Caern de Cura Nível 5 - Floresta da Tijuca - Totem: Unicórnio

Página 2 de 40 Anterior  1, 2, 3 ... 21 ... 40  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Corredor-de-Aço | Link - Mãos-que-Curam

Mensagem  Narrador em Qui Mar 07, 2013 1:51 pm

Sério, Corredor-de-Aço responde:

- Você se expressou muito bem, Mãos-que-Curam. Se expressou tão bem quanto quando abandonou o Caern por conta de uma humana que nós havíamos lhe avisado que era um risco e que deveria ser mantida longe de você. Se expressou muito bem quando recaiu sobre nós as culpas da sua imprudência. Enfim, se seu Alfa tiver interesse, mande que ele nos procures e responderemos o que ele quiser, apesar de não termos muito o que responder. O ataque foi fulminante, mas...

O Garou respira fundo:

- Não venha bancar o sentido com o que aconteceu em São Paulo. Você lá seria mais um. Mais um para lutar, ou para tombar. Mas mais um que ia se por entre a Wyrm e o Caern. Um Caern que era muito importante para nossa tribo. Não se faça de sentido. Arque com as consequências dos seus atos. Se eu fosse alguma coisa pra você, garoto, você teria me ouvido mais e não me brindado com a decepção que me brindou quando abandonou o Caern.

Antes que a conversa continuasse, Link chega no local onde estavam os dois. O Garou vestia uma calça jeans, uma camisa branca e tinha um capacete de moto em sua mão. Ao se aproximar, ele cumprimenta Corredor-de-Aço e Mãos-que-Curam e, notando o clima ruim, apenas comenta:

- Atrapalho alguma coisa?

Corredor-de-Aço, então, responde:

- Não. Tudo que eu tinha para falar com Amir, já falei. E eu espero que ele tenha aprendido alguma coisa com as minhas palavras.

O Andarilho nem espera resposta, vira as costas e sai andando. Link, por sua vez, olha para Amir e indaga:

- O que aconteceu aqui? Tá tudo bem?

E, sério, fica aguardando a resposta do Andarilho.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Duas-Caras | Oráculo-do-Abismo - Feiticeira-das-Sombras

Mensagem  Narrador em Qui Mar 07, 2013 1:53 pm

Duas-Caras, diante da fala de Sylvia, simplesmente anota o endereço de um escritório no centro da cidade e diz para a Senhor das Sombras:

- Nos encontre nesse endereço em meia hora. Lá, poderemos conversar em segurança.

Ele se levanta, olha para Oráculo-do-Abismo, que sem dizer nada acena positivamente para ele e, os dois deixam o Caern seguindo em direções completamente opostas.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Caern de Cura da Floresta da Tijuca

Mensagem  Amir Su'ud Al em Qui Mar 07, 2013 2:26 pm

Interações com Hagan Mattelart
As palavras que Diogo profere são tão inesperadas quanto sua retirada quando Link se aproximou. Naquele instante o Garou revelou que eles já sabiam sobre os interesses do Theurge na cidade maravilhosa . Cada frase era uma nova bala no peito do Andarilho que fitava o antigo Alpha sem expressar mais nada. O antigo sorriso tinha ido embora.

Naquele instante, Amir sentiu-se a pior pessoa do mundo, tão sujo quanto qualquer traidor da Legião. Na boca de Diogo, ele parecia ser tão ruim quanto qualquer um daqueles que o atacaram em São Paulo. E quanto mais ele falava, mais Amir sentia vontade de fazê-lo parar. Por uns instantes, o Garou agradeceu por não exacerbar a Fúria de um Ahroun e tampouco ter os instintos de um Lupino. Porque se assim fosse, ele teria partido sobre o Lua Cheia e iniciado uma série bastante complicada, com a quebra de um ou mais versos da Litania.

Por sorte, o Ahroun virou as costas paras o Theurges e se mandou dali, deixando uma mensagem para Amir: Estaria o Lua Crescente errado em querer redimir-se por algo que ele próprio fez a mãe? Isso ele não conseguia ainda responder e, talvez, só conseguisse quando deixasse de ser um Cliath. Mas, naquele instante, Link queria uma resposta e o Garou precisava dá-la.
— Boa tarde, Link. Isso foi apenas um inexperiente Garou levando um choque de realidade, por mais que ele ainda acredite no que ele acredita. A sabedoria realmente me ajudará a ver o quão errado eu posso estar? Por que com a minha restrita mente de Cliath eu não consigo perceber esses meus erros. — Mãos que Curam novamente olhou para o céu em meio a suas reflexões, vendo a chuva se aproximar cada vez mais. Talvez um banho natural ajudasse-o a aliviar o peso que sentia naquele momento..
________________________________________________________________________________________________________
.
avatar
Amir Su'ud Al

Mensagens : 148
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 26
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Jimmy (Crinos) - Lucca

Mensagem  Convidad em Qui Mar 07, 2013 5:52 pm

Assim que Lucca exige sua transformação, o Presas de Prata se levanta e assume sua horrenda forma Crinos. Sim, em sua forma Hominídea ele já era feio, o que se transformava, era algo bem perto de um pesadelo. Ele encara Trovão-Inquisidor, e em silêncio assiste ao que seria subjugado.
Sua Tribo era bem acostumada ao uso da prata, tanto que ele mesmo manipulava, o que o faz olhar para o líquido com indiferença; mas não, de forma alguma ele estava preparado para o que viria. Sério ele observa o grande Juiz se aproximar dele com aquela cuia, e em sua face desenhava sua cicatriz com nada menos que prata.
Como não estava em sua forma racial, a reação é instantânea. Erguendo-se nas patas traseiras em movimento instintivo, ele ergue as duas mãos a face, urrando de dor, beirando o descontrole.

"-MEU ROSTO... MEU ROSTO... DESGRAÇA!!!"

Ele se sacode em movimentos compulsivos, a dor era agonizante e o faz pensar que preferia a morte; até que seu corpo desaba, e o Crinos é obrigado a tirar as mãos da face para se apoiar novamente nas quatro patas, afim de não se chocar contra o solo. Lucca então pode começar a ouvir um som bem baixo do Ahroun que estava nesse momento cabisbaixo. Era algo parecido com um choro, algo que vai crescendo e aumentando de volume, até que o Senhor das Sombras pudesse perceber que se tratava de uma gargalhada doentia.

"-HAHAHAHAHAHAHAHA..."

Head-Shot então olha Trovão-Inquisidor nos olhos, os seus estavam bem avermelhados e lacrimejantes, e na língua Garou, tentando obter um mínimo de auto-controle, ele questiona:

"-Então Sr. Posso ir agora?"

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Trovão-Inquisidor - Head-Shot

Mensagem  Narrador em Sex Mar 08, 2013 5:42 am

O Senhor das Sombras, dessa vez, sorri. Ele olha para Jimmy depois de ver ele sofrer com o Ritual e quando ele pergunta se já pode ir, Lucca apenas diz:

- Ainda não acabei.

O Senhor das Sombras, então pega um punhado de terra em cima da mesa e diz:

- Sua insolência não ficará impune, Garou.

E, assoprando a terra na cara de Jimmy, Lucca diz:

- Devido à tua insolência, seu desrespeito ao julgamento, seu desrespeito aos anciãos, seu deboche, suas ironias, devido ao fato de ter-se comparado à do chacal, proclamo que tu és cria legítima dele!

E, com isso, Jimmy, agora, era portador da Voz do Chacal, assim como Sylvia.

Lucca olha para o Garou e diz:

- Pode voltar à sua forma racial. Está dispensado e espero que aprenda com seus erros.

O Senhor das Sombras começa a arrumar os itens usados nos Ritos. Uma grande chuva parecia se armar na cidade. Trovoadas podiam ser ouvidas.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Link - Mãos-que-Curam

Mensagem  Narrador em Sex Mar 08, 2013 5:43 am

O Theurge dá dois tapas no ombro de Amir e diz:

- A vida ensina muito. Nossa sabedoria vem com os aprendizados da vida, jovem. Se quiser conversar, eu estou à disposição...
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Caern de Cura da Floresta da Tijuca

Mensagem  Amir Su'ud Al em Sex Mar 08, 2013 9:23 pm

Interações com a Hagan Mattelart
Os dois tapas sobre a costa que Link o dá aparentam arrebata toda a preocupação que Amir sentia naquele instante. As palavras do Lua Crescente muito mais experientes aliviam, e muito, o âmago no peito do Andarilho. — Acho que falar é o melhor remédio num momento desses, não é? — A história era meio longa, mas Amir não agüentava mais ocultá-la. Se Link fosse ser realmente um instrutor para ela, era melhor que soubesse quase tudo a respeito do passado do seu afilhado.

O Garou, antes de começar, olhou para o próprio reflexo à margem do lago.
— Eu vim de São Paulo com um objetivo certo, Link. Salvar Gaia não tem sido minha única busca, por mais que seja a qual eu mais me dedico. Bem, quando eu tive a minha primeira transformação eu estava discutindo com meu padrasto durante um jantar. Minha mãe também estava lá... — O Andarilho faz uma pausa rápida, mas perceptível, onde tomou um fôlego. — Ela viu a criatura em que me transformei e como trucidei meu padrasto. Por Allah, ela não se feriu. Pelo menos, não fisicamente, já que o Delírio se acometeu e ele enlouqueceu profundamente. A partir daquele dia eu nunca mais consegui ser o mesmo e nem consegui me doar profundamente para a nova vida que Gaia me mostrava. Eu me sentia... me sinto responsável pelo que aconteceu com ela. Por isso, os Meia Luas do Caern Selva de Pedra acharam melhor me afastarem dela... Bem, eu desobedeci, encontrando-a, mas eles descobriram. Como punição, eles me afastaram novamente dela.

Mais uma pausa, na qual Amir aproveitou para olhar para o céu escurecido que predominava sobre eles.
— Um dia, me mandaram um vídeo que mostrava que eles tinham trazido minha mãe para cá. Por isso estou aqui: para desobedecer mais uma vez. Eu sei que podes achar isso ultrajante, que eu deveria me colocar no meu local e aceitar aquilo que os Philodox falam pois esse é o dever deles, mas eu não consigo, Link! É minha mãe, aquela que Allah escolheu para me gerar, aquela que foi intermédio para que o sangue de meu pai fosse o meu. Não posso abandoná-la... — Durante as palavras, Amir tentou evitar olhar diretamente para o outro Theurge. Agora, esperava por uma resposta e tinha quase certeza que ela seria áspera. Mas depois do que acabou de ocorrer, ele não conseguiria guardar essa história consigo.
________________________________________________________________________________________________________
Empolguei-me .-.


Última edição por Amir Su'ud Al em Sab Mar 09, 2013 6:33 am, editado 2 vez(es) (Razão : errei o nome do Hagan, rs.)
avatar
Amir Su'ud Al

Mensagens : 148
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 26
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Link - Mãos-que-Curam

Mensagem  Narrador em Sab Mar 09, 2013 6:08 am

Link ouve toda a história contada por Amir com muita atenção. Não esboçava reações enquanto ele contava e, somente quando o Theurge termina é que Hagan se manifesta dizendo, em tom preocupado:

- Garoto... como eu vou te dizer isso...

O Andarilho faz uma pausa para organizar as ideias e diz:

- Não sei como lhe dizer isso, mas se você ama mesmo a sua mãe, fique longe dela. Não sei quem eram os Philodox do seu antigo Caern, mas sei que se os daqui, em especial Trovão-Inquisidor, souberem que você está atrás dela, souberem que você desobedeceu os juízes de São Paulo e constatarem essa relação como uma ameaça ao véu, eles matam a sua mãe sem nem pensar duas vezes. Então, se você realmente quer manter ela viva, entenda, o melhor é deixar que ela seja cuidada e tratada longe de você. Sua presença pode trazer de volta lembranças e complicar tudo ainda mais. A própria loucura dela pode piorar.

Link dá dois tapas no ombro de Amir e conclui, dizendo:

- Nossa vida não é fácil. Por isso vivemos, de certo modo, afastado dos humanos. Nossa tribo, junto com os Roedores de Ossos, é a que mais consegue se misturar, mas até mesmo para nós, a proximidade com os humanos tem certos limites.E outra coisa, decida-se sobre sua Fé. Allah não existe rapaz, você deveria canalizar e depositar sua Fé em Gaia, isso sim. Ainda mais sendo um Theurge...
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Caern de Cura da Floresta da Tijuca

Mensagem  Amir Su'ud Al em Sab Mar 09, 2013 6:46 am

Interações com a Hagan Mattelart
As palavras e Hagan são bem menos pesarosas do que Amir esperava. O Andarilho tinha razão, talvez achar sua mãe só a colocaria em mais riscos ainda. A morte não era uma opção na mente do Garou, que queria apenas o bem dela. Mas Link poderia ter razão: vendo-o, a mãe poderia ter uma recaída e ser um verdadeiro perigo para o Véu! Gaia deveria ser sua preocupação maior, essa era sua primeira mãe e deveria zelar por ela.

A única parte que não agradou muito ao Cliath, foi o fato de ser questionado pelo seu sincretismo. Amir respeitava a descrença de Hagan, mas deixaria de ter as suas por causa disso. É óbvio que ele apenas internalizou isso, muito mais pelo fato de ter passado um longo tempo meditando sobre as primeiras palavras do seu instrutor de augúrio.
— Agradeço as palavras Hagan e mais ainda pelos conselhos que me deu agora. Pensarei dessa forma quanto a minha mãe agora, você tem razão. Se o Senhor da Sombra descobrir alguma coisa, pode ser muito pior para ela.

As palavras se cessam por alguns instantes, até que Amir retornou a falar:
— Bem, Hagan, acho que venho por causa da mensagem, certo? Será que poderíamos conversar sobre as aulas enquanto eu como alguma coisa? Perdi o tempo e acabei nem almoçando. — Amir sentiu a barriga estremecer, anunciando a falta de alimentando desde depois o seu café da manhã pesado.
________________________________________________________________________________________________________
.
avatar
Amir Su'ud Al

Mensagens : 148
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 26
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caern de Cura Nível 5 - Floresta da Tijuca - Totem: Unicórnio

Mensagem  Sylvia Capuleto em Sab Mar 09, 2013 8:37 am

Diante da resposta de Duas Caras, Sylvia pega o endereço e o guarda em seu bolso. Verifica se tinha algum dinheiro no bolso, já que não tinha pego sua bolsa para sair e, quando percebe que tinha o suficiente para ir ao centro e voltar ao ponto de encontro de táxi, segue para a saída do Caern, pegando um táxi e, dentro dele, partindo em direção ao centro da cidade.

Enquanto saía, enviava um e-mail pelo celular com instruções para seus parentes. Era hora deles entrarem em ação.
avatar
Sylvia Capuleto

Mensagens : 408
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Jimmy (Hominídeo) - Lucca

Mensagem  Convidad em Sab Mar 09, 2013 1:10 pm

*Senhor das Sombras de merda, como pôde?!*

Pensava o Presas de Prata encarando as costas de Trovão-Inquisidor. Porém não havia mais nada a ser feito, não naquele momento. Ele olha para o alto observando a tempestade que parecia surgir.

*Maldição!*

Retornava mais do que depressa para sua forma racial, se a chuva começasse não gostaria de ser queimado vivo. Mas antes não poderia deixar de perguntar ao Ritualista, com sua nova voz de chacal:

"-E minha... nnnnnnn... Arma Sr... mmmm... ???"

Falava enquanto esticava a mão direita para o Senhor das Sombras...

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Trovão-Inquisidor - Head-Shot

Mensagem  Narrador em Seg Mar 11, 2013 7:48 am

Lucca tira todas as balas de prata da arma e entrega a arma para Jimmy dizendo:

- Nada de prata até que você aprenda a se controlar.

E volta a ajeitar os itens daquele lugar que era uma espécie de "clareira para punições".
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Link - Mãos-que-Curam

Mensagem  Narrador em Seg Mar 11, 2013 7:54 am

Link apenas responde:

- Claro, vamos!

E segue com Amir.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Caern de Cura da Floresta da Tijuca

Mensagem  Amir Su'ud Al em Seg Mar 11, 2013 1:23 pm

Interações com a Hagan Mattelart
A dupla de Theurges seguem por entre as árvores até que as estradas de cimento aparecem diante deles. Certificando-se que ninguém estava nas proximidades, os dois adentram-na, seguindo como dois meros mortais seguiriam.

Pelas placas de sinalização e mapas dispostos nos locais, Amir e Hagan chegam ao restaurante. Naquele instante uma chuva muito forte se inicia obrigando-os a entrar rapidamente no restaurante. Eles sentam em uma mesa bastante afastada dos outros clientes. Por sorte, devido o horário tardio e o tempo nublado que repentinamente assolou os céus do Rio, o estabelecimento não estava muito cheio. O garçom se aproxima com os cardápios, entregando um para cada. Amir é rápido, pedindo uma porção para um de filé à milanesa e suco de laranja.

Após Hagan ter feito o seu próprio pedido – caso houvesse um – o garçom se retirou para providenciá-los, deixando os dois sozinhos. Nesse instante o Garou aproveita para iniciar a pequena reunião.
— Bem, Hagan, eu gostaria de saber como poderíamos fazer essas aulas e se poderíamos começar o mais rápido possível. Recebi uma incumbência do meu Alpha. Acabei de aprender a falar a língua dos espíritos e preciso aprender um ritual de conjuração. Estamos lidando com aparentes sanguessugas lá na nossa área e ele tem algum plano em mente.
________________________________________________________________________________________________________
.
avatar
Amir Su'ud Al

Mensagens : 148
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 26
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Jimmy - Lucca

Mensagem  Convidad em Seg Mar 11, 2013 9:28 pm

Pegando a arma ele coloca em sua cintura com uma expressão de total descontentamento. Meneando a cabeça de forma positiva para Trovão-inquisidor, tanto como "agradecimento" pela arma, quanto por comprimento de despedida, ele se retira do local, indo a passos rápidos para a trilha de saída do Caern.
No caminho as trovoadas aumentam, Jimmy para por um instante e olha para o céu, observa então uma gota que vem caindo bem alto e acerta a sua testa. Ele sorri, até que sua testa começa a fumaçar, como se tal gota começasse a perfurá-lo...

"-AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA... VERME!!! DESGRAÇADO!!!"

Grita descontroladamente, enquanto esfrega a face com as duas mãos de forma compulsiva. A chuva então começa a pesar, e logo seu corpo inteiro parece pegar fogo. O Presas de Prata corre desesperado pela trilha, enquanto suas mãos sacolejam ao alto tentando se livrar da maldição. Seu terno impecável logo começa a se encher de lama...

"-MERDA, MERDA, MERDAmmmm..."




Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Link - Mãos-que-Curam

Mensagem  Narrador em Qua Mar 13, 2013 5:54 am

O Theurge pede apenas um mate e, após servido, começa a beber o líquido enquanto houve Amir falar. Curioso, o Theurge olha para Amir e indaga ele:

- Eu acho curioso quando você fala sobre aulas. Aulas são dadas a filhotes, Amir. O que eu vou fazer é lhe orientar. Você pode me procurar sempre que precisar aprender algo que eu lhe ensinarei e, nessas ocasiões, como esta, eu vou aproveitar e lhe ensinar um pouco sobre o nosso augúrio.

Hagan faz uma breve pausa e prossegue dizendo:


- Eu posso lhe ensinar o Ritual de Conjuração. Lhe ensino o básico do Ritual hoje, e você começa a treiná-lo e vem tirar as dúvidas comigo. Em uma semana, no máximo, você já vai estar craque nele, mas, mais importante do que aprender o ritual é saber o seu papel na Nação. Me fale, Amir, o que é ser um Theurge pra você? Para que serve o nosso augúrio?
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Caern de Cura da Floresta da Tijuca

Mensagem  Amir Su'ud Al em Qua Mar 13, 2013 7:11 am

Interações com a Hagan Mattelart
Um pequeno silêncio perpetua na mesa antes de Hagan esclarecer algumas coisas, fazendo com que Amir assentisse com a cabeça. O Theurge, então, começa a explicar como seria o processo de aprendizagem do ritual, mas logo após isso ele inquire o Cliath Lua Crescente sobre o que era ser um Theurge na Nação Garou. Amir tinha palavras na ponta da língua, mas naquele instante o garçom chega com seu pedido.

Ele agradece e, percebendo que não queriam mais nada, o mesmo se retira, deixando novamente os dois Garous sozinhos.
— Ser um Theurge para mim? Bem, muitos da Nação nos vêem como os cordões entre o Mundo Espiritual e os Garous, mas eu acredito que nós somos muito mais que cordões ou curativos. Nós somos os canais para a sabedoria, aqueles que não só transportam os anseios e desejos dos espíritos como também alertam os outros quanto a necessidade de reverenciar os nossos espaços sagrados, lembrando-os sempre que somos metade carne e metade espírito. — Assim, Amir dá as primeiras garfadas em sua refeição mais que atrasada!
________________________________________________________________________________________________________
.
avatar
Amir Su'ud Al

Mensagens : 148
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 26
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Madame-Satã - Guardião Escarlate - Sinal da Virgem Devastadora

Mensagem  João Maria de Sant'Anna em Qua Mar 13, 2013 9:47 am

Não demora para que o trio chegue a Floresta da Tijuca. O sol que antes estava sob suas cabeças desaparece completamente e com certeza uma chuva começaria a cair tentando em vão lavar aquela cidade suja. Pelo menos ali naquela floresta o cheiro de poluição era menor e a sensação de estar em casa preenche o corpo de Madame de uma forma que ele nem imaginava.

Assim que o táxi estaciona, Madame diz ao taxista:

-Lembra da praia que eu ia pegar mais tarde? Miou com essa chuva que vem vindo. Beijo querido....o bonitão ali vai pagar.

E apontou para Sinal da Virgem. Após isso abriu a porta do carro e saiu inspirando profundamente o ar puro daquela parte. Algo dentro dele parecia se encher de uma energia nunca antes sentida. Algo de uma pureza inigualável que parecia transbordar de seu corpo.

-Que lugar delícia. Vamos logo gente....quero me aventurar na floresta juntinho de vocês.

E deu uma piscadinha na direção dos dois outros garous.
avatar
João Maria de Sant'Anna

Mensagens : 100
Data de inscrição : 21/02/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Guardião-Escarlate - Ian/Madame-Satã

Mensagem  Guardião Escarlate em Qui Mar 14, 2013 10:55 am

Finalmente haviam chegado ao Caern. Mesmo em forma hominídea, Guardião-Escarlate (ou Eric Singer) já conseguia sentir a diferença no odor do ambiente em relação à cidade. Respirou fundo. Ansiava pelo táxi parar logo para que pudesse descer.

Ao ouvir novamente Madame-Satã chamando Ian de 'gatão', Guardião-Escarlate se aproxima do Uktena e diz, meio assustado ainda, afinal, só por ter voltado ao Caern, a sensação de satisfação havia ofuscado a existência do bizarro ser:

"- Ele chamar você daquilo de novo! Por que ele repetir? Ele quer cruzar mesmo com você!!"

Assim que o taxista para o veículo, o Ahroun tenta abrir a porta, uma vez que já havia aprendido de quando andou anteriormente, mas não conseguiu. Arregalou os olhos.

'Guardião preso?!'

O rubro guerreiro filho de Grifo franze a testa, mantendo um olhar como de um caçador para sua presa, buscando no que poderia estar impedindo sua saída. Viu o pino da porta. Primeiramente o empurrou e, vendo que não surtiu nenhum efeito, o puxou. Tentou novamente abrir a porta, e agora havia conseguido.

O lupino abriu a porta com vontade, saltando do carro com imensa e satisfatória sensação de liberdade. Ao tocar o solo, inspirou fundo novamente; a mágica e renovadora sensação que a Wyld transmitia já penetrava em seus pulmões.

Quando já pensava em partir rapidamente floresta a dentro, o Garra Vermelha ouve o pedido de Madame-Satã, para que fossem juntos. O Ahroun solta um bufado baixo, afinal queria correr com tudo para o lar da Wyld. Ao se aproximar do esquisito Garou, Guardião-Escarlate diz:

"- Tá. Mas nós ir rápido, tá?"

Diz o lupino, já apertando o passo.
avatar
Guardião Escarlate

Mensagens : 70
Data de inscrição : 27/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ian - Guardião-Escarlate/Madame-Satã

Mensagem  Convidad em Qui Mar 14, 2013 10:31 pm

O caminho até o Caern foi tranquilo e sem surpresas. O taxista, por medo ou por um bom-senso afinado, não agiu de forma angustiada e desesperada, correspondendo aos desígnios de autopreservação mais primitivos da sua natureza humana.
Pode perceber a ligeira tensão nos músculos do braço ao segurarem o volante com muito mais força e rigidez do que o necessário, a despeito de todas as suas tentativas vãs de disfarçar.
Madame-Satã simulou uma conversa tão espontânea que Ian quase ficou em dúvida se ela estava apenas encenando ou se estava sendo sincera.
Quando chegam Ian paga ao motorista sem esperar pelo troco. Apenas se certifica de que o valor da corrida havia sido inferior ao do pagamento, para que não houvesse nenhum espetáculo indesejado.
A pergunta do lupino é muito pertinente, e Ian responde, já iniciando o lupino em alguns tipos de brincadeiras humanas.
- Homens costumam fazer brincadeiras de natureza sexual uns com os outros, depois de já terem bastante intimidade, e apenas em ocasiões informais e descontraídas. Mas apenas entre homens. Mulheres levarão isso para o lado pessoal e ficarão ofendidas. Mesmo com homens é preciso ter cuidado para não se antecipar ao protocolo social. Sempre espere que primeiro os outros brinquem com você dessa forma, para só então responder.
Ian sabia que não era o caso, no entanto quis aproveitar o ensejo para dissimular e maquiar uma verdade delicada com outra, que, de qualquer forma, viria a ser útil, em alguma situação do futuro.
Com isso, Ian adentra o Caern com cautela e cuidado, para não chamar demais a atenção, e aguardando ser recepcionado. Não podia ir para a Umbra, para anunciar sua chegada com um uivo, então apenas pega o celular, e manda mensagens para os Garous do local, dizendo onde estavam e que estavam entrando, anunciando a chegada dos três, enquanto caminhavam.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Sinal-da-Virgem-Devastadora | Guardião-Escarlate | Madame-Satã

Mensagem  Narrador em Sex Mar 15, 2013 9:48 am

Em resposta ou à mensagem de texto de Ian, ou a sabe-se-lá o quê, um Uivo chega ao ouvido de todos. Era nítido que os uivos eram permitidos ali. O uivo dizia que o trio estava autorizado a entrar nas dependências do Caern. Uma enorme energia de Gaia banha os Garous conforme eles vão avançando em direção à trilha central.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Link - Mãos-que-Curam

Mensagem  Narrador em Sex Mar 15, 2013 10:05 am

O Andarilho, vendo a resposta de Amir, pega um Tablet e o coloca apoiado em seu suporte na mesa. Na tela do Tablet, após alguns comandos feitos, ao que parecia, apenas com um movimento leve de dedos à distância, surge a imagem de uma Lua crescente em uma bela paisagem e, então, Link começa a falar:

- A Lua Crescente brilha como uma lâmina. À sua luz, o Theurge, o sacertode dos Garou, faz sua paz com o mundo espiritual. Nossa relação com a lua sob a qual nascemos é intensa. Se a Lua Cheia enche o coração dos Ahrouns de Fúria, a Lua Crescente deve sempre nos servir como uma fonte de inspiração para iluminar a sabedoria adormecida em nossos corações.

As imagens vão se sobrepondo. Fotos de Rituais feitos sob a luz da lua eram passadas, ao mesmo tempo que mapas e desenhos sobre o mundo espiritual podiam ser notados. Link parecia não se preocupar se mais alguém ia ver aquilo, dado o fato que haviam pouquíssimas pessoas no restaurante. O Theurge prossegue dizendo:

- Não há outro Garou que conheça uma sintonia maior com a Umbra. Nenhum outro augúrio compartilha sua compreensão pelas trilhas e perigos dos Reinos Espirituais. Nós, Theurges, somos guias tribais. À luz pálida de Luna, desbravamos a escuridão dos mistérios interiores e exteriores. A irmã de Gaia nos conduz através de jornadas místicas que poucos outros Garou poderiam seguir. Alguns de nós são reservados e misteriosos, tocados e segregados pelo conhecimento que adquiriram ao longo de sua jornada. É difícil para quem não detém a sabedoria da Lua Crescente entender os dilemas que nós passamos.

O Garou faz mais uma breve pausa e prossegue:

- Muitos Theurges costumam conviver mais freqüentemente apenas entre seus iguais, murmurando para os espíritos, com pouco tempo para atividades mundanas. São planejadores, pensadores, sacerdotes e visionários que apresentam uma compreensão profunda do mundo espiritual e do eu interior. Eles podem canalizar, curar ou ferir com a mesma graça. Sem os Theurges, a Nação pode perambular sem destino até que a Wyrm engula a todos. Somos nós os responsáveis por manter a chama de gaia acesa no coração de cada matilha. Somos o guia espiritual da matilha e temos que cuidar do desenvolvimento da fé de cada um. É ele quem deve manter o elo ativo da matilha com seu totem, lembrando os seus irmãos de se harmonizarem sempre com o mesmo, garantindo que o dogma será cumprido à risca. Nossa tarefa é muito importante, mas isso tudo que eu falei é um panorama geral... cada tribo tem particularidades na maneira de atuação de cada augúrio e, a Lua Crescente não seria diferente disso.

O Garou desliga o tablet e olha para Amir, aguardando pela reação do mesmo às suas palavras.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Madame-Satã - Guardião Escarlate - Sinal da Virgem Devastadora

Mensagem  João Maria de Sant'Anna em Sex Mar 15, 2013 10:37 am

Guardião Escarlate parecia querer seguir antes de todos, mas com o pedido de João ele diz que deveriam seguir rápido. Seguir para onde mesmo? Aqueles garous não sabiam que Madame nunca estivera no Caern antes e que não sabia como proceder ali, na verdade sabia algumas coisas, mas os detalhes que eram importantes eram completamente obscuros a ele.

A partir do momento que o trio caminhava, Madame fez questão de ser o último da fila. Caminhavam mata adentro e de repente alguns uivos podiam ser ouvidos vindos de todo lugar e de lugar nenhum. A cada passo o corpo de João se enche de uma energia que nunca existiu e que provavelmente nunca existirá no morro da Mangueira. Era uma sensação renovadora, pura e que parecia lavar a alma de Madame.

-Que sensação maravilhosa......Gaia está nos purificando?

Disse para todos e para ninguém. Ainda tinha dúvidas e mesmo com Zé Pilintra lhe ajudando em muitas situações ele não poderia responder todas as suas perguntas.

-Ouvi falar desta sensação....mas senti-la em si mesmo é diferente.....outro nível. Tô me sentindo perfeito. Um com Gaia.....não sei explicar direito.

E inspira profundamente o ar a sua volta na ânsia de absorver cada vez mais a energia de Gaia. O tempo parecia começar a ficar feio, mas a floresta parecia abrir seus galhos e folhas para protegê-los. Algum tipo de energia mística derivava daquele local e Madame se pergunta porque não viera antes para aquele lugar.

Resolveu se dirigir a Ian, mas desta vez sua voz era séria e máscula:

-Sinal da Virgem Devastadora....me conte mais sobre o Caern.
avatar
João Maria de Sant'Anna

Mensagens : 100
Data de inscrição : 21/02/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Caern de Cura da Floresta da Tijuca

Mensagem  Amir Su'ud Al em Sex Mar 15, 2013 11:25 am

Interações com a Hagan Mattelart
Os olhos de Amir se atentaram para as imagens selecionadas por Link, tendo os ouvidos altivos para suas instruções. A cada nova frase, o Theurge conseguia sentir o que realmente precisaria fazer para ser um bom Lua Crescente. Precisava ser a chama de sua matilha, como o Theurge salientou, principalmente durante aqueles difíceis momentos que toda a seita passava, graças a aproximação afoita da Legião. Precisava lembrá-los dos preceitos que a Doninha os ensinou. Naquele instante, o Andarilho lembrou-se do encontro encontro com o Totem e de sua decisão de seguir o seu dogma fielmente.

Hagan termina as suas palavras, explorando agora um silêncio na mesa. Amir já tinha comido grande parte do seu almoço e seu suco já tinha terminado.
— As sua palavras foram magníficas, Hagan! Eu nunca tinha visto alguém falar com tanta propriedade sobre o nosso Augúrio desde que terminei meu treinamento. Obrigado por me lembrar de certas coisas que já havia esquecido, cara. Prometo fixar essas palavras e utilizá-las para guiar o Esquadrão em suas missões. — Amir tentava encontrar mais palavras, mas perceptivelmente não conseguia.
________________________________________________________________________________________________________
.
avatar
Amir Su'ud Al

Mensagens : 148
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 26
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

SINAL DA VIRGEM DEVASTADORA - MADAME-SATÃ - GUARDIÃO ESCARLATE

Mensagem  Convidad em Sab Mar 16, 2013 2:22 am

O contraste da espiritualidade do Caern com a tecnocracia corrompida e putrefata do resto do mundo enchia o coração do Uktena com um misto de deslumbramento e pânico, justamente por saber que lugares como aquele eram cada vez mais raros.

Os uivos reconhecendo a chegada dos três faz com que Ian se sinta novamente em casa.

O Philodox parecia responder bem à influência de Gaia, mas a sua pergunta não podia ser respondida por Ian, que conhecia o Caern, provavelmente, tão bem quanto o próprio Madame-Satã.

- Não conheço o Caern há muito tempo, Madame-Satã. Acredito que Guardião-Escarlate possa nos contar mais.

Ian acreditava que o Garras Vermelhas, por ser Lupino e um Lua Cheia estivesse sentindo melhor do que qualquer outro ali os efeitos benignos e benfazejos do Caern. Se as palavras de alguém poderiam descrever melhor aquela situação seriam as dele...

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caern de Cura Nível 5 - Floresta da Tijuca - Totem: Unicórnio

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 40 Anterior  1, 2, 3 ... 21 ... 40  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum