pura 03

Cicatriz no peito num formato [ / ], cabeça em [ | ] e nas costas em [ Z ].




"Diante de uma larga frente de batalha, procure o ponto mais fraco e, alí, ataque com a sua maior força."
avatar
Kor Yance McDonell

Mensagens : 325
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 27
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sussurros-dos-Espíritos: Meninas malvadas (Kor e Dereck)

Mensagem  Sussurros-dos-Espíritos em Seg Mar 24, 2014 2:13 pm

Sussurros seguiu Kor até o ponto indicado. Foi em silêncio. Podia sentir as curvas pouco femininas do corpo de sua irmã roçando em sua pele. Ela ainda estava quente e o Xamã tentava carrega-la sem encostar em nenhuma de suas partes íntimas, preocupado que Kor ou Dereck pudessem critica-lo. Estava cansado da própria voz e queria apaziguar o ódio em seu coração. Até então tinha tentado falar a verdade não importasse a quem doesse e olha onde isso o tinha levado. Estava cavando uma cova para sua irmã.

Não se sentia culpado por Ingvild estar morta. Entendeu que se tivesse tentado impedir o ritual talvez ele estivesse no lugar dela. E bem, entre seu couro e o de uma ignorante sem cérebro, ele nem tinha o que pensar. Começou a cavar com vontade, usava a pá em glabro, ritmado e esperando cansar seu corpo. A terra tinha algumas pedras e a dificuldade era reconfortante. Nada seria fácil à partir dali. A única coisa que sentia em meio a tudo isso era estar se afastando da verdade. Ela sempre foi sua companheira, e agora que tinha começado a mentir e tudo parecia dar certo ele ficou muito triste. O fato dos Garous exigirem que todos pensassem da mesma forma era revoltante para alguém revolucionário como o jovem Xamã. Se arrependia de não ter seguido os conselhos de Dimas antes. Ser falso como ele e esconder parte do que sentia teria sido útil até ali.

Quando tanto o corpo como a cabeça da Fúria Negra estavam embaixo da terra. Disse, mais para agradar Kor do que por concordar:

- Que esse solo sagrado limpe a corrupção de sua alma imunda, vil criatura. E que os animais das profundezas se alimentem de sua carne transformando sua podridão em energia para Gaia e seus filhos.

Deu uma última olhada triste para a cova. Será que realmente não podia ter feito nada?

_________________
Theurge Uktena
Aparência 1
Carisma 3
Fúria 2
Característica notável:
Marca de Suspeita (algo parece errado com o Garou atraindo certa desconfiança)
avatar
Sussurros-dos-Espíritos

Mensagens : 80
Data de inscrição : 20/11/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kor Yance McDonell (Crinos) - Sussurros / Dereck

Mensagem  Kor Yance McDonell em Seg Mar 24, 2014 3:12 pm

Sussurros mais do que depressa pega a pá e começa a cavar a cova de Ingvild. Tinha que admitir, estava impressionado pela boa vontade do Uktena que nem se quer pediu ajuda de Dereck ou coisa parecida. Isso lembrava o quanto contraditório também estava sendo o Theurge, já que há pouco havia falado que seria interessante Dereck ajuda-lo, mas enfim, talvez tivesse mudado de ideia e isso nem interessava para Kor. O  importante era que a cova já estava cavada e o corpo da Ahroun já estava jogado lá dentro. Quando viu que Ingvild estava em seu devido lugar, pensou.

" Pronto..."

O Uktena profere então suas últimas palavras para a Fúria Negra sem vida. Kor ergueu as sobrancelhas em sinal de surpresa. Ele parecia finalmente entender que Ingvild não era digna de honra, consequentemente, o que levaria entender o porque de ser punido. Quase demonstrou o que fosse um princípio de felicidade quando escutou o adjetivo "vil criatura". Não poderia descrever Ingvild melhor. Teria Sussurros notado quem realmente ela era no final das contas? Esperava que sim e suas palavras pareciam demonstrar isso. Não que Kor estivesse totalmente convencido de seu arrependimento, mas aquele já era um bom começo para mudar a concepção de Sussurros sobre honra.

Acenou positivamente com a cabeça para Sussurros, e depois olhando para Dereck disse.

- Algo a dizer Dereck?


Enquanto o Andarilho não respondia, olhava firme para o corpo da Ahroun sem nenhuma piedade ou respeito. Ela não merecia. Não depois do que virá com seus próprios olhos. Não depois de ser comprovada uma fraca. Não era a toa que estava ali, por isso, simplesmente deu a escolha da palavra para os que o acompanhavam e aguardava o desfecho daquele atraso de vida o quanto antes. Caso Dereck não tivesse nada a dizer, faria o uso rápido das suas palavras para poderem ir embora.

_________________
Hominídeo - Galliard - Fostern - Senhor das Sombras - Senhores do Cume - "Sopro-da-Tempestade"
_______________
Aparência 05

Fúria 05
Raça Pura 03

Cicatriz no peito num formato [ / ], cabeça em [ | ] e nas costas em [ Z ].




"Diante de uma larga frente de batalha, procure o ponto mais fraco e, alí, ataque com a sua maior força."
avatar
Kor Yance McDonell

Mensagens : 325
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 27
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Sopro-da-Tempestade | Cracker | Sussurros-dos-Espíritos

Mensagem  Narrador em Seg Mar 24, 2014 5:49 pm

Diante dos olhos dos Garous, um estranho fenômeno acontece. Assim que terminam de enterrar Ingvild, chamas esverdeadas brotam do solo queimando tudo e deixando aquele solo ali sem vida. Eram as chamas corrompidas da Wyrm que reduziam, diante dos olhos dos três, o que restava de Ingvild a pó.

Sussurros-dos-Espíritos no entanto, por alguns instantes, tem a impressão de estar no meio do Caern todo em chamas, com todos mortos ao seu redor.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Dereck (hominídeo) - Kor/Sussurros

Mensagem  Convidado em Ter Mar 25, 2014 4:06 pm

O garou segue junto dos demais e pega a pá e começa a cavar, mas paralelamente ao local onde o Uktena começa a cavar, uma cova menor, mas nem por isso mais rasa, fez uma profundida um pouco maior que a do corpo mas em local separado.

Lembrara-se de que era sinal de desonra em algumas culturas separar partes do corpo em seu momento de descanso final, e foram enfaticos ao dizerem que não haveria honras para ela.

*Que assim seja.*

Quando finalmente termina, ele escuta as palavras de Sussurros impassível, e então ouve a indagação de Kor, enquanto sem cerimônia alguma joga terra sobre a cabeça da impura.

- Não há o que se dizer. Ela está morta, quem sabe assim ela pare de ser o fardo de corrupção e indignidade que em vida foi.

E então ele nota o resultado de seu sepultamento e faz uma cara de desgosto para o Galliard.

- Ao que parece... nem na morte ela é capaz de gerar algo de proveitoso. Seria notificar para alguém sobre o que aconteceu. Nunca vi isso acontecer antes.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Kor Yance McDonell (Crinos) - Sussurros / Dereck

Mensagem  Kor Yance McDonell em Ter Mar 25, 2014 4:57 pm

Dereck também havia cavado outro buraco paralelo ao de Sussurros, onde este jogava a cabeça da mesma e depois enterrava. Era uma cova menor, mas ainda sim profunda. Não via problemas nisso, como também não viu problemas na forma de Sussurros. O importante era cumprir com o objetivo de enterrar o corpo da Fúria Negra, que agora estava feito.

Dereck responde o que havia perguntado dizendo que não tinha o que ser dito. Havia certo ressentimento nas palavras do Galliard e não o culpava. Tinha quase perdido um braço devido à sua provocação e essa eram as sequelas da culpa que carregava, mas também tinha razão em suas palavras. Era indigna e corrupta. Deixou estar, isso já não tinha mais valia. Cada um parecia ter aprendido com seus próprios erros.

Então, diante de seus olhos, algo muito estranho acontece. Chamas verdes saem do solo queimando tudo deixando ainda mais sem vida o local que já era. Eram as chamas da Wyrm e estas se encarregaram de reduzir tudo de Ingvild a pó. Cerra os olhos diante do que virá e se põe de pé muito sério.

"Então esse é o destino dos traídores..."

Dereck então alerta novamente Kor sobre notificar alguém sobre o que acabará de acontecer. Era o mais correto mesmo, já que o Senhor das Sombras não havia visto nada igual também. Olhou para Dereck e disse:

- Também nunca vi nada parecido, mas vou avisar o quanto antes os que tem patente superior a nossa. Talvez saibam dar uma explicação e é bom que saibam o que vimos aqui dentro do Caern... Isso não deve ser normal.

A cara de Kor também não era a das melhores depois do que tinha acabado de ver. Chamas verdes terminar de queimar o corpo de Ingvild só provava o quanto estava certo sobre ela. Olhou para o Theurge e o Andarilho por um momento e completou.

- Que a morte de Ingvild sirva de exemplo para todos que se quer cogitarem a possibilidade de se aliarem à corruptora a ponto de se tornarem indignos e desonrosos. - apontou com o dedo para o lugar onde as chamas apareciam - Este é o fim e jamais irá existir outro modo.

Certificou de que tivesse sido escutado, principalmente por Sussurros e depois finalizou suas palavras.

- Caso estejam prontos, receio que devamos partir o quanto antes para reportar essa situação.

_________________
Hominídeo - Galliard - Fostern - Senhor das Sombras - Senhores do Cume - "Sopro-da-Tempestade"
_______________
Aparência 05

Fúria 05
Raça Pura 03

Cicatriz no peito num formato [ / ], cabeça em [ | ] e nas costas em [ Z ].




"Diante de uma larga frente de batalha, procure o ponto mais fraco e, alí, ataque com a sua maior força."
avatar
Kor Yance McDonell

Mensagens : 325
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 27
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sussurros-dos-Espíritos: Dereck e Kor

Mensagem  Sussurros-dos-Espíritos em Qui Mar 27, 2014 6:44 am

Sussurros termina de enterra-la e quando pensou que finalmente a noite teria acabado, um estranho sentimento toma conta do seu corpo. Chamas esverdeadas brotam do solo, dançando maléficas e consumindo tudo ao seu redor. As chamas não param no entorno das montanhas, mas consomem Kor e Dereck, descendo vorazes até o Caern! O Xamã pensa em criar água para apaga-las, mas elas correm as montanhas como uma cachoeira de lava pútrida, queimando a todos no caminho. Então ele grita:

- NÃÃÃÃÃOOOOOOOOO e se ajoelha no solo chorando pela destruição da maravilha que era o Caern e pelo fim de todos os Garous dali. Percebe que a dor de perde-los era maior que poderia tolerar e deseja ter sido queimado junto com todos os outros. E então acaba. Tão rápido quando veio a sensação termina e o Impuro pisca os olhos. Vê Dereck e Kor, com cara de quem não entendeu o que aconteceu com Sussurros.

Imediatamente ele vê que a única área queimada foi o solo em volta do corpo. E ainda em prantos abraça Kor.

- Vocês estão vivos! Graças a Gaia, o Caern não queimou! Se aproxima para abraçar Dereck, mas percebe que a falta de sentimentos deste cria uma barreira entre eles e continua falando:

- Mas eu vi, eu vi todos queimando. Vocês também estão vendo, não? Essa área toda queimada? Estava atônito e apontava para o local do corpo de Ingvild.

_________________
Theurge Uktena
Aparência 1
Carisma 3
Fúria 2
Característica notável:
Marca de Suspeita (algo parece errado com o Garou atraindo certa desconfiança)
avatar
Sussurros-dos-Espíritos

Mensagens : 80
Data de inscrição : 20/11/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kor Yance McDonell (Crinos) - Sussurros / Dereck

Mensagem  Kor Yance McDonell em Qui Mar 27, 2014 5:23 pm

Sussurros demorou um tempinho para se manifestar, mas quando respondeu soltou um grito de "NÃO" tão estrondoso quanto podia. Kor deu dois passos rápidos para trás, depois recuperou a postura. Se assustou com a altura do grito e não havia como não se assustar. Seu semblante de espanto denunciava isso. Se assustou pelo grito e também pela expressão do Uktena. O Theurge se ajoelhou no chão chorando descontroladamente. Era notável o desespero de Sussurros e as dúvidas tomaram conta da mente de Kor antes de tomar qualquer atitude.

" O que ele viu que eu não vi!? Porque isso?! Que porra é essa?! "

Ficou observando imóvel aquilo e de repente Sussurros se acalma, ainda que estivesse em prantos e desesperado. O Theurge se move então abraçando Kor e o Senhor das Sombras finalmente deu graças a Gaia por começar a entender o que havia acontecido. Prestou bem atenção nas palavras de Sussurros e chegou mentalmente em uma conclusão incerta.

" Uma visão... será?! "

Sussurros parecia estar incrédulo com o que vira, apontava para o local do corpo de Ingvild perguntando se também não estava vendo, se toda área estava queimada, o que confirmava sua confusão. Kor se aproximou então do Theurge colocando ambas mãos em seu ombro, olhando em seus olhos e dizendo de forma calma porém firme.

- Calma, Sussurros... Se acalme! Está tudo bem! Nós estamos vivos, todos estão vivos e o Caern não queimou. O que queimou foi apenas onde Ingvild havia sido enterrada deixando esse lugar ainda mais sem vida, tá vendo? - apontou o dedo para o túmulo da Fúria Negra onde ele mesmo estava apontando - Foram umas chamas verdes estranhas da Wyrm que jamais vimos antes... Algo muito errado, algo que talvez não deveria ter acontecido...

Fazia questão de confirmar os fatos para até mesmo ter certeza se era o que Sussurros estava vendo agora. Era algo estranho e isso era inegável. Kor dizia aquilo com o intuito de trazer o Uktena de volta a realidade, mas ainda assim continuava com muitas dúvidas sobre o que aconteceu.

- Agora controle-se e me conte detalhadamente o que você viu e como você viu, Ok? Precisamos saber tudo, uma vez que isso não é normal e precisamos tomar as devidas providências.

Chacoalhava Sussurros levemente com a intenção de obter sua total atenção. Precisava extrair todas as informações sobre o que o Theurge viu, até porque também queria saber porque o Uktena havia visto muito mais do que todos ali. Seria um presságio?! Seria um aviso?! Seria o futuro da Nação Garou!? Porque só Sussurros havia tido essa visão? Algo estava errado, muito errado. Precisava de respostas e odiava não ter as mesmas.

Aquele fenômeno recém acontecido era algo estrambólico e era da Wyrm. Não poderia ser outra coisa. Reduzir o que restou de Ingvild à pó por aquelas chamas verdes deixando o local ainda mais sem vida que já era, fez Kor ficar com os dois pé atrás. Precisava descobrir o que eram aquelas chamas verdes, se poderia queimar outros Garous corrompidos, o porque de queimar só o restante Ingvild e o porque também de só Sussurros ter tido uma visão estranha. Definitivamente, aquelas chamas verdes iam muito além da sua essência, havia um mistério por trás para ser desvendado e por sorte, se conseguisse respostas, poderia ter as explicações que queria.

Aguardava a resposta de Sussurros para tomar qualquer decisão cabível.

_________________
Hominídeo - Galliard - Fostern - Senhor das Sombras - Senhores do Cume - "Sopro-da-Tempestade"
_______________
Aparência 05

Fúria 05
Raça Pura 03

Cicatriz no peito num formato [ / ], cabeça em [ | ] e nas costas em [ Z ].




"Diante de uma larga frente de batalha, procure o ponto mais fraco e, alí, ataque com a sua maior força."
avatar
Kor Yance McDonell

Mensagens : 325
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 27
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Dereck (hominideo) - Kor/Sussurros

Mensagem  Convidado em Sex Mar 28, 2014 6:54 pm

- OW, calma aí fera, explica direito o que aconteceu.

O Andarilho se assusta com o grito desesperado do Uktena e entra no coro por maiores explicações sobre o que, afinal de contas tinha acontecido com o theurge.

- E como assim, estamos vivos?

O rosto do Andarilho mostrava uma visivel preocupação, já quase morrera naquela noite e, e a constatação em forma de surpresa de que ainda respirava, o deixa deveras preocupado e desconfiado.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Kor Yance McDonell (Hominídeo) - Sussurros / Dereck

Mensagem  Kor Yance McDonell em Sab Mar 29, 2014 2:38 pm

Dereck também pede explicações sobre o que Sussurros havia visto. Realmente a forma que o Theurge se manifestou era digna de espanto e preocupação. Manteve ambas mãos no ombro do Uktena aguardando sua resposta e quando Dereck se manifestou, Kor fez um aceno de cabeça que significa "exato". A dúvida do Andarilho também fazia parte da dúvida do Senhor das Sombras.

_________________
Hominídeo - Galliard - Fostern - Senhor das Sombras - Senhores do Cume - "Sopro-da-Tempestade"
_______________
Aparência 05

Fúria 05
Raça Pura 03

Cicatriz no peito num formato [ / ], cabeça em [ | ] e nas costas em [ Z ].




"Diante de uma larga frente de batalha, procure o ponto mais fraco e, alí, ataque com a sua maior força."
avatar
Kor Yance McDonell

Mensagens : 325
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 27
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sussurros-dos-Espíritos: Kor e Dereck

Mensagem  Sussurros-dos-Espíritos em Dom Mar 30, 2014 9:59 pm

Então a visão de Sussurros rapidamente desaparecia da sua mente. Era horrível ver a todos que conheceu ali mortos. Alguns mais que os outros, pensou olhando para Dereck.

- Kor, Dereck, eu tive uma visão. Foi muito real. As chamas que consumiram o corpo de Ingvild desciam pelas montanhas e destruíam o Caern. Não me lembro de já ter tido visões e não sei se são profecias. Mas foi muito assustador. Precisamos informar os anciões sobre o que aconteceu com o corpo da Fúria Negra.


Estava visivelmente abalado, andou levemente arrastado e no início se apoiou em Kor, feliz que tanto ele quanto Dereck estavam vivos.

_________________
Theurge Uktena
Aparência 1
Carisma 3
Fúria 2
Característica notável:
Marca de Suspeita (algo parece errado com o Garou atraindo certa desconfiança)
avatar
Sussurros-dos-Espíritos

Mensagens : 80
Data de inscrição : 20/11/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Dereck (hominideo) - Kor/Sussurros

Mensagem  Convidado em Seg Mar 31, 2014 5:38 pm

O Andarilho buscava parâmetros para o comportamento do Theurge. Suas ações e expressões sempre tão contrárias, arrogantes, prepotentes destoava daquilo que agora se apresentava e isso gera uma genuina e expressiva confusão para o Galliard.

*Será que julguei mal e analisei errado as ações dele?*

Aquilo era algo que ele teria que analisar com mais calma, e definitivamente faria...

*No fundo somos todos de Gaia e por Gaia, então por que eu me surpreendo com o alívio dele em me ver são?*

Ele então faz o máximo que poderia fazer dado o pequeno histórico conturbado que tinham e, coloca a mão em seu ombro, e, apesar da voz horrível tenta falar com o máximo de cuidado e consideração que se poderia permitir dada toda a questão.

- Calma Sussurros, primeiramente se acalme, e então fale tudo detalhadamente para que Kor possa entender... nossas vozes nos desprestigiam, e precisamos que ele fale de forma que a sua mensagem surta o efeito necessário, e explico o terror nos seus olhos.

Ele olha para Kor, querendo saber se ele concordava, embora um galliard, ele estava com a voz do chacal, e os anciões poderiam deixar passar algo por conta daquilo, e não poderia se permitir que isso acontecesse. Felizmente um outro galliard, e de posto superior a de um cliath estava alí, e poderia ser ouvido de acordo, ao menos, era o que ele esperava.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Kor Yance McDonell (Hominídeo) - Sussurros / Dereck

Mensagem  Kor Yance McDonell em Ter Abr 01, 2014 8:45 am

Sussurros logo explica que teve uma visão e que havia sido muito real. Percebia que havia mesmo só pelo fato de ter ficado tão desesperado. O Theurge descreve como era e que também precisavam informar os Anciões. Era óbvio que precisariam e era por esse motivo que Kor pediu uma explicação para que pudesse levar adiante a informação. Aquele tipo de coisa não acontecia com frequência, ainda mais seguido de uma visão destruindo todo o Caern e definitivamente se tivesse alguém que poderia dar uma resposta ou alguma solução, era os Anciões.

Dereck então pede calma para Sussurros e mais uma vez pede para explicar detalhadamente a história. Faz uma ressalva sobre a Voz do Chacal que ambos portavam e isso faz Kor relembrar do quão irritante era aqueles ganidos que saiam da boca dos dois. Acenou positivamente para o Andarilho. Havia entendido o que Sussurros havia dito tanto quanto a indagação do Galliard. Ainda com a atenção focada no Uktena, completou.

- Entendo, Sussurros. - Mantinha ambas mãos nos ombros do Theurge dando o apoio necessário. Fez uma pausa mostrando compreender suas palavras - Existe algum outro detalhe a mais que seja significante, ou não, para que possamos levar essas informações adiante para nossos Anciões? Porque como bem Dereck alertou, precisamos ser convincentes e fazer com que essa mensagem surta efeito, caso contrário, corremos o risco de não sermos levados a sério, onde isso tudo possa ser considerado apenas um exagero de nossa parte e você ser acusado de ter algum tipo de distúrbio mental, já que eles não viram o seu desespero como nós vimos agora...

Tratou de passar confiança para Sussurros antes que tivesse outro colapso nervoso.

- Óbvio que não deixarei isso acontecer, mas se tiver algo que possa reforçar o que vimos partir de você, como também vimos partir das chamas que consumiu o corpo de Ingvild, preciso que me conte agora para o bem de todos.

Aguardava a resposta do Theurge. Dereck havia feito um bom trabalho em ressaltar o quando era importante os detalhes daquelas informações. Caso não fossem convincentes a ponto de comprovar que o que havia acontecido era real, corriam o risco de ficarem mais mal falados, talvez até com fama de mentirosos.

_________________
Hominídeo - Galliard - Fostern - Senhor das Sombras - Senhores do Cume - "Sopro-da-Tempestade"
_______________
Aparência 05

Fúria 05
Raça Pura 03

Cicatriz no peito num formato [ / ], cabeça em [ | ] e nas costas em [ Z ].




"Diante de uma larga frente de batalha, procure o ponto mais fraco e, alí, ataque com a sua maior força."
avatar
Kor Yance McDonell

Mensagens : 325
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 27
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sussurros-dos-Espíritos: Kor e Dereck

Mensagem  Sussurros-dos-Espíritos em Ter Abr 01, 2014 5:28 pm

Sussurros olhou por um momento como quem não acredita no que está ouvindo, depois se acalmou. Ele estava com dois Garous não muito inteligentes e sabia que teria que explicar como se explica para crianças de 2 anos de idade. Além disso, Kor tinha a impressão que era dono dele e não entendia o que era ser um tutor. Pensava em si mesmo como um dono de escravos e sua arrogância era palpável. Tinha afeto por eles como quem tem afeto por cachorrinhos um pouco burros.

- Desculpem se me expressei mal. Foi o choque. Eu vi apenas o que disse, e minha memória já trata de apagar detalhes. Nunca foi um primor de memória. Mas quanto à provas, creio que as marcas das chamas no entorno da cova são o suficiente - e apontou para a  terra queimada, que parecia ter sido arrasada por lixo tóxico. - Os anciões devem ter dons ou rituais para verificar a verdade do que vi. De qualquer forma nem eu posso atestar que isso tem alguma importância. Se não se importam, gostaria de sair desse lugar o mais rápido possível.

Abriu um sorriso sincero, afinal eram beócios, mas eram os SEUS beócios:

- Fico muito grato de estarem bem. Não seria fácil perder outros irmãos de matilha. Mas devo insistir nas minhas desculpas com Amanda, afinal o fogo prova que Ingvild estava totalmente corrompida. Até seu corpo conspurca esse local sagrado.

_________________
Theurge Uktena
Aparência 1
Carisma 3
Fúria 2
Característica notável:
Marca de Suspeita (algo parece errado com o Garou atraindo certa desconfiança)
avatar
Sussurros-dos-Espíritos

Mensagens : 80
Data de inscrição : 20/11/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kor Yance McDonell (Hominídeo) - Sussurros / Dereck

Mensagem  Kor Yance McDonell em Ter Abr 01, 2014 10:49 pm

Sussurros meio que faz uma expressão de dúvida ou algo parecido, mas depois volta seu semblante ao normal. Isso desperta a atenção do Senhor das Sombras. Kor fica se perguntando o que havia passado pela cabeça do Uktena. Não entendeu muito bem o porque daquela expressão do Theurge quando apenas havia feito uma pergunta simples seguida de uma argumentação básica e explicativa visando o bem de todos ali. Talvez ele simplesmente não tivesse entendido, o que explicaria aquela cara de jumento quando ri ficando mais feio que já era. O maior problema era que Kor sentia que Sussurros era uma incógnita ambulante: ora parecia bem mostrando ser o garou mais compreensível do mundo, ora era totalmente ou parcialmente o oposto deixando uma série de dúvidas e desconfiança no ar e ora era tão imprevisível como havia sido à pouco quando viu a visão e quando abraçou o corpo de Ingvild depois de quase ser morto pela mesma. O fato era que isso dificultava Kor fazer uma leitura exata do Theurge, o que sempre levava a ter uma desconfiança e um pé atrás.

" Definitivamente ele é estranho... Talvez seja natureza ou algum distúrbio mental, vai saber..."

Diante das palavras do Uktena, respondeu.

- Fique tranquilo Sussurros, não se expressou mal, entendi desde o início sua explicação... - Sorriu. Falava por si só, mas acreditava que Dereck também havia entendido a explicação óbvia de Sussurros - O que perguntei era só se havia algum outro detalhe a mais que pudesse ser importante para ser relatado, porque talvez isso pudesse fazer a diferença, mas como você já me disse que não há, relatarei para nossos superiores apenas o que disse. Isso era exatamente para poder melhorar nossos argumentos a partir da sua descrição e evitar justamente que talvez os Anciões perdessem tempo usando dons ou rituais simplesmente para comprovar a veracidade de minhas palavras colocando em xeque nossa confiança mais uma vez, ou suas palavras, que seria bem mais provável... Se isso tem importância ou não, não seremos nós que vamos dizer, não é? Se não já tínhamos dito...

Tirou as mãos do ombro do Uktena e completou.

- Mas enfim, sem problemas, levarei esta informação adiante e também fico satisfeito por você ter tido somente uma visão, ainda que isso seja menos preocupante do que se fosse realidade.


Fez um semblante de alívio finalizando suas palavras.

- Bom, vou voltar para a clareira central e procurar pelo Trovão-Inquisidor e Saggittarius para reportar a situação, avisar Julian também seja lá onde ele estiver e depois ir para o ponto de encontro. Quem quiser vir comigo, fique à vontade...

Olhava para Dereck e também para Sussurros aguardando a posição de ambos antes de ir para a Clareira Central. Havia deixado a pergunta no ar justamente porque Sussurros havia dito que queria sair dali o quanto antes, mas não tinha dito para onde, o que também não importava. Imaginou que Dereck gostaria de ir junto pelo fato de também ser um Galliard e seria importante também a presença de Sussurros, mas não obrigaria o Garou caso não quisesse. Era livre para fazer suas escolhas.

_________________
Hominídeo - Galliard - Fostern - Senhor das Sombras - Senhores do Cume - "Sopro-da-Tempestade"
_______________
Aparência 05

Fúria 05
Raça Pura 03

Cicatriz no peito num formato [ / ], cabeça em [ | ] e nas costas em [ Z ].




"Diante de uma larga frente de batalha, procure o ponto mais fraco e, alí, ataque com a sua maior força."
avatar
Kor Yance McDonell

Mensagens : 325
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 27
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sussurros-dos-Espíritos: Dereck e Kor

Mensagem  Sussurros-dos-Espíritos em Qua Abr 02, 2014 1:03 am

Então Kor olha para Sussurros e fica claramente desconfiado. Estranho pensa o Xamã, será que eu disse algo que o desagradou? Provavelmente ele achava que Sussurros era uma incógnita, porque na cabeça dele seu comportamento era conflitante. O que Kor não entendia é que o Uktena tinha sentimentos um pouco infantis e era apenas um novato no mundo Garou. A Fúria Negra havia sido a primeira da sua matilha que havia caído em batalha. O pior era saber que ele saberia que o Xamã estava desconfiado apenas olhando para ele. E o Uktena saberia que o Galliard saberia que ele sabia. E assim teriam que conviver, pois o mundo Garou era assim mesmo.

- Vamos até a clareira central. Kor, venha comigo relatar o que aconteceu. Dereck pode fazer seus afazeres que sua parte nisso acabou. Pelo menos estamos todos vivos.

Off Game: O tópico continua na clareira central, procurando Trovão-Inquisidor e Saggittarius, se Kor concordar.

_________________
Theurge Uktena
Aparência 1
Carisma 3
Fúria 2
Característica notável:
Marca de Suspeita (algo parece errado com o Garou atraindo certa desconfiança)
avatar
Sussurros-dos-Espíritos

Mensagens : 80
Data de inscrição : 20/11/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kor Yance McDonell (Hominídeo) - Sussurros / Dereck

Mensagem  Kor Yance McDonell em Qua Abr 02, 2014 12:06 pm

Kor sorri mais uma vez para Sussurros. Era engraçado como Theurge confundia algumas coisas. Será que ele vivia em uma realidade alternativa ou um em universo paralelo? Talvez ele estivesse no augúrio errado. Havia falado duas vezes que iria reportar a situação, mas pelo visto, ele fazia questão disso, só queria entender o porque, já que ele estaria junto. Sem falar na forma que disse que Dereck estava "dispensado" para fazer seus afazeres onde sua parte naquilo havia acabado. Suas palavras eram vagas e soavam como uma ordem, aquilo não era nada plausível para o Uktena. Ele não ditava as regras ali, uma vez que havia perdido toda sua moral após sua desonra e indignidade. Não importava muito para Kor quem falaria, o que importava era o efeito que isso iria surtir e se iam ter a atenção necessária que precisavam, e julgando Sussurros pelo o que tinha acabado de acontecer, ele era o menos indicado para tal tarefa, mas ainda assim deixaria sob sua escolha para não dizer que Kor era prepotente ou arrogante. Sabia que no final das contas, todos acabariam falando mesmo, isso era inevitável.

Fez então o que Sussurros deveria ter feito enquanto seu tutelado, e não ao contrário: uma pergunta.

- Vamos então para a Clareira Central procurá-los... mas pega leve, é bom lembra-lo que você não dá as cartas nesse jogo, Sussurros. Você quer reportar a situação sozinho, quer que eu te ajude, quer que nós te ajudemos, quer que eu reporte para todos nós ou quer que ambos reportemos o acontecido, 'Treineiro'? - fez uma pausa olhando o Theurge como se ele fosse o responsável pela escolha e também fazendo com que percebesse o significado de união - Só para que eu possa entender o que você pretende fazer, pois vou te acompanhar de qualquer forma... Já o Dereck eu não sei, mas seria interessante ele vir conosco se não tivesse algo mais importante para fazer. É uma testemunha a mais; é nosso irmão da nossa matilha; três é sempre melhor do que dois e é comprovado que a união faz a força...

Sorriu de novo. Kor tinha um semblante aberto e tranquilo, mostrando que suas palavras não ia nada além do óbvio. Não entendia porque esse afoito de Sussurros em querer Dereck longe, pelo visto era algo pessoal, mas logo iria descobrir. Estava se sentindo um professor de ensino fundamental.

- E como seu tutor devo aconselha-lo que caso opte por reportar sua própria visão, pense direito e escolha bem suas palavras, uma vez que como portador da Voz do Chacal e comprovado em um julgamento de ser indigno, pode não ter a repercussão que desejas colocando em jogo a quase nenhuma credibilidade que lhe resta.

Imaginou ter sido claro com o Theurge. Aguardava sua posição para que pudesse ir até a Clareira Central.

_________________
Hominídeo - Galliard - Fostern - Senhor das Sombras - Senhores do Cume - "Sopro-da-Tempestade"
_______________
Aparência 05

Fúria 05
Raça Pura 03

Cicatriz no peito num formato [ / ], cabeça em [ | ] e nas costas em [ Z ].




"Diante de uma larga frente de batalha, procure o ponto mais fraco e, alí, ataque com a sua maior força."
avatar
Kor Yance McDonell

Mensagens : 325
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 27
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [CAERN] Zona Montanhosa

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum