A Umbra Rasa (Penumbra)

Página 1 de 40 1, 2, 3 ... 20 ... 40  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A Umbra Rasa (Penumbra)

Mensagem  Narrador em Seg Fev 04, 2013 10:54 am

A Umbra Rasa nada mais é do que uma sobreposição ao mundo dito real, o material, onde vivemos a nossa vida. Este estado da Umbra reflete a realidade física, mas não como ela é, mas como se supõe que ela seja. É esse lugar que, um dia, esteve ligado à Terra, ainda que, hoje, estejam divididas.


Nela, objetos e locais muito antigos possuem uma projeção perfeita e suas ações sobre eles acabam por refletir no mundo físico (abrir uma porta na Penumbra significa que ela vai abrir "sozinha" no plano físico". É na Penumbra que estão os aspectos espirituais de tudo que há e que já houve no mundo.

Os Garous não devem se espantar se entrarem na Penumbra e se depararem com um ambiente totalmente diferente do mundo físico. Só ganha projeção na Penumbra objetos/locais muito antigos ou que tenham uma carga muito forte de energia/emoções.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ingrid - Darkness

Mensagem  Ingrid Reis em Sex Fev 08, 2013 6:11 pm

A Theurge, após atravessar a película e chegar na Penumbra assume imediatamente a sua forma racial (Crinos). Seus traços revelavam sua descendência dos grandes heróis Uktenas. Seu semblante, porém, era bem mais sombrio do que no mundo físico. Ingrid estava completamente à vontade. Estava em sua forma racial. Estava no Mundo Espiritual. Iria agir da forma como sabia e apenas observava o local enquanto Darkness não chegava, procurando o local mais propício para fazer o Ritual.
avatar
Ingrid Reis

Mensagens : 394
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Darkness - Ingrid

Mensagem  Convidad em Sex Fev 08, 2013 7:32 pm

Logo que chega, a Theurge pode visualizar a transformação do Ahroun para sua forma Hispo, um gigante lobo robusto de pelagem mista. Ele encara a fêmea e por um instante esquece onde estava, fitando seus atributos; porém logo toma a realidade e olha para sua volta observando cada detalhe da paisagem.

O focinho do grande lobo fazia contrações, elaborando em sua mente toda a soma de odores do local. Em tempos remotos, o Cria de Fenris tinha aquele ambiente como casa, porém as coisas haviam mudado, e seu lar agora era habitado por criaturas além de sua compreensão e desejo.

Acompanhando Ingrid com os olhos, o Lupino nada diz. Seu lado assassino estava ativado e um olhar ameaçador pode ser notado. Não estava ali para brincar ou manter meia duzia de palavras que pudessem chamar a atenção de qualquer ser, estava focado apenas em ser invisível, atento, proteger e lutar caso necessário.


Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ingrid - Darkness

Mensagem  Ingrid Reis em Dom Fev 10, 2013 5:41 am

Estar no Mundo Espiritual fazia bem à Theurge. Ela em um primeiro momento apenas busca sentir um pouco das energias mas logo retoma a concentração. Estavam praticamente na praia, a na praia seria o lugar ideal para executar o ritual. Sendo assim, Ingrid diz para Darkness:

- Vamos combinar assim, você só pisa onde eu piso. Vamos tentar chegar até a praia. Lá eu começo o ritual e, quando eu começar, não deixe nada me atrapalhar. Acho que não vamos ter problemas, mas quando estiver concentrada, minha guarda vai estar baixa. Estarei confiando totalmente em você.

Fala de modo assertivo para Darkness. Eles dois teriam que demonstrar entrosamento. A Umbra não devia ser temida, mas devia ser respeitada. Haviam muitos perigos e Ingrid tinha noção de que tudo poderia acontecer naquele lugar e, sabendo disso, busca o melhor caminho para poder seguir em direção à praia e, escolhendo-o começa a caminhar bem cautelosamente por ele. Passo a passo, esperando Darkness a cada passo dado para seguirem sempre juntos.
avatar
Ingrid Reis

Mensagens : 394
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Elo-Espiritual | Wolf-Darkness

Mensagem  Narrador em Seg Fev 11, 2013 6:25 am

Apesar de perto da praia, havia uma série de Teias da Weaver que separavam o ponto de encontro da matilha das areias da projeção da praia de Ipanema na Penumbra. As Aranhas que estavam por ali já olhavam com hostilidade para a Uktena e para o Fenris. Eles teriam um trilha bem complicada para passar até chegarem na praia para executar o Ritual.

OFF GAME: Ingrid terá que acumular 5 sucessos em um teste de Destreza + Furtividade para não pisar em nenhuma teia. Darkness, para pisar exatamente onde Ingrid pisou, como a Uktena disse, terá que passar, a cada rodada, em um teste de Raciocínio + Prontidão com dificuldade 6. Os sucessos de Darkness para atingir a praia serão, nesse caso, os mesmos da Uktena.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ingrid - Darkness

Mensagem  Ingrid Reis em Seg Fev 11, 2013 1:20 pm

As aranhas nunca foram amistosas coma Uktena e não seriam com Darkness. Por mais que a distância fosse pouca, percorrer aquele caminho era arriscado e a Theurge olha para Darkness e diz:

- Me segue pisando exatamente onde eu piso, Darkness.

A Garou, na forma Crinos então começa a andar com cautela entre as teias, sem tocar em nenhuma delas. O Caminho não era tão difícil, mas perder tempo com as Aranhas era algo completamente fora de cogitação e, com isso, em um mixto de pressa e cautela a Uktena acaba por alcançar a praia, ficando apenas à espera de Darkness, atenta para caso o Ahroun precisasse de ajuda.

______________
Off: 6 Sucessos
avatar
Ingrid Reis

Mensagens : 394
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Darkness - Ingrid

Mensagem  Convidad em Ter Fev 12, 2013 1:02 pm

O caminho até a praia era tortuoso, porém sem grandes dificuldades, as Aranhas da Weaver já eram seres esperados e era a menor das preocupações do Fenris. Após terminar sua varredura o Ahroun começa a seguir a Uktena como era designado; enquanto a responde na língua Garou mantendo um volume de voz bem controlado para não chamar mais a atenção:

"-Uktena não se preocupar, ninguém vai tocá-la..."

Falava convicto enquanto começava a segui-la em meio as teias. Para o Lupino seria bem mais fácil ir na frente; seguir a Theurge era complicado já que o grande porte da mulher Crinada lhe obstruía em parte a visão do que estava a seguir, assim ele acaba ficando para trás, mas com todo o cuidado de não tocar na Teia.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

OFF

-1 Sucesso
.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Wolf-Darkness

Mensagem  Narrador em Qua Fev 13, 2013 6:47 am

Conforme Darkness avança, as Aranhas começam a se aproximar, atentas para ver se o Lupino iria atingir suas teias.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Darkness - Ingrid

Mensagem  Convidad em Qua Fev 13, 2013 7:20 pm

O Ahroun segue avançando, moderando os seus passos. Percebe a aproximação das Aranhas, pensa em rosnar, porém controla seu ímpeto para não provocar qualquer ataque. Apenas encara as malditas e volta a focar na trilha, observando mais adiante a Theurge.

*Por mim saia carregando essas porcarias todas, mas ter um embate com a Uktena... Isso sim eu não gostaria...*

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

OFF

-2 Sucessos.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ingrid - Darkness / Vento do Sul

Mensagem  Ingrid Reis em Qui Fev 14, 2013 8:13 am

A Theurge percebe que, com dificuldades, Darkness segue o caminho. As aranhas lhe pareciam hostis e, talvez, a melhor maneira de distraí-las fosse começar logo o Ritual. Ingrid então, de costas para o mar, olhando para o caminho que Darkness traçava e para as teias da Weaver que se emaranhavam, ergue os dois braços espalmados para cima e começa a entoar um mantra em forma de Uivo, usando para tal o idioma Garou:

- Salve, Guardiões da Torre do Sul, poderes do Vento do Fogo! Nós invocamos e chamamos vocês que representam o Leão Vermelho da tarde quente, Reluzente! Calor do Verão, Centelha da Vida, Venha! Pelo fogo que é o espírito da Mãe, Exale sua chama e traga até nós o Incarnae do Vento do Sul. Eu, Elo- Espiritual, filha de Uktena, abençoada pelos Ventos do Norte, invoco a ti, Grande Incarnae do Vento do Sul. Venha até nós! Manifeste-se!

Quando ela termina de falar, uma grande ventania, com um vento quente e cortante começa a se manifestar. O Ritual tinha dado certo e não ia demorar até que o Incarnae do Vento do Sul se manifestasse.
avatar
Ingrid Reis

Mensagens : 394
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Darkness - Ingrid

Mensagem  Convidad em Qui Fev 14, 2013 10:33 am

Darkness troca olhares com a Theurge que se virava em sua direção, até que ela começasse a uivar em nome dos espíritos. Ela havia começado o Ritual e o Ahroun não podia se dar ao luxo de continuar naquela lerdeza. O vento começa a jogar a pelagem do lobo para o lado enquanto ele apressa seus passos, saltitando até sentir a areia da praia em suas patas. Olhava então para trás para não ser surpreendido pelas Aranhas que poderiam ser afugentadas ou se irritarem com aquela ventania.

Logo ele corre para perto da fêmea, mantendo-se 2 ou 3 metros de distância afim de não perturbá-la. Ali ele a circula, mantendo um perímetro de proteção e vigília. Nada poderia se aproximar dela... A cidade, as areias e inclusive o mar eram alvos de observação e desconfiança para o Fenris.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

OFF

-3 Sucessos.
bounce

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Elo-Espiritual | Wolf-Darkness

Mensagem  Narrador em Sex Fev 15, 2013 8:05 am

Quando Ingrid começa a invocar o Espírito do Vento, a fumaça que saída da ilha começa a se transformar em dois espíritos de porte menor e em um grande gigante de fumaça. A criatura tinha o dobro do tamanho de Darkness em Crinos e caminhava na direção da Uktena para atacá-la. Enquanto isso, os ventos aumentavam cada vez mais. As Aranhas recuam e parecem criar algum tipo de tática defensiva para o que quer que viesse, e, diante da Uktena, Darkness pode ver emergir nada menos do que um Incarnae. A energia do espírito é tamanha que Darkness e Ingrid sentem o enorme poder daquele Incarnae que olha para a Uktena e diz:

- O que queres, Filha do Vento do Norte. Porque me invocaste...

O Espírito ignorava os inimigos que, cada vez mais, se aproximavam.




Incarnae do Vento do Sul


Elementais das Toxinas
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Darkness - Ingrid - Espíritos

Mensagem  Convidad em Sex Fev 15, 2013 11:08 pm

Enquanto a fumaça negra que saia das ilhas começa a ondular como se ganhasse vida, o Fenris já percebe que havia algo de errado, e um medonho e alto rosnado pode ser ouvido da grande boca que já exibia a fileira de dentes...

"-Ghrrrrrrrrrrrrrrrr..."

Em seguida os olhos do Hispo se arregalam ao observar pela primeira vez em sua vida, bem a sua frente, um Incarnae... Um Incarnae do Vento do Sul. A imponência e energia espiritual daquele ser era quase causticante.

*Por Gaia... Como ela pode invocar um ser desses?! Por que um espírito tão poderoso a ouviria?*

Logo a atenção do Ahroun se volta para o resultado daquela fumaça. Tudo parece em câmera lenta, como se o tempo parasse por alguns segundos. Suas pálpebras se fecham e ele pede força a Fenris, sua feição se torna novamente ameaçadora e seus olhos abrem apenas um pouco como um monstro que fitasse suas vitimas. Ele esquece do Incarnae, olha nos olhos da fêmea e coloca um passo a frente voltando a encarar os Elementais da Toxina.

*Faça seu trabalho Uktena... Por mim não passarão!*

O coração acelera e irriga de sangue e oxigênio a musculatura do lobo pré histórico, suas patas traseiras calcam a areia com vontade a ponto de enterrá-las, e seu corpo explode em impulso ao encontro das criaturas que avançavam em velocidade. Com velocidade ele ganha a areia, mantendo uma distância segura entre sua retaguarda e a Theurge, não deixaria as Toxinas se aproximarem, dando tempo assim dela tomar qualquer atitude caso ele viesse a cair.

O Hispo freia jogando areia para cima. Ele fita os Espíritos enquanto anda em circulo na areia, retraindo o focinho e mostrando os caninos. Apenas uma volta é necessária para ele parar de frente para os três malditos, de peito estufado exibindo sua força, garras e presas. enquanto rosnando alto, grita em alto e bom tom em um som grave e gutural:

"-DARKNESS... LOBO SANGUE DE GOGOL FANGS-FIRST!!! VOCÊS... NÃO... VÃO... PASSAR!!! GHRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRR!!!"

E golpeando de cima para baixo a areia com a pata dianteira, ele marca no solo suas garras. Estava pronto para o combate.

-------------------------------------------------------------------------------------------------

OFF

-6 Sucessos em Intimidação.


Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ingrid - Incarnae do Vento do Sul

Mensagem  Ingrid Reis em Dom Fev 17, 2013 9:07 am

A Uktena tenta não perder a concentração. Estava diante de um Incarnae e devia a ele respeito. Os rosnados de Darkness chegam aos ouvidos de Ingrid que apenas fecha o olho por um instante pensadno.

*Porque diabos Ahrouns tem que ser tão barulhentos?*

A Theurge, em reverência ao Incarnae, o saúda com sua saucação tribal e, logo em seguida diz:

- Grande Incarnae do Vento do Sul. Espírito que guarda a sabedoria do vento que corta como o fogo. Precisamos de sua ajuda! Necessitamos que seus filhos se agitem nesta região impedindo que qualquer humano use de equipamentos da Weaver para chegar no santuário de Gaia que existe naquela ilha.

A Garou olha para o Incarnae e, sabendo que ele lhe atenderia dado seu ritual diz:

- Os Vingadores, filhos do Guaxinim, se comprometem a manter uma dívida com você, grande Incarnae do Vento do Sul, mas precisamos de sua ajuda o quanto antes. A Wyrm ataca e temos que manter os humanos longe da ilha para podermos agir.

Dito isso, Ingrid apenas aguarda a ação do espírito. Seu ritual de conjuração havia sido perfeito e naturalmente ele não iria recusar um pedido seu.
avatar
Ingrid Reis

Mensagens : 394
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Elo-Espiritual | Wolf-Darkness

Mensagem  Narrador em Seg Fev 18, 2013 4:34 am

Assim que Ingrid faz o pedido, o Incarnae se dissipa e uma forte ventania começa tanto na Umbra, quanto no Mundo Físico. Era um vento quente como o fogo, que chegava a queimar um pouco a pele dos Garous. Enquanto isso, Darkness intimida os espíritos, fazendo com uqe os dois menores se detenham por alguns minutos enquanto o grande continua a seguir. Ao notar que os menores pararam, o maior (líder) joga um pouco de sua essência neles, dando a eles coragem para continuar.

O espírito de maior porte já chega próximo aos Garous. Já podia ser atacado, mas ainda não tinha condições de atacar visto que havia acabado de chegar.

OFF GAME: Todas as ações estão com a dificuldade aumentada em 1 dada a ventania.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Darkness - Ingrid - Espíritos

Mensagem  Convidad em Ter Fev 19, 2013 1:19 pm

Como esperado as duas entidades menores haviam ficado para trás temendo o confronto, o Ahroun conseguira seu objetivo de atrasar um pouco o embate e dar mais tempo a Theurge. Porém ainda faltava o Gigante de Fumaça, este se aproximava sem hesitar, mas agora a batalha era apenas entre dois gigantes, um contra um.

O vento no local se agita se tornando bem quente e os pelos do Hispo protegem um pouco sua pele, porém a força do vento era tamanha que seu senso de equilíbrio era por hora afetada. O Cria de Fenris não esmorece, e assim que o Espírito da Toxina se aproxima o suficiente ele ataca em um bote mais veloz que qualquer cobra. Primeiro suas garras trespassam a Entidade Gasosa, e parecia que uma camada espessa de toxina não deixava o golpe se aprofundar em sua essência; o que faz com que o segundo ataque, uma mordida, seja ainda mais violenta e poderosa, essa sim, ia fundo o suficiente para fazer com que o monstro ali parasse para considerar o Fenris como um oponente.

Recuando enquanto a areia baixava perante aquele confronto, Darkness já se movimentava aguardando um eventual contra-ataque. Seu primeiro movimento também havia sido arquitetado afim de perceber se a toxina que preenchia o Espírito apresentava algum risco, e a resposta era positiva. Encostar na criatura já representava riscos, porém sua pele havia segurado bem o choque.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

OFF

-1º Ataque (Garras): 0 de dano.
-2º Ataque (Mordida): 6 de dano.


Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ingrid - Darkness / Criaturas da Wyrm

Mensagem  Ingrid Reis em Ter Fev 19, 2013 1:36 pm

Darkness conseguira intimidar duas criaturas da Wyrm de menor porte e deixara a maior se aproximar. Típico comportamento Fenris que a Uktena prefere nem comentar. Havia acabado de negociar e fazia uma reverência para o Incarnae do Vento do Sul enqunato ele ia fazer o que ela tinha pedido. A forte ventania faz com que a Theurge dê alguns passos para trás, mas logo seus olhos focam no espírito que duelava com Darkness e, usando da sua Força de Vontade para entar expulsar o espírito que atacava a ela e ao lupino ali, diz:

- Vos Exorcizamus malum animal! Pro matre, et profundum abyssi serpens cornutus redde!

Os ventos que antes sopravam contra a dupla de Vingadores, agora parecia sair da direção da mão da Uktena que espalmada era apontada na direção do espírito. Os olhos da Theurge se cerram, mas não fecham completamente, permitindo uma pequena visão do que acontecia. Seu corpo tremia um pouco. Ingrid usava o dom do Exorcismo, que não usava há um bom tempo e enquanto mantinha a mão espalmada, repetia algumas palavras, segurando a mão direita com a mão esquerda na altura do pulso e tremendo bastante enquanto continuava a falar:

- Exorcizamus te in nomine Gaia! Exorcizamus te in nomine Uktena! Exorcizamus te Aquilonis nomine? Vade revertere! Vade revertere!
avatar
Ingrid Reis

Mensagens : 394
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Elo-Espiritual | Wolf-Darkness

Mensagem  Narrador em Qua Fev 20, 2013 5:23 am

Diante do exorcismo de Ingrid, o Espírito maior, que já havia sito ferido por Darkness começa a se dissipar lentamente e, no fim, desaparece. No entando, os outros dois Espíritos já chegam para atacar, indo um na direção de Darkness e um na direção da Uktena. O Primeiro acerta um belo soco em Darkness, o jogando para trás e o segundo faz o mesmo com a Theurge.

Enquanto isso, da água, emergiam uma espécie de "água-viva" super desenvolvida. Elas tinham em média 2 metros de altura, vários tentáculos e pingavam uma gosma enquanto caminhavam. Estavam em um número de 6 e seguiam em direção à terra para atacar a Theurge e o Ahroun...


OFF GAME: Darkness tem que absorver 4 de dano por contusão e Ingrid tem que absorver 3 de dano por contusão.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Darkness - Ingrid - Os 8 Espíritos

Mensagem  Convidad em Qua Fev 20, 2013 9:06 pm

O ataque do gigante não vem, e sim um mantra entoado em uma língua desconhecida pelo Ahroun, vindo de sua retaguarda. Sem entender o que acontecia ele olha rapidamente para trás e observa a Theurge entrar em combate com uma bruxaria que parecia possuir o seu corpo. Apesar de achar aquilo demasiadamente estranho, Darkness não perde o foco, voltando-se para a criatura a sua frente que magicamente começava a se dissipar.

*Como ela faz isso? Desgraçada, me faz parecer obsoleto!*

Não há tempo para considerações, os dois outros Espíritos da Toxina chegam com toda a força atacando a dupla de Garous. Agora, despreocupado por Elo-Espiritual já estar consciente e em plena atividade, o Hispo se entrega por completo à batalha.

Um soco é desferido na face do Lupino, que mal permite seu pescoço entortar, absorvendo todo o impacto; é nessa hora que ele percebe que do mar surgiam um bando de criaturas que buscavam a praia no encalço dos dois Garous. Sua mente de guerreiro logo traça outro plano de batalha e ele logo avança queimando sua Fúria contra o maldito, destruindo parte de sua essência com duas vorazes mordidas, simultaneamente rodeando-o para que ficasse entre o Cria de Fenris e um possível ataque das Águas Vivas.

*Eu poderia ter matado um Dançarino com esse ataque, desgraçado que não morre! Por que ninguém ouve o Ahroun dessa Matilha?! Vamos ver do que você é feita Uktena, espero que seja tão boa em combate quanto eu espero que seja.*

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

OFF

1ª Mordida: 3 de dano.
2ª Mordida: 7 de dano.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ingrid - Darkness / Criaturas da Wyrm

Mensagem  Ingrid Reis em Qui Fev 21, 2013 8:37 am

O soco faz com que a Theurge caia no chão, embora não sofra danos. Ingrid se espanta pois nem havia notado a aproximação dos outros dois já que estava totalmente concentrada em exorcisar o outro espírito. Surpresa, ao olhar a Theurge nota a presença de mais epíritos da Wyrm saindo para atacar ela e Darkness. Sem pensar duas vezes, usando mais uma vez da sua Força de Vontade para expandir seus poderes místicos e atingir a essência do Espírito, a Garou exclama:

- Protege me! Guerrare super eos!

Respira ofegante após mais uma vez ter que usar da sua força interiro para, agora, colocar o Espírito Maldito como seu protetor, esperando que ele atacasse os malditos que caminhavam na direção dela enquato ela começava a se levantar. Não teria como manter esse ritmo por muito tempo, precisava ganhar tempo para fazer algo mais efetivo do que ficar exorcisando ou jogando os malditos uns contra os outros.

Ingrid olha para Darkness e diz, séria:

- Eu preciso de tempo para dar um jeito nisso Darkness, segure eles e não os deixem avançar! Esse maldito aqui já está sob controle e vai lhe ajudar, não ataque ele!

A Uktena, então, começa a fazer alguns desenhos no chão. Iria iniciar, mais uma vez, um Ritual de Conjuração. Dessa vez, traria alguém que iria colocar aquele bando de malditos para correr...
avatar
Ingrid Reis

Mensagens : 394
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Elo-Espiritual | Wolf-Darkness | Esquecido

Mensagem  Narrador em Sex Fev 22, 2013 8:53 am

A situação não era das melhores. Darkness avança contra um espírito, colocando ele entre si e seus oponentes, mas nota que seus 4 oponentes, ao invés de atacá-lo começam a lhe cercar. O inimigo mais próximo de Darkness mais uma vez acerta um soco no Garou, mas dessa vez o Garou, seguido de uma cabeçada bem na testa do Crinos.

Ingrid vivia em situação ainda mais delicada. O espírito controlado por ela começa a lutar com duas das águas vivas que vinham na direção da Uktena. As outras duas, no entanto, avançam e usam seus tentáculos para prender os braços de Ingrid enquanto seus corpos se projetavam grudando nos pelos da Impura, causando-lhe muita dor. Uma gruda no tórax da Theurge, a outra gruda no rosto de Ingrid. O contato dos tentáculos e da pele da água viva com os pelos da Garou produzia uma espécie de ácido que corroía a pele da Uktena.

Enquanto tudo isso acontecia, caído de uma trilha da lua, um Garou em Crinos, de pelos brancos e conhecido como Esquecido, que estava há tempos desaparecido, caía na areia da praia e via uma batalha de dois Garous que ele conhecia, mesmo que de vista, contra vários Malditos...


OFF GAME: Darkness tem que absorver 4 de dano contusivo. Ingrid tem que absorver 2 (braço), 2 (outro braço), 3 (tórax) e 4 (rosto) de dano agravado.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ryan - Darkness / Ingrid

Mensagem  Julian Escott em Sex Fev 22, 2013 4:36 pm

"Putaqueopario.."

* É o pensamento que se apossa da mente do Roedor de Ossos tão logo seu corpo se choca contra a areia. A trilha da lua o levará até ali.. no entanto, não saberia dizer se foi por coincidencia, destino ou mero acaso. Essas duvidas retornariam aos seus pensamentos em momento propício, e esse momento não era agora já que, ao correr os olhos ao redor, se depara com uma luta desigual entre criaturas corrompidas e dois garous que já não via há muito tempo. *

* Coloca-se em pé imediatamente, o combate parecia ter se iniciado à algum tempo e parecia ser bastante desvantajoso aos seus antigos companheiros de matilha. Via Darkness, exercendo sua função de augúrio, grande, forte, raivoso e escuro. Via Ingrid, a Theurge linda com lingua tão afiada quanto a própria mente. Parecia tê-los conhecido a muito tempo atrás.. mas não havia tempo para essas divagações e nem queria faze-las. Ao notar que a Theurge se embolava com as aguas vivas anabolisadas, corre freneticamente para ajudar, impulsionando seu grande e musculoso corpo para frente. Pelos brancos como a neve esvoaçavam enquanto ele rosna para Darkness, passando a certa distancia do mesmo sem interromper sua corrida: *

- Segura a onda ai Dark!! Papai chego!

* Continuava se impulsionando para frente em uma carga violenta. Se aproximava da Theurge com velocidade e tinha em mente despedaçar os maldidos que à seguravam.. no entanto, uma leve sensação lhe dizia que ao usar as garras acabaria acertando também a Uktena: *

" Bonita demais pra machucar! "

* Num movimento brusco e brutal, fazendo uso de ambas as mãos, segura as duas aguas vivas que se engalfinhavam com Ingrid e as atira selvagemente para trás. Nem perde tempo olhando onde as desgraçadas cairam, sabendo que teria de tratar delas em um futuro muito próximo. Imediatamente após livrar-se, temporariamente, das criaturas umbrais segura sem cerimonias Ingrid pela cintura enquanto diz, com a tipica voz gutural de um Ahroun em crinos: *

- Tudo bem ai, coisa linda?!

* A pergunta era de certa forma retórica e pareceria até quase galante (embora de um modo canastrão por demais), não fosse a situação. Tudo aconteceu rápido demais para que tivesse tempo de avaliar quão machucada a theurge estava. Com uma grande mão posta na cintura da Uktena, Julian pretendia evitar que ela caisse, se fosse o caso. Seus olhos sinceros, a principio, apresentavam uma preocupação genuina embora suas palavras parecessem despreocupadas por demais. Se ingrid estivesse bem, logo teria uns desgraçados para esmagar. *
avatar
Julian Escott

Mensagens : 221
Data de inscrição : 16/02/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Darkness - Ingrid - Esquecido VS. Águas Vivas

Mensagem  Convidad em Sab Fev 23, 2013 1:13 pm

Sempre se movimentando em trabalhos de fintas e steps, Darkness ouve a Theurge que com uma nova bruxaria manipulava agora a mente de uma das Toxinas...

*Que bizarro... Será que sou eu mesmo ou ela está me manipulando?!*

O Ahroun não parava para resolver a crise existencial do momento. Precisava agir rápido, porém seu plano havia dado errado, as criaturas começavam a cercá-lo.

"-Aguenta firme Theurge! Darkness com problemas!"

A distração era o suficiente para o Ahroun que estava cercado tomar uma cabeçada tão forte, que por breves momentos sua visão se apaga e suas patas estremecem. Sacudindo a cabeça com força ele rosna ficando ainda mais furioso com aquele Espírito a sua frente. O Cria de Fenris usa de sua força interna e ativa um Dom ensinado pela sua Tribo, superando assim todos os limites impostos pela destruição de seu corpo.

"-VERMES!!! DARKNESS SER FILHO DE FENRIS!!!"

Explodindo a raiva contida em seu peito ele avança impiedoso contra a Toxina, destruindo de vez sua essência com uma mordida extremamente poderosa. Seu corpo vai trespassando a barreira desfeita pela morte de um dos Malditos, enquanto ele distribui suas presas para a Água Viva mais próxima, porém sem muita maestria, conseguindo apenas acertar na última tentativa enquanto saia do círculo.

Nesse momento ele avista uma figura que não via a algum tempo. Esquecido aparecia do nada e entrava em combate com eles, ajudando Ingrid que já estava sendo atacada.

"-Esquecido seu magrelo maldito!"

Falava enquanto corria pela areia, TENTANDO fazer uma linha de frente para proteger Elo-Espiritual e chamar a atenção dos monstros para si.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

OFF

1ª Mordida (Toxina Abatida): 9 de Dano Twisted Evil
2ª Mordida (Água Viva 1): Esquivou affraid
3ª Mordida (Água Viva 1): Esquivou affraid
4ª Mordida (Água Viva 1): 4 de Dano
bounce


Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ingrid - Darkness / Julian / Malditos

Mensagem  Ingrid Reis em Sab Fev 23, 2013 5:52 pm

Não havia tempo. Ela e Darkness eram poucos para a quantidade de inimigos e isso era um problema. Tinha que pensar rápido. Que agir rápido, mas não tem tempo para nada pois era atacada por duas criaturas que emanavam o cheiro da corrupção que lhe enojava. A Theurge sentia sua pele queimar, sentia a dor e tentava se livrar em vão das criaturas até que alguém aje e a ajuda...

Odiava ser salva, mas perder a vida era pior do que perder a dignidade. E, na pior das hipóteses, inverter dívidas para ela era algo de extrema facilidade. A Theurge sentia as dores que ardiam em sua pele, em especial seus braços e seu tórax. Aquelas maltidas criaturas corrompidas poderiam ter feito um estrago maior se não fosse a chegada do Roedor de Ossos e, sem jamais se permitir perder a pose, Ingrid olha para Julian com um olhar extremamente sádico, abrindo um sorriso maquiavélico e dizendo:

- Vai ficar melhor ainda agora.

A Theurge então, em um movimento rápido se ajoelha no chão, espalmando sua mão bem no meio do desenho que fazia quando atacada pelos espíritos da Wyrm e agarrando a areia da projeção da praia enquanto fazia uma pequena e breve oração:

- Oh magna Mater invocantem virtutes eius, venire ad me Serpentis Maris! Invoco te! Et iram feras mihi benedictionem! Expellite illis qui profanare creatione Mater! Veni Uktena filia! Septem Maria serpente venit ad me? Et in nomine Domini invocabo Uktena pro Gaia!

Os ventos se tornam mais fortes e do meio do Mar, os Garous podem vir surgir um novo aliado para a Batalha. Um Jaggling da Serpente do Mar, guerreiro da ninhada de Uktena, havia sido convocado para a batalha pela Theurge.

avatar
Ingrid Reis

Mensagens : 394
Data de inscrição : 28/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Elo-Espiritual | Wolf-Darkness | Esquecido

Mensagem  Narrador em Seg Fev 25, 2013 12:58 am

Um espírito da Wyrm lutava contra duas águas vivas. Duas águas-vivas se preparavam para avançar contra Ingrid e Julian. E quatro cercavam Darkness. Eis que, para a surpresa de todos, uma enrome serpente se ergue do mar, invocada por Ingrid. A chegada da nova entidade espiritual faz com que duas das águas vivas que enfrentavam Darkness sigam, imediatamente na direção da Serpente do Mar, para enfrentá-la.

Com isso, Darkness fica lutando com apenas dois oponentes, visto que havia eliminado um. Uma já havia sido atingida pelo Lupino e é ela que joga seus tentáculos e envolve as patas de Darkness, queimando-os com o contato da pele enquanto a outra se projeta na direção do focinho do Lupino, mas ele consegue esquivar-se.

Julian, por sua vez também se esquiva do ataque da água viva. Que investe com ele tentando grudar em seu corpo.

A mesma sorte não tem Ingrid, que tem, agora, uma água-viva grudada em sua perna esquerda, queimando mais ainda sua pele.

OFF GAME: Darkness tem que absorver 2 de dano agravado. Ingrid tem que absorver 1 de Dano Agravado.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Umbra Rasa (Penumbra)

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 40 1, 2, 3 ... 20 ... 40  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum