[CAERN] Alojamentos

Página 1 de 7 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[CAERN] Alojamentos

Mensagem  Narrador em Qua Set 04, 2013 1:43 pm

Área onde se ergueram cabanas para que alguns Garous possam morar dentro do Caern.



avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Coração-Sábio | Voz-da-Tempestade - Orgulho-de-Fenris | Pantaneiro | Vento-Escarlate

Mensagem  Narrador em Sex Out 17, 2014 7:48 am

Durante o caminho, tanto Anton quanto Irwain assumem a forma hominídea. Os dois seguem calados por grande parte do percurso e atravessam todo o alojamento até chegarem numa das mais humildes cabanas que haviam ali. Irwain abre a porta e convida os Garous a entrarem e quando entram oferece:

'- Aceitam um chá?! Acho que adoçaria um pouco um assunto tão amargo de se conversar.'

Anton acena a cabeça aceitando a bebida e ali mesmo, na sala que também era uma mini-cozinha, o Philodox começa a esquentar água no fogão de lenha.


Coração-Sábio
Raça Pura 5 - Fúria 3



Voz-da-Tempestade
Raça Pura 4 - Fúria 3
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Draven Fangs (Crinos/Hominideo) - Pantaneiro / Hal / Portadores da Luz Interior

Mensagem  Draven Fangs em Sex Out 17, 2014 7:55 am

O Cria de Fenrir segue a dupla ao lado de seu Alpha. Certamente aquela caminhada era boa para conhecer as partes do Caern que ainda não conhecia. Finalmente o grupo chega até os alojamentos do Caern, um lugar humilde, mas que lembrava muito as cabanas onde Draven passou boa parte de sua vida de filhote.

Assim que chegam o Theurge retoma a forma humana e quando a oferta de chá é feita o Fenrir responde:

- Se tiver cerveja, hidromel... Eu aceito... Se não água já esta de bom tamanho.

Estava louco para tomar alguma coisa desde que chegou no Caern e a oferta do Portador fez sua vontade voltar com mais força ainda.

_________________
Hominídeo - Theurge - Cria de Fenrir - Trovão de Mijonir
Carisma 03
Aparência 02
Raça Pura 03
Fúria 05
Idade: 22 anos
Altura: 1,90
Peso: 100kg
avatar
Draven Fangs

Mensagens : 274
Data de inscrição : 08/05/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Yasmine - Pantaneiro - Draven - Hal - Anton - Irwain

Mensagem  Yasmine P. Jawani em Sex Out 17, 2014 12:17 pm

Yasmine seguia pantaneiro, Draven, Hal e os dois Portadores que convidam o grupo a entrar em uma cabana bem modesta. Oferecem um chá e Yasmine sorri, lembrando-se que ainda não tinha se apresentado. Draven fala com os Portadores presentes e Estrela Cadente o faz logo em seguida.

-Boa noite senhores. Sou Yasmine Penda Jawani, Estrela Cadente, Cliath, Ragabash, Impura e faço parte da Titãs a partir desta noite...também sou uma Portadora da Luz Interior e é um prazer conhecê-los.

Ela faz uma reverência oriental breve e continua:

-Aceito um pouco de chá se não for incomodar.

A calma de Yasmine era quase tão grande quanto a de seus irmãos de tribo.

-Precisam de ajuda com as bebidas?

Se aproxima do Philodox para tentar ajuda-lo com as xícaras.

_________________
Portador da Luz Interior - Ragabash - Impura - Cliath
Defeito de Impuro: Albina
Carisma: 2
Aparência: 2
Idade: 26 anos
Qualidade perceptível: Sem Cheiro/Inodoro
avatar
Yasmine P. Jawani

Mensagens : 161
Data de inscrição : 10/09/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Coração-Sábio | Voz-da-Tempestade - Pantaneiro | Orgulho-de-Fenris | Estrela-Cadente | Vento-Escarlate

Mensagem  Narrador em Sex Out 17, 2014 2:15 pm

Os dois Portadores cumprimentam e se apresentam para Yasmine. Anton pega uma jarra de barro que tinha sobre a mesa e um dos copos do mesmo material e entrega a Draven, servindo um copo de água ao Fenris. Irwain comenta com Yasmine:

'- Não precisa se preocupar, Yasmine. Isso aqui é simples. Fique à vontade...'

Irwain coloca a água para esquentar enquanto separa as ervas e vai misturando-as enquanto a água ainda esquentava. Mexia com uma colher de pau tranquilamente e um aroma agradável começa a tomar conta daquela humilde cabana.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Hominídeo

Mensagem  "Hal" - Vento Escarlate em Sex Out 17, 2014 3:12 pm

Hal - Titãs, Coração-Sábio, Voz-da-Tempestade

Heitor assume a forma hominídea e acompanha os seus irmãos de tribo e matilha em silêncio... Eles são conduzidos até os alojamentos, até as estruturas mais humildes de lá.
Entrando na casa, Hal remove os sapatos (EM OFF: Posso assumir que eles são dedicados, já que eu tava em crinos? São só sapatos dedicados... Razz).
Seu treinamento com Yao-Fei fora conduzido em um local semelhante e ao se lembrar de ter de carregar baldes de água na ponta de bastões apoiados nos ombros, as pernas de Hal já começam a querer doer.
"A memória é o diário que carregamos sobre nós mesmos" ele lera uma vez.
Vendo que sua irmã se apresenta, Hal decide fazer o mesmo. Já estavam em local tranquilo, poderiam conversar à vontade. Mantendo a etiqueta, Heitor começa:

" - Com licença... Eu sou Heitor Scherer, Vento-Escarlate, ahroun dos Portadores da Luz Interior e membro da Titãs desde a última noite... É uma honra conhecer meus irmãos de tribo, Coração-Sábio e Voz-da-Tempestade."

O tom de voz de Hal é sereno. Sua mente, enfim, se aquietara e nada se ouve no jardim japonês, exceto pelo som da água caindo e um rouxinol ao fundo.

" - Humildemente, eu aceito um pouco do chá..."

Heitor aguarda até que um dos anfitriões se sente.

_________________
"Hal": Vento-Escarlate
Hominídeo - Ahroun - Portadores da Luz Interior - Cliath
Aparência 2 (nada de chamar a atenção)
Carisma 2 (introspectivo)
Fúria 6
Mestiço (oriental)
Aparenta estar em meados dos 20 anos
avatar
"Hal" - Vento Escarlate

Mensagens : 195
Data de inscrição : 03/02/2014
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Draven Fangs (Hominideo) - Titãs / Portadores da Luz Interior

Mensagem  Draven Fangs em Sex Out 17, 2014 3:26 pm

O Cria de Fenrir aceita o copo d'agua um tanto desapontado. Parecia que era mais facil achar um foco da Wyrm do que bebida alcoolica naquele Caern.

- Obrigado...

Diz o Theurge encarando o corpo d'agua e dando três grandes goladas em seguida. A bebida refrescava, mas não matava a verdadeira sede do Cria de Fenrir.

Vendo que Hal também iria aceitar o tal "chá" o Cria de Fenrir diz:

- Vou querer um pouco disso também... Se for possivel...

Draven então termina de beber seu copo d'agua e seca a boca com as costas da mão que segurava o recipiente. Só esperava que aquela bebida pelo menos tivesse um pouquinho de alcool.

_________________
Hominídeo - Theurge - Cria de Fenrir - Trovão de Mijonir
Carisma 03
Aparência 02
Raça Pura 03
Fúria 05
Idade: 22 anos
Altura: 1,90
Peso: 100kg
avatar
Draven Fangs

Mensagens : 274
Data de inscrição : 08/05/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Coração-Sábio | Voz-da-Tempestade - Pantaneiro | Orgulho-de-Fenris | Estrela-Cadente | Vento-Escarlate

Mensagem  Narrador em Sex Out 17, 2014 5:02 pm

Os dois Portadores também se apresentam para Vento-Escarlate. O chá fica pronto e é servido por Irwain para todos os presentes. Um pouco de chá fica sobre uma pequena mesa, na jarra (também de barro). Os Portadores se acomodam e comentam:

'- Bebam um pouco, vai aquecer a alma e isso vai refletir no corpo.'

Os Portadores bebem um gole da bebida e aguardam que os outros também o façam.


OFF GAME: Ao beberem o chá, uma sensação de paz e alívio tomará conta do corpo dos Garous que recuperarão 1 ponto de Força de Vontade.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Draven Fangs (Hominideo) - Titãs / Portadores da Luz Interior

Mensagem  Draven Fangs em Dom Out 19, 2014 10:46 pm

O Cria de Fenrir recebe a bebida quente e encara o copo de barro por alguns instantes. Aquilo não parecia saboroso. Draven aproxima o nariz para sentir o cheiro. Aparentemente nada de álcool.

Um tanto desapontado o Theurge decide beber o que tinha no copo, afinal não podia recusar uma hospitalidade.

A bebida era surpreendentemente boa e revigorante. Por mais que não fosse feita com nada alcoólico, ela parecia ser feita de pura paz. Com certeza aquele seria um daqueles momentos em que a mente do Garou lhe levaria para sua infância em uma cena feliz, mas o Theurge não tinha nenhuma que pudesse ser despertada por comidas ou bebidas.

Enquanto tomava mais um gole do tal chá o Garou aproveita para perguntar:

- Isso é algum tipo de dom?

Ergue um pouco o copo de barro para dar aos Portadores a certeza de que falava sobre o chá e suas propriedades de recuperação.

_________________
Hominídeo - Theurge - Cria de Fenrir - Trovão de Mijonir
Carisma 03
Aparência 02
Raça Pura 03
Fúria 05
Idade: 22 anos
Altura: 1,90
Peso: 100kg
avatar
Draven Fangs

Mensagens : 274
Data de inscrição : 08/05/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Coração-Sábio | Voz-da-Tempestade - Orgulho-de-Fenris | Pantaneiro | Vento-Escarlate | Estrela-Cadente

Mensagem  Narrador em Seg Out 20, 2014 5:37 am

Irwain é quem responde à Draven. O Portador é muito simpático e fala com uma voz calma e pausada:

'- É apenas uma receita antiga que faz parte da nossa cultura tribal, Orgulho-de-Fenris.'
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Yasmine - Pantaneiro - Draven - Hal - Anton - Irwain

Mensagem  Yasmine P. Jawani em Seg Out 20, 2014 8:55 am

A ajuda não era necessária, segundo Irwain. Ela sorri e nada diz. Estava ansiosa pelo chá e Hal entra a cabana logo em seguida, aceitando um copo de chá, assim como ela. Draven bebe sua água, mas Yasmine pensou por um instante que não era realmente aquilo que ele queria, talvez fosse só impressão sua.

Não demora para receber sua caneca simples com o chá. Yasmine adorava chá. Ela sente o aroma saindo da caneca e suspira fundo, como se estivesse degustando uma boa comida ou um bom vinho. Depois assoprou o chá um pouco e bebericou de leve a água quente. O chá era revigorante. Parecia ter algum encanto, alguma magia antiga nele. Já bebera daquele chá antes, no Caern de Nova Iorque, mas nunca teve a oportunidade de aprender a fazê-lo.

Falou depois que Draven conseguiu a sua resposta do irmão de tribo.

-O chá está delicioso Irwain....depois eu poderia incomodá-lo para aprender a receita?

Sorriu e bebeu mais um gole.

_________________
Portador da Luz Interior - Ragabash - Impura - Cliath
Defeito de Impuro: Albina
Carisma: 2
Aparência: 2
Idade: 26 anos
Qualidade perceptível: Sem Cheiro/Inodoro
avatar
Yasmine P. Jawani

Mensagens : 161
Data de inscrição : 10/09/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Coração-Sábio | Voz-da-Tempestade - Pantaneiro | Orgulho-de-Fenris | Estrela-Cadente | Vento-Escarlate

Mensagem  Narrador em Seg Out 20, 2014 1:11 pm

O Portador da Luz Interior responde Yasmine:

'- Será um prazer irmã. Será sempre bem-recebida em minha cabana. Posso lhe ensinar qualquer dia, basta aparecer para uma visita.'

O Portador era simpático com sua irmã de tribo.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Luke McFionn "Pantaneiro" (Hominídeo) - Todos/ Voz-da-Tempestade e Coração-Sábio

Mensagem  Luke McFionn - Pantaneiro em Seg Out 20, 2014 3:53 pm

Luke assente positivamente e acompanha os portadores até os alojamentos. No meio do caminho volta para sua forma hominídea e seguia também calado como eles. A cabana deles era bem humilde, mas Pantaneiro não era do tipo que reparava nisso. Logo ao entrar, diante do oferecimento do Coração-Sábio de um chá, Pantaneiro nota que Draven prefere uma cerveja ou um hidromel. Gostou daquilo. Iria aproveitar o pedido do Fenris pra se embriagar, porém, na verdade preferiria mesmo beber uma pinga ou uma catuaba. Era mais forte e combinava mais com seu gosto, no entanto, quando viu uma jarra de água ser servida enquanto o chá era preparado, ficou sem saber se tomava ou se recusava. Não tava com sede, mas o fato de ficar pensando na pinga e na catuaba o deixava confuso. Preferiu o silêncio para não ser mal educado enquanto ainda não decidia o que tomar.

Observou as apresentações de Hal e de Yasmine. Enquanto isso os Titãs ia servindo o chá e Pantaneiro ia ficando curioso com os comentários. Aparentemente aquele chá era bom.

"Será que tem cogumelo nesse chá?"

Já tinha tomado uns chá de cogumelo uma vez em Mato Grosso e se lembrou de ter visto disco voador, vaca com asa, cavalo com rabo de peixe, carneiro mergulhador, onça-pintada cor de rosa, calango de três pernas, jabuti com rabo de macaco, capivara sem pelo e jacaré com escama de cobra, por isso decidiu aceitar. Vai saber o que poderia ver ali no Caern. Foi até a mesa, serviu um pouco em um copo e deu uma golada. Gostou e sentiu um alívio imediato, revigorante, uma sensação muito boa. Matou o resto no copo e serviu mais tomando um lugar para se sentar.

Disse então para os Portadores:

- Esse chá é baum demais! Rapaiz, tá loco, xômano! Nem as Catuaba Pantaneira que eu tomava lá na minha terra deixava a gente tão bem quanto esse chá. Faz bem em aprender a receita Yasmine, tenho certeza que o resto da matilha vai gostar de experimentar.

Sorriu para a Portadora e sorrindo também para Voz-da-Tempestade e Coração-Sábio, disse para os dois:

- Obrigado pela recepção aqui na cabana do cêis e tamém pelo chá e tamém pelo tempo. Agradeço tamém a atenção em nome da Titãs e é uma pena que a ocasião nos faiz ter que conversar de um assunto tão ruim, porém importante para a Seita.

Apesar da sensação boa, Pantaneiro foi ficando um pouco mais sério. Focou sua atenção especialmente nos Portadores e completou:

- Desculpa meu jeito direto, mais como já tinha falado pro cêis o objetivo da conversa antes, o que cêis sabe sobre esse Vento-Dilacerante e sua espada Relâmpago-Atado que o cêis pode passar pra nóis? Como eu tinha dito, Hal, foi jurado de morte por ele e isso é uma preocupação nossa, assim como a da Seita em sabe quem é ele e o que ele pode causar. A gente sabe muito pouco sobre ele, ou melhor, não sabemo nada. Ele sumiu antes que nóis desse um fim nesse maldito.

Procurava ser o mais educado possível, mas não havia como não ser direto. Não tinham tanto tempo assim para gastar visto que logo mais tinha uma mini-assembleia.

_________________
Fianna - Cliath - Ahroun - Hominídeo - Irmandade de Herne
Ambidestro / Magnetismo Animal / Coragem Infecciosa / Ascendência Notável
Raça Pura 05
Aparência 05
Fúria 06
avatar
Luke McFionn - Pantaneiro

Mensagens : 145
Data de inscrição : 16/03/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Yasmine - Pantaneiro - Draven - Hal - Anton - Irwain

Mensagem  Yasmine P. Jawani em Seg Out 20, 2014 4:33 pm

Irwain aceita ensinar a receita do chá revigorante quando ela quisesse e aparecesse por ali. Shane e Tom poderiam gostar também e seria uma receita compartilhada entre muitos.

-Obrigada.

Pantaneiro se serve de um pouco de chá e fala sua língua estranha mais uma vez. Pelo que ela pôde entender, ele tinha gostado da bebida e acatara que Yasmine aprendesse a fazer aquele chá raro. Ficou um pouco tímida diante do sorriso de Pantaneiro, mas conseguiu sorrir de volta a ele. Mas não disse nada.

Ouviu a conversa de pantaneiro com os outros dois Portadores e ficou sabendo que Hal tinha sido jurado de morte por alguém. Então era isso que estavam ali para fazer, para saber quem era Vento Dilacerante. Olhou para Hal e ponderou se o irmão de tribo estava preparado para a futura provação que ele passaria. Yasmine poderia ajudar de alguma forma. Talvez ensinar a arte do kailindô, caso ele ainda não soubesse e estivesse disposto a aprender. Tomou mais um gole de chá e sentiu o aroma da caneca mais uma vez tentando descobrir que tipo de ervas estavam naquela bebida milagrosa.

_________________
Portador da Luz Interior - Ragabash - Impura - Cliath
Defeito de Impuro: Albina
Carisma: 2
Aparência: 2
Idade: 26 anos
Qualidade perceptível: Sem Cheiro/Inodoro
avatar
Yasmine P. Jawani

Mensagens : 161
Data de inscrição : 10/09/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Coração-Sábio | Voz-da-Tempestade - Orgulho-de-Fenris | Pantaneiro | Vento-Escarlate | Estrela-Cadente

Mensagem  Narrador em Seg Out 20, 2014 6:44 pm

Irwain toma um gole de chá e depois de ouvir o agradecimento de Yasmine (e retribuir o mesmo com um sorriso) e ouvir os relatos de Pantaneiro, o Portador da Luz Interior colocou o copo com o chá de lado e falou, olhando para o líder dos Titãs:

'- A Relâmpago Atado é uma das armas mais lendárias de nossa tribo. Sua lâmina fez uma história de Glórias que impôs o medo aos nossos inimigos. Ela aumenta as capacidades do seu portador, além de ser uma arma incrível. Se ela está nas mãos da Wyrm, nós temos que recuperá-la.'

Voz-da-Tempestade interrompe e inclui:

'- Ela estava perdida e o último relato que tive foi que ela era a chave para prender um poderoso espírito e que por isso nunca mais foi vista.'

Coração-Sábio concorda com a cabeça:

'- Se ela foi pega, é sinal que o ritual foi quebrado e o espírito foi solto. E se ela está com Vento-Dilacerante, temos problemas. Ele é um indigno. Sempre flertou com o lado da Wyrm, sempre achou que o equilíbrio estava em alimentar a tríade em si e sempre bateu de frente com seu mentor, que o contestava em seus devaneios.'

É nesse momento que o olhar de Irwain encontra o de Hal e o Portador comenta:


'- Foi Yao Fei quem descobriu a traição de Vento-Dilacerante e seu pupilo, Vento-Da-Devastação. Foi ele quem os expulsou de China Town. Foi ele quem acabou matando Vento-Da-Devastação quando eles tentaram atacar o Caern com um grupo de Dançarinos ao qual se aliaram. Vento-Dilacerante é um estrategista e exímio guerreiro. Joga sujo, mas tem técnica e é um às do Kailindô. Sendo, inclusive, o criador de movimentos que foram proibidos após sua expulsão por serem considerados indignos e desleais.'
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Hominídeo

Mensagem  "Hal" - Vento Escarlate em Seg Out 20, 2014 9:59 pm

Hal - Titãs, Irmãos Portadores


" - Itadakimasu."

Hal sussurra antes de beber o chá, aprendera expressões de cortesia quando começara seu treino com Yao-Fei, seja com ele próprio, ou com os inúmeros antepassados com quem sonhara ou conversara...

Sentindo-se revigorado, Heitor aprova com um sorriso e fala assim que sua irmã de tribo pede a receita a Coração-Sábio e Voz-da-Tempestade:

" - O chá é realmente muito bom e é bem tempestivo o pedido de Yasmine..."

"Incrivelmente melhor do que a gororoba do velho..." Ele pensa. Mas talvez seu mestre fizesse o chá daquele jeito de propósito mesmo, ele se lembra de uma recepção em que Yao-Fei fizera o melhor gyõza que ele já provara...

O ambiente era humilde, hospitaleiro e realmente lembrava Hal de seu período como estudante de Yao-Fei. Sentindo-se nostálgico, ele acompanha a conversa dos amigos e, ouvindo as informações sobre o assassino de seu mestre, vê que é hora de dizer o que sabe e o que acha que sabe...

Mesmo que em sua cabeça, depois de saber sobre Vento-Dilacerante, ele tenha tido uma vontade muito grande de dizer: "Estou fodido".

" - Bem... Eu gostaria primeiro de agradecer pela companhia e pela recepção de vocês. Inclusive, o ambiente me faz sentir um pouco nostálgico, eu costumava passar o tempo entre os treinos em lugares tranquilos assim... Muito me honra estar em contato com mais irmãos de tribo."

Então ele vai ao assunto comentado:

" - Sobre Vento-Dilacerante, infelizmente, meu Mentor nunca me falou sobre ele... Acredito que ele devia ter seus motivos pessoais para não ter feito isso. É uma pena ter descoberto tudo isso nestas circunstâncias, mas sobre Relâmpago-Atado, eu havia conversado com Yao-Fei sobre isso e ele me dizia que se alguém tinha levado a espada, recuperá-la era emergencial... Entretanto, também não sabia sobre o espírito. Há alguma informação sobre este ser que ela selava?"

Hal continua, sereno em suas palavras (deve ser graças ao chá...):

" - Agora eu sei que me matar não é apenas um ato de extermínio da linhagem do meu mestre, mas também, vingança pessoal pelo aluno dele que se aliara à Wyrm e foi derrotado por Yao-Fei."

"Isso deve dar a ele mais determinação do que eliminar uma linhagem de estilo. Merda." Hal para por um segundo, como se refletisse, mas retoma, tomando um ar:

" - Eu pude ver suas habilidades do kailindô... Pude ver trechos da luta entre ele e meu Mestre. Ele não é um adversário inexperiente ou que se deixa cair por joguetes e fintas... Eu ainda não tenho certeza, mas ele aparenta ser um ancião, estou correto?"

Intercalando a pergunta, Hal retoma seu raciocínio como expusera antes aos seus aliados:

" - Outra coisa, ele me jurou de morte... Mas alguém poderoso como ele, na linha de frente da Wyrm não é algo tão fácil de encontrar... Eu não sei se estou certo, mas acredito que mesmo tendo me ameaçado, ele não vai lançar um ataque direto a nós. Ele estará ocupado, com a derrubada das colmeias e todo o trabalho que a Seita deu a ele esta noite..."

A imagem de Joshua, Essência-de-Balder, Essência-de-Justiça e tantos outros que caíram pairam na mente de Hal ao mencionar as últimas palavras...

" - Infelizmente, eu não pude aprender kailindô. Eu estava prestes a começar minhas lições, mas devido ao ocorrido, não pude iniciá-las... Então, até aqui, não sei se é prudente supor, mas ele poderia tentar lançar ataques contra nós, usando lacaios e membros menores, ao invés de um confronto direto?"

"Seria muito fácil para ele matar a todos nós, se viesse pessoalmente" Hal gostaria de dizer, mas ele não quer menosprezar a força de seus irmãos de matilha...

Heitor aguarda a resposta dos irmãos de tribo. Havia muito o que gostaria de conversar com eles, principalmente porque  não tem a intenção de fugir de um confronto... Mas se preparar para ele e MATAR o maldito, vingando a honra de seu mestre.

"Você já está morto, só não sabe disso ainda, mas morreu naquele instante" As palavras proferidas por Eric Draven em O Corvo com Brandon Lee ressoam na cabeça do Portador após a última fala. Um pio corvino é ouvido no jardim japonês de Hal... Nunca-Mais aprovaria isso.

_________________
"Hal": Vento-Escarlate
Hominídeo - Ahroun - Portadores da Luz Interior - Cliath
Aparência 2 (nada de chamar a atenção)
Carisma 2 (introspectivo)
Fúria 6
Mestiço (oriental)
Aparenta estar em meados dos 20 anos
avatar
"Hal" - Vento Escarlate

Mensagens : 195
Data de inscrição : 03/02/2014
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Luke McFionn "Pantaneiro" (Hominídeo) - Todos

Mensagem  Luke McFionn - Pantaneiro em Seg Out 20, 2014 11:08 pm

Os portadores então não demoraram e logo começaram a falar de Vento-Dilacerante e a Relâmpago-Atado. Prestava bem atenção em todos os detalhes e aquela história, se não fosse pelo caso da traição que deixava Pantaneiro extremamente puto, era bem interessante. Fazia sentido aos poucos conforme os Portadores iam contando. Quando terminaram, Hal também tratou de tecer seus comentários. Pantaneiro notava a preocupação do mesmo, afinal, era o dele que estava na reta. Diante do diálogo completou:

- Faiz sentido então Vento-Dilacerante quere a cabeça de Hal, no mínimo ele quer dá o troco pelo que Essência-da-Justiça fez com Vento-da-Devastação e aproveitando disso, espalhar o caos da Corruptora. Não tenho dúvida de que ele é um problema além dessa espada que tamém é outro grande problema, além dele tamém parecer ser um integrante importante da Legião. Eu consegui ver um pouco do combate dele com Yao-Fei antes de apagar, mais muito pouco e ainda assim deu pra ver que era um combate de alto nível, mais o que me preocupa não é as técnicas de alto nível. A técnica, por mais forte que possa ser ainda assim pode ser combatida com a técnica. Pode ser treinada, pode ser lida ou aprendida e assim combatida. O que me preocupa são esses movimentos proibidos que ele criou e foi expulso por usar eles. Esses sim nós temos que tomar cuidado e descobrir quais são o mais rápido possível. Esses movimentos pode pegar qualquer um de surpresa e custar a vida antes mesmo que quem seja atingido saiba o que tá acontecendo.

Olhou para Voz-da-Tempestade e também Coração-Sábio. Deixava claro suas preocupações e definitivamente estava claro que estavam à um pé atrás de Vento-Dilacerante.

- Outra coisa que me preocupa é além de nóis ter que dar um jeito de recupera essa espada o quanto antes, é sabe exatamente a dúvida de Hal, que é que tipo de espírito ela selou dentro dela e qual as consequências dele ter sido solto e esse ritual quebrado. Ou como é esse espírito. Ou dependendo, quem sabe, se esse espírito solto não leva nóis até essa espada assim nóis localizando Vento-Dilacerante.


Completou olhando para Hal e os outros Portadores.

- Uma coisa é certa: Vento-Dilacerante não é nada bobo, mais é um covarde. Fugiu feito um rato quando viu que tava levando a pior e ainda deixou seus comparsa morrê pra poder fugir. Não seria idiota de lançar um ataque direto nem mesmo se tivesse como fazer isso, e se fizesse, eu mesmo faria questão de arrancar seu pescoço pra trazer pra Seita. O que to querendo dizer é que ele parece ser do tipo que sempre tem uma carta na manga. Agora que ele sabe de Hal, de nóis, ele vai se armar do melhor jeito que ele pode pra um dia pegar nóis em um ataque direto ou indireto, preparado ou despreparado pra dar um fim em nóis, por isso temo que tá preparado mais do que ele o mais rápido possível, seja com esses truque que ele usa com essa espada e seja com essas técnica do Kailindô, Judô, "taikondô", Sumô, Karatê, "Jujitsu", Capoeira, box, briga de rua e o caralho a quatro. A próxima vez que nóis topa com ele já temo que saber bem o que ele pode fazer pra nóis fica ligeiro e pegar ele no contra-pé, e se não for nóis, seja lá quem for, tem que saber como ele poderá agir. Só tenho uma certeza até agora: os mistérios dele precisa ser desvendado, só assim ele vai cair, caso contrário, muitos de nóis ainda vai morrer batendo de frente sem entender qual é o jogo dele.

Voltou sua atenção para Voz-da-Tempestade e Coração-Sábio.

- Existe algum jeito de nóis descobri quais foram esses movimentos proibidos e indignos que ele usou e foi expulso? E por acaso cêis sabe tamém algo sobre esses espírito dessa espada que pode tá solto? Talvez ele pode ser uma aliado nosso, vai saber...

_________________
Fianna - Cliath - Ahroun - Hominídeo - Irmandade de Herne
Ambidestro / Magnetismo Animal / Coragem Infecciosa / Ascendência Notável
Raça Pura 05
Aparência 05
Fúria 06
avatar
Luke McFionn - Pantaneiro

Mensagens : 145
Data de inscrição : 16/03/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Yasmine - Pantaneiro - Hal - Irwian - Anton - Draven

Mensagem  Yasmine P. Jawani em Ter Out 21, 2014 8:18 am

O relato sobre Vento Dilacerante era terrível. O traidor da tribo dos Portadores era poderoso e ainda possuía um artefato prestigioso para a tribo. A matilha Titãs tinha um problema para resolver e mais que isso, um membro de sua matilha estava jurado de morte por ele e tinha que ser protegido. Não que Yasmine achasse que Vento Escarlate fosse incapaz, mas diante do relato de Coração Sábio e Voz da Tempestade, o problema era um pouco demais. Era realmente uma pena perder um membro dos Portadores para a corruptora.

O comentário de Hal sobre o pedido da receita do chá agrada a Portadora. O chá poderia ser uma benção para uma matilha cansada depois de uma missão, como aparentemente acontecia agora. Sorriu para vento Escarlate sem comentar nada pois a conversa estava bem séria. O relato de Hal sobre vento Dilacerante, pelo menos o que ele sabia até o momento é interessante. O que mais chama a atenção de Yasmine era que Vento Escarlate não sabia kailindô e ela poderia ensiná-lo. Iria ponderar sobre isso durante a conversa, mas Pantaneiro foi mais rápido.

Pantaneiro, assim como Hal, desejavam saber que tipo de espírito a espada lendária selava. Bebeu mais um gole do chá e com a mão direita tocou o ombro de Vento Escarlate, dizendo:

-Posso ensiná-lo se me permitir. Sou mestre em Kailindô, Vento Escarlate.

Aguardou a resposta do irmão de tribo e depois comentou, voltando sua mão direito para a caneca de barro que segurava com as duas mãos.

-Não acredito muito que Vento Dilacerante mandará outros para cuidar de Vento Escarlate. Ele pode mandar servos da Wyrm para nos enfraquecer, mas duvido que deixará outro para dar um fim em Hal. Se ele jurou-o de morte, ele virá atrás dele mais cedo ou mais tarde. Mas como ponderamos aqui, acredito que mais tarde devido à queda das Colmeias. Mas o tarde pode ser tão efêmro que pode ser amanhã.

Sobre a espada ser a chave e poder denunciar Vento Dilacerante, era uma ideia interessante. Ou mesmo saber do tal espírito que ela eventualmente tenha libertado.

-A espada é uma chave....se pudermos localizá-la através dos espíritos, ou mesmo tentar descobrir o espírito que ela pode ter libertado, isso seria de grande valia. Algum Theurge poderia fazer isso? Confesso que sabia pouco a respeito da espada. Saber que ela era uma chave me surpreendeu.

Fala a todos e a ninguém específico.

_________________
Portador da Luz Interior - Ragabash - Impura - Cliath
Defeito de Impuro: Albina
Carisma: 2
Aparência: 2
Idade: 26 anos
Qualidade perceptível: Sem Cheiro/Inodoro
avatar
Yasmine P. Jawani

Mensagens : 161
Data de inscrição : 10/09/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Coração-Sábio | Voz-da-Tempestade - Pantaneiro | Orgulho-de-Fenris | Vento-Escarlate | Estrela-Cadente

Mensagem  Narrador em Ter Out 21, 2014 9:29 am

Os Portadores ouvem tudo que é dito com atenção. O primeiro a tomar a palavra é Voz-da-Tempestade que comenta respondendo, principalmente às primeiras indagações de Hal:

'- Quem sabia sobre esse espírito preso eram os antigos membros da sua matilha que não mais estão entre nós. Foi a Titãs, formada na época por Asa-da-Morte, Herança-Selvagem e Vingança-de-Freya quem descobriu que a Relâmpago Atado fazia parte de um ritual para prender um espírito poderoso dos pesadelos. Se não me engano, as criaturas conhecidas como Fadas, que são aliadas dos Fiannas, sabem algo sobre, mas nunca chegamos a ter esse contato.'

Coração-Sábio justifica:

'- Nem tivemos tempo, na verdade. Nossa dinâmica de matilha nos tomou quase todo tempo que tínhamos. A Seita vive noites agitadas demais de lá pra cá. Tanto é fato que a própria Titãs hoje, senta-se conosco para um chá, com uma formação totalmente diferente da que há algumas semanas descobriu que a Relâmpago Atado estava no Rio e que havia sido roubada por Vento-Dilacerante.'

O Philodox continua falando:

'- Acho que ele é um psicopata. E psicopatas planejam bem os seus passos. Se é uma vingança que consome a alma dele, duvido que ele terceirize o serviço. Acredito que ele virá atrás de você em pessoa, mas também acredito que pela formação tribal dele, será paciente e irá esperar a hora certa do bote.'

Incomodado com algumas palavras de Luke, Voz-da-Tempestade corrige o Fianna:

'- Kailindô não é uma arte marcial, é uma filosofia avançada de equilíbrio e autocontrole. Não compare a tradição dos Portadores da Luz Interior com as artes humanas que nós muito respeitamos. Não acredito que um espírito preso por um ritual que envolvia a espada sequer chegue perto dela novamente. Acho que esse espírito é um outro problema que irá nos atormentar em breve.'

Coração-Sábio volta a falar:

'- Quanto aos movimentos proibidos, só Essência-da-Justiça os conhecia. Ele foi o principal responsável pela proibição dos mesmos, era o maior juiz de nossa tribo em vida e sua palavra representava a nossa lei.'

Diante do comentário de Yasmine sobre ensinar Kailindô à Hal, Coração-Sábio se surpreende e comenta:


'- Estou surpreso de alguém tão jovem já ser mestre nessa arte tão nobre. Parabéns, Yasmine. Espero que possa realmente passar esse conhecimento que faz parte da nossa essência de ser para Vento-Escarlate. Ele precisa treinar para poder lutar com Vento-Dilacerante'.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Draven Fangs (Hominideo) - Portadores / Pantaneiro

Mensagem  Draven Fangs em Ter Out 21, 2014 9:52 am

O Cria de Fenrir tomava sua bebida em silencio enquanto ouvia os elogios de todos sobre a bebida. Com certeza aquilo era muito bom, mesmo não tendo álcool. Pantaneiro era quem mais se exaltava em relação a bebida, mas Draven apenas concorda com seu Alpha com um aceno de cabeça.

Eis que finalmente o assunto toma o rumo que todos esperavam e as conversas sobre o traidor começam.

Draven não dizia nada por enquanto, tentava apenas entender contra o que estavam lidando. E para sua surpresa o a arma lendária perdida dos Portadores era também uma chave para um espírito poderoso. Não fazia ideia do que era aquele ser, mas imaginava que se os Portadores soubessem já teriam dito.

Hal então se manifesta e Draven continua calado, apenas observava o irmão de matilha com o canto do olho.

Draven chega a pensar em falar, mas Pantaneiro havia sido mais rápido e o assunto prossegue. Os Portadores pareciam gostar muito de falar, e assim que os elogios pareciam querer tomar o rumo da conversa o Theurge pigarreia, chamando a atenção para si e diz:

- Eu... Posso dar um jeito...

O Garou faz um instante de silencio e então prossegue:

- Quanto às artes proibidas nós podemos perguntar ao próprio espírito do mentor de Hal. Ao menos ele deve ter uma noção do que vamos enfrentar e ai vocês pensam em como contra atacar isso...

O Fenrir olha então para Hal e diz:

- Vou pedir para Presa Sangrenta, meu aliado espiritual, que fique de olho em você pelos próximos dias. Vou barganhar também para ter pelo menos um espírito de olho em cada um de nós pela Umbra. Se o traidor realmente é bom é difícil prever seus passos, então temos que nos preparar pra tudo. Você precisa ir buscar a fêmea de seu mentor o quanto antes... Ele pode muito bem querer usar ela pra atrair você... Ela deve vir para o Caern que é o lugar mais seguro nessas condições

O Fenrir então para e olha para os mais antigos ali e diz:

- Vocês sabem pelo menos onde o traidor encontrou a arma? Posso tentar rastrear alguma ligação dela com algum espírito na Umbra. Uma coisa poderosa como essa não “surge” assim do nada sem chamar a atenção de alguém... Podemos até tentar perguntar pro tal Joshua, mas creio que é exigir demais do espírito dele se já formos perguntar sobre o Pendrive.

Pensava nas coisas que podia fazer tanto para resolver o problema como para ajudar Hal, pois imaginava que o Ahroun era quem tinha mais vontade de por um fim ao maldito. Se dependesse de Draven a gloria seria toda dele... Quando estivesse preparado.

_________________
Hominídeo - Theurge - Cria de Fenrir - Trovão de Mijonir
Carisma 03
Aparência 02
Raça Pura 03
Fúria 05
Idade: 22 anos
Altura: 1,90
Peso: 100kg
avatar
Draven Fangs

Mensagens : 274
Data de inscrição : 08/05/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Yasmine - Pantaneiro - Hal - Irwian - Anton - Draven

Mensagem  Yasmine P. Jawani em Ter Out 21, 2014 1:27 pm

As palavras dos dois irmãos de tribo apenas corroboram algumas informações que Yasmine ponderava. Vento Dilacerante realmente não iria mandar terceiros para fazer seu trabalho sujo. Disso ela tinha completa certeza. A certeza que ela não tinha era o tempo que este ataque iria demorar. Um dia? Uma semana? Um mês? Ela tinha medo que poderia ser ainda aquela noite. A Wyrm era louca e Vento Dilacerante parecia tão louco quanto ela segundo os relatos que ouvia.

Voz da Tempestade corrige Pantaneiro de forma sábia quando se tratava do Kailindô. Estrela cadente também pensava como Voz da Tempestade e tinha a filosofia de equilíbrio como sendo parte de sua vida. Ao fim das palavras dos dois Portadores, e a surpresa de Coração Sábio a respeito de a Ragabash ser mestra na arte de Kailindô, o que fez com que a pele albina do rosto da Portadora ficasse completamente vermelha de vergonha, ela diz:

-Obrigada pelos elogios, Coração Sábio. Me empenhei muito durante meus treinos para conseguir este nível de habilidade na arte do kailindô. E receber um elogio de um irmão de tribo me enche de alegria e orgulho.

Toma mais um gole de chá e percebe que a bebida havia terminado. Ela pousa a xícara de barro na mesa modesta da cabana e ouve as próximas palavras de Draven. O carrancudo Theurge da Titãs que nem precisava pigarrear para chamar a atenção, afinal, a cabana era pequena e falar era o suficiente.

As ideias de Draven eram muito boas. O Theurge com jeito de Ahroun poderia não ter muitos modos, mas sabia muito bem como agir e dar boas ideias para resolver problemas. Não pretendia comentar sobre onde a arma foi encontrada, mas a ideia dos espíritos era muito interessante. Deixaria Pantaneiro falar primeiro.

_________________
Portador da Luz Interior - Ragabash - Impura - Cliath
Defeito de Impuro: Albina
Carisma: 2
Aparência: 2
Idade: 26 anos
Qualidade perceptível: Sem Cheiro/Inodoro
avatar
Yasmine P. Jawani

Mensagens : 161
Data de inscrição : 10/09/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Coração-Sábio | Voz-da-Tempestade - Pantaneiro | Orgulho-de-Fenris | Estrela-Cadente | Vento-Escarlate

Mensagem  Narrador em Ter Out 21, 2014 2:15 pm

Voz-da-Tempestade é quem primeiro responde. Seu objeto de diálogo é o Fenris Draven, a quem diz:

'- A invocação de almas é um procedimento que está cada vez mais difícil. Não sei se você tentou invocar alguma alma recentemente, mas os relatos que eu tive davam conta de que isso está praticamente impossível. Não quero desanimá-lo, mas acho que é meu dever lhe informar que por algum motivo que ainda não sabemos isso não tem sido possível.'

Coração-Sábio comenta:

'- Talvez tenha algo a ver com a proximidade do apocalipse e as lendas do levantar dos caídos para a batalha final.'

O Theurge concorda:

'- Eu acredito nisso, mas não tenho certeza.'

A pergunta sobre onde o traidor encontrou a arma não é ignorada e Coração-Sábio é quem responde:

'- Tudo que sei é que foi num antiquário perto do ponto de encontro da matilha de vocês. Não temos maiores informações sobre isso. Íamos conversar com Herança-Selvagem sobre, mas ele deixou a seita antes de nos receber para uma conversa.'

Havia decepção na última fala do Portador que apenas sorri diante do comentário final de Yasmine.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Draven Fangs (Hominideo) - Portaodres da Luz / Pantaneiro

Mensagem  Draven Fangs em Ter Out 21, 2014 2:24 pm

A noticia dos Portadores da Luz Interior pareciam seriamente estranha. O Fenrir rapidamente questiona:

- Os ancestrais estão desaparecendo? Isso é sério?

De verdade, Draven nunca precisou convocar um espirito ancestral, por já ter seus proprios para auxiliarem eu suas duvidas, mas se aquela informação realmente era verdadeira era questão de tempo para que começasse a perder o contato com os seus.

Talvez aquilo fosse um problema que os Portadores estivessem passando e não toda a Nação. Fazia sentido já que a Tribo estava praticamente toda do outro lado do mundo. De qualquer forma descobriria isso depois, mas se os dois Garous estivessem certos ele precisava fazer alguma coisa.

- Antiquario? Já é um começo...

_________________
Hominídeo - Theurge - Cria de Fenrir - Trovão de Mijonir
Carisma 03
Aparência 02
Raça Pura 03
Fúria 05
Idade: 22 anos
Altura: 1,90
Peso: 100kg
avatar
Draven Fangs

Mensagens : 274
Data de inscrição : 08/05/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Coração-Sábio | Voz-da-Tempestade - Pantaneiro | Orgulho-de-Fenris | Estrela-Cadente | Vento-Escarlate

Mensagem  Narrador em Ter Out 21, 2014 2:32 pm

Voz-da-Tempestade responde ao Fenris:

'- Não estão desaparecendo. Quem tem vínculo com eles continua tendo e outros estão descobrindo, mas não estamos conseguindo invocá-los usando o Rito de Conjuração. Isso tem sido impossível...'

O Fenris, ao olhar para o Portador da Luz Interior, sem saber porque tem apenas uma certeza gritando em seu coração: ele iria morrer ainda naquela noite.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 5110
Data de inscrição : 27/01/2013
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://segredosdoapocalipse.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Draven Fangs (Hominideo) - Portadores da Luz Interior / Pantaneiro

Mensagem  Draven Fangs em Ter Out 21, 2014 2:43 pm

O Cria de Fenrir chega a abrir a boca para falar, mas nenhum som sai. Seu olhar trava completamente naquele Garou a sua frente. Uma sensação ruim vinha em seu peito. O "cheiro da morte" estava naquele comodo, e ele vinha do Portador.

Draven ficava encarando o Voz-da-Tempestade como se estivesse tentando intimida-lo, mas ele buscava uma explicação do porque tinha tido aquela sensação.

- Voz da Tempestade... Você...

O Theurge não sabia a melhor forma para dar aquela noticia, então respira longamente e diz o mais direto possivel:

- O cheiro da morte... Eu posso senti-lo... E ele vem de você... Você vai morrer essa noite.

O Cria de Fenrir não parecia estar brincando nem um pouco, afinal aquilo era algo sério demais para se falar a outro Garou, principalmente por ele não ser um Fenrir.

_________________
Hominídeo - Theurge - Cria de Fenrir - Trovão de Mijonir
Carisma 03
Aparência 02
Raça Pura 03
Fúria 05
Idade: 22 anos
Altura: 1,90
Peso: 100kg
avatar
Draven Fangs

Mensagens : 274
Data de inscrição : 08/05/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [CAERN] Alojamentos

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 7 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum