[ELLISIUM] Ilha Fiscal

Página 5 de 29 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6 ... 17 ... 29  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ian - Beatrice Verlanghieri - Eva Kramer

Mensagem  George Trevisan em Qua Out 02, 2013 3:53 pm

Ian prestava atenção máxima na conversa de Eva e Beatrice. Beatrice parecia ter alguns estudos sobre os lobisomens o que faz com que Eva aprecie tal fato. Ian, por outro lado preferia mais tecnologia e as linhas da Taumaturgia do que ficar fazendo testes e mais testes, além de adorar traduzir livros e derivados.

Quando Eva fala que Ian poderia participar da conversa, Ian sorri e diz:

-Desculpe senhorita Kramer, mas como não conheço muito sobre lobisomens, preferi não interromper.

E diz para Beatrice:

-Talvez eu possa aprender muito com a senhorita Verlanghieri sobre eles. Seria muito interessante ampliar meu conhecimento neste quesito.

E fazendo um adendo na questão de inovação de Vladimirovich, ele conclui:

-Inovações? A Capela é informatizada senhorita Kramer? Seria muito bom se tivéssemos um servidor próprio, criptografado com dados relevantes sobre nossos estudos onde todos os membros da capela pudessem acessar, mediante leitura de retina e impressão digital....acredito que este procedimento poderia ser muito inovador, caso aprovado. E talvez tais informações poderiam ser divididas entre as Capelas do globo.

Como não tinha certeza de como a Capela do Rio era, Ian dava a sugestão de informatizá-la totalmente. Claro que a informatização possuía riscos, mas haviam proteções interessantes que poderiam dar cabo de invasores e Ian ainda tinha algumas coisas para aprender neste quesito.

_________________
George Trevisan
Carisma 3
Aparência 3
avatar
George Trevisan

Mensagens : 271
Data de inscrição : 26/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Luís Alves - Malkavianos/ Emilie - Conselheiro

Mensagem  Luís Alves em Qua Out 02, 2013 6:30 pm

Luís Alves sorri a todos e quando é convidado a se sentar, puxa uma cadeira e fala direcionado tanto para Emilie quanto para Conselheiro:

_ Longe de representar a república, Sábio Conselheiro. Lutei mais de quarenta anos ininterruptos pela monarquia e oficialmente morri em 1970, mesmo ano da criação do odioso partido republicano e dezoito anos antes do miserável golpe que Deodoro urdiu contra Pedro. Sou na verdade um admirador da verve e liderança que exerceu no arraial, e da luta que empreendeu contra a máquina de guerra republicana.

E virando-se para Emilie:

_ É por isso que estou aqui: para ouvir a sabedoria daquele cujos discursos inflaram corações e mentes e tornaram-se símbolo de uma das maiores resistências contra a tirania e opressão que esse país já viu. E para conhecer aqueles que desfrutam da mesma bênção de caim que este notavel membro.

E vira-se para ouvir Conselheiro

_________________
Luís Alves de Lima e Silva - Duque de Caxias
Aparência 5 - Sedutor
avatar
Luís Alves

Mensagens : 96
Data de inscrição : 04/09/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [ELLISIUM] Ilha Fiscal

Mensagem  John Smith em Qua Out 02, 2013 6:54 pm

Era preciso enfrentar os inimigos, procurar realmente suas pontas soltas e mostrar a eles quem mandava naquela cidade, entretanto Jorge tinha uma dúvida. Ele não conhecia a cidade e imaginava que Luiz Fellipe também não. Maria Bonita devia guia-os. Se Lampião e os outros anciões do Rio de Janeiro estavam reunidos com as bestas da lua isso significava que eles tinham alguma relevância na geopolítica da cidade maravilhosa e assim ficava ainda mais complicado que os novatos saíssem procurando pistas a torto e a direito. Só que de qualquer forma não poderiam ficar parados, não depois dessa noite em que aparentemente toda a sociedade amaldiçoada do Rio se reunira na Ilha Fiscal.

- Se Luiz Fellipe não fizer objeção eu fico com as obrigações da família frente à cidade. - ele respondeu à cangaceira, depois de pensar um pouco.

_________________
Não mexe comigo, que eu não ando só
Eu não ando só, que eu não ando só
Não mexe não!
avatar
John Smith

Mensagens : 180
Data de inscrição : 26/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Luiz Filippi, brujah

Mensagem  Luiz Filippi em Qua Out 02, 2013 10:44 pm

*Filippi franze a testa pensativo com o que diz Maria Bonita. Julgara que os mais velhos do clã fossem assumir a primigênie e fica surpreso em saber que não. Ele mesmo não tem essa expectativa para si, e é um alívio quando Jorge se propõe para a função. Sabe que é novo demais: fora o mais jovem dos "anarquistas", o grupo que durante anos lutara em Joinville para tirar a cidade ao Sabá - e que ao vencer se unira para construir a Camarilla da cidade; todos, menos Bruna, é claro, mas Bruna sempre fora uma anarquista à parte: ouvia o príncipe Germano, Germano a ouvia e confiava nela. Ele, Filippi, fora honrado com o cargo de xerife e a imediata autorização para abraçar, mas fora bem instruído de que isso era mais que sua então juvenil idade lhe garantiria.*

*Mas os anos haviam se passado, por quase 40 anos ocupara essa função, e por outros oito voara muito mais longe e alto, trabalhando na Europa lado a lado com investigadores de alto gabarito da Camarilla. Agora está muito mais velho e tem uma experiência que, bem sabe, é inigualável para alguém de sua idade. Há algo que ninguém estaria tão gabaritado para fazer.*

- Muito bem, de minha parte está perfeito, Jorge. Eu ambiciono outra coisa *lança um olhar para os dois companheiros de clã Eu quero ser o xerife. Em quantos somos? Só nós quatro?

_________________
Carisma 4
Aparência 2
Qualidade: bad boy
Idade aparente: 43
Altura: 1,90 m
avatar
Luiz Filippi

Mensagens : 216
Data de inscrição : 26/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Lucas Boaventura | Jessica Montecchio

Mensagem  Lucas Boaventura em Qui Out 03, 2013 12:45 am

O Ventrue sorriu com a incredulidade nas palavras e no rosto da bela Jessica e lhe respondeu:

"- Nosso amigo militar está acostumado a estar no comando e não ser contestado quando toma decisões. Velhos hábitos da época em que foi mortal... E nós sabemos que velhos hábitos são difíceis de mudar."

Lucas tomou um tempo olhando Luís Alves se afastar para ter com os Malkavianos. O Duque era mesmo uma figura e tanto, que exigia uma postura diferente de se lidar. Pelo visto Jessica não havia percebido isso ainda, o que poderia gerar conflitos futuros. Voltou a olhar para a vampira e prosseguiu.

"- Não nos preocupemos com isso por hora senhorita. DIga-me, o que a trouxe a cidade? Tens famiglia aqui?"

_________________
Lucas Boaventura - Ventrue
Voz Encantadora
Aparência: 4
Status: 3
avatar
Lucas Boaventura

Mensagens : 81
Data de inscrição : 27/08/2013
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Emilie - Malkavianos, Luís Alves

Mensagem  Emilie Blanc em Qui Out 03, 2013 5:06 pm

O olhar vazio de Conselheiro foi o prenúncio da tensão fria que se formou entre ele e Luís. A malkaviana se perguntou porque o velho militar havia vindo até Conselheiro se, pelo que tudo indicava, ela era seu desafeto.
Pela resposta de Luís Alves, o ventrue não tinha consciência disso ou talvez tivesse subestimado o ancião, capaz de ver muito além das aparências.

A loira virou seus olhos desconfiados para Luís assim que ele respondeu a sua pergunta, e por mais que suas palavras a agradassem ela podia sentir que sob o sutil véu da adulação se escondiam segundas intenções. Mas como o próprio Conselheiro havia cedido o espaço a ele, restava a Emilie ficar atenta e descobrir quais eram as reais motivações do ventrue, que talvez até fossem benéficas para os malkavianos.

Com um sobressalto, a dançarina se mexeu na cadeira assim que Patrick lhes dá o aviso, desta vez, prestando mais atenção nas informações passadas pela bela voz. Até falando palavrão aquele timbre conseguia ser apreciável.
Depois de terminar de ouvir sobre as aberrações que o exército iria mostrar Emilie começou a rir. Se lembrou do comentaria de rádio, mencionado pelo taxista, que falava sobre satanismo, bandas de metal e drogas pesadas. Talvez os milicos estivessem se inspirando nele...
- Eles estão muito criativos! - comentou a dançarina, ainda com o riso nos lábios. - devem ter lido muito mangá... Vamos torcer para que o povo acredite nessa história e que, mais uma vez, a Máscara seja salva. Só tem uma coisa que me intriga. Será que o exército inventou essa ficção científica por conta própria, para lidar com uma situação que eles não sabem direito o que é ou será que tem um ou mais imortais puxando as cordinhas por trás?
Ela lança um olhar sugestivo para Luís Alvez, mas logo se volta novamente para seus companheiros, descruzando e recruzando suas pernas novamente.
avatar
Emilie Blanc

Mensagens : 433
Data de inscrição : 02/09/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Horazio - Hildegrand Elboá - Stradivarius Von Xinchua

Mensagem  Ragnar em Sex Out 04, 2013 5:58 pm

François de início apenas escutou o que Stradivarius tinha a falar, após ouvir tudo e ver que o mesmo se referia a todos como se fosse o líder dos recém chegados pensa...
"Audácia... Alguém aqui precisa realmente de lições de como se portar perante seu clã!"
Dá um sorriso de leve a Stradivarius e volta-se ao centro das atenções, ao Anfitrião Horazio.

Depois de ouvir tudo ele se dirige a Horázio:

- Meu caro, peço a palavra. Depois de ver como tudo saiu em perfeita harmonia esta noite, se restavam dúvidas a alguém podemos ter a certeza de que não a possui mais. Sabemos que nossa política em suas mãos sairá em tão perfeita harmonia quanto esta festa. Nós do Clã das Rosas é quem temos que manter tudo e todos dentro dos conformes, não somos apenas a beleza, somos muito mais do que isto e nesta cidade, que sinceramente achei que não seria tão bela quanto é, sabemos que somos os únicos capazes de deixar em ordem e para isto, o Clã das rosas é o único que está preparado para assumir o Principado.

O toreador tem a convicção de que este é o único clã que poderia assumir o principado, afinal, não basta ter uma bela cidade, precisamos dela limpa e bem comandada e nada melhor do que um toreador para fazer isto.
Quando Horázio oferece o brinde, mesmo sem poder beber o toreador brinda com todos, mas não pode tomar o Champagne...

Off - Não possui a habilidade necessária para poder ingerir alimentos...
avatar
Ragnar

Mensagens : 87
Data de inscrição : 28/08/2013
Idade : 27
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Luís Alves - Emilie Blanc

Mensagem  Luís Alves em Sex Out 04, 2013 7:21 pm

Luís Alves olha para Emilie enquanto a cainita tece seus comentários acerca do exército. Quando ela termina seu raciocínio, Alves emenda um comentário rápido:

_ Desde que retornei ao rio, retomei o controle do exército, piá. Segurança e pacificação são minhas especialidades. E qual é a tua?

_________________
Luís Alves de Lima e Silva - Duque de Caxias
Aparência 5 - Sedutor
avatar
Luís Alves

Mensagens : 96
Data de inscrição : 04/09/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Emilie - Luís Alves, Malkavianos,

Mensagem  Emilie Blanc em Sex Out 04, 2013 8:46 pm

A loira arqueia a sobrancelha com uma expressão sagaz, acreditando que o ventrue havia captado sua indireta e estaria por trás da manutenção da Máscara dentro do exército. Ela balança a cabeça com aprovação.
- Parece que o senhor teve muito trabalho, Luís Alves, e ainda vai ter.

A segunda pergunta inflama um sorriso malicioso e deliciado no rosto da malkaviana. Com um olhar misterioso e lascívio, Emilie fita profundamente Luís Alves enquanto se levanta de sua cadeira.
- Minha especialidade é para ser vista, não dita.

A balarina dá alguns passos atrás da mesa, ouvindo por algum tempo a música clássica que tocava no salão e no momento seguinte, já estava dançando. Como se não houvesse sequer preparação prévia de base inicial, e seus balanços de quadris, dobras de perna e giros de braços lhe fossem tão naturais quanto um passo para frente ou para trás. Seus movimentos eram belos e delicados, dotados de uma disciplina precisa, mas enérgica.



Sua pequena apresentação termina com uma bem executada pirueta, que a trás de volta até a mesma cadeira onde estivera sentada, e após a pose final, ela se senta graciosamente, de pernas cruzadas, com o ar blasé de quem não tivera feito mais do que ter ido até um lado do salão e voltado.
- Claro que isso foi apenas uma pequena demonstração. Meu potencial de fato fica reservado aos meus espetáculos.
avatar
Emilie Blanc

Mensagens : 433
Data de inscrição : 02/09/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Beatrice - Ian / Eva - Luiz Filippi / Brujahs

Mensagem  Beatrice Verlanghieri em Sex Out 04, 2013 10:22 pm

A Tremere aceita de bom grado o lugar que Ian puxa para ela, limitando-se a uma mesura cortês. Presta atenção em Eva Kramer, sem fazer qlqr gesto ou dar a entender qualquer coisa, até que o asiático fala sobre tecnologia humana como uma forma de inovar a magia do sangue e, neste momento, a Tremere abre um sorriso divertido unido à um olhar malicioso:

- Não sei qual o método de trabalho que teremos aqui no Rio, magi.... mas meus estudos, minhas pesquisas, minhas...contribuições... Não são para ficarem presas à  tecnologia humana. Poderia ser...desastroso.... além de deveras limitador. Receio que às inovações que trago comigo, sr. Tokunaga, são de um tipo menos robótico....e mais sombrias.

E então ela volta-se para Eva, não sem antes deixar de perceber uma mulher - que julgava ser uma lunática - dançando no meio do salão, sem dúvidas querendo atenções. E ela conseguira a sua, ao menos por um segundo, e uma nota mental para ser considerada mais tarde... Aquele tipo de distração inútil poderia ser bem utilizado em algum momento oportuno. É quase imperceptível o estreitamento no olhar de Beatrice, mas quando ela volta a encarar sua irmã de clã, a sombra viperina já abandonara seus traços e um novo sorriso se forma em seu rosto, era muito simpática...talvez até demais.

- Mas creio que possamos conversar sobre isto em nossa Capela, Srta. Kramer... Como todas as outras coisas que desejo saber e que quero compartilhar. Devo pedir agora vossa licença, pois ainda esta noite um Erudito se apresentou à mim e eu não desejo ser descortês com um membro de outro clã... Nos encontramos em breve, suponho...

E com uma cumprimento educado, a Tremere se levanta e parte, outra vez como uma sombra, deslizando pelo salão com uma postura firme e segura. Se aproxima da reunião do clã Brujah, fazendo-se ser notada à distância, para que não os interrompesse nem ouvisse algo que não lhe fosse destinado....apenas pára, olhando Luiz Filippi alguns passos além, em sua linha de visão e com um olhar significativo que passava-lhe a mensagem que desejava falar-lhe assim que possível...
avatar
Beatrice Verlanghieri

Mensagens : 84
Data de inscrição : 11/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Eva Kramer - Ian Tokunaga

Mensagem  Narrador em Sab Out 05, 2013 9:28 am

Assim que Beatrice se retira, Eva comenta com Ian:

'- Como a Magus Verlanghieri disse, as inovações das quais eu comentava eram inovações taumatúrgicas. A Tecnologia humana é algo muito ultrapassado para nós, a não ser que o senhor me diga que é um tecnomagi e, nesse caso eu apreciaria muito que me falasse brevemente sobre seus estudos, Senhor Tokunaga.'
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Maria Bonita | Mattheus Olston - Jorge Silva | Luiz Filippi

Mensagem  Narrador em Sab Out 05, 2013 9:35 am

Quando Filippi termina de perguntar se são apenas eles, um homem se aproxima pela diagonal do Brujah, se posicionando entre ele e Jorge e colocando uma mão no ombro de cada um dos Brujahs e dando um aperto firme para chamar atenção - e soltando o ombro logo em seguida - enquanto dizia:

'- Somos cinco. E eu também tenho interesse em ser o Primógeno e o Xerife dessa cidade. Acho que tenho braços suficientemente fortes pra isso.'

Diz sorrindo e falando com os outros Brujahs:

'- Mattheus Olston, ao dispor camaradas!'

Olston era um nome de quem os demais já deveiram ter ouvido falar em alguma vez. Era um guerreiro e nada mais. Onde havia guerra, ele lá estava e tinha sido um combatente da Camarilla na guerra do Sabá na Costa Oeste. Maria Bonita olha pro trio e diz:

'- Bem vindo Mattheus, a gente ainda tá discutindo quem vai ser o quê e quem tiver mais apto pras função vai assumir as função. Aqui não tem puliticagem, é efirciência e...'

Então, Maria Bonita nota Beatrice olhando pra Filippi:

'- Quê que aquela prigueti albina tá te olhando, Filippi?'

avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Horazio Pezzini | Hildegrand Elboá - François Durriex | Stradivarius Von Shinchuá

Mensagem  Narrador em Sab Out 05, 2013 10:32 am

Horazio abre um discreto sorriso depois das palavras de François e Hildegrand toma a palavra dizendo:

'- Eu faço minhas as palavras do Monseuir Durriex, Sr. Pezzini. E acredito que o Sr. Chinchila também está de acordo. Uma cidade como essa merece ser conduzida por alguém com a graça e a sabedoria que só nós, filhos de Arikel, possuímos.'

O anfitrião sorri e comenta:

'- Fico feliz com essas manifestações. Vejo que vocês não tem problemas em saber que um de vocês será o Primógeno de nossa Casa e, caso alcancemos o principado, será o Príncipe do Rio de Janeiro. Imagino que ambições habitam em vossos corações mas, antes que elas subam à vossas cabeças, o mais importante... '

Horazio toma mais um gole de Champagne e segue dizendo:


'- Os Ventrue estão muito bem colocados nessa corrida e fazem questão de nos deixar a um segundo plano. Eles mantém boas relações diplomáticas com os brutos da ralé, os asquerosos dos esgotos e os traiçoeiros usurpadores. Como que os senhores e a mademoiselle pretendem reverter esse quadro?'
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Antônio Conselheiro | Luna Strongest | Terry Constantine - Luís Alves | Patrick Bateman

Mensagem  Narrador em Sab Out 05, 2013 10:41 am

Conselheiro não deixa barato o comentário de Alves e apenas responde com um sorriso no rosto:

'- Não vejo a República como algo menos opressor do que foi o Império escravista, Senhor Alves...'

Emilie e Alves começam uma conversa enquanto Patrick seguia firme no seu tablet e respondia ao comentário da Malkaviana sobre a ação do exército:

'- Se vão cair eu não sei, mas que eles arrumaram uma prova científica para isso. Arrumaram. Seja quem fez isso, fez bem feito. Tem DNA modificado, tem amostra da droga, amostra dos andróidas, enfim, vão transformar o Rio de Janeiro numa Tóquio mas vão colocar a máscara no lugar e até com um certo antídoto prévio.'

As conversas prosseguem e Luna comenta agora com Luís Alves:


'- Você sabia disso, Senhor Alves. Devemos creditar à realeza tamanha façanha?'
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Jéssica Montecchio - Lucas Boaventura

Mensagem  Narrador em Sab Out 05, 2013 10:45 am

A Ventrue olha umas duas vezes na direção de Luís Alves e então volta a responder Lucas dizendo:

'- É uma pena ele ainda não estar acostumado, mas terá que se acostumar pois não vim pra cá para obedecer ordens de ninguém. Se quisesse obedecer cegamente, tinha entrado no exército.'

Diz sorrindo a Ventrue que volta a dar um rumo na conversa ao responder para Lucas:


'- Pode-se dizer que sim, tenho famiglia aqui na cidade. E negócios também. Excelentes negócios. Essa cidade é um poço de oportunidades e acho que qualquer Ventrue que tenha um mínimo de noção de colocação sabe que aqui é um local onde a nossa casa tem tudo para prosperar e iniciar a recuperação dos territórios latino-americanos. E você? Que projetos o trazem para essa cidade Sr. Boaventura?'
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Luís Alves - Emilie - Conselheiro - Luna / Malkavianos

Mensagem  Luís Alves em Sab Out 05, 2013 1:52 pm

O comentário de Conselheiro sobre o exército imperial não atinge os brios de Duque de Caxias. O Malkaviano estava certo e não havia o que contra-argumentar. O exército de Caxias exterminou metade da população do Pará. Duas cidades inteiras no Maranhão. Combateu a e venceu a Guerra dos Farrapos e exterminou toda a população masculina do Paraguay acima de 16 anos.

"Mas a causa valia a pena" - Pensou Luís Alves silenciosamente.

Quando Emilie se levanta e dança pela sala dando uma pequena amostra de graciosidade e beleza, Luís Alves se vira inteiramente para ver o espetáculo com um sorriso no rosto. A cena o agrada e ele chega a balançar a cabeça acompanhando os passos da moça com se também ouvisse uma música em sua mente.

_ Bravo, senhora Emilie! Bravo e tanto, pois! Quando for apresentardes em espetáculo não se esqueça de me avisar!

Luís ainda estava se ajeitando na mesa quando foi novamente interpelado por um lunático. Dessa vez Luna o perguntara sobre a extensão da influência ventrue sobre os fatos. Como bom comandante, Alves deu todo o crédito aos soldados. Afinal, são eles que estão na linha de frente.

_ Os mortais não precisam de nós para construírem as fantasias mais hipócritas e ordinárias. Dê a um soldado a missão de manter a segurança e a ordem e verás como nós brasileiros somos comprometidos com a Nação. Contanto que dureza da verdade esteja afastada de suas mentes, eles continuarão vivendo suas fantasias. E o exército brasileiro é um especialista em proteger e afastar a verdade dos seus cidadãos.

_________________
Luís Alves de Lima e Silva - Duque de Caxias
Aparência 5 - Sedutor
avatar
Luís Alves

Mensagens : 96
Data de inscrição : 04/09/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Emilie Blanc

Mensagem  Emilie Blanc em Sab Out 05, 2013 2:38 pm

Assim que termina de falar, o corpo, até então inquieto da malkavina, fica estático na cadeira. Rígido, como uma estátua de marfim. Seus provocadores olhos castanhos claros, agora parecem se perder no vazio, longe de qualquer um dos membros da Camarilla.

Sua expressão impassível não se altera nem com o elogio inflamado de Luís Alves. As maquinações do exército, que tanto haviam interessado a malkaviana agora não merecem sequer uma virada sorrateira de olhos dela.

Era como se a bela bailarina não fosse mais que uma boneca de caixinha, cuja música havia acabado.
avatar
Emilie Blanc

Mensagens : 433
Data de inscrição : 02/09/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Horazio - Hildegrand Elboá - Stradivarius Von Xinchua

Mensagem  Ragnar em Sab Out 05, 2013 6:52 pm

Após ouvir o que Horazio falou, o toreador pensa de forma rápida, e apesar de odia aqueles monstros que vivem nos esgotos ele se fosse necessário se aliaria a eles, prossegue dizendo a Horazio:

- Seigneur Horazio, posso resolver uma parte do problema... Que os ratos de esgoto obtêm todas as informações da cidade todos nós sabemos, porém, posso me aliar a um deles... Uma troca de favores... Em pouco tempo poderemos ter ao menos um deles ao nosso lado, o que de certa forma já nos ajudaria para obter as informações do parte de baixo da cidade.
- Quanto aos usurpadores não se preocupe, basta jogarmos o jogo deles e deixar que eles mesmo se enforquem com sua própria corda, e se não o fizerem, podemos dar uma ajudinha - Abre um leve sorriso quando termina esta frase - Aos Ventrues, eles vivem de política, dominamos a política e alguns comércios desta cidade e arrancamos o seu maior tesouro, a sua dignidade, o que convenhamos, não é tão difícil... Se eles acham que o Clã das rosas não está preparado para lidar com esta ralé, estão enganados, estamos e vamos dar um jeito neles em breve. Não será uma tarefa fácil, porém, tenho certeza que em breve estaremos no comando desta cidade e vamos colocar um-a-um em seu lugar.

O toreador olha para os demais membros para ver a reação dos mesmos e saber se o que havia falado havia sido aprovado ou não.
avatar
Ragnar

Mensagens : 87
Data de inscrição : 28/08/2013
Idade : 27
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [ELLISIUM] Ilha Fiscal

Mensagem  John Smith em Sab Out 05, 2013 8:14 pm

Ele estava prestes a responder à Luiz Filippi quando sentiu um toque em seu ombro. Uma mão firme segurou em Jorge e se apresentou como o quinto membro do clã brujah no Rio de Janeiro. Talvez um obstáculo ao que ele almejava, um cargo na corte. Talvez não. Quem sabe com isso pudessem avançar?

Esperou que Matteus se apresentasse e que Maria Bonita fizesse as vezes de anfitriã. Enquanto isso ele pensava. Nesse intervalo de tempo surgiu uma provável vantagem no jogo que ele estava disposto a fazer. Percebeu a aproximação da tremere Beatrice e, só nesse instante, respondeu ao último brujah, num tom de voz baixo, mas que não impedia os que estavam próximos de ouvirem.

- Mattheus talvez possamos ir além dos cargos de primogeno e xerife para o clã brujah. - ele afirmou com uma expressão neutra no rosto - Pelo que eu saiba o Rio de Janeiro ainda não tem um príncipe.

_________________
Não mexe comigo, que eu não ando só
Eu não ando só, que eu não ando só
Não mexe não!
avatar
John Smith

Mensagens : 180
Data de inscrição : 26/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Luís Alves - Emilie Blanc

Mensagem  Luís Alves em Sab Out 05, 2013 8:34 pm

Ao perceber que Emilie entrara em algum tipo de transe ou atonitamento, Luís sente-se preocupado ao mesmo tempo que confuso. Teria a segurança do Eliseum sido quebrada? Estava a malkaviana sob efeito de alguma agressão sobrenatural? Só teria uma forma de se assegurar. Luís olha para os lados, verifica se tudo está ok, se os demais membros da corte estão tranquilos. Em seguida, aproxima-se um pouco de Emilie e, em um tom de voz preocupado e baixo, pergunta com carinho e preocupação.

_ Tudo bem, bailarina piá?

_________________
Luís Alves de Lima e Silva - Duque de Caxias
Aparência 5 - Sedutor
avatar
Luís Alves

Mensagens : 96
Data de inscrição : 04/09/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Emilie - Conselheiro, Luís Alves, Malkavianos

Mensagem  Emilie Blanc em Dom Out 06, 2013 3:49 pm

Percebendo bruscamente não estar mais onde acreditava estar, Emilie reage com um berro.
- NÃAAAAAOOO!!!
Levantando-se da cadeira, ela se esquiva de Luís Alves, precipitando-se até Conselheiro. Deveria ser o único capaz de entendê-la. Segurou as vestes dele, aproximando seu rosto do ouvido do ancião, e sussurrou-lhe algo, muito baixo, apenas para ele ouvir.

Ela afrouxa lentamente suas mãos das roupas dele, e conforme se afasta, o olhar perturbado da malkaviana, fitando o ancião vai retomando o auto-controle. Quando se vira para Luís Alves, chega até a dar um sorriso, ainda que bizarro e insano.
- Me parece que o senhor está pouco familiarizado com as peculiaridades de nosso clã. - ela dá uma risada cristalina - Eu estou bem, nunca estive melhor...- seus olhos giram o ar, reflexivos - Não... talvez uma dança... uma dança sim elevaria meu estado de espírito...

Emilie estica subitamente os braços, segurando os pulsos do ventrue e puxando-o suavemente para si.
- Se habilitaria? Luis Alves.
avatar
Emilie Blanc

Mensagens : 433
Data de inscrição : 02/09/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Luís Alves - Emilie Blanc

Mensagem  Luís Alves em Dom Out 06, 2013 6:11 pm

Em um reflexo rápido, Luís Alves se levanta da mesa e leva a mão à cintura em busca do espadim de prata que sempre carrega consigo mas que, naquela situação especial, deixara junto com demais pertences no cais da marinha.

Luís repousa a mão direita que fora acionada em reflexo dentro do bolso da farda, como forma de disfarçar a tensão que vivera ali, naqueles poucos segundos. Seus olhos percorreram o ambiente, fitaram a reação dos demais membros: o velho militar ainda não estava convencido da segurança do local.

Quando Emilie corre para Conselheiro, fala algo ao seu ouvido e retorna sorrindo, pronto: era o suficiente para perceber que se tratava só de mais um surto psicótico malkaviano. Ela o puxa pelos braços para dançar, Luís se deixa levar tranquilo, sem resistências e com um aliviado sorriso diz:

_ Cuidado com movimentos bruscos, piá. Estamos em noites muito tensas. Pensei por um instante que a senhorita pudesse estar sob ataque.

E seus ombros relaxam conforme os passos evoluem e música toca.

_________________
Luís Alves de Lima e Silva - Duque de Caxias
Aparência 5 - Sedutor
avatar
Luís Alves

Mensagens : 96
Data de inscrição : 04/09/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Emilie - Luís Alves

Mensagem  Emilie Blanc em Dom Out 06, 2013 6:45 pm

Emilie segue arrastando Luís consigo até a pista do salão. Seu olhar é confiante, repleto de ousadia e com um tom enigmático.
- Sob ataque, dentro do Elísio? Teria que ser um inimigo habilidoso para quebrar as proteções deste local...
E puxa o ventrue junto a si, como se quisesse conduzí-lo na dança, e não o contrário. Entretanto a impressão é breve. Assim que a posição de valsa é formada a mão de Emilie sobre a do militar se torna leve como uma pluma, e o braço que envolve a cintura dele é suave como um roçar em suas vestes e Luís poderia se sentir capaz de girar o corpo dela tão facilmente quanto uma boneca de pano.
avatar
Emilie Blanc

Mensagens : 433
Data de inscrição : 02/09/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Luís Alves - Emilie Blanc

Mensagem  Luís Alves em Dom Out 06, 2013 6:57 pm

Ao sentir a leveza do corpo da dançarina, Luís pesa seu porte militar sobre a boneca de pano, enlaça sua cintura com sua mão esquerda, toma a condução com braço direito, olha em seus olhos e dá o primeiro passo. Sua face é fria mas seus olhos são penetrantes. Quem pudesse lê-los veria um homem cansado de mais de um século de guerras, porém ainda com um senso de dever inabalável.

_ O primeiro sinal de fraqueza de qualquer segurança é a confiança, senhora. Da mesma forma que é muito difícil atacar uma ilha, também é muito difícil evacuá-la. Qualquer conflito aqui deve ser até o fim... Não é atoa que os japoneses desenvolveram o Bushido.

Luís interrompe sua fala. Visivelmente teria mais coisas a dizer sobre a segurança do local mas decidiu-se por mudar o foco da conversa e prezar um tom mais ameno

_ Por falar em segurança, em breve estaremos fazendo planos de defesa e distribuindo funções. Eu gostaria de conversar com você sobre essas e outras coisas fora daqui. Você me daria essa honra também?  

_________________
Luís Alves de Lima e Silva - Duque de Caxias
Aparência 5 - Sedutor
avatar
Luís Alves

Mensagens : 96
Data de inscrição : 04/09/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Emilie - Luís Alves

Mensagem  Emilie Blanc em Dom Out 06, 2013 7:41 pm

Os passos de Emilie são graciosos e precisos, fazendo um ruído oco cada vez que batem no chão. Os olhos dela nem sempre se deixam atravessar pelo olhar penetrante do militar, volta e meio perdendo-se no vazio, mas quando se voltam aos dele são difíceis de interpretar dadas as emoções inconstantes que vão e voltam de sua superfície, volúpia e preocupação se alternam e se misturam em frações de segundos.

Ouve com atenção as definições que ele faz, acenando a cabeça com um ar de concordância. Um ar aguerrido franze as sobrancelhas da malkaviana quando ele fala em conflito e um brilho de interesse toma as pupilas dela quando ele menciona o código de conduta japonês.
- Conhece o Bushido, Senhor Alves?

Sutilmente, a bailarina começa a mover suas mãos, numa sugestão para que Luís acelerasse o ritmo da dança.
- Planos de defesa são o que a cidade mais precisa nesse momento e uma organização definida é ideal para que eles possam ser executados. Tenho expectativas de que a reunião de hoje ajude a definir tudo isso. Adoraria ouvir as suas ideias, Luís. Em que hora e local pretende dar início à essa conversa.
avatar
Emilie Blanc

Mensagens : 433
Data de inscrição : 02/09/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [ELLISIUM] Ilha Fiscal

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 5 de 29 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6 ... 17 ... 29  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum